Antonio Cañizares Llovera

Antonio Cañizares Llovera
Cardeal da Igreja Católica
Arcebispo de Valência
Hierarquia
Papa Francisco
Atividade eclesiástica
Diocese Arquidiocese de Valência
Nomeação 28 de agosto de 2014
Entrada solene 4 de outubro de 2014
Predecessor Dom Carlos Cardeal Osoro Sierra
Mandato 2014 -
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 21 de junho de 1970
Sinarcas
por Dom José María García de la Higuera
Nomeação episcopal 6 de março de 1992
Ordenação episcopal 25 de abril de 1992
Catedral de Ávila
por Dom Mario Tagliaferri
Nomeado arcebispo 10 de dezembro de 1996
Cardinalato
Criação 24 de março de 2006
por Papa Bento XVI
Ordem Cardeal-presbítero
Título São Pancrácio
Brasão
Coat of arms of Antonio Cañizares Llovera.svg
Lema FIAT VOLUNTAS TUA
Dados pessoais
Nascimento Utiel, Valência, Espanha
15 de outubro de 1945 (75 anos)
Nacionalidade espanhol
Progenitores Mãe: Pilar Llovera Hernández
Pai: Jerónimo Cañizares
Funções exercidas -Bispo de Ávila (1992-1996)
-Arcebispo de Granada (1996-2002)
-Arcebispo de Toledo (2002-2008)
-Prefeito da Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos (2008-2014)
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Dom Antonio Cañizares Llovera (Utiel, 15 de outubro de 1945), é um cardeal espanhol e atual Arcebispo Metropolitano de Valência.

BiografiaEditar

Terceiro filho de Jerónimo Cañizares, chefe dos telégrafos de Utiel, e Pilar Llovera Hernández (1915-2001), ambos originários de Benagéber. Ele residiu com sua família em Sinarcas em sua infância e juventude.[1] Estudou no Seminário Menor de Valência e no Seminário Maior de Valência, além da Pontifícia Universidade de Salamanca, onde obteve o doutorado em teologia, com especialização em catequese.[1][2]

Foi ordenado sacerdote em 21 de junho de 1970, em Sinarcas, pelo Arcebispo José María García de la Higuera, de Valência.[1][3] Na arquidiocese de Valência, foi vice-pároco e delegado para a catequese. Na arquidiocese de Madrid, foi professor de teologia catequética da Universidade de Salamanca, professor de teologia fundamental no Seminário Conciliar de Madrid, coadjutor da freguesia de "San Gerardo", diretor e professor do Instituto de Ciências Religiosas e Catequese "San Dámaso", responsável pela direção de estudos no Seminário de Madrid e membro de várias comissões e secretariados da Conferência Episcopal Espanhola.[1][2]

Eleito bispo de Ávila pelo Papa João Paulo II em 6 de março de 1992, foi consagrado em 25 de abril, na Catedral de Ávila, por Mario Tagliaferri, núncio apostólico na Espanha, coadjuvado pelo cardeal Angel Suquía Goicoechea, arcebispo de Madrid, e pelo cardeal Marcelo González Martín, arcebispo de Toledo.[1][2][3] Seu lema é "Fiat Voluntas Tua" que significa "Seja feita a Tua vontade".[1]

Promovido a arcebispo metropolitano de Granada em 10 de dezembro de 1996, foi nomeado membro da Congregação para a Doutrina da Fé, em 10 de novembro de 1996.[1] Foi transferido para a Arquidiocese de Toledo em 24 de outubro de 2002.[1][2][3]

Em 22 de fevereiro de 2006, foi anunciada a sua criação como cardeal pelo Papa Bento XVI, no Consistório de 24 de março, em que recebeu o barrete vermelho e o título de cardeal-presbítero de São Pancrácio.[1][3] No dia 9 de dezembro de 2008 foi nomeado pelo Romano Pontífice como Prefeito da Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos, substituindo o Cardeal nigeriano Francis Arinze.[1][2][3]

Em 8 de agosto de 2014, foi feito arcebispo metropolitano de Valência, pelo Papa Francisco.[1][2][3]

É membro dos seguintes dicastérios da Cúria Romana: Congregação para a Evangelização dos Povos e Pontifícia Comissão para a América Latina.[2]

ConclavesEditar

Referências

  1. a b c d e f g h i j k The Cardinals of the Holy Roman Church
  2. a b c d e f g Biografia no site do Vaticano
  3. a b c d e f Catholic Hierarchy

Ligações externasEditar


Precedido por
Felipe Fernández García
Bispo de Ávila
19921996
Sucedido por
Adolfo González Montes
Precedido por
José Méndez Ascensio
Arcebispo de Granada
19962002
Sucedido por
Francisco Javier Martínez Fernández
Precedido por
Francisco Álvarez Martínez
Arcebispo de Toledo
Primaz da Espanha

20022008
Sucedido por
Braulio Rodríguez Plaza
Precedido por
Fernando Sebastián Aguilar, CMF
Vice-Presidente da
Conferência Episcopal Espanhola

20052008
Sucedido por
Ricardo Blázquez Pérez
Precedido por
José Alí Lebrún Moratinos
Cardeal-Presbítero de
São Pancrácio

2006 — atualidade
Sucedido por
incumbente
Precedido por
Francis Arinze
Prefeito da Congregação para o
Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos

20082014
Sucedido por
Robert Sarah
Precedido por:
Carlos Osoro Sierra
Arcebispo de Valência
2014 — atualidade
Sucedido por:
incumbente
Vice-Presidente da
Conferência Episcopal Espanhola

2017 — atualidade