Abrir menu principal

Índice

Edição sem sentidoEditar

  Discordo desta edição que acrescenta conteúdo sem nenhuma relação com o tópico nem com uma enciclopédia. Antero de Quintal (discussão) 11h44min de 12 de abril de 2014 (UTC)

  • Você removeu conteúdo válido, que está explicado mais adiante no artigo numa seção apropriada. Foi avisado. Se continuar, pediremos o vosso bloqueio. André Koehne (discussão) 18h53min de 12 de abril de 2014 (UTC)
"Conteúdo válido" é mera opinião sua. O que é "válido" ou não é determinado por consenso. O conteúdo inserido está completamente fora do escopo de uma enciclopédia e do tópico do artigo. Antero de Quintal (discussão) 22h07min de 12 de abril de 2014 (UTC)

  Discordo também da edição. O conteúdo é válido, está referenciado, mas foi inserido no lugar errado. Tonelada D C @ 20h33min de 12 de abril de 2014 (UTC)

  • Apresentem fontes para suas argumentações. Não se "vota" a validade de algo que está referenciado. Simples, assim. A retirada de conteúdo válido por opiniões pessoais (com todo respeito, mas nem um dos dois usuários é fonte de NADA) é wikipedia:vandalismo. Aliás, os doutos usuários deveriam saber disto. André Koehne (discussão) 02h59min de 13 de abril de 2014 (UTC)
  • "Depois toda a gente pergunta porque é que os editores de qualidade abandonam o projeto..." (sic). Isto aqui é só uma pálida resposta a esta afirmação... André Koehne (discussão) 03h06min de 13 de abril de 2014 (UTC)
Tá. Quer dizer que posso colocar neste artigo que a presidente Dilma tomou um choque ao usar um microfone, e para isso basta possuir referências? Tonelada D C @ 03h34min de 13 de abril de 2014 (UTC)

  Discordo também. Não é, em absoluto, o lugar apropriado pra isso. Talvez criar o importantíssimo artigo "Polêmica da declinação do governo Dilma Roussef no Brasil" e colocar esse super relevante tema lá. Agora aqui estamos num artigo que faz referência ao cargo de Presidente, aqui ou em qualquer lugar do mundo. Imagine se trouxermos pra cá todas as polêmicas de declinação de todos os presidentes do mundo pra cá... Certamente o conteúdo seria "válido", mas não no artigo presidente. Se referenciado, pode estar também numa lista ("Polêmicas sobre...") ou eventualmente no artigo Presidente do Brasil, onde se demonstraria mais uma vez o viés pouco profundo que se dá para os temas aqui. Mas AQUI, eu discordo totalmente. José Luiz disc 14h41min de 13 de abril de 2014 (UTC)

E sobre a pergunta que "toda gente" pergunta, quem quer abandonar abandona. Não fica anunciando e voltando 20 vezes... José Luiz disc 14h42min de 13 de abril de 2014 (UTC)

  Discordo também. O cabeçalho do artigo não é o local apropriado para essa informação, que pode muito bem ser citada no resto do texto. Não me lembro de outro artigo em que se liste a forma feminina do título logo na primeira linha, acho bem desnecessário. RafaAzevedo msg 16h14min de 13 de abril de 2014 (UTC)

Acho muito importante constar da primeira linha para ficar bem claro que o termo presidenta que está no dicionário Aurélio Buarque de Holanda Ferreira. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. [S.l.]: Nova Fronteira, Rio de Janeiro, 1993. p. 1388. ISBN 85-209-0411-4, conforme consta nas notas e referências. E para que tire a dúvida de quem achava que o usar o título no feminino era um absurdo, mas como podem ver pelas referências está lá, e não pode ser retirado pois está referenciado e não é vandalismo. O fato de alguns editores não concordarem é motivo de discussão e não de retirada pois o texto é válido.JMGM (discussão) 17h16min de 13 de abril de 2014 (UTC)
Jurema, ninguém aqui está propondo deleção. O que achamos é que, editorialmente, não existe essa "polêmica" num artigo "raiz" como esse. Eu sugiro que se mova esse importantíssimo conteúdo para um artigo próprio ou para o artigo da Dilma Roussef, algo muito mais apropriado. José Luiz disc 21h03min de 13 de abril de 2014 (UTC)
Já que se colocou um item específico para o Brasil e para Portugal, diferentemente das outras wikis como [1], [2] e [3] o André só ampliou. O correto seria retirar esses itens inteiros e transferir para os artigos de presidente dos respectivos países e deixar esse artigo só para a definição técnica e política como os exemplos citados. Mas tudo isso deveria ter sido discutido antes, bem antes de qualquer GE na discussão do artigo. JMGM (discussão) 22h04min de 13 de abril de 2014 (UTC)
Estamos avançando. Veja que o André simplesmente não quer discutir o tema: reverteu duas vezes sem usar o sumário (o que, por si só, é motivo de remoção da ferramenta), veio aqui somente para reafirmar o POV e ameaçar ir embora (de novo). Nos sumários, só ofendeu os interlocutores. Ignorou quando outro editor (o Tonelada) opinou e continuou guerreando. Não compreendo contra o quê está lutando então... José Luiz disc 23h07min de 13 de abril de 2014 (UTC)

