Arquidiocese de Sevilha

A Arquidiocese de Sevilha (Archidiœcesis Hispalensis) é uma arquidiocese da Igreja Católica situada em Sevilha, na Andaluzia. É fruto da elevação da diocese de Sevilha, criada no século III. Seu atual arcebispo é Josep Ángel Saiz Meneses. Sua é a Catedral de Santa Maria da Sede.

Arquidiocese de Sevilha
Archidiœcesis Hispalensis
Palácio arquiepiscopal
Localização
País Espanha
Território Diocesis sevilla.PNG
Dioceses sufragâneas Cádiz y Ceuta
Córdoba
Huelva
Islas Canarias
Jerez de la Frontera
San Cristóbal de La Laguna o Tenerife
Estatísticas
População 1941825
1886300 católicos[1]
Área 14 001 km²
Paróquias 263
Sacerdotes 650
Informação
Rito romano
Criação da diocese Século III
Elevação a arquidiocese Século IV
Catedral Catedral de Santa Maria da Sede
Padroeiro Nossa Senhora dos Reis
Governo da arquidiocese
Arcebispo Josep Ángel Saiz Meneses
Arcebispo emérito Juan José Asenjo Pelegrina
Jurisdição Arquidiocese Metropolitana
Outras informações
Página oficial http://www.diocesisdesevilla.org/
dados em catholic-hierarchy.org

Possui 263 paróquias, contando com 97,1% da população jurisdicionada batizada.

HistóriaEditar

Sabe-se que a diocese existia desde o século III da era cristã. No século IV, foi elevada a arquidiocese.[2]

No século VII viveram ali os famosos arcebispos São Leandro e Santo Isidoro. O primeiro deles contribuiu para a conversão de Recaredo I e de São Hermenegildo e em 589 presidiu o III Concílio de Toledo. O segundo presidiu o IV Concílio de Toledo e era famoso por seus ensinamentos, para que mais tarde foi proclamado Doutor da Igreja.

Entre 1145 e 1251, a arquidiocese foi suprimida.

Após a Reconquista, a maioria das mesquitas da cidade foram transformados em igrejas, mas Santa María la Blanca, Santa Cruz e San Bartolomé foram concedidos aos judeus como sinagogas. A catedral foi erguida sobre a base da grande mesquita, construída pelo Emir do Aljama que foi reconstruída em 1171 pelo califa almóada Yacub bin Yusuf.[3] A torre do sino da famosa Giralda é um trabalho de Almançor. Para obter a orientação do ano litúrgico, quando a mesquita foi transformada em uma catedral, sua largura era o comprimento da nova igreja dividida em duas partes, de que a menor foi separada do resto por uma balaustrada e uma grelha para obter a capela real.

Na sequência da descoberta da América, da Arquidiocese de Sevilha estendeu sua jurisdição territorial para o Novo Mundo. Quando nos anos 1510 foram estabelecidas as primeiras dioceses americanas, de Sevilha tornaram-se sufragâneas.[2] O jurisdição metropolita de Sevilha nas Américas terminou em 12 de fevereiro de 1546, com a elevação à categoria de arquidiocese de Santo Domingo, na Cidade do México e de Lima.[2]

Em 22 de outubro de 1953, perde parte do seu território para a ereção da Diocese de Huelva.[2]

Em 3 de março de 1980 perde nova parte para a ereção da Diocese de Jerez de la Frontera.[2]

