Dikembe Mutombo

Dikembe Mutombo Mpolondo Mukamba Jean-Jacques Wamutombo (nascido em 25 de junho de 1966) é um jogador de basquete profissional aposentado americano-congolês. Mutombo jogou 18 temporadas na National Basketball Association (NBA).[1] Fora do basquete, ele se tornou conhecido por seu trabalho humanitário.[2]

Dikembe Mutombo
Dikembe Mutombo at the Aspire4Sport Congress in Doha. crop.jpg
Informações pessoais
Nome completo Dikembe Mutombo Mpolondo Mukamba Jean-Jacques Wamutombo
Data de nasc. 25 de junho de 1966 (55 anos)
Local de nasc. Léopoldville, República Democrática do Congo
Altura 7 ft 2 in (2.18 m)
Peso 260 lb (118 kg)
Apelido Deke, Mt. Mutombo
Informações no clube
Número 55
Posição Pivô
Clubes de juventude
1988–1991 Estados Unidos Georgetown Hoyas
Clubes profissionais
Ano Clubes Partidas (pontos)
1991–1996
1996–2001
2001–2002
2002–2003
2003–2004
2004–2009
Estados Unidos Denver Nuggets
Estados Unidos Atlanta Hawks
Estados Unidos Philadelphia 76ers
Estados Unidos New Jersey Nets
Estados Unidos New York Knicks
Estados Unidos Houston Rockets
391 (5.054)
343 (4.095)
106 (1.224)
24 (138)
65 (363)
267 (855)

O pivô de 2,18 m e 120 kg, que começou sua carreira em Georgetown, é comumente considerado um dos maiores bloqueadores de chutes e jogadores defensivos de todos os tempos, vencendo o Prêmio de Jogador Defensivo do Ano da NBA por quatro vezes. Em 10 de janeiro de 2007, ele ultrapassou Kareem Abdul-Jabbar como o segundo bloqueador de arremessos mais prolífico da história da NBA, atrás apenas de Hakeem Olajuwon. Ele teve uma média de duplo-duplo na maior parte de sua carreira e está empatado com Hakeem Olajuwon pelo primeiro lugar de todos os tempos em triplos-duplos que envolvem pontos, rebotes e bloqueios.[3][4]

Na conclusão dos playoffs da NBA de 2009, Mutombo anunciou sua aposentadoria. Em 11 de setembro de 2015, ele foi introduzido no Naismith Memorial Basketball Hall of Fame.[5]

Primeiros anosEditar

Mutombo nasceu em 25 de junho de 1966, em Leopoldville (hoje Kinshasa), na República Democrática do Congo, um dos 10 filhos de Samuel e Biamba Marie Mutombo.[6][7] Ele fala inglês, francês, espanhol, português e cinco línguas da África Central, incluindo lingala e tshiluba.[8][9] Ele é membro do grupo étnico Luba.[10]

No ensino médio, Mutombo foi para a Boboto College em Kinshasha, República Democrática do Congo, para estabelecer as bases para sua carreira médica, pois as aulas eram mais desafiadoras lá. Por volta dos 16 anos, Mutombo decidiu trabalhar também em sua carreira no basquete.[11] Ele se mudou para os Estados Unidos em 1987 aos 21 anos para se matricular na faculdade.[12]

Carreira universitáriaEditar

Mutombo frequentou a Universidade de Georgetown com uma bolsa da USAID. Ele originalmente pretendia se tornar um médico, mas o técnico de basquete, John Thompson, o recrutou.[13] Ele quase não falava inglês quando chegou a Georgetown e estudou no programa de ESL.[14]

Mutombo chegou a bloquear 12 arremessos em um jogo durante seu primeiro ano de basquete universitário.[15] Aproveitando o poder de bloqueio de chutes de Mutombo e do companheiro de equipe Alonzo Mourning, os fãs de Georgetown criaram uma seção "Rejeição" sob a cesta, adicionando uma grande silhueta de uma mão estendida a um banner para cada arremesso bloqueado durante o jogo.[16][17] Mutombo foi eleito o Jogador Defensivo do Ano da Big East por duas vezes, em 1990 (compartilhado com Mourning) e em 1991.[18]

Em Georgetown, a experiência e os interesses internacionais de Mutombo se destacaram. Como muitos outros estudantes universitários da área de Washington, ele serviu como estagiário de verão, uma vez para o Congresso dos Estados Unidos e outra para o Banco Mundial.[19] Em 1991, ele se formou com bacharelado em linguística e diplomacia.[20]

Carreira profissionalEditar

Denver NuggetsEditar

 
Mutombo jogando pelo Denver Nuggets

No Draft da NBA de 1991, o Denver Nuggets escolheu Mutombo com a quarta escolha geral.[21] Ele desenvolveu um movimento de apontar o dedo indicador direito e o mover de um lado para o outro depois de fazer um bloqueio como uma forma de se tornar mais comercializável e ganhar contratos. Nesse ano, Mutombo estrelou um anúncio da Adidas que usava a frase de efeito "Homem não voa na casa de Mutombo", uma referência ao seu prolífico bloqueio. Como novato, Mutombo foi selecionado para o All-Star Game e teve uma média de 16,6 pontos, 12,3 rebotes e quase três bloqueios por jogo.[22]

Mutombo começou a se estabelecer como um dos melhores jogadores defensivos da liga, apresentando regularmente grandes rebotes e bloqueios. A temporada de 1993-94 viu Denver continuar a melhorar com Mutombo como a pedra angular da franquia. Durante essa temporada, ele teve médias de 12,0 pontos, 11,8 rebotes e 4,1 bloqueios.[23] Com isso, ele ajudou os Nuggets a terminarem com um recorde de 42-40 e se classificar como a oitava melhor campanha nos playoffs.[24] Eles foram confrontados com o Seattle SuperSonics na primeira rodada.

Depois de começar com um déficit de 0-2 na série de cinco jogos, Denver venceu três jogos consecutivos para obter uma grande reviravolta nos playoffs, tornando-se a primeira oitava melhor campanha a derrotar a melhor campanha em uma série de playoffs da NBA.[25] No final do jogo 5, Mutombo memoravelmente agarrou o rebote da vitória e caiu no chão, segurando a bola por cima da cabeça em um momento de alegria. A presença defensiva de Mutombo foi a chave para a vitória frustrada; seu total de 31 bloqueios permanece um recorde para uma série de cinco jogos. Na segunda rodada dos playoffs, os Nuggets cairam para o Utah Jazz por 4-3 na rodada seguinte.[26]

Na temporada seguinte, ele foi selecionado para seu segundo All-Star Game e recebeu o prêmio de Jogador Defensivo do Ano da NBA. Mas Denver não conseguiu aproveitar o sucesso dos playoffs anteriores, já que Mutombo não tinha um elenco de apoio de qualidade ao seu redor. Durante sua última temporada com os Nuggets, Mutombo teve uma média de 11,0 pontos, 11,8 rebotes e um recorde na carreira de 4,5 bloqueios por jogo.[27]

Na conclusão da temporada de 1995-96, Mutombo tornou-se um agente livre e supostamente buscou um contrato de 10 anos, algo que os Nuggets consideraram impossível de oferecer. Bernie Bickerstaff, então gerente geral dos Nuggets, disse mais tarde que não trazer Mutombo de volta foi seu maior pesar como GM.[28]

Atlanta HawksEditar

Depois da temporada de 1995-96, Mutombo assinou um contrato de agente livre de 5 anos e $ 55 milhões com o Atlanta Hawks.[29][30]

Ele levou Atlanta a mais de 50 vitórias em 1996-97 (56-26)[31] e 1997-98 (50-32). Os Hawks derrotou o Detroit Pistons em cinco jogos na primeira rodada dos playoffs de 1997,[32] mas perdeu em cinco jogos na segunda rodada para o Chicago Bulls.[33] Mutombo ganhou o Prêmio de Jogador Defensivo do Ano em ambos os anos, continuando a apresentar excelentes números defensivos com sua nova equipe. Durante a curta temporada de 1998-99, ele foi o vencedor do Prêmio IBM da NBA, um prêmio de jogador do ano determinado por uma fórmula computadorizada. Naquele ano, a NBA proibiu o abanar de dedo de Mutombo e, após um período de protestos, ele cumpriu a nova regra.[34]

No que seria sua última temporada completa com os Hawks em 1999-2000, Mutombo teve uma média de 11,5 pontos, o recorde da liga de 14,1 rebotes e 3,3 bloqueios. Em 14 de dezembro de 1999, Mutombo marcou 27 pontos, em 11 de 11 arremessos, agarrou um recorde da temporada de 29 rebotes e registrou um recorde de 6 bloqueios para ganhar do Minnesota Timberwolves.[35]

Philadelphia 76ersEditar

 
Mutombo com o 76ers em 2002

No prazo final de negociação de fevereiro de 2001, os Hawks negociaram Mutombo com o líder da Conferência Leste, Philadelphia 76ers, junto com Roshown McLeod, em troca de Pepe Sánchez, Toni Kukoč, Nazr Mohammed e Theo Ratliff. Uma semana antes, Mutombo jogou no All-Star Game; ele liderou o jogo com 22 rebotes e 3 bloqueios.

Na sua melhor temporada como profissional, Mutombo ganhou seu quarto prêmio de Jogador Defensivo do Ano. Durante os Playoffs de 2001, eles derrotaram o Indiana Pacers em 4 jogos,[36] Toronto Raptors em 7 jogos[37] e o Milwaukee Bucks em uma série de 7 jogos.[38] Durante o Jogo 7 contra o Bucks, Mutombo registrou 23 pontos, 19 rebotes e 7 bloqueios para vencer a série.[39]

Depois de vencer o Jogo 1 das Finais contra o Los Angeles Lakers (o único jogo do playoff que o Lakers perdeu em 2001), os Sixers perderam os próximos quatro jogos e a série.[40] Enfrentando Shaquille O'Neal, Mutombo teve uma média de 16,8 pontos, 12,2 rebotes e 2,2 bloqueios.