Também   Discordo da maneira como é apresentada a questão da "presidenta" logo na introdução. Falta de senso de peso de edição, a meu ver. Q se fale disso no meio do texto mas não ali em negrito, é 'menor' para a proposta do verbete, de definir um cargo. A variante do cargo deve vir uma explicação no texto, simples e resumida, uma frase basta, com a devida fonte, pois o verbete não é sobre isso, não uma co-definição na introdução. MachoCarioca oi 23h14min de 13 de abril de 2014 (UTC)

  Pergunta No caso de guerra de edições, a página não deveria ser protegida na versão estável, de antes do seu início? Tonelada D C @ 23h39min de 13 de abril de 2014 (UTC)

A ação do Willy - controversa - está sendo discutida aqui. Opine que é importante. José Luiz disc 23h59min de 13 de abril de 2014 (UTC)

Há algum motivo especial para o texto estar cheio de o/a, ele/ela, presidente/a e outros? Esse é o primeiro artigo que vejo em que se mostra a variação de gênero em cada palavra. Rjclaudio msg 01h01min de 14 de abril de 2014 (UTC)

Concordo que esse texto não deveria estar neste artigo, mas sua retirada deveria ter sido discutida aqui nesta página antes de começar uma GE. No meu entender não era para estar neste artigo também os subtítulos Brasil e Portugal que não fazem parte deste artigo, mas sim dos respectivos artigos a que pertencem, deixando aqui somente as definições técnicas e políticas do cargo como fizeram outras wikis é só olhar pelas interwikis. Como o artigo já estava com os subtítulos o André apenas ampliou com fontes. JMGM (discussão) 01h32min de 14 de abril de 2014 (UTC)

  Discordo também. Acho que devemos remover também esse monte de "presidente/a", já que nenhum outro artigo tem isso. A Wikipédia é uma enciclopédia, e esse tipo de informação seria mais própria ao dicionário. Também concordo que a informação esteja em Presidente do Brasil, mas não aqui. Matheus diga✍ 20h24min de 19 de abril de 2014 (UTC)

Concordo com os questionamentos do Rjclaudio e do Matheus, pessoalmente acho extremamente absurdo que o artigo esteja repleto destes "o/a", "presidente/a", não vejo isso ser feito em qualquer outro artigo da Wikipédia lusófona. Por que este deveria ser diferente? RafaAzevedo msg 22h59min de 23 de abril de 2014 (UTC)

idem. O comsenso me parece claríssimo. alguém se habilita? José Luiz disc 23h06min de 23 de abril de 2014 (UTC)

Apagamento de conteúdo válido e polêmicasEditar

Existe, há anos, no Brasil - e não no país de quem anda a apagar - uma celeuma burra sobre a existência ou não do termo feminino, presidenta.

Depois de toda o debate acima, e ainda vendo até mesmo professores universitários cá do Brasil incorrendo num erro tolo, julgo ser muito baixo privar uma enciclopédia de informar, e informar bem.

O conteúdo por nós inserido e revertido arbitrariamente, é o abaixo.

Peço aos demais editores que, sem paixões e perseguições, decidam se este conteúdo, referenciado e importante para esclarecer, deve ou não figurar. Se não, remova-se informações não referenciadas do artigo - como aquela que diz da sua etimologia, por exemplo...