PreladosEditar

Nome Período Notas
Arcebispos
121º Josep Ángel Saiz Meneses 2021- Atual
120º Juan José Asenjo Pelegrina 2009-2021 Arcebispo emérito
119º Carlos Cardeal Amigo Vallejo, O.F.M. 1982-2009
118º José María Cardeal Bueno y Monreal 1957-1982
117º Pedro Cardeal Segura y Sáenz 1937-1957
116º Eustaquio Cardeal Ilundain y Esteban 1920-1937
115º Enrique Cardeal Almaraz y Santos 1907-1920 Nomeado Arcebispo de Toledo
114º Salvador Castellote y Pinazo 1906
113º Marcelo Cardeal Spínola y Maestre 1895-1906
112º Benito Cardeal Sanz y Forés 1889-1895
111º Bienvenido Monzón y Martín Puente 1885
110º Zeferino Cardeal González y Díaz Tuñón, O.P. 1883-1889 Nomeado Arcebispo de Toledo
109º Joaquín Cardeal Lluch y Garriga, O.C.D. 1877-1882
108º Luis Cardeal de la Lastra y Cuesta 1863-1876
107º Manuel Joaquín Cardeal Tarancón y Morón 1857-1862
106º Judas Tadeo José Cardeal Romo y Gamboa 1847-1855
105º Francisco Javier Cardeal de Cienfuegos y Jovellanos 1824-1847
104º Romualdo Antonio Mon y Velarde 1816-1819
103º Luis María Cardeal de Borbón y Vallábriga 1799-1814 Nomeado Arcebispo de Toledo
102º Antonio Despuig y Dameto 1795-1799 Nomeado Patriarca de Antioquia
101º Alfonso Marcos de Llanes Argüelles 1783-1795
100º Francisco Javier Cardeal Delgado y Venegas 1776-1778 Nomeado Patriarca das Índias Ocidentais
99º Francisco Cardeal de Solís y Folch de Cardona 1755-1776
98º Luis Antonio Jaime Cardeal de Borbón y Farnesio 1741-1754 Renunciou ao sacerdócio
97º Luis de Salcedo y Azcona 1722-1741
96º Felipe Antonio Gil Taboada 1720-1722
95º Manuel Cardeal Arias y Porres, O.S.H. 1702-1717
94º Jaime de Palafox y Cardona 1684-1701
93º Ambrosio Ignacio Spínola y Guzmán 1668-1684
92º Antonio Paiño Osorio 1663-1669
91º Pedro de Urbina Montoya, O.F.M. 1658-1663
90º Pedro de Tápia, O.P. 1652-1657
89º Domingo Cardeal Pimentel y Zúñiga, O.P. 1649-1652
88º Agustín Cardeal Spínola Basadone 1645-1649
87º Gaspar Cardeal de Borja y Velasco 1632-1645 Nomeado Arcebispo de Toledo
86º Diego Cardeal Guzmán de Haros 1625-1631
85º Luis Fernández de Córdoba Portocarrero 1624-1625
84º Pedro Castro y Quiñones 1610-1623
83º Fernando Cardeal Niño de Guevara 1601-1609
82º Rodrigo Cardeal de Castro Osorio (de Lemos) 1581-1600
81º Cristóbal Rojas y Sandoval 1571-1580
80º Gaspar Cardeal de Zúñiga y Avellaneda 1569-1571
79º Fernando Valdés 1546-1568
78º García Cardeal de Loaysa y Mendoza, O.P. 1539-1546
77º Alfonso Cardeal Manrique de Lara y Solís 1523-1538
76º Diego de Deza, O.P. 1504-1523
75º Juan Zúñiga y Pimentel 1504
74º Diego Cardeal Hurtado de Mendoza y Quiñones 1485-1502
73º Iñigo Manrique de Lara 1483-1485
72º Alonso I de Fonseca y Ulloa 1464-1473 Pela segunda vez
71º Alonso I de Fonseca y Ulloa 1454-1460 Nomeado Administrador apostólico de Santiago de Compostela
70º García Enríquez Osorio 1442-1448
69º Gutierre Álvarez de Toledo 1439-1442 Nomeado Arcebispo de Toledo
68º Diego de Anaya Maldonado 1435-1437 Pela segunda vez
67º Juan de Cerezuela y Urazandi 1433-1435 Nomeado Arcebispo de Toledo
66º Diego de Anaya Maldonado 1417-1420 Deposto
65º Alfonso de Egea 1403-1417
64º Gonçalo de Mena y Roelas 1393-1401
63º Pedro Álvares Albornoz 1379-1390
62º Fernando Álvares Albornoz 1371-1379
61º Pedro Cardeal Gomes Barroso de Albornoz 1369-1371
60º Alfonso Fernando de Toledo y Vargas, O.E.S.A. 1363-1366
59º Nuño de Fuentes 1349-1361
58º Juan Sánchez 1323-1348
57º Fernando Gutiérrez Tello 1303-1323
56º Juan Almoravid de Elcarte 1299-1302
55º Sancho González 1295-1299 Pela segunda vez
54º Gonzalo 1295
53º Sancho González 1294-1295
52º García Gutiérrez Tello 1289-1294
51º Fernando Pérez 1286-1289
