Abrir menu principal
Bang!
Álbum de estúdio de Anitta
Lançamento 13 de outubro de 2015 (2015-10-13)
Estúdio(s)
  • Studio U.M.
  • Studio Fibra
Gênero(s)
Duração 42:35
Idioma(s) (em português)
Formato(s)
Gravadora(s) Warner Music
Produção
Cronologia de Anitta
Meu Lugar
(2014)
Solo
(2018)
Singles de Bang!
  1. "Deixa Ele Sofrer"
    Lançamento: 16 de julho de 2015 (2015-07-16)
  2. "Bang"
    Lançamento: 9 de outubro de 2015 (2015-10-09)
  3. "Essa Mina É Louca"
    Lançamento: 14 de janeiro de 2016 (2016-01-14)
  4. "Cravo e Canela"
    Lançamento: 5 de maio de 2016 (2016-05-05)

Bang (estilizado como Bang!) é o terceiro álbum de estúdio da artista musical brasileira Anitta, lançado originalmente em 13 de outubro de 2015 pela Warner Music.[1] O álbum alcançou a terceira posição entre os mais vendidos no Brasil, vendendo 250 mil cópias até janeiro de 2016.[2] Deste, foram retirados os singles "Deixa Ele Sofrer", a faixa homônima, "Essa Mina É Louca" e "Cravo e Canela". Como produtores executivos do álbum, Anitta, Umberto Tavares e Mãozinha colaboraram com diversos profissionais, incluindo Rafael Castilhol, Pedro Dash, Jeff, Dan e Breder.[2]

Índice

AntecedentesEditar

Logo após o lançamento do último single do álbum Ritmo Perfeito, "No Meu Talento", Anitta confirmou que estava trabalhando em novas músicas para o projeto sucessor do mesmo.[3] Os estilos das faixas foram mantidos em segredo até "Deixa Ele Sofrer", a primeira música de trabalho do disco, pois não haviam sido divulgadas prévias oficiais do que se trataria o álbum. Trechos de algumas músicas como "Me Leva a Sério" já haviam vazado na Internet desde meados de junho. Em setembro, a cantora comentou sobre seu novo álbum: "Estou muito focada no meu CD. Vem uma nova Anitta aí e vou mudar o visual", ainda comentando sobre seu sonho de ter uma carreira internacional e a possibilidade de realizá-lo no ano seguinte.[2]

Arte da capaEditar

A capa do álbum foi feita pelo artista brasileiro Giovanni Bianco. Ela mostra a cantora numa foto em preto e branco, mas com detalhes em colorido, com a língua pra fora e um óculos escuros com seu nome escrito. De acordo com Bianco, a cantora lhe passou "um briefing muito precioso: 'Quero e preciso falar com as crianças e com os adultos. Meus fãs têm todas as idades. Quero algo divertido, pop, feliz', e essa foi a minha inspiração total".[4] Segundo Anitta, foi a primeira vez que teve coragem de deixar todo o processo sob responsabilidade de outra pessoa. "Pedi para ele fazer uma arte que mostrasse força. Ele fez com o 'bang', mas era para ser provisório. Gostei tanto que resolvi compor uma música com esse título", disse.[5] Para Gabriel Justo da revista Capricho, a capa o fez lembrar de "Bang Bang", single das cantoras Jessie J, Ariana Grande e Nicki Minaj, e o detalhe do nome "Anitta" escrito no óculos lembrava de longe a capa do álbum Unapologetic, da cantora Rihanna.[6] Poucas horas após a divulgação da capa, ela repercutiu nas redes sociais e virou meme entre fãs e famosos, que divulgaram fotos imitando a pose da cantora na capa.[7][2]

Lançamento e divulgaçãoEditar

Anitta divulgou trechos das letras de todas as músicas de Bang através do site "descubrabang.com", em ordens aleatórias e sem nomes.[8] Na madrugada do dia 9 de outubro de 2015, quatro dias antes do lançamento oficial, o álbum foi disponibilizado para download em um site de domínio chinês.[9] O link original logo foi retirado do ar, mas, por conta da rápida propagação o disco foi hospedado em outras dezenas de sites para download.[2]