Grato aos que puderem opinar:

==Presidenta, se mulher ==

Pode-se chamar presidenta, se for mulher: a forma feminina, segundo o Dicionário Aurélio, verbete presidenta, aplica-se tanto à mulher que preside, quanto à esposa de um presidente.[1]

O questionamento da forma feminina "presidenta" também ocorre no espanhol, sendo comum sua refutação na internet por razões pseudo-gramaticais - nestes arrazoados diz-se, naquele idioma, que a forma feminina não é aceita por conta de um suposto sufixo ~ente - que entretanto não existe segundo Manual de estilo da Real Academia.[2]

Como exemplo, colocam: "Los que luchan, los que inventan, los que trabajan, los que corren, etc. no son los luchantes, los inventantes, los trabajantes, etc. sino el luchador y la luchadora, el inventor y la inventora, el trabajador y la trabajadora." (Tradução livre: "Os que lutam, os que inventam, os que trabalham, os que correm, etc, não são os lutantes, os inventantes, os trabalhantes, etc. sim o lutador e a lutadora, o inventor e a inventora, o trabalhador e a trabalhadora.")[2]

Os especialistas espanhóis são categóricos em concluir: "nada na morfologia histórica de nossa língua, nem na das línguas das que a nossa procede, impede que as palavras que se formam com este componente [~ente ou ~nte] tenham uma forma para o gênero feminino".[2]

Na sua obra "Em defesa da língua vernácula" de 1991, Francisco Martins de Araújo explica que os gramáticos não tratam do assunto, a forma feminina de presidente é correta, apontando outros autores que consignam a forma.[3]

Em 2011 a equipe do Dicionário Aurélio dirimiu a dúvida feita pelo portal IG, informando que o termo existe no uso desde pelo ao menos desde 1872, passando a figurar nos dicionários a partir de 1925.[4] O Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia de Ciências de Lisboa, em 2001, também consigna o vocábulo.[4]

Referências

  1. Aurélio Buarque de Holanda Ferreira (1993). Novo Dicionário da Língua Portuguesa. [S.l.]: Nova Fronteira, Rio de Janeiro. p. 1388. ISBN 85-209-0411-4 
  2. a b c Fundéu - Fundación del Español Urgente (7 de abril de 2011). «'Presidenta', en femenino: es correcto». Fundéu/BBVA. Consultado em 17 de outubro de 2013 
  3. Francisco Martins de Araújo (1991). Em defesa da língua vernácula: questiúnculas de português. [S.l.]: Thesaurus. p. p. 246 a 248. ISBN 085706205X 
  4. a b «"Presidenta" existe na língua portuguesa desde 1872» 

André Koehne (discussão) 21h57min de 18 de março de 2016 (UTC)

Dois anos depois, novamente André Koehne e Antero entram em GE nesse artigo, mais ou menos pelos mesmos motivos. O que quero saber é: se um vai, o outro reverte, e fica assim pra sempre, como se decide? Tem um limite para reversões, então não pode durar pra sempre. Quem vai decidir isso? Se sempre que alguém fizer alguma modificação no artigo e vier outro e reverter sempre, fica por isso mesmo? Fica sem decisão, ganha quem reverte mais? Só eu que percebo que isso não pode? JMGM (discussão) 22h24min de 18 de março de 2016 (UTC)

JMGM, se ler o que existe acima o que se discutiu foi o uso ou não de "presidente/a" que alguém (pode até ter sido eu, nem me lembro mais) que permeava o artigo; em nenhum momento se deliberou pela remoção de conteúdo devidamente referenciado e enciclopédico; nas últimas edições mostrei que o tema era afeito não apenas ao idioma português (teve gente que achou - e podes ler nos comentários acima - que fosse uma questiúncula afeita a presidente do Brasil), mas também ao espanhol e, na minha última edição abruptamente revertida, trazia fonte de Portugal... Ou seja, remove-se porque quer, num abuso acintoso de WP:POV; cuida-se de conteúdo referenciado como vandalismo e deixa-se conteúdo falso e não-referenciado! (a exclamação, creio, se justifica aqui).

Aponta-se que esta remoção foi "decidida" - o que é falso - até porque novas informações e fontes foram adicionadas - ao contrário, aliás, de todos os argumentos colocados tanto aqui, quanto nos sumários de edição.