50º Raimundo de Losana 1259-1286
49º Felipe 1251-1258 Renunciou, não recebeu a consagração
48º Clemente 1144-1145
47º Juan II ?
46º Julián III 937-?
45º ? 864-?
44º Recafredo 850-860
43º Juan I 839-850
42º Teodula ? Nomeado Arcebispo de Toledo
41º Julián II ?
40º David ?
39º Mendulano ?
38º Humeliano ?
37º Aspidio ?
36º Teodulfo ?
35º Elías ?
34º Nonito 711-?
33º Oppas ?-711 Nomeado Arcebispo de Toledo
32º Sisberto ?
31º Gabriel 694-?
30º Faustino 693-?
29º Félix 688-693 Nomeado Arcebispo de Toledo
28º Floresindo 682-688
27º Julián ?-681
26º Bracario ?
25º Fugitivo 656-?
24º Antonio 641-655
23º Honorato 636-641
22º Isidoro 600-636
21º Leandro 579-600
20º Esteban II ?-578
19º Reparato ?
18º Jacinto ?
17º Teódulo ?
16º Esteban I ?
15º Pigasio ?
14º Crispino 522-?
13º Laureano ?
12º Salustio 517-519
11º Maximiano 496-510
10º Asfalio 486-496
Zenón 472-486
Oroncio 462-472
Savino II 461-462 Pela segunda vez
Epifanio 441-461 Arcebispo ilegítimo
Savino II 441
Marciano 418-441
Glaucio 395-418
Gemino 372-395
Semproniano ?-372
Arcebispos-coadjutores
Juan José Asenjo Pelegrina 2008-2009
José María Bueno y Monreal 1954-1957
Bispos
Semproniano 349-? Elevado à Arcebispo
Deodato 326-349
Evidio 303-326
Savino I 287-302
Marcelo ?
Bispos-auxiliares
Santiago Gómez Sierra 2010-2020 Nomeado Bispo de Huelva
Rafael Bellido Caro 1973-1980 Nomeado Bispo de Jerez
Antonio Montero Moreno 1969-1980 Nomeado Bispo de Badajoz
Juan Antonio del Val Gallo 1969-1971 Nomeado Bispo de Santander
José María Cirarda Lachiondo 1960-1968 Nomeado Bispo de Santander
Marcelo Spínola y Maestre 1880-1884 Nomeado Bispo de Coria
Manuel María León González y Sánchez 1876-1877 Nomeado Bispo de Jaén
Calixto Castrillo y Orniedo 1861-1863 Nomeado Bispo de León
Vicente Román y Linares, O. Praem. 1826-1835
Miguel Fernández Flórez, O.F.M. Obs. 1817-1822
Juan Acisclo de Vera y Delgado 1801-1815 Nomeado Arcebispo (título pessoal) de Cádiz
Manuel Cayetano Muñoz Benavente 1797-1814
Agustín Ayestarán y Landa 1772-1796 Nomeado Bispo de Córdoba
Isidro Alfonso Cavanillas 1753-1755 Nomeado Bispo de Zamora
Francisco de Solís y Folch de Cardona 1749-1752 Nomeado Arcebispo (título pessoal) de Córdoba
Domingo Pérez Rivera 1741-1771
Manuel Tercero Rozas, O.E.S.A. 1727-1752
José Esquivel Castillejos, O.P. 1717-1738
Pedro Francisco Levanto Vivaldo 1703-1715 Nomeado Bispo de Badajoz
Francisco Domonte, O. de M. 1680-1681
Melchior de Escuda Aybar 1671-1679
Juan Riquelme 1668-1671
Diego Gatica, O. de M. 1658-1667
Juan Arroyo 1654-1656
Alonso Godina 1629-1630
Luis Camargo Pacheco 1622-1665
Juan de la Sal 1608-1630
Lorenzo Mongiò Galatino , O.F.M. Obs. 1606-1610 Nomeado Arcebispo de Lanciano
Francisco de Vera-Villavicencio , O. de M. 1603-1613 Nomeado Bispo de Perpignan-Elne
Michael Fitzwalter 1596-? Nomeado Bispo de Kerry (o Ardfert) e Aghadoe
Sebastián de Perea (Pesca) 1587-1607
Gaspar de Torres , O. de M. 1570-1584
Alfonso de Sanabria 1541
Sebastián Obregón, O.S.B. 1534-1559
Francisco de Jaén (Ilhaen), O.S.Io.Hieros. 1530
Martín Cabeza de Vaca, O.P. 1508-1534
Juan Laso de la Vega, O.S.A. 1506-1516
Pedro Montemolín, O.P. 1500
Reynaldo Romero , O.P. 1488-1507
Administradores apostólicos
Pedro Cardeal González de Mendoza 1474-1482
Pietro Cardeal Riario, O.F.M. Conv. 1473-1474
Alonso II de Fonseca 1460-1464
Juan Cardeal de Cervantes 1448-1453
Lope de Olmedo 1431-1433

Referências

  1. Dados de 2017
  2. a b c d e Hierarchia Catholica
  3. Aula Hernán Ruiz (2010). fidas.es, ed. «La montaña hueca». Consultado em 1 de outubro de 2010 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Arquidiocese de Sevilha