Casa de Orleães

(Redirecionado de Casa d'Orléans)

A Casa de Orleães, também conhecida pela grafia afrancesada Orléans (em francês: Maison d'Orléans), é uma família nobre da França, originada como um ramo da Casa de Bourbon, e foi uma das mais importantes deste país e da parte central da Europa, até o final do século XIX, sendo o duque de Orleães tradicionalmente um parente bem próximo ao rei francês. Foi a casa soberana do estado de 1830 a 1848, através de Luís Filipe I, rei dos Franceses.

Casa de Orleães
Em francês: Maison d'Orléans
Estado Reino da França
Reino Francês
Título Rei dos Franceses
Príncipe Real da França
Príncipes de Orléans
Príncipe de Joinville
Príncipe de Condé
Duque de Orleães
Duque de Némours
Duque de Penthièvre
Duque de Aumale
Duque de Montpensier
Duque de Chartres
Duque de Alençon
Duque de Guise
Duque de Galliera
Duque de Vendôme
Duque de Châtellerault
Duque de Saint-Fargeau
Duque de Beaupréau
Conde de Paris
Conde d'Eu
Origem
Fundador Filipe I de Orleães
Fundação 1660
Casa originária Bourbon
Etnia Caucasiana
Atual soberano
Pretendente João, Conde de Paris
Linhagem secundária
Orleães e Bragança

Após a revolução de julho de 1830, a Casa de Orleães se tornou a casa reinante na medida em que o monarca Bourbon Carlos X fora substituído por Luís Filipe I, filho de Luís Filipe II, Duque de Orleães. Luís Filipe instituiu uma monarquia constitucional, e foi cognominado Rei dos franceses, não da França e Rei Cidadão. Seu reinado durou até a Revolução francesa de 1848, quando abdicou ao trono e refugiou-se em Inglaterra. Foi o único rei francês da dinastia dos Orleães.

Esta Casa, através do casamento entre o príncipe Gastão de Orleães, Conde d'Eu, com D. Isabel de Bragança, Princesa imperial do Brasil, filha do imperador Dom Pedro II do Brasil, juntou-se com a Casa de Bragança, formando um ramo da família imperial brasileira, a Casa de Orleães e Bragança. Atualmente, ainda há descendentes desta Casa e da família imperial brasileira.

O município brasileiro de Orleans foi assim denominado a tal ramo imperial francês e em especial ao Príncipe Gastão de Orleans, Conde d'Eu, marido da Princesa Imperial Isabel de Bragança.

Mesmo após sua abdicação, muitas "facções" orleanistas permaneceram ativas, apoiando o retorno da Casa de Orleães ao poder, caso volte a monarquia na França. O atual Chefe da Casa de Orleães é João, Conde de Paris.

Titulares do Ducado de OrleãesEditar

 
Árvore genealógica dos Bourbons franceses
Casou-se com Henriqueta Ana de Inglaterra
Casou-se com Isabel Carlota do Palatinado, filha de Carlos I Luís, Eleitor Palatino e de Carlota de Hesse-Cassel.
Casou-se em 1692 com Francisca Maria de Bourbon, senhora de Blois (16771749), filha ilegítima de Luís XIV, com quem teve oito filhos.
Casou-se com Augusta de Baden-Baden (17041726), filha de Luís Guilherme de Baden-Baden
Casou-se com Luísa Henriqueta de Bourbon-Conti (17261759), que deu à luz Luís Filipe José, duque de Orleães; e Batilde de Orleães (17501822), que se casou com Luís VI Henrique de Bourbon-Condé, último duque de Bourbon.
Casou-se uma segunda vez, anos depois, com Carlota Joana Béraud de la Haye de Riou, marquesa de Montesson, que recebeu, como dote de casamento, o castelo de Sainte-Assise
Casou-se em 1769 com Luísa Maria Adelaide de Bourbon-Penthièvre (1753—1821), filha e única herdeira de Luis João Maria de Bourbon, duque de Penthièvre e almirante de França.
Casou-se com Maria Amélia de Bourbon-Sicílias, filha de Fernando IV de Nápoles e de Maria Carolina da Áustria
  • Fernando Filipe de Orleães, duque de Chartres (1810–1842), primeiro filho de Luís Filipe, rei da França
    • Luís Filipe II e depois Filipe VII, conde de Paris (1838–1894), filho de Fernando Filipe de Orleães
      • Filipe VIII, duque de Orleães (1869–1926), filho de Luís Filipe Alberto de Orleães
      • Jacques Maria Antônio Clemente (1880–1881)

Descendentes da Casa de OrleãesEditar

A Casa de Bourbon-Orleães deu a Portugal uma Rainha consorte, D. Amélia de Orleães, filha de Filipe (VII) de Orleães, Conde de Paris e casada com D. Carlos I. D. Amélia foi a última rainha de facto de Portugal.

NotasEditar

  • Este artigo foi inicialmente traduzido, total ou parcialmente, do artigo da Wikipédia em alemão, cujo título é «Haus Bourbon-Orléans».

Referências

  1. Browning, Elizabeth Barrett (2010). The Works of Elizabeth Barrett Browning: The Battle of Marathon (1820); An essay on mind, with other poems (1826); from Prometheus Bound, and Miscellaneous Poems (1833); from The seraphim and other poems (1838); Poems before Congress (1860); Other previously published prose and poetry (em inglês). Londres: Pickering & Chatto. p. 522 
  2. Chase, Salmon Portland (1993). The Salmon P. Chase Papers (em inglês). Kent: Kent State University Press. p. 370. ISBN 9780873384728 
  3. ANTHONY, Louisa (1853). Footsteps to History: being an epitome of the histories of England and France, embracing the cotemporaneous periods from the fifth to the nineteenth century, etc (em inglês) 2ª ed. Londres: Longman & Company. p. 392 
  4. The New International Year Book (em inglês). Nova Iorque: Dodd, Mead and Company. 1911. p. 30 
  5. Disraeli, Benjamin; Wiebe, Melvin George (1982). Benjamin Disraeli Letters: 1860-1864 (em inglês). Toronto: University of Toronto Press. p. 113 

Ver tambémEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Casa de Orleães