Remove-se conteúdo com fontes, porque querem. Opinam por acham. E a burrice impera, já que informar, que deveria ser a premissa e o fim deste projeto, é simplesmente tolhido. Reclamar a quem? Aos administradores? Qual deles se habilitaria a olhar as regras, e as aplicar? Enfim... o projeto parece ter artigos com "donos", mesmo que simplesmente não cuidem de seu conteúdo - e persigam aqueles que porventura o façam... André Koehne (discussão) 03h24min de 19 de março de 2016 (UTC)

  • Enfim, a minha proposta está aí, atendendo às melhores sugestões feitas no debate acima, trazendo por ora um pouco mais de informação (ele pode crescer - acreditem, há muito mais fontes hoje acerca disto). Se ninguém obstar fundamentadamente, entende-se que isto deva figurar no artigo. André Koehne (discussão) 03h34min de 19 de março de 2016 (UTC)
Pessoalmente eu acho uma bobagem, nem precisava colocar qualquer fonte pra algo sobejamente conhecido, pode colocar isso no wikidionario, não sei pra q abrir uma seção inteira pra essa explicação ali, Andre. Uma simples "nota 1" resolve se for o caso, mas creio isso desnecessario no verbete. MachoCarioca oi 03h39min de 19 de março de 2016 (UTC)
@MachoCarioca:, a rigor o "eu acho" seria inválido aqui, mas posso lhe informar que segui a sugestão feita acima - de se colocar abaixo (a questão, se puder mesmo ler o que está na seção acima - transcende o idioma, e o país Brasil e vai a toda lusofonia). No mérito do seu "achar" posso lhe convidar a ir ao Wikicionário, onde poderá ver que a natureza editorial ali é muito diferente: o conteúdo acima é, sim, enciclopédico (e como!) além de oportuno, sempre... Como falei, ninguém removeu, reverteu, a etimologia (ela, sim, informação própria do Wikicionário!) que, pasmemos, está sem fontes! Há muitos anos! Finalmente, a reversão da "nota" foi justamente o que levou ao primeiro debate! Ou fica como uma nota (o original revertido imotivadamente), ou fica uma seção... Um abraço. André Koehne (discussão) 03h50min de 19 de março de 2016 (UTC)
'Eu acho' é invalido como uma simples opinião pedida? Se todo mundo aqui dissesse 'eu acho' qdo perguntado de algo, seriam mais honestos pq no fundo pouca gente entende realmente de algo aqui e nenhum de tudo, só dá pra achar. Pra que pediu opinião então? Então tá, esqueça ela, se vira aí. MachoCarioca oi 03h53min de 19 de março de 2016 (UTC)
@MachoCarioca: meu pedido foi para que as opiniões venham fundamentadas justamente para que possamos valorar a ação de remoção de conteúdo; você "achar" que o artigo não deveria ter algo porque segundo você é "algo sobejamente conhecido" simplesmente demandaria 99,99% de tudo que está neste projeto (até porque não podemos criar nada aqui, apenas repetir o que for "sobejamente conhecido"! he, he...) Apreciei tua proposta de ser uma "nota" e ponderei que o apagamento da nota foi o que motivou a remoção do conteúdo (ele é inválido? Pensei ter sido claro que aquele conteúdo não é nem de longe o que se coloca no Wikicionário! Acredite, já editei lá)... Gostaria de deixar como uma nota - mas, repito, a nota foi revertida! E, acima, vários editores sugeriram levar a Presidente do Brasil, como se fosse algo de um país, apenas, a informação... Por isso insisto para que leia com carinho a seção acima. Um abraço, de novo. André Koehne (discussão) 04h02min de 19 de março de 2016 (UTC)
Como nota e não como item ou seção, não vejo problema, como tantas que tem nestes verbetes. Mas "acho" desnecessário, apesar de nao me incomodar em nada. Sds MachoCarioca oi 04h23min de 19 de março de 2016 (UTC)

Pois se é assim, eu acho que não seja correto. Sou totalmente contra remoção arbitrária de texto referenciado, isso é arbitrariedade. Se tem fonte fiável, não deveria ser permitida a remoção de texto em qualquer circunstância. JMGM (discussão) 10h05min de 21 de março de 2016 (UTC)