Como um agente livre, ele voltou a assinar com os Sixers após a temporada para um contrato de US $ 68 milhões por quatro anos.[41]

New Jersey NetsEditar

A temporada de 2001-02 viu uma mudança na hierarquia da conferência oriental; o Sixers foi eliminado na primeira rodada dos playoffs, enquanto o New Jersey Nets subiu para o topo da classificação, chegando às finais contra os Lakers (os Nets foram varridos).

Procurando por um pivô para competir com nomes como Shaquille O'Neal e Tim Duncan, os Nets enviaram Keith Van Horn e Todd MacCulloch para a Filadélfia em troca de Mutombo.[42] Mas Mutombo passou a maior parte da temporada com uma lesão persistente que o limitou a apenas 24 jogos. Ele geralmente era incapaz de jogar nos playoffs, normalmente servindo como o sexto homem durante a segunda final consecutiva dos Nets (eles perderam para o San Antonio Spurs em seis jogos).[43]

Depois de uma temporada contenciosa em Nova Jersey, os Nets o dispensaram.[44]

New York KnicksEditar

Em outubro de 2003, ele assinou um contrato de dois anos com o New York Knicks.[45]

Depois de uma atuação dominante contra o rival New Jersey Nets, que incluiu 11 bloqueios, os fãs do Knicks começaram a fazer o antigo gesto de Mutombo. Ele optou por responder na mesma moeda depois que um árbitro lhe disse que, enquanto o gesto não fosse dirigido a um jogador em particular, a liga não o puniria.[46]

Em agosto de 2004, os Knicks trocaram-no para o Chicago Bulls, junto com Cezary Trybański, Othella Harrington e Frank Williams, em troca de Jerome Williams e Jamal Crawford.[47]

Houston RocketsEditar

 
Mutombo com o Houston Rockets em março de 2008

Antes da temporada de 2004-05, os Bulls trocaram Mutombo para o Houston Rockets em troca de Mike Wilks, Eric Piatkowski e Adrian Griffin.[48]

Yao Ming e Mutombo formaram um dos combos centrais mais produtivos da NBA. Em sua primeira temporada com os Rockets, Mutombo teve uma média de 4,0 pontos, 5,3 rebotes e 1,3 roubadas de bola.[49] Os Rockets perderam na primeira rodada dos playoffs para o Dallas Mavericks.[50]

Em 2 de março de 2007, em uma vitória sobre o Denver Nuggets aos 40 anos, Mutombo se tornou o jogador mais velho na história da NBA a registrar mais de 20 rebotes em um jogo (foram 22).[51]

Na temporada de 2007-08, Mutombo teve muito tempo de jogo quando Yao teve um osso quebrado e teve uma média de dois dígitos em robotes como titular. Em meio a uma seqüência de 10 vitórias consecutivas no momento da lesão de Yao, Mutombo interveio e ajudou os Rockets a vencerem mais 12 jogos para completar uma seqüência de vitórias de 22 jogos, então um recorde de equipe.[52][53]

Em 10 de janeiro de 2008, em uma goleada por 102-77 sobre o Los Angeles Lakers, Mutombo registrou 5 bloqueios e ultrapassou Kareem Abdul-Jabbar no total de bloqueios em sua carreira, perdendo apenas para Hakeem Olajuwon.[54]

Depois de contemplar a aposentadoria e passar a primeira parte de 2008 como um agente livre, em 31 de dezembro de 2008, Mutombo assinou com o Houston Rockets pelo restante da temporada de 2008-09. Ele disse que 2009 seria sua "turnê de despedida" e sua última temporada; ele foi o jogador mais velho da NBA em 2009.[55] No Jogo 1 da série de playoffs de primeira rodada de Houston contra Portland, Mutombo jogou por 18 minutos e teve nove rebotes, dois bloqueios e um roubo de bola.[56]

No Jogo 2, Mutombo caiu de forma desajeitada e teve de ser retirado do chão. Depois do jogo, ele disse: "A minha carreira acabou" e que seria necessária uma cirurgia. Mais tarde, foi confirmado que o tendão do quadríceps do joelho esquerdo foi rompido.[57] Mutombo anunciou sua aposentadoria em 23 de abril de 2009, após 18 temporadas na NBA.

Perfil do jogadorEditar

Com 2,18m e 120kg, Mutombo jogou de pivô, onde foi considerado um dos maiores defensores de todos os tempos. Apelidado de "Mt. Mutombo", sua combinação de altura, força e braços longos levou a um recorde de quatro Prêmios de Jogador Defensivo do Ano, feito igualado apenas por Ben Wallace. Mutombo estava entre os três primeiros jogadores na votação de Jogador Defensivo do Ano por nove temporadas consecutivas, de 1994 a 2002. Os pontos fortes da proeza defensiva de Mutombo foram seu excelente bloqueio e os rebote. Ao longo de sua carreira, ele obteve uma média de 2,8 bloqueios e 10,3 rebotes por jogo. Ele é o segundo em bloqueios registrados, atrás apenas de Hakeem Olajuwon, e é o vigésimo reboteiro mais prolífico de todos os tempos.[58] Ele também foi oito vezes para o All-Star Game, foi eleito três vezes para o All-NBA e seis vezes para o All-Defensive Teams.[59] Junto com sua proeza defensiva, Mutombo também contribuiu ofensivamente, com média de pelo menos 10 pontos por jogo até atingir os 35 anos.

Mutombo também alcançou certo nível de notoriedade nas arquibancadas. Depois de um bloqueio bem-sucedido, ele era conhecido por insultar seus oponentes acenando com o dedo indicador, como um pai censurando um filho desobediente. Mais tarde em sua carreira, os oficiais da NBA responderiam ao gesto com uma falta técnica por conduta anti-desportiva. Para evitar a falta técnica, Mutombo passou a acenar para a torcida após um bloqueio, o que não é considerado provocação pelas regras. Além disso, seus cotovelos eram conhecidos por ferir vários jogadores da NBA, incluindo Michael Jordan, Dennis Rodman, Charles Oakley, Patrick Ewing, Chauncey Billups, Ray Allen, Yao Ming, LeBron James e Tracy McGrady. Seu ex-colega de equipe, Yao Ming, fez uma piada sobre isso: "Preciso falar com o treinador para impedir que Dikembe treine, porque se ele bater em alguém no treino, é nosso companheiro de equipe. Pelo menos nos jogos, é 50/50."[60]

Vida pessoalEditar

 
Mutombo fala em coletiva de imprensa em 2006

Em 1994, Mutombo iria se casar com Michelle Roberts, uma estudante de medicina, mas o casamento foi cancelado quando Roberts se recusou a assinar um acordo pré-nupcial na véspera do casamento.[61]

Em 1987, o irmão mais velho de Mutombo, Ilo, começou a jogar basquete universitário na Divisão II pelo Southern Indiana Screaming Eagles como um calouro de 26 anos. Os irmãos jogaram um contra o outro em um jogo de 1990 no Capital Center.[62]

Ele acabou se casando com sua esposa, Rose, que também é da República Democrática do Congo. Eles têm seis filhos, quatro dos quais são adotados.[63][64]

Mutombo recebeu o título de Doutor honorário em Letras Humanas pela State University of New York College em Cortland em 2004 por seu trabalho humanitário na África. Mais recentemente, ele recebeu um doutorado honorário pela Universidade de Georgetown em 2010. Lá ele fez o discurso de formatura do Georgetown College of Arts and Sciences, da qual é ex-aluno. Ele também recebeu um doutorado honorário do Haverford College em maio de 2011.[65]

Em novembro de 2015, a NCAA anunciou Mutombo como um destinatário do Silver Anniversary Awards de 2016. Os prêmios são apresentados anualmente a seis ex-atletas da NCAA no 25º aniversário do último ano acadêmico de suas carreiras universitárias, reconhecendo a excelência de jogo enquanto em faculdade e realização profissional após a faculdade. O anúncio citou sua carreira no basquete e extenso trabalho humanitário.[66]

O sobrinho de Mutombo, Harouna Mutombo, jogou basquete universitário pelo Western Carolina Catamounts e profissionalmente na Europa.[67] Harouna foi o artilheiro do time na temporada de 2009 e foi nomeado o Calouro do Ano da Conferência Sul. Seu sobrinho Haboubacar Mutombo também se comprometeu a jogar basquete no Western Carolina a partir de 2013. Seu sobrinho Mfiondu Kabengele jogou basquete universitário na Universidade Estadual da Flórida e foi o sexto homem do ano da ACC de 2018-19.[68] Mais tarde, ele foi selecionado na primeira rodada do Draft da NBA de 2019 e assinou um contrato de jogo com o Los Angeles Clippers.[69]

Mutombo estava entre aqueles que testemunharam os atentados a bomba no Aeroporto de Bruxelas em 22 de março de 2016. Pouco depois dos atentados, ele postou um relatório em sua página do Facebook dizendo que estava seguro. Sua primeira postagem dizia: "Deus é bom. Estou no aeroporto de Bruxelas com essa loucura. Estou bem."[70]

Meios de comunicaçãoEditar

Mutombo fez uma participação especial nos filmes Juwanna Mann e Like Mike, de 2002, que também mencionou seu nome na música-tema "Basketball".[71][72]

Em 2012, Mutombo emprestou sua voz e semelhança a um jogo em Flash no estilo de 16 bits lançado pela Old Spice.[73]

Mutombo apareceu em um comercial de seguro de automóveis da GEICO em fevereiro de 2013, parodiando sua capacidade de bloqueio, aplicando-a a situações do mundo real.[74]

Mutombo co-estrelou com Kevin Harvick em um comercial do Mobil 1 para sua marca de proteção anual, dizendo "Não troque seu óleo."[75]

Trabalho humanitárioEditar

 
Mutombo fala à população senegalesa.

Um humanitário conhecido, Mutombo fundou a Fundação Dikembe Mutombo para melhorar as condições de vida em sua terra natal, a República Democrática do Congo, em 1997. Seus esforços renderam-lhe o Prêmio de Cidadania J. Walter Kennedy da NBA em 2001 e 2009. Por seus feitos, a Sporting News nomeou ele como um dos "Bons rapazes do esporte" em 1999 e 2000 e, em 1999, foi eleito um dos 20 vencedores do Prêmio de Serviço do Presidente, a maior homenagem do país para serviço voluntário.

Em 2004, ele participou do programa Basquete Sem Fronteiras da NBA, onde estrelas da NBA como Shawn Bradley, Malik Rose e DeSagana Diop viajaram pela África para divulgar o basquete e melhorar a infraestrutura. Ele pagou os uniformes e despesas do time de basquete feminino do Zaire durante os Jogos Olímpicos do Centenário de 1996 em Atlanta.[76] Mutombo é porta-voz da agência internacional de ajuda humanitária CARE e é o primeiro Emissário Jovem do Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas.[77]

Mutombo é um apoiador de longa data da Special Olympics e atualmente é membro do Conselho de Diretores da Special Olympics International, bem como Embaixador Global.[78] Ele foi um dos pioneiros do Unified Sports, que reúne pessoas com e sem deficiência intelectual. Ele também jogou na Unity Cup na África do Sul antes das quartas de final da Copa do Mundo de 2010, junto com o presidente sul-africano Jacob Zuma e atletas das Olimpíadas Especiais de todo o mundo.[79] Mutombo juntou-se à sua segunda equipe da Unity Cup em 2012.

Em homenagem a seu humanitarismo, Mutombo foi convidado para o discurso do presidente George W. Bush sobre o Estado da União em 2007 e foi referido como "filho do Congo" pelo presidente em seu discurso.[80] Mutombo disse mais tarde: "Meu coração estava cheio de alegria. Não sabia que o presidente ia fazer comentários tão bons."[81]

Em 13 de abril de 2011, a Escola de Saúde Pública Johns Hopkins Bloomberg concedeu a Mutombo o Prêmio Humanitário Goodermote "por seus esforços para reduzir a poliomielite globalmente, bem como seu trabalho para melhorar a saúde de populações negligenciadas e carentes na República Democrática do Congo".[82] Michael J. Klag, reitor da Escola de Saúde Pública Bloomberg, disse: "O Sr. Mutombo é um vencedor em muitos aspectos - na quadra e como humanitário. Seu trabalho melhorou a saúde do povo da República Democrática do Congo e o Hospital e Centro de Pesquisa Biamba Marie Mutombo é um modelo para a região. Da mesma forma, o Sr. Mutombo tem sido fundamental na luta contra a pólio, reforçando os esforços de vacinação e levando tratamento às vítimas da doença."

Em 2012, a Fundação Mutombo, em parceria com a alma mater de Mutombo, a Universidade de Georgetown, deu início a uma nova iniciativa que visa atender crianças com deficiência visual de famílias de baixa renda na região de Washington, D.C.

Hospital Biamba Marie MutomboEditar

Em 1997, a Fundação Mutombo iniciou os planos de abrir um hospital de US $ 29 milhões com 300 leitos nos arredores de sua cidade natal, a capital congolesa de Kinshasa.[83] O terreno foi iniciado em 2001, mas a construção não começou até 2004, pois Mutombo teve problemas para obter doações no início, embora ele pessoalmente tenha doado $ 3,5 milhões para a construção do hospital. No início, Mutombo teve algumas outras dificuldades, quase perdendo a terra para o governo porque não estava sendo usada e tendo que pagar aos refugiados que começaram a cultivar a terra para sair. Ele também se esforçou para reafirmar a alguns que não tinha motivos ocultos ou políticos para o projeto. De modo geral, o projeto foi muito bem recebido em todos os níveis sociais e econômicos em Kinshasa.

Em 14 de agosto de 2006, Mutombo doou US $ 15 milhões para a conclusão do hospital para sua inauguração cerimonial em 2 de setembro de 2006. Na época era chamado de Hospital Biamba Marie Mutombo, para sua falecida mãe, que morreu de derrame em 1997.[84]

Quando foi inaugurada em 2007, a instalação de US $ 29 milhões se tornou a primeira instalação médica moderna a ser construída naquela área em quase 40 anos.[85] Seu hospital fica em um terreno de 12 acres (49.000 m2) nos arredores de Kinshasa, onde cerca de um quarto dos 7,5 milhões de residentes da cidade vivem na pobreza. Fica a poucos minutos do aeroporto de Kinshasa e perto de um movimentado mercado ao ar livre.

National Constitution CenterEditar

Mutombo atua no Conselho de Curadores do National Constitution Center na Filadélfia, que é um museu dedicado à Constituição dos EUA.[86]

SportsUnitedEditar

Em 2011, Mutombo também viajou para o Sudão do Sul como enviado esportivo da SportsUnited para o Departamento de Estado dos EUA. Nessa posição, ele trabalhou com Sam Perkins para liderar uma série de clínicas de basquete e exercícios de construção de equipes com 50 jovens e 36 técnicos. Isso ajudou a contribuir para a missão do Departamento de Estado de remover barreiras e criar um mundo no qual as pessoas com deficiência desfrutem de dignidade e plena inclusão na sociedade.[87]

Estatísticas da NBAEditar

LEGENDA
 PJ  Partidas jogadas  PI  Partidas iniciadas  MPJ  Minutos por jogo  AP  Arremessos de quadra (%)
 3P  Arremessos de 3 pontos (%)  LL  Lances-livre (%)  RT  Rebotes por jogo  AS  Assistências por jogo
 BR  Roubos de bola por jogo  TO  Tocos por jogo  PPJ  Pontos por jogo  Negrito  Melhor da carreira

Temporada regularEditar

Ano Equipe PJ PT MPP %TC %3P %TL RPP APP ROB TPP PPP
1991–92 Denver 71 71 38.3 .493 .000 .642 12.3 2.2 0.6 3.0 16.6
1992–93 Denver 82 82 36.9 .510 .000 .681 13.0 1.8 0.5 3.5 13.8
1993–94 Denver 82 82 34.8 .569 .000 .583 11.8 1.5 0.7 4.1 12.0
1994–95 Denver 82 82 37.8 .556 .000 .654 12.5 1.4 0.5 3.9 11.5
1995–96 Denver 74 74 36.7 .499 .000 .695 11.8 1.5 0.5 4.5 11.0
1996–97 Atlanta 80 80 37.2 .527 .000 .705 11.6 1.4 0.6 3.3 13.3
1997–98 Atlanta 82 82 35.6 .537 .000 .670 11.4 1.0 0.4 3.4 13.4
1998–99 Atlanta 50 50 36.6 .512 .000 .684 12.2 1.1 0.3 2.9 10.8
1999–00 Atlanta 82 82 36.4 .562 .000 .708 14.1 1.3 0.3 3.3 11.5
2000–01 Atlanta 49 49 35.0 .477 .000 .695 14.1 1.1 0.4 2.8 9.1
2000–01 Philadelphia 26 26 33.7 .495 .000 .759 12.4 0.8 0.3 2.5 11.7
2001–02 Philadelphia 80 80 36.3 .501 .000 .764 10.8 1.0 0.4 2.4 11.5
2002–03 New Jersey 24 16 21.4 .374 .000 .727 6.4 0.8 0.2 1.5 5.8
2003–04 New York 65 56 23.0 .478 .000 .681 6.7 0.4 0.3 1.9 5.6
2004–05 Houston 80 2 15.2 .498 .000 .741 5.3 0.1 0.2 1.3 4.0
2005–06 Houston 64 23 14.9 .526 .000 .758 4.8 0.1 0.3 0.9 2.6
2006–07 Houston 75 33 17.2 .556 .000 .690 6.5 0.2 0.3 1.0 3.1
2007–08 Houston 39 25 15.9 .538 .000 .711 5.1 0.1 0.3 1.2 3.0
2008–09 Houston 9 2 10.7 .385 .000 .667 3.7 0.0 0.0 1.2 1.8
Total 1196 997 30,8 .518 .000 .684 10.3 1.0 0.4 2.7 9.8
All-Star 8 3 17.5 .595 .000 .750 9.3 0.3 0.4 1.2 6.3

PlayoffsEditar

Ano Equipe PJ PT MPP %TC %3P %TL RPP APP ROB TPP PPP
1994 Denver 12 12 42.6 .463 .000 .602 12.0 1.8 0.7 5.8 13.3
1995 Denver 3 3 28.0 .600 .000 .667 6.3 0.3 0.0 2.3 6.0
1997 Atlanta 10 10 41.5 .628 .000 .719 12.3 1.3 0.1 2.6 15.4
1998 Atlanta 4 4 34.0 .458 .000 .625 12.8 0.3 0.2 2.2 8.0
1999 Atlanta 9 9 42.2 .563 .000 .702 13.9 1.2 0.6 2.6 12.6
2001 Philadelphia 23 23 42.7 .490 .000 .777 13.7 0.7 0.6 3.1 13.9
2002 Philadelphia 5 5 34.6 .452 .000 .615 10.6 0.6 0.4 1.8 8.8
2003 New Jersey 10 0 11.5 .467 .000 1.000 2.7 0.6 0.3 0.9 1.8
2004 New York 3 0 12.7 .333 .000 1.000 3.3 0.0 0.3 1.3 2.3
2005 Houston 7 0 14.4 .545 .000 .769 5.0 0.3 0.3 1.0 3.1
2007 Houston 7 0 5.7 1.000 .000 1.000 1.6 0.1 0.0 0.4 1.3
2008 Houston 6 6 20.5 .615 .000 .636 6.5 0.3 0.2 1.8 3.8
2009 Houston 2 0 10.0 .000 .000 .000 4.5 0.0 0.5 1.0 0.0
Total 101 72 30.9 .517 .000 .703 9.5 0.8 0.4 2.5 9.1

Referências

  1. «Dikembe Mutombo». NBA Stats (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  2. Zillgitt, Jeff. «NBA Hall of Famer Dikembe Mutombo wins Sager Strong Award for humanitarian work in Congo». USA TODAY (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  3. «NBA All-Time Blocks Leaders - National Basketball Association - ESPN». ESPN.com. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  4. «Basketball | Player Game Finder». Stathead.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  5. «The Naismith Memorial Basketball Hall of Fame :: Dikembe Mutombo». www.hoophall.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  6. Robbins, Liz (19 de abril de 2003). «PRO BASKETBALL; After a Death, Mutombo Seeks Solace in His Game». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  7. CNN, By Heather Whitley. «Big hands and a big heart save tiny lives in The Congo». CNN. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  8. Facebook; Twitter; options, Show more sharing; Facebook; Twitter; LinkedIn; Email; URLCopied!, Copy Link; Print (22 de janeiro de 1991). «Dikembe Mutombo Is a Big Man With Some Big Potential». Los Angeles Times (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  9. Telander, Rick. «World Class». Sports Illustrated Vault | SI.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  10. Robbins, Liz (25 de dezembro de 2002). «PRO BASKETBALL; Mutombo Works to Build Legacy Off Court». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  11. Facebook; Twitter; options, Show more sharing; Facebook; Twitter; LinkedIn; Email; URLCopied!, Copy Link; Print (22 de janeiro de 1991). «Dikembe Mutombo Is a Big Man With Some Big Potential». Los Angeles Times (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  12. «Same old story: Mutombo tired of jokes about his age». ESPN.com (em inglês). 18 de janeiro de 2007. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  13. Tam, Eva (7 de novembro de 2013). «Dikembe Mutombo on Life After the NBA». WSJ (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  14. Moran, Malcolm; Times, Special To the New York (1 de março de 1990). «Strong Hoya Defense Defeats Connecticut». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  15. Powell, Shaun. «Mutombo: Protector of the paint and his homeland». NBA.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  16. Facebook; Twitter; options, Show more sharing; Facebook; Twitter; LinkedIn; Email; URLCopied!, Copy Link; Print (12 de fevereiro de 1989). «Georgetown Has an Impenetrable Wall With Mourning, Mutombo». Los Angeles Times (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  17. Wolff, Alexander. «TWO CENTERS OF ATTENTION». Sports Illustrated Vault | SI.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  18. «BIGEAST.org: The Official Site of The BIG EAST Conference». web.archive.org. 17 de novembro de 2002. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  19. Lowe, Laurence. «Man Cannot Fly in the House of Mutombo: The Dikembe Mutombo Q&A». GQ (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  20. «Basketball Star Dikembe Mutombo on Sports, Leadership». Young African Leaders Initiative Network (em inglês). 27 de junho de 2014. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  21. «1991 NBA Draft». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  22. «Dikembe Mutombo 1991-92 Game Log». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  23. «Dikembe Mutombo 1993-94 Game Log». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  24. «1993-94 Denver Nuggets Roster and Stats». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  25. «1994 NBA Western Conference First Round - Nuggets vs. SuperSonics». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  26. «1994 NBA Western Conference Semifinals - Nuggets vs. Jazz». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  27. «Dikembe Mutombo 1995-96 Game Log». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  28. «Bernie Bickerstaff regrets not re-signing Mutombo while GM». Nuggets Ink. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  29. Facebook; Twitter; options, Show more sharing; Facebook; Twitter; LinkedIn; Email; URLCopied!, Copy Link; Print (16 de julho de 1996). «Hawks Get Big With Mutombo». Los Angeles Times (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  30. Services, Tribune News. «SHOT-BLOCKING STAR MUTOMBO GOES TO HAWKS». chicagotribune.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  31. «1996-97 Atlanta Hawks Roster and Stats». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  32. «1997 NBA Eastern Conference First Round - Pistons vs. Hawks». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  33. «1997 NBA Eastern Conference Semifinals - Hawks vs. Bulls». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  34. «Mutombo is still wagging his finger in 15th season». Houston Rockets (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  35. December 14, COMPILED FROM WIRE REPORTS; Pm, 1999 7:00. «NBA REPORT / Mutombo a One-Man Show: 27 Points and 29 Rebounds». Newsday (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  36. «2001 NBA Eastern Conference First Round - Pacers vs. 76ers». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  37. «2001 NBA Eastern Conference Semifinals - Raptors vs. 76ers». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  38. «2001 NBA Eastern Conference Finals - Bucks vs. 76ers». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  39. «Milwaukee Bucks at Philadelphia 76ers Box Score, June 3, 2001». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  40. «2001 NBA Finals - 76ers vs. Lakers». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  41. «76ers trade C Mutombo to Nets». UPI (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  42. Wise, Mike (7 de agosto de 2002). «PRO BASKETBALL; Nets Get Mutombo From 76ers For Van Horn and MacCulloch». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  43. «2003 NBA Finals - Nets vs. Spurs». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  44. Popper, Steve (5 de outubro de 2003). «PRO BASKETBALL; Nets Will Buy Out Mutombo's Contract». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  45. Facebook; Twitter; options, Show more sharing; Facebook; Twitter; LinkedIn; Email; URLCopied!, Copy Link; Print (10 de outubro de 2003). «Knicks Make Mutombo Their Center». Los Angeles Times (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  46. «Mutombo is still wagging his finger in 15th season». Houston Rockets (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  47. «Knicks, Bulls complete Crawford deal». ESPN.com (em inglês). 5 de agosto de 2004. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  48. Chronicle, Fran Blinebury, Houston. «Bulls' Mutombo: Trade to Rockets a done deal». chicagotribune.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  49. «Dikembe Mutombo 2004-05 Game Log». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  50. «2005 NBA Western Conference First Round - Rockets vs. Mavericks». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  51. «Elias Says ...». ESPN.com (em inglês). 3 de março de 2007. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  52. «McGrady: Rockets' 22-game run 'a lot harder'». ESPN.com (em inglês). 18 de março de 2013. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  53. Staff, NBA com. «Top Moments: Unsung Rockets set NBA ablaze with 22-game win streak». NBA.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  54. «Mutombo moves into second on all-time blocks list as Rockets thump Lakers». Houston Rockets (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  55. «Injured Rocket Mutombo: 'Basketball is over'». ESPN.com (em inglês). 22 de abril de 2009. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  56. «Rockets vs. Trail Blazers - Box Score - April 18, 2009 - ESPN». ESPN.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  57. McTAGGART, BRIAN; Chronicle, Copyright 2009 Houston (22 de abril de 2009). «Rockets star Mutombo suffers career-ending knee injury». Houston Chronicle. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  58. «NBA & ABA Career Leaders and Records for Total Rebounds». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  59. «Dikembe Mutombo Stats». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  60. Feigen, Jonathan (5 de dezembro de 2006). «McGrady's OK to play Tuesday vs. Warriors». Houston Chronicle. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  61. Torre, Pablo S. «How (and Why) Athletes Go Broke». Sports Illustrated Vault | SI.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  62. Taylor, Phil. «COLLEGE BASKETBALL». Sports Illustrated Vault | SI.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  63. Smith, Sam. «HOUSE OF MUTOMBO FULL OF KIDS--AND LOVE». chicagotribune.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  64. «USATODAY.com - Mutombo helps Congo take a big step forward with new hospital». usatoday30.usatoday.com. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  65. «Dikembe Mutombo To Be Honored by Haverford College». Consultado em 31 de agosto de 2020 
  66. smeyers@ncaa.org (19 de novembro de 2015). «NCAA honors 2016 Silver Anniversary Award winners». NCAA.org - The Official Site of the NCAA (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  67. Kelly, Brad (23 de maio de 2013). «Pickering's Haboubacar Mutombo commits to Western Carolina». DurhamRegion.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  68. «MFIONDU KABENGELE». Florida State Seminoles (em inglês). 19 de julho de 2017. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  69. «Clippers sign draft picks Kabengele, Mann». ESPN.com (em inglês). 10 de julho de 2019. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  70. «Dikembe Mutombo was at the Brussels Airport attacks, is unharmed». sports.yahoo.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  71. «News 101: When a story is 'news'». Daily News (em inglês). 7 de maio de 2013. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  72. McNary, Dave; McNary, Dave (12 de fevereiro de 2002). «Fox gets NBA stars to like 'Mike'». Variety (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  73. Lien, Tracey (26 de novembro de 2012). «How a team of game developers help Old Spice save the world every five days». Polygon (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  74. Sports, Adi Joseph, USA TODAY. «Dikembe Mutombo blocks for GEICO in Super Bowl commercial». USA TODAY (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  75. March 10; 2017. «Mobil 1 Ad Campaign Pairs Kevin Harvick With Dikembe Mutombo». www.sportsbusinessdaily.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  76. «NBA.com : Dikembe Mutombo Info Page». web.archive.org. 22 de julho de 2010. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  77. «USATODAY.com - Mutombo helps Congo take a big step forward with new hospital». usatoday30.usatoday.com. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  78. «Democratic Republic of Congo participates in its first Special Olympics». Daily News (em inglês). 23 de julho de 2015. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  79. «Zuma to take the field for Unity Cup». web.archive.org. 7 de março de 2016. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  80. «President Bush Delivers State of the Union Address». web.archive.org. 7 de maio de 2013. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  81. «Africahit - Dikembe Mutombo stands tall with Bush(video)». web.archive.org. 22 de julho de 2011. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  82. Wood-Wright, Natalie; Health, JH Bloomberg School of Public. «Bloomberg School Awards Goodermote Humanitarian Award to Dikembe Mutombo». Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  83. «USATODAY.com - Mutombo helps Congo take a big step forward with new hospital». usatoday30.usatoday.com. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  84. «Mutombo's hospital dream about to come true | Chron.com - Houston Chronicle». web.archive.org. 10 de setembro de 2007. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  85. Rushin, Steve. «The Center of Two Worlds». Sports Illustrated Vault | SI.com (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2020 
  86. «National Constitution Center: Board of Trustees». web.archive.org. 15 de junho de 2010. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  87. «Sam Perkins and Dikembe Mutombo Travel to South Sudan | Exchange Programs». exchanges.state.gov. Consultado em 31 de agosto de 2020