Em 23 de agosto de 2015, Anitta foi ao Domingão do Faustão, da Rede Globo, e cantou "Deixa Ele Sofrer" com um figurino composto apenas por uma camisa social larga branca.[10][11] Em 25 de outubro, ela voltou ao programa para divulgar Bang. Ela apresentou a faixa-título enquanto vestia um vestido preto transparente com algumas estrelas.[12] Em novembro, a cantora foi ao Encontro com Fátima Bernardes da mesma emissora para apresentar "Bang". A apresentadora dançou a coreografia junto com Anitta, tornando-se viral na internet.[13][2] No mês seguinte, outra apresentação foi feita no Programa Xuxa Meneghel da Rede Record junto com o single anterior.[14] Em dezembro, após ganhar o prêmio de melhor cantora no Melhores do Ano de 2015, Anitta apresentou a canção.[15] Em janeiro de 2016, Anitta foi ao programa Mais Você apresentado por Ana Maria Braga e cantou a faixa juntamente com "Deixa Ele Sofrer", vestindo um short e jaqueta amarelos.[16] A cantora apresentou "Bang" e "Essa Mina É Louca" acompanhada de Jhama no Caldeirão do Huck em 13 de fevereiro de 2016.[2] Em março, ela retornou ao Domingão do Faustão e cantou "Essa Mina É Louca" acompanhada novamente por Jhama.[17] No mês seguinte, em sua estreia como apresentadora no Música Boa Ao Vivo do Multishow, ela cantou novamente a canção.[18] Em julho, no mesmo programa, Anitta apresentou a mesma faixa, mas desta vez acompanhada pela banda Aviões do Forró.[19]

RecepçãoEditar

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Veja Positiva[20]
Notas Musicais      [21]
G1 Positiva[22]
Supertenimento      [23]
Aratu Online      [24]
Pop de Botequim Positiva[25]
Território da Música      [26]

Bang recebeu críticas positivas dos críticos de música. Luís Lima, da revista Veja, disse em reportagem que "Bang é sonoramente mais ousado e experimental que os dois anteriores - Anitta (2013) e Ritmo Perfeito (2014). Mas os três guardam uma característica em comum: a maioria das letras aborda temas relacionados ao amor e ao empoderamento feminino."[20] Rodrigo Ortega e Braulio Lorentz do portal G1 disse que "no geral, Bang mira com precisão no pop, embora erre o alvo tantas vezes. Quando acerta, aí é para matar."[22] Mauro Ferreira, do site Notas Musicais, disse que Bang é o melhor álbum de Anitta e que era superior a seus dois álbuns lançados anteriormente. Ele classificou a faixa-título junto com as canções "Gosto Assim", "Deixa a Onda Te Levar" e "Me Leva a Sério" como as melhores do CD, mais negativou as faixas "Parei" e "Pode Chegar" dizendo que erram o alvo com suas batidas triviais e mais do mesmo. Ainda finalizou: "Bang! é disco pré-concebido em sala de marketing. Sua receita inclui doses calculadas desse marketing estratégico que posicionou Anitta como a cantora comercialmente mais poderosa do Brasil na atualidade".[21][2]

Já Marcelo Rodrigues do site Supertenimento disse: "Quem acreditava que ela seria apenas um daqueles sucessos momentâneos, se enganou porque ela acaba de emplacar seu mais novo trabalho, Bang mostra um amadurecimento da cantora em comparações a seus dois primeiros álbuns, as faixas são bem mais trabalhadas, as músicas chicletes foram perdendo espaço e a adição de novos instrumentos em algumas faixas conseguem trazer um novo ar para o cenário em que Anitta está inserida." Ele ainda completou dizendo que as românticas "Cravo e Canela" e "Me Leva a Sério", conseguem ser as faixas mais lindas do álbum, mas negativou a faixa "Pode Chegar" com participação de Nego do Borel, chamando de "a mais fraca do álbum".[23] Para Gabriel Vaquer do jornal Arautu Online, o álbum mostra que Anitta chegou na sua maturidade como artista pop, e que ela amadureceu como artista e como performer. Finalizando dizendo que a cantora; "É, de longe, a artista popular mais criativa atualmente", e que "definitivamente vira o principal nome do pop brasileiro atualmente".[24] Tate Montenegro do Território da Música deu ao álbum 3 estrelas, elogiou dizendo que Bang é um degrau que pode levar Anitta a alcançar novos horizontes.[26] Silvestre Mendes do site Pop de Botequim disse: "Diferente dos projetos de estúdio anteriores, Bang teve um acabamento mais cirúrgico. Cada faixa apresenta sua identidade, sem se confundir com as músicas ouvidas anteriormente. E isso é um saldo bem positivo". Ele destacou as faixas "Cravo e Canela" chamando de "love hit", "Essa Mina é Louca" classificando como "bem divertida", "Gosto Assim" de "massive hit" com cara de faixa internacional, e que "Show Completo" havia "[grudado] de cara e me fez ouvir seguidamente umas cinco vezes". E completou dizendo que Bang "acaba sendo a confirmação que Anitta não veio ser dona de um único sucesso, mas de vários seguidos. O novo trabalho abre portas bem positivas para o estilo que a cantora vem abraçando".[25]

Desempenho comercialEditar

Bang estreou na terceira posição na ABPD Top Álbuns, com 40 mil copias vendidas na primeira semana.[27] Até maio de 2016 o álbum vendeu 300 mil copias no Brasil.[28] Bang se tornou o álbum mais vendido da artista, superando seu álbum de estréia, Anitta (2013), que vendeu 170 mil copias.[29]


SinglesEditar

  • "Deixa Ele Sofrer" foi lançada em 16 de julho de 2015 como download digital.
  • A faixa título "Bang" foi lançada em 9 de outubro de 2015 em várias plataformas digitais, também foi um sucesso ficou em 1° lugar no iTunes por vários dias e no Spotify Brasil. O vídeo musical de "Bang" no YouTube bateu o seu próprio recorde, alcançando a marca de 1 milhão de visualizações em 6 horas depois do lançamento, e tendo em média por uma semana mais de 1 milhão de views por dia. O vídeo já conta com mais de 300 milhões de exibições.[30]
  • A faixa "Essa Mina É Louca" foi escolhida para servir como terceiro single do disco. O vídeo musical da canção conta com a participação de Ísis Valverde,[31] e foi lançado em 14 de janeiro de 2016.[32][2]
  • Em uma entrevista, Anitta confirmou "Cravo e Canela" como quarto e último single do disco. O nome da música, após o anúncio, ficou como um dos termos mais comentados no microblogging Twitter.[33]

Lista de faixasEditar

Créditos adaptados do encarte do álbum.[34]

Bang – Edição padrão
N.º TítuloCompositor(es)Produtor(es) Duração
1. "Bang"  
  • Tavares
  • Mãozinha
3:11
2. "Deixa Ele Sofrer"  
  • Machado
  • Tavares
  • Junior
  • Tavares
  • Mãozinha
2:51
3. "Cravo e Canela" (com Vitin)
  • Jhama
  • Pablo Luiz Bispo
  • Tavares
  • Mãozinha
3:20
4. "Parei"  
  • Machado
  • Tavares
  • Junior
  • Tavares
  • Mãozinha
2:33
5. "Essa Mina É Louca" (com Jhama)
  • Jhama
  • Pablo Luiz Bispo
Rafael Castilhol 2:40
6. "Atenção"  
  • Machado
  • Tavares
  • Junior
  • Tavares
  • Mãozinha
2:56
7. "Gosto Assim" (com Dubeat)
  • Machado
  • Dubeat
  • DJ Kalfani
DJ Kalfani 3:18
8. "Show Completo"  
  • Machado
  • Tavares
  • Junior
  • Tavares
  • Mãozinha
2:37
9. "Volta Amor"  
  • Machado
  • André Vieira
  • Wallace Vianna
  • Tavares
  • Mãozinha
2:34
10. "Sim" (com ConeCrew)
  • Machado
  • Ari
  • Batoré
  • Jhama
  • MC Cert
  • MC Maomé
  • Papatinho
  • Rany Money
Papatinho 3:06
11. "Pode Chegar" (com Nego do Borel)
  • Machado
  • Tavares
  • Junior
  • Tavares
  • Mãozinha
3:06
12. "Eu Sou do Tipo"  
  • Machado
  • Vieira
  • Viana
  • Tavares
  • Mãozinha
2:18
13. "Deixa a Onda Te Levar"  
  • Machado
  • Tavares
  • Junior
  • Tavares
  • Mãozinha
2:25
14. "Me Leva a Sério"  
  • Pedro Dash
  • Dan
2:50
Duração total:
42:35
Bang – Deluxe[35]
N.º TítuloCompositor(es) Duração
15. "Totalmente Demais" (com Duduzinho)
2:43
16. "Deixa Ele Sofrer" (Acústico)
  • Machado
  • Tavares
  • Junior
2:42
Duração total:
45:19

Desempenho nas tabelas musicaisEditar

Paradas semanaisEditar

Tabela Musical (2015) Melhor
posição
Brasil (ABPD Top Álbuns)[36] 3

Referências

  1. «Anitta divulga capa do próximo álbum 'Bang'». Gshow.Globo.com. 2 de outubro de 2015. Consultado em 8 de outubro de 2015 
  2. a b c d e f g h i «Anitta fala sobre redes sociais: 'Sou eu mesma, falo e pronto'». Ego. Globo.com. 22 de setembro de 2015. Consultado em 28 de janeiro de 2016. Cópia arquivada em 10 de outubro de 2015 
  3. «Anitta divulga capa do próximo álbum 'Bang'». Gshow.Globo.com. 2 de outubro de 2015. Consultado em 8 de outubro de 2015 
  4. «Bang! Anitta bate recorde de views e Giovanni Bianco dá a letra!». Glamurama. UOL HOST. 10 de outubro de 2015. Consultado em 28 de janeiro de 2016. Cópia arquivada em 25 de dezembro de 2015 
  5. «"Foi amor a primeira vista",diz Anitta sobre parceria com Giovanni Bianco em Bang». Harper's Bazaar. 10 de dezembro de 2015. Consultado em 28 de janeiro de 2016. Cópia arquivada em 22 de dezembro de 2015 
  6. Gabriel Justo (2 de outubro de 2015). «Anitta anuncia lançamento de Bang!, seu novo álbum». Capricho. Grupo Abril. Consultado em 28 de janeiro de 2016. Cópia arquivada em 22 de outubro de 2015 
  7. Ricardo Oliveira (3 de outubro de 2015). «Virou meme: capa do novo disco da Anitta viraliza na internet». POPLine. Grupo Objetivo. Consultado em 28 de janeiro de 2016. Cópia arquivada em 5 de outubro de 2015 
  8. «Bang! O novo single da Anitta.». Descubra Bang. Consultado em 11 de outubro de 2015 
  9. «Anitta divulga capa do próximo álbum 'Bang'». Gshow.Globo.com. 2 de outubro de 2015. Consultado em 8 de outubro de 2015 
  10. «Novo hit de Anitta, 'Deixa Ele Sofrer', empolga a plateia». Globo Play. Globo.com. 23 de agosto de 2015. Consultado em 28 de janeiro de 2016 
  11. «Look de Anitta no Domingão do Faustão vira piada na internet». Veja. 23 de agosto de 2015. Consultado em 18 de fevereiro de 2016 
  12. Mari Pacheco (26 de outubro de 2015). «"Bang, Bang": Anitta apresenta novo single na TV aberta». Mixme. Consultado em 28 de janeiro de 2016. Cópia arquivada em 17 de novembro de 2015 
  13. «No Encontro, Fátima Bernardes dança Bang com Anitta. Assista». Diario de Pernambuco. Grupo Hapvida. 12 de novembro de 2015. Consultado em 28 de janeiro de 2016. Cópia arquivada em 16 de novembro de 2015 
  14. «Na defensiva, Anitta deixa Xuxa irritada em programa ao vivo». Jornal O Dia. 17 de novembro de 2016. Consultado em 18 de fevereiro de 2016 
  15. «Anitta é a melhor cantora de 2015 e diz: 'nunca imaginei'». Gshow. 13 de dezembro de 2015. Consultado em 18 de fevereiro de 2016 
  16. «Anitta dá pista sobre fantasia de musa da Mocidade: 'Vou entrar de preto, tipo uma comandante'». Gshow. 7 de janeiro de 2016. Consultado em 18 de fevereiro de 2016 
  17. https://globoplay.globo.com/v/4914407/
  18. http://multishow.globo.com/programas/musica-boa-ao-vivo/videos/4954309.htm
  19. http://multishow.globo.com/programas/musica-boa-ao-vivo/videos/5160815.htm
  20. a b «Anitta mira – e acerta – em pop alegre e vibrante em novo CD». Revista Veja. 15 de outubro de 2015. Consultado em 19 de outubro de 2015 
  21. a b «'Bang!' municia Anitta com artilharia que aponta evolução no seu mundo pop». Notas Musicais. 16 de outubro de 2015. Consultado em 1 de novembro de 2015 
  22. a b «'Bang' de Anitta tem início poderoso, mas tropeça em clichês: G1 ouviu». G1. 14 de outubro de 2015. Consultado em 19 de outubro de 2015 
  23. a b «Crítica - Bang - Anitta». Supertenimento. 16 de outubro de 2015. Consultado em 8 de novembro de 2015 
  24. a b «Com novo CD, Anitta se consolida de vez como grande nome do pop brasileiro». Aratu Online. Grupo Aratu. 18 de outubro de 2015. Consultado em 28 de janeiro de 2016. Cópia arquivada em 17 de novembro de 2015 
  25. a b «BANG: O Tiro Certo de Anitta». Pop de Botequim. 11 de outubro de 2015. Consultado em 8 de novembro de 2015 
  26. a b Tate Montenegro (9 de novembro de 2015). «Anitta: Bang». Território da Música. Consultado em 12 de novembro de 2015 
  27. «Anitta recebe certificado de ouro com novo álbum 'Bang'». portalpopline.com. Consultado em 22 de outubro de 2015 
  28. SOLER, Alessandro (29 de abril de 2016). «Anitta: a construção de uma estrela». UBC. União Brasileira de Compositores. Consultado em 30 de abril de 2016. Cópia arquivada em 30 de abril de 2016 
  29. «Poderosa! Anitta quebra recorde de vendas na carreira com 'Bang'». Multishow. Globo.com. 14 de maio de 2016 
  30. «Anitta divulga capa do próximo álbum 'Bang'». Gshow.Globo.com. 2 de outubro de 2015. Consultado em 8 de outubro de 2015 
  31. «Ísis Valverde será a estrela do próximo clipe de Anitta». R7.com. Consultado em 13 de janeiro de 2016 
  32. «Anitta aposta em "Essa Mina É Louca" como 3º single do álbum "Bang"! Descubra detalhes do clipe». Purebreak.com.br. Consultado em 13 de janeiro de 2016 
  33. «Anitta anuncia 'Cravo e Canela' como último single do álbum 'Bang'». O Repórter. 18 de abril de 2016. Consultado em 23 de abril de 2016 
  34. Warner Music Brasil LTDA (2015). Anitta - Bang. Essas referências diz respeito ao encarte do álbum. Brasil: [s.n.] p. 11. 12 páginas 
  35. «Bang de Anitta». iTunes Store. Consultado em 12 de outubro de 2015 
  36. «Ranking ABPD - Top CD (Período de 02/11/2015 a 08/11/2015)». Portal Sucesso!. Consultado em 24 de novembro de 2015. Vá até a seção "Período" e pesquise "02/11/2015 a 08/11/2015". 

Ligações externasEditar

  • Bang (em inglês) no Discogs