Com mais de um ano sem qualquer oposição séria e fiável apresentada, estou repondo o conteúdo inapropriadamente (e contra as regras editoriais) removido. Grato aos que participaram do debate. André Koehne (discussão) 19h51min de 5 de abril de 2017 (UTC)

Não percebi porque é que conteúdo válido e bem referenciado sobre o uso da forma "presidenta" foi removido do artigo, aparentemente de forma arbitrária. Foi alegado existir "oposição maciça na discussão do artigo", mas o que se vê aí em cima é sobre a introdução, não sobre o conteúdo referenciado no corpo do artigo. E a etimologia e variações de um termo fazem sim parte do conteúdo enciclopédico de qualquer artigo, de modo que   Discordo da remoção feita.-- Darwin Ahoy! 12h59min de 5 de agosto de 2017 (UTC)
Se não percebeu, basta ler toda esta página de discussão desde abril de 2014. JMagalhães (discussão) 20h30min de 5 de agosto de 2017 (UTC)
Não, não percebi a ideia de remover toda a secção da etimologia com as respectivas fontes, voltando a relegar as duas linhas que lá estavam à introdução do artigo. O que você fez é arbitrário e abusivo. Mas não tem problema, qualquer outro dia se repõe isso lá, ou eu ou outro. O projecto não acaba amanhã, nem esse conteúdo há de ficar perdido.-- Darwin Ahoy! 21h39min de 5 de agosto de 2017 (UTC)
Não tente subverter o sistema nem a cronologia dos factos.
Acho lamentável como editores experientes ignoram as páginas de discussão e insistem na inserção pela calada de conteúdo disputado. JMagalhães (discussão) 22h00min de 5 de agosto de 2017 (UTC)
Eu não subverti coisa nenhuma. Eu coloquei uma secção sobre etimologia com conteúdo referenciado, que você entendeu de remover arbitrariamente com base em alegadas "oposições" datando de 2014, e obviamente desfasadas da situação actual. Mas eu não estou aqui para discutir consigo, nem para estragar o histórico do artigo. Outro dia qualquer eu reponho a informação, uma vez que você continua sem justificar porque a removeu. Ou eu, ou outro qualquer que veja isto antes, e concorde com a minha posição.-- Darwin Ahoy! 22h27min de 5 de agosto de 2017 (UTC)
Você inseriu o mesmo conteúdo inserido pelo Kohene em outubro de 2013, abril de 2014, março de 2016 e março de 2017. Conteúdo esse que desde 2014 foi rejeitado por vários editores nesta mesma página de discussão. Agradeço que não volte a inserir, uma vez que isso pode ser visto como comportamento abusivo e sujeito a sanções. JMagalhães (discussão) 22h52min de 5 de agosto de 2017 (UTC)

───────────────────────── Tudo o que não tinha a ver com etimologia foi removido na minha edição. Qual é mesmo o seu argumento para a ter revertido, se é que tem algum?-- Darwin Ahoy! 00h12min de 6 de agosto de 2017 (UTC)

Basta ler a discussão nesta página desde abril de 2014. A "sua" edição é meramente a reposição da edição do Kohene, contestada por vários editores desde essa data. JMagalhães (discussão) 00h17min de 6 de agosto de 2017 (UTC)
Não, não é, é diferente. E aí, tem algum argumento, ou reverteu só porque apeteceu?-- Darwin Ahoy! 02h44min de 6 de agosto de 2017 (UTC)
Edição do Kohene. Edição do Darwin. Fique para aí a falar sozinho. JMagalhães (discussão) 03h26min de 6 de agosto de 2017 (UTC)
JMagalhães mente. Aqui --> Edição do Darwin. Se não tem mais nada a dizer, nem qualquer argumento, a edição será reposta na próxima ronda.-- Darwin Ahoy! 17h09min de 6 de agosto de 2017 (UTC)
Só digo que quem insiste na inserção de conteúdo por via da força bruta ignorando a oposição de editores na página de discussão costuma acabar por ver o seu comportamento a ser discutido em discussões de bloqueio. JMagalhães (discussão) 18h26min de 6 de agosto de 2017 (UTC)
A única oposição aqui é você, e não apresentou qualquer argumento, pelo que pode ser perfeitamente ignorado. Força bruta é o que você fez, revertendo o conteúdo que eu adicionei sem qualquer justificação. Isto que eu estou a fazer é o procedimento normal. E se não tem mais nada a dizer, chegue-se para lá, desampare a loja para que eu possa retornar o conteúdo ao artigo.-- Darwin Ahoy! 21h01min de 6 de agosto de 2017 (UTC)
Favor ler esta página de discussão desde abril de 2014, caso não queira acabar bloqueado. JMagalhães (discussão) 21h18min de 6 de agosto de 2017 (UTC)
Favor tentar passar além da sua habitual WP:RECUSA: A edição em causa é de Agosto de 2017, não de 2014. Tem mais alguma coisa a dizer?-- Darwin Ahoy! 21h29min de 6 de agosto de 2017 (UTC)
Não tente atirar areia para os olhos de quem ler isto no futuro. A edição de agosto de 2017 é idêntica à de 2014. Você simplesmente repescou e voltou a inserir a edição do Koehne. Agradeço que deixe de fazer com que os editores do projeto percam tempo com os seus fait-divers. Se voltar a repor abusivamente o conteúdo não enciclopédico que foi contestado nesta página por vários editores desde 2014, quando voltarmos a falar será numa discussão de bloqueio. Adeus. JMagalhães (discussão) 21h41min de 6 de agosto de 2017 (UTC)

───────────────────────── A conta "JMagalhães" mente. Esta edição não é de todo idêntica à de 2014. Houve adaptação, remoção e integração de vários conteúdos. As suas ameaças de retaliação com pedidos de bloqueio não me intimidam nem me interessam. Se não tem nenhum argumento, o conteúdo será reposto. Se não tem argumentos contra, suma daqui.-- Darwin Ahoy! 21h53min de 6 de agosto de 2017 (UTC)

Remoção de conteúdo referenciadoEditar

Uma conta identificada como "JMagalhães" tem se dedicado recentemente a remover conteúdo enciclopédico e bem referenciado deste artigo, alegando uma qualquer discussão ocorrida em 2014. Na intenção de poupar o histórico do artigo das acções deste indivíduo, que insiste em remover esse conteúdo sem qualquer justificação, convoco aqui os participantes dessa discussão activos no projecto: @André Koehne, JMGM, Jbribeiro1, MachoCarioca e RafaAzevedo:, a fim de que ajudem a avaliar a situação.-- Darwin Ahoy! 02h38min de 7 de agosto de 2017 (UTC)

Claro abuso de espaço público. A introdução desse conteúdo foi discutida nesta mesma página em 2014 e toda a gente que você convocou se opôs. Basta ir ao topo desta página de discussão. As justificações estão lá. O conteúdo foge claramente do escopo do artigo e de uma enciclopédia. O que seria interessante saber é porque é que você apareceu aqui do meio do nada para repor o conteúdo de uma edição do Kohene contestada em 2014 e perdida no meio do histórico. JMagalhães (discussão) 02h44min de 7 de agosto de 2017 (UTC)
O único abuso que eu vejo aqui é você, sozinho, vandalizando um artigo que outros constroem, amputando-lhe conteúdo enciclopédico e bem referenciado em fontes fiáveis sobre a etimologia da palavra. Qual é o seu problema com esse conteúdo? Você não explica, apenas refere uma qualquer discussão velha de três anos, sobre uma edição bem diversa do conteúdo que eu acrescentei. E para cúmulo, na falta de qualquer argumento válido, vem disseminar a desconfiança sobre mim. Porque não faz qualquer coisa de útil aqui no projecto, em vez de andar aqui a vandalizar e danificar conteúdo, e a produzir esse tipo de ataques pessoais rasteiros contra quem sempre vai melhorando as coisas por aqui? Fica a pergunta.-- Darwin Ahoy! 02h52min de 7 de agosto de 2017 (UTC)
Controle o seu linguajar. Ninguém no projeto tem culpa dos seus problemas nem tem que levar com os seus insultos. JMagalhães (discussão) 02h55min de 7 de agosto de 2017 (UTC)
Chamado a opiniar, deixo minha opinião: esta edição que estava [4] com o titulo "presidenta" e todas aquelas citações estava realmente muito ruim, péssimo. Esta edição daqui [5] está aceitável, não vejo problema em constar, mas acho que ali, como primeira seção, não é o lugar apropriado, deve ser a ultima seção, lá embaixo, com a explicação etmológica. Mesmo como está agora [6] acho a seção fora do lugar. Não entendi muito bem a explicação do Antero de que o texto não é enciclopedico. Ele fala da definição em dicionario de presidenta, e o que está lá agora tbém é uma definição de dicionario. Então seria o caso de retirar a seção toda ou deixá-la toda? MachoCarioca oi 02h58min de 7 de agosto de 2017 (UTC)
@MachoCarioca: Na verdade, eu penso que aquilo tudo sobre a "presidenta", embora de interesse enciclopédico, cabia bem numa nota de rodapé, após uma breve frase dizendo que essa forma também é correcta, embora pouco usada. O que acha?-- Darwin Ahoy! 03h01min de 7 de agosto de 2017 (UTC)

@MachoCarioca: A Wikipédia é uma enciclopédia que deve conter conteúdo enciclopédico. O propósito dos verbetes é definir o tópico e os vários aspetos do tópico, e não para dissertações sobre o termo. O lugar de observações sobre linguística é em dicionários. Nada contra se alguém quiser mover esse conteúdo para a entrada no wikcionário. JMagalhães (discussão) 03h04min de 7 de agosto de 2017 (UTC)


Na verdade minha opinião é a mesma que a de 2014, nada mudou Segue ela ai embaixo.

"Também   Discordo da maneira como é apresentada a questão da "presidenta" logo na introdução. Falta de senso de peso de edição, a meu ver. Q se fale disso no meio do texto mas não ali em negrito, é 'menor' para a proposta do verbete, de definir um cargo. A variante do cargo deve vir uma explicação no texto, simples e resumida, uma frase basta, com a devida fonte, pois o verbete não é sobre isso, não uma co-definição na introdução. MachoCarioca oi 23h14min de 13 de abril de 2014 (UTC)"

Ou seja, não discordo que isso exista no verbete, até por causa da grande controvérsia que houve no Brasil durante a presidencia da Dilma, isso é uma expllicação acadêmica necessaria a meu ver, mas deve ser resumido e lá embaixo. Continuo achando a mesma coisa e nunca mais tinha visto isso aí. MachoCarioca oi 03h07min de 7 de agosto de 2017 (UTC)

Ok Antero, mas aí é questão de abrirmos uma discussão pra saber se fica o item todo ou nada, ficar metade nada muda na questão base desta discussão, se isso é material de enciclopédia ou de dicionario. MachoCarioca oi 03h07min de 7 de agosto de 2017 (UTC)

Eu não me oponho a transferir o conteúdo da questão "presidenta" para o Wikcionário, que é o devido lugar para as informações sobre linguística do termo. JMagalhães (discussão) 03h10min de 7 de agosto de 2017 (UTC)

A etimologia de uma palavra também é conteúdo enciclopédico. Sempre foi, em qualquer verbete desta enciclopédia. Só neste é que o JMGalhães resolveu implicar, vá lá saber-se porquê.-- Darwin Ahoy! 03h09min de 7 de agosto de 2017 (UTC)

A etimologia está lá no artigo. É logo a segunda secção. O que se está a discutir nesta página é a introdução de uma dissertação offtopic sobre presidente/presidenta, que não tem nada a ver com etimologia nem com conteúdo enciclopédico. JMagalhães (discussão) 03h13min de 7 de agosto de 2017 (UTC)
Eu proporia até que a questão da etmologia fique apenas como "nota". Dantadd fez muito isso por ai uns anos atrás pra explicar etmologia de palavras sem elas constarem exatamente do texto do verbete. O q acham? MachoCarioca oi 03h10min de 7 de agosto de 2017 (UTC)
Eu concordo com deixar a etimologia de presidente numa breve nota. Mas a questão presidente/presidenta não tem nada a ver com etimologia e deve ser transferida para o Wikcionário. JMagalhães (discussão) 03h12min de 7 de agosto de 2017 (UTC)

Redija aqui na discussão uma nota como ela seria pra gente analisar, pode ser? MachoCarioca oi 03h14min de 7 de agosto de 2017 (UTC)

@MachoCarioca: Veja se concorda com esta versão. Já deixo aí o diff, porque este é daqueles que reverte tudo, provavelmente reverterá isso também.-- Darwin Ahoy! 03h15min de 7 de agosto de 2017 (UTC)

Eu discordo, você acabou de quebrar R3R e já foi pedido o seu bloqueio. JMagalhães (discussão) 03h26min de 7 de agosto de 2017 (UTC)
Que bonito. Não quer ou não sabe discutir, pede o bloqueio. Continue assim, que vai por bom caminho. Mas foi tiro na água, não tem R3R nenhuma violada aí.-- Darwin Ahoy! 03h37min de 7 de agosto de 2017 (UTC)

Concordo sem o negrito. Não vejo qual o problema de ter este adendo (dizer que a outra forma tbém é correta, qual seria o problema disso? ) Como disse, aqui no Brasil isso deu a maior controvérsia, vc nem imaginam, seria interessante pra nós ter esse adendo, neste verbete específico. A minha visão é: se q questão é a etimologia ser coisa de dicionario, se tire aquela seção toda. Se não for o caso, não vejo problema editorial com esse adendo colocado, Antero. A questão é que estava mal escrito, mal posicionado, mal leaoutado e comprido demais. É só arrumar com o peso certo. MachoCarioca oi 03h23min de 7 de agosto de 2017 (UTC)

A questão do masculino/feminino não tem nada a ver com etimologia. É uma dissertação linguística que não tem lugar numa enciclopédia, que apenas define os conceitos. JMagalhães (discussão) 03h26min de 7 de agosto de 2017 (UTC)
Etimologia estuda a origem e a história das palavras. O termo presidenta tem uso desde o século XIX, e foi dicionarizado em 1925. Qual foi a parte de "história" que não entendeu? E remover esse termo do artigo é errado e contrário ao livro de estilo, pois presidenta redirecciona para lá.-- Darwin Ahoy! 03h40min de 7 de agosto de 2017 (UTC)
Eu entendi essa sua parte. Vc parece não ter entendido a outra, a minha parte. Como disse, aqui no Brasil isso deu a maior controvérsia, vc nem imaginam, seria interessante pra nós ter esse adendo, neste verbete específico. Não vejo no que esse adendo, como complemento de nota, possa prejudicar uma enciclopedia popular, ao contrário, ajuda a dar a informação q tanto mimimi causou aqui no Brasil por anos, até de analfabeta os analfabetos chamavam a mulher. MachoCarioca oi 03h30min de 7 de agosto de 2017 (UTC)
Não percebo em que é que essa questão seja minimamente relevante para a definição global do conceito de presidente neste artigo. Porém, nada contra se alguém propuser a introdução disso no artigo de Dilma Rousseff, tal como tinham proposto em 2014, lá no topo da página. Mas, como disse, o local próprio para colocar conteúdo sobre questões linguísticas é mesmo o Wikcionário. JMagalhães (discussão) 03h34min de 7 de agosto de 2017 (UTC)

VC não percebe relevância em incluir no conceito global da definição da palavra o adendo de que o feminino tbém é correto, numa enciclopedia consultada por milhoes de brasileiros q passaram 5 anos discutindo isso, se era certo ou errado? Nenhuma relevância? No caso de não ser o verbete lugar para definições etimológicas, como adendou acima, mas sim o Wikidicionário, não seria então questão de transferir então toda a seção pra lá, e não só a parte da variação de genero? MachoCarioca oi 03h42min de 7 de agosto de 2017 (UTC)

Não. Não percebo a relevância desse fait-divers para quem vem aqui perceber o conceito de presidente. Quem se quer informar sobre essas questões consulta um dicionário ou prontuário. Já por causa disso é que a Wikimedia tem o Wikcionário. Não me oponho a transferir tudo. JMagalhães (discussão) 03h46min de 7 de agosto de 2017 (UTC)

@MachoCarioca: Eu tinha mantido o negrito ali porque o termo "presidenta" deve redireccionar para lá. Mas de facto aquilo esteticamente ficava feio e não tinha qualquer utilidade, de modo que removi.-- Darwin Ahoy! 03h37min de 7 de agosto de 2017 (UTC)

Eu discordo de manter ali. Você já quebrou a R3R. Vai desfazer a edição ou vai aguardar o seu bloqueio? JMagalhães (discussão) 03h38min de 7 de agosto de 2017 (UTC)
Espