Abrir menu principal

Diocese de Petrolina

Diocese de Petrolina
Petrolinensis
Sé diocesana
Localização
País Brasil
Arquidiocese metropolitana Arquidiocese de Olinda e Recife
Estatísticas
Área 15 622 km²
Informação
Rito romano
Criação 30 de novembro de 1923
Padroeiro(a) Nossa Senhora Rainha dos Anjos
Governo da diocese
Bispo Dom Francisco Canindé Palhano
Bispo emérito Dom Paulo Cardoso da Silva, O. Carm.

Dom Manoel dos Reis de Farias

Jurisdição diocese
Página oficial Site da Diocese
dados em catholic-hierarchy.org

A Diocese de Petrolina (Dioecesis Petrolinensis) é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica no Brasil, pertencente à Província Eclesiástica de Olinda e Recife e ao Conselho Episcopal Regional Nordeste II da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, sendo sufragânea da Arquidiocese de Olinda e Recife. A episcopal está na Catedral Sagrado Coração de Jesus e Cristo Rei, na cidade de Petrolina, no estado de Pernambuco.

HistóricoEditar

A Diocese de Petrolina foi erigida a 30 de novembro de 1923, pelo Papa Pio XI, desmembrada da Diocese de Pesqueira. Em 16 de junho de 2010 cedeu parte de seu território para a criação da diocese de Salgueiro.[1]

DemografiaEditar

Em 2004, a diocese contava com uma população aproximada de 650.000 habitantes, com 90% de católicos.

O território da diocese é de 31.065 km², organizado em 37 paróquias distribuidas em 21 municípios do sertão de Pernambuco.

BisposEditar

Referências

  1. «Diocese of Petrolina» (em inglês). Consultado em 19 de março de 2011 

Ligações externasEditar

  Circunscrições eclesiásticas católicas do Brasil — Regional Nordeste II
(Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Alagoas)
 

 

 

 

Província eclesiástica de Olinda e Recife

Afogados da Ingazeira  • Caruaru  • Floresta  • Garanhuns  • Nazaré  • Palmares  • Pesqueira  • Petrolina  • Salgueiro
Província eclesiástica da Paraíba
Cajazeiras  • Campina Grande  • Guarabira  • Patos
Província eclesiástica de Maceió
Palmeira dos Índios  • Penedo
Província eclesiástica de Natal
Caicó  • Mossoró