Abrir menu principal

Ben Wallace

basquetebolista estadunidense

Benjamin "Ben" Cameron Wallace (10 de setembro de 1974) é um ex-jogador de basquete profissional que atuou em diversas franquias da NBA.[1] Ele estudou nas universidades de Cuyahoga Community College e Virginia Union University.

Ben Wallace
Ben Wallace 4104263221.jpg
Informações pessoais
Nome completo Benjamin Cameron Wallace
Data de nasc. 10 de setembro de 1974 (45 anos)
Local de nasc. Alabama, Estados Unidos
Altura 6 ft 9 in (2.06 m)
Peso 110 kg
Apelido Big Ben, Body, Debo
Informações no clube
Número 30, 3, 6, 4
Posição Ala-pivô / Pivô
Clubes de juventude
1992–1994
1994–1996
Estados Unidos Cuyahoga CC
Estados Unidos Virginia Union
Clubes profissionais
Ano Clubes Partidas (pontos)
1996–1999
1999–2000
2000–2006
2006–2008
2008–2009
2009–2012
Estados Unidos Washington Bullets
Estados Unidos Orlando Magic
Estados Unidos Detroit Pistons
Estados Unidos Chicago Bulls
Estados Unidos Cleveland Cavaliers
Estados Unidos Detroit Pistons
147 (520)
81 (390)
470 (3.717)
127 (749)
78 (258)
185 (610)

Após não ser selecionado no Draft de 1996, ele assinou com o Washington Bullets (atual Washington Wizards). Ele também jogou por Orlando Magic, Detroit Pistons, Chicago Bulls e Cleveland Cavaliers.

Ele ganhou 4 vezes o prêmio Jogador Defensivo do Ano da NBA, alcançando o recorde de Dikembe Mutombo. Wallace foi considerado como uma das peças-chave para o sucesso do Detroit Pistons no início dos anos 2000, eles chegaram a duas Finais da NBA, sendo campeão na temporada de 2003-04.

Os Pistons aposentaram a sua camisa de número 3 em 2016. Ele foi nomeado finalista do Hall da Fama do Basquetebol em 2019, mas perdeu por pouco a indução.

Infância e educaçãoEditar

Wallace nasceu em White Hall, Alabama, sendo o décimo de onze filhos. Mais tarde, ele frequentou a Central High School, em Hayneville, onde recebeu prêmios jogando basquete, beisebol e futebol americano (como Linebacker).

O ex-jogador, Charles Oakley, é o seu mentor, tendo o descoberto em um campo de basquete de 1991 e mais tarde recomendado Wallace para sua faculdade, Virginia Union.

Carreira na faculdadeEditar

Wallace começou no basquete universitário na Cuyahoga Community College em Cleveland. Lá, as proezas defensivas dele foram mostrados e ele teve médias de 17,0 rebotes e 6,9 ​​bloqueios.

Ele se transferiu para a Virginia Union, uma universidade da NCAA Division II, onde estudou justiça criminal. Ele teve uma média de 13,4 pontos e 10,0 rebotes como membro do Virginia Union Panthers, a quem ele levou para a Final da Divisão II e um recorde de 28-3.[2]

Depois de deixar a Virginia Union e não ter sido selecionado no draft da NBA, ele viajou para a Itália para um teste com a Viola Reggio Calabria.

Carreira na NBAEditar

Washington Bullets / Wizards (1996-1999)Editar

Wallace só jogou em 34 jogos por Washington na temporada de 1996-97 e não jogou muitos minutos.[3] Na temporada seguinte, ele jogou em 67 jogos mas obteve uma média baixa de pontos (3,1) e rebotes (4,8).[4] Ele conseguiu média de 1,1 bloqueios ao longo da temporada e seu jogo defensivo começou a solidificar sua identidade.

Seus minutos aumentaram significativamente na temporada de 1998-99 e ele teve médias de 6,0 pontos, 8,3 rebotes e 2,0 bloqueios.[5]

Washington foi incapaz de jogar os playoffs nas três temporadas.

Orlando Magic (1999-2000)Editar

Em 11 de agosto de 1999, Wallace foi negociado com o Orlando Magic em troca de Isaac Austin.

Na temporada de 1999-2000, ele solidificou seu papel como titular, iniciando em todos os 81 jogos em que participou. Ele obteve uma média de 4,8 pontos, 8,2 rebotes e 1,6 bloqueios.[6]

No entanto, Orlando não foi aos playoffs e, após a temporada, eles negociaram Wallace, junto com Chucky Atkins, ao Detroit Pistons em troca de Grant Hill.

Detroit Pistons (2000-2006)Editar

Ascensão e domínio defensivo (2000-2003)Editar

Na temporada de 2000-01, Wallace teve sua temporada mais produtiva até o momento, com médias de 6,4 pontos, 13,2 rebotes e 2,3 bloqueios.[7] Apesar disso, os Pistons não conseguiram chegar aos playoffs.

A temporada de 2001-02 seria ainda melhor para Wallace, já que ele aumentou todas as suas médias para 7,6 pontos, 13 rebotes e 3,5 bloqueios.[8] Seu forte jogo defensivo lhe rendeu o Prêmio de Jogador Defensivo do Ano da NBA, ao mesmo tempo em que foi nomeado para o Primeiro-Time Defensivo e para o Terceiro-Time All-NBA. Os Pistons venceu 50 jogos e a Divisão Central e derrotou o Toronto Raptors na primeira rodada dos playoffs antes de perder para o Boston Celtics nas semifinais da conferência. Wallace conseguiu pegar 20 ou mais rebotes três vezes em 10 jogos nos playoff, sua primeira experiência na pós-temporada.

A temporada de 2002–03 resultaria em outro Prêmio de Jogador Defensivo do Ano para Wallace, além de outra seleção para o Primeiro-Time Defensivo, além de ser nomeado para a Segunda-Equipe da NBA. Ele aumentou sua média de rebotes para 15,4.[9] Os Pistons venceu 50 jogos e a Divisão Central novamente e derrotou Orlando em uma cansativa série de sete jogos na primeira rodada dos playoffs. Detroit derrotaria o Philadelphia 76ers em seis jogos, mas foi derrotado pelo New Jersey Nets nas finais da conferência. Wallace aumentou sua média de rebotes para 16,3 nos playoffs e alcançou 20 ou mais rebotes quatro vezes.

Finais de NBA (2004-2005)Editar

Na temporada de 2003-04, Ben Wallace continuou entre os líderes da liga em rebotes (12,4) e bloqueios (3,2).[10] Apesar de ter perdido o terceiro prêmio consecutivo de Jogador de Defesa do Ano para Ron Artest, Wallace aumentou sua média de pontos para 9,5 pontos e foi nomeado novamente para a Primeira-Equipe Defensiva e para a Segunda-Equipe All-NBA.

Nos playoffs, os Pistons chegaram as finais da NBA pela primeira vez desde 1990. Contra o Los Angeles Lakers, os Pistons venceu o Jogo 5 por 100-87 para vencer o título da NBA.[11] Wallace jogou bem contra Shaquille O'Neal nas finais e terminou os playoffs com médias de 10,3 pontos, 14,3 rebotes e 2,4 bloqueios.

Os atuais campeões esperavam defender seu título na temporada de 2004-05. Wallace continuou a dominar defensivamente tendo 2,4 bloqueios e 12,2 rebotes e aumentou sua produção de pontos no caminho para ganhar outro prêmio de Jogador Defensivo do Ano, além de mais uma seleção para a Primeira-Equipe Defensiva e para a Terceira-Equipe All-NBA.[12] Nos playoffs, os Pistons venceram Philadelphia 76ers, Indiana Pacers e Miami Heat.

Desta vez, nas finais, Detroit enfrentaria o San Antonio Spurs, liderados por Tim Duncan, Tony Parker e Manu Ginóbili. Detroit perdeu a série e o título da NBA no Jogo 7.[13] Wallace teve uma média de 10 pontos e 11,3 rebotes nos playoffs de 2005.

Temporada final em Detroit (2005-2006)Editar

Apesar da derrota decepcionante nas finais, os Pistons voltaram vingativos na temporada de 2005-06, com Wallace ganhando outro prêmio de Jogador Defensivo do Ano, uma quinta seleção consecutiva para a Primeira-Equipe Defensiva e outra seleção para a Terceira-Equipe All-NBA. Ele foi nomeado para o All-Star pela quarta temporada consecutiva e liderou a liga em rebotes ofensivos totais com 301.[14]

Detroit foi dominante ao longo da temporada, vencendo 64 jogos e conquistando a primeira colocação na conferência. Os playoffs começaram com uma vitória dominante sobre o Milwaukee Bucks na primeira rodada,[15] seguida por uma cansativa vitória em 7 jogos contra o jovem Cleveland Cavaliers liderado por LeBron James.[16] Isso deu a chance de acontecer a revanche nas finais da conferência com o Miami Heat. Os Pistons lutaram ao longo da série mas não conseguiram evitar a derrota na série 4-2.[17]

A produção de Wallace nos playoffs caiu significativamente em comparação com as temporadas anteriores, já que ele teve apenas 4,7 pontos por jogo, 10,5 rebotes e apenas 1,2 bloqueios.

No período de entressafra, ele virou um agente livre e assinou com o Chicago Bulls, encerrando assim uma era do Detroit Pistons.

Chicago Bulls (2006-2008)Editar

 
Wallace nos Bulls em 2008

Wallace concordou em um contrato de quatro anos e US $ 60 milhões com o Chicago Bulls.[18]

Embora suas médias gerais tenham diminuído em relação aos anos anteriores, ele ainda conseguiu dois dígitos de média em rebotes (10,7) e teve 2 bloqueios por jogo na temporada.[19]

Os Bulls venceu 49 jogos e enfrentou o atual campeão Miami Heat na primeira rodada nos playoffs. A série marcaria o quarto ano consecutivo em que Wallace enfrentou Shaquille O'Neal nos playoffs. Os Bulls chocaram o mundo e varreu Miami por 4-0.[20]

Na rodada seguinte, Wallace reencontrou seu ex-time, o Detroit Pistons. Os Pistons dominaram a série e venceram por 4-2.[21] Wallace teve uma média de 8,7 pontos e 9,5 rebotes em 10 jogos de playoff.

Após 50 jogos na temporada de 2007-08, Wallace foi negociado com o Cleveland Cavaliers em uma negociação de três equipes.

Durante sua passagem de quase duas temporada em Chicago, Wallace enfrentou várias lesões no joelho e teve médias de 5,7 pontos, 9,7 rebotes, 1,9 assistências e 2,0 bloqueios.

Cleveland Cavaliers (2008-2009)Editar

 
Wallace com os Cavaliers em 2008

Os Cavaliers tinham Zydrunas Ilgauskas como pivô da equipe, então o treinador Mike Brown mudou Wallace para a posição de ala-pivô.

Ele jogou em 22 jogos da temporada regular e teve média de 4,2 pontos, 7,4 rebotes e 1,7 bloqueios.[22] Nos playoffs, Wallace disputou 13 jogos e teve médias de 3,2 pontos, 6,5 rebotes e 1,1 bloqueios.

Mesmo com minutos limitados, ele teve um impacto significativo na defesa dos Cavaliers. Antes do primeiro jogo de Wallace com os Cavaliers, eles haviam permitido 98,2 pontos por jogo em 55 jogos. Depois de adquirir Wallace, a defesa do Cleveland terminou a temporada permitindo 96,7 pontos por jogo, a 9ª melhor marca da liga. Nos playoffs, eles melhoraram bastante, permitindo 87,8 pontos por jogo.

Em 25 de junho de 2009, Wallace foi negociado, junto com Sasha Pavlović, para o Phoenix Suns em troca de Shaquille O'Neal.[23] Em 13 de julho de 2009, os Suns comprou o contrato de US $ 14 milhões de Wallace e o dispensou.

Retorno aos Pistons (2009-2012)Editar

Em 7 de agosto de 2009, Wallace concordou em assinar novamente com os Pistons em um contrato de um ano. Antes ele usava a camisa número 3 com os Pistons, mas mudou sua camisa para o número 6 ao retornar, permitindo que Rodney Stuckey mantivesse esse número. Em 11 de julho de 2010, Wallace concordou em um contrato de dois anos com os Pistons.

Em 4 de agosto de 2010, Wallace foi assinou novamente pelos Pistons.[24] Em 30 de novembro de 2010, em uma derrota de 90-79 para o Orlando Magic, Wallace ultrapassou a marca de 10.000 rebotes em sua carreira, tornando-se o 34º jogador na história da NBA a alcançar essa marca.

Em 22 de dezembro de 2010, em uma vitória de 115-93 sobre o Toronto Raptors, Wallace jogou seu milésimo jogo, tornando-se o 95º jogador na história da NBA a alcançar esse recorde. Em 14 de fevereiro de 2012, Wallace jogou seu 1.055º jogo, superando o recorde de Avery Johnson de mais jogos feitos por um jogador que não foi selecionado.

Em 16 de janeiro de 2016, os Pistons aposentaram a camisa número 3 de Wallace.[25]

Perfil do jogadorEditar

Mesmo que seu tamanho fosse mais adequado para a posição de Ala-pivô, ele jogou principalmente como Pivô.[26] Ele ficou conhecido por seus rebotes e bloqueio de arremessos e foi eleito o Jogador Defensivo do Ano da NBA em quatro temporadas. Ele é um dos únicos cinco jogadores a colecionar mais bloqueios do que faltas pessoais (mínimo de 150 jogos) e o único jogador entre os que também têm mais roubos de bola do que turnovers.[27]

No entanto, Wallace nunca foi um artilheiro potente, tendo média de apenas 5,7 pontos em sua carreira. A maioria de seus pontos veio depois de rebotes ofensivos e cestas em transição. Wallace também detém o recorde de pior porcentagem de arremessos de lances livres na história da NBA, abaixo de 42% (mínimo de 1.000 tentativas).

Vida pessoalEditar

Wallace é casado com Chanda e é pai de dois filhos, Ben Jr. e Bryce, e uma filha, Bailey.

Wallace apareceu na capa da ESPN NBA 2K5. Seu tênis, o Big Ben, foi lançado em 5 de novembro de 2007 sob o selo Starbury de Stephon Marbury e vendido por US $ 14,98 nas lojas da Steve & Barry.

Em 2011, Wallace foi preso e acusado de DUI e de estar carregando uma arma escondida.[28] Ele foi condenado a um ano de liberdade condicional.[29]

Em março de 2014, Wallace foi condenado a um ano de prisão, com dois dias de suspensão, depois de se declarar culpado de deixar o local de um acidente em Richmond, Virgínia, em 8 de fevereiro de 2014.[30]

Pós-CarreiraEditar

Em 17 de maio de 2018, Wallace ingressou no Grand Rapids Drive da G-League como co-proprietário.[31]

EstatísticasEditar

LEGENDA
 PJ  Partidas jogadas  PI  Partidas iniciadas  MPJ  Minutos por jogo  AP  Arremessos de quadra (%)
 3P  Arremessos de 3 pontos (%)  LL  Lances-livre (%)  RT  Rebotes por jogo  AS  Assistências por jogo
 BR  Roubos de bola por jogo  TO  Tocos por jogo  PPJ  Pontos por jogo  Negrito  Melhor da carreira

Temporada regularEditar

Ano Equipe PJ PT MPP %TC %3P %TL RPP APP ROB TPP PPP
1996–97 Washington 34 0 5.8 .348 .000 .300 1.7 .1 .2 .3 1.1
1997–98 Washington 67 16 16.8 .518 .000 .357 4.8 .3 .9 1.1 3.1
1998–99 Washington 46 16 26.8 .578 .000 .356 8.3 .4 1.1 2.0 6.0
1999–00 Orlando 81 81 24.2 .503 .000 .474 8.2 .8 .9 1.6 4.8
2000–01 Detroit 80 80 34.5 .490 .250 .336 13.2 1.5 1.3 2.3 6.4
2001–02 Detroit 80 80 36.5 .531 .000 .423 13.0 1.4 1.7 3.5 7.6
2002–03 Detroit 73 73 39.4 .481 .167 .450 15.4 1.6 1.4 3.2 6.9
2003–04 Detroit 81 81 37.7 .421 .125 .490 12.4 1.7 1.8 3.0 9.5
2004–05 Detroit 74 74 36.1 .453 .111 .428 12.2 1.7 1.4 2.4 9.7
2005–06 Detroit 82 82 35.2 .510 .000 .416 11.3 1.9 1.8 2.2 7.3
2006–07 Chicago 77 77 35.0 .453 .200 .408 10.7 2.4 1.4 2.0 6.4
2007–08 Chicago 50 50 32.5 .373 .000 .424 8.8 1.8 1.4 1.6 5.1
2007–08 Cleveland 22 22 26.3 .457 .000 .432 7.4 .6 .9 1.7 4.2
2008–09 Cleveland 56 53 23.5 .445 .000 .422 6.5 .8 .9 1.3 2.9
2009–10 Detroit 69 67 28.6 .541 .000 .406 8.7 1.5 1.2 1.2 5.5
2010–11 Detroit 54 49 22.9 .450 .500 .333 6.5 1.3 1.0 1.0 2.9
2011–12 Detroit 62 11 15.8 .395 .250 .340 4.3 .7 .8 .8 1.4
All-Star 4 2 21.5 .400 .000 .000 7.0 .5 2.0 1.2 3.0
Total 1088 912 29.5 .474 .137 .414 9.6 1.3 1.3 2.0 5.7

PlayoffsEditar

Ano Equipe PJ PT MPP %TC %3P %TL RPP APP ROB TPP PPP
2001–02 Detroit 10 10 40.8 .475 .000 .436 16.1 1.2 1.9 2.6 7.3
2002–03 Detroit 17 17 42.5 .486 .000 .446 16.3 1.6 2.5 3.1 8.9
2003–04 Detroit 23 23 40.2 .454 .000 .427 14.3 1.9 1.9 2.4 10.3
2004–05 Detroit 25 25 39.2 .481 .000 .461 11.3 1.0 1.7 2.4 10.0
2005–06 Detroit 18 18 35.7 .465 .000 .273 10.5 1.7 1.3 1.2 4.7
2006–07 Chicago 10 10 36.9 .566 .000 .500 9.5 1.4 1.5 1.7 8.7
2007–08 Cleveland 13 13 23.4 .515 .000 .350 6.5 1.2 .6 1.1 3.2
2008–09 Cleveland 14 0 12.6 .615 .000 .000 2.7 .3 .3 .3 1.1
Total 130 116 34.8 .482 .000 .418 11.2 1.3 1.5 1.9 7.2

Premiações, Honras e RecordesEditar

Prêmios e HonrasEditar

  • Campeão da NBAː 2003-04
  • 4 aparições no NBA All-star Game (Jogo das estrelas): 2002-03, 2003-04, 2004-05 e 2005-06
  • 4 vezes NBA Defensive Player of the Year (Melhor Defensor do ano): 2001-02, 2002-03, 2004-05 e 2005-06
     
    Wallace e seu time recebendo honras do presidente na Casa Branca após o título em 2004
  • 6 vezes NBA All-Defensive Team (Equipe Defensiva):
  • 5 vezes All-NBA Team:
  • Duas vezes líder da NBA em rebotes por jogo: 2001-02 (13.0), 2002-03 (15.4)
  • Líder da temporada regular em média de tocos: 2001-02 (3.5)
  • 2 vezes líder da temporada regular em rebotes totais: 2000-01 (1052), 2002-03 (1026)
  • Líder da temporada regular em rebotes defensivos: 2000-01 (749)
  • 2 vezes líder da temporada regular em rebotes ofensivos: 2002-03 (293), 2005-06 (301)
  • Líder da temporada regular e média de tocos: 2001-02 (278)
  • Jogador capa do jogo NBA 2k5
  • Aposentou a sua camisa de número 3 com o Detroit Pistons
  • Hall da Fama de Michigan: 2016

Recordes da NBAEditar

  • Único jogador na história da NBA a registrar 1.000 rebotes, 100 bloqueios e 100 roubadas de bola em 4 temporadas consecutivas (2001-2004).
  • Um dos três únicos jogadores na história da NBA a registrar 150 tocos e 100 roubos de bola em 7 temporadas consecutivas (2001-2007) (junto com Hakeem Olajuwon e David Robinson).[32][33]
  • Um dos cinco únicos jogadores na história da NBA a liderar a liga em médias de rebotes e tocos por partida na mesma temporada (junto com Kareem Abdul-Jabbar, Bill Walton, Hakeem Olajuwon e Dwight Howard).
  • Um dos três únicos jogadores na história da NBA com média de 15 rebotes e 3 tocos por jogo ao longo de uma temporada (junto com Kareem Abdul-Jabbar e Bob McAdoo).
  • Único jogador não selecionado na história da NBA votado para ser titular no All-Star Game da NBA.
  • Um dos dois jogadores da história da NBA a receber o prêmio de Jogador do Ano Defensivo da NBA por 4 vezes (junto com o Dikembe Mutombo).

Recordes do Detroit PistonsEditar

  • Mais arremessos bloqueados de todos os tempos: 1.486 (2000–2006, 2009–2012)
  • Mais arremessos bloqueados em:
  • Maior média de tocos por partida: 2.3 (2000–2006, 2009–2012)
  • Maior média de tocos por partida em uma temporada: 3.48 (2001–02)
  • Maior número de roubos de bola em uma partida nos playoffs: 7 (Jogo 4, Primeira Rodada de 2003)

Referências

  1. «Ben Wallace». NBA Stats (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  2. «Ben Wallace Bio | Official Site of BBallOne.com». web.archive.org. 16 de fevereiro de 2012. Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  3. «Ben Wallace 1996-97 Game Log». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  4. «Ben Wallace 1997-98 Game Log». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  5. «Ben Wallace 1998-99 Game Log». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  6. «Ben Wallace 1999-00 Game Log». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  7. «Ben Wallace 2000-01 Game Log». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  8. «Ben Wallace 2001-02 Game Log». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  9. «Ben Wallace 2002-03 Game Log». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  10. «Ben Wallace 2003-04 Game Log». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  11. «2004 NBA Finals - Detroit Pistons vs. Los Angeles Lakers». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  12. «Ben Wallace 2004-05 Game Log». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  13. «2005 NBA Finals - Detroit Pistons vs. San Antonio Spurs». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  14. «Ben Wallace 2005-06 Game Log». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  15. «2006 NBA Eastern Conference First Round - Milwaukee Bucks vs. Detroit Pistons». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  16. «2006 NBA Eastern Conference Semifinals - Cleveland Cavaliers vs. Detroit Pistons». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  17. «2006 NBA Eastern Conference Finals - Miami Heat vs. Detroit Pistons». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  18. «Ben Wallace makes it official, signs with Bulls». ESPN.com (em inglês). 4 de julho de 2006. Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  19. «Ben Wallace 2006-07 Game Log». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  20. «2007 NBA Eastern Conference First Round - Miami Heat vs. Chicago Bulls». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  21. «2007 NBA Eastern Conference Semifinals - Chicago Bulls vs. Detroit Pistons». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  22. «Ben Wallace 2007-08 Game Log». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  23. «Suns Complete Trade With Cavs, Send Shaq to Cleveland». Phoenix Suns (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  24. «Pistons Re-Sign Center Ben Wallace». Detroit Pistons (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  25. «First among equals, Ben Wallace's jersey about to join those of Bad Boys heroes in Palace rafters». Detroit Pistons (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  26. «Detroit's Ben Wallace wins NBA's top defensive award». ESPN.com. Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  27. «Player Season Finder». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  28. «Pistons' Wallace faces drunken driving charge». ESPN.com (em inglês). 29 de setembro de 2011. Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  29. «Wallace put on probation for DUI, gun charges». ESPN.com (em inglês). 13 de dezembro de 2011. Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  30. Daudani, Ray. «Former VUU, NBA star Ben Wallace guilty of leaving Henrico crash». https://www.nbc12.com (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  31. «Ben Wallace Joins Drive». Grand Rapids Drive (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  32. «Hakeem Olajuwon Stats». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  33. «David Robinson Stats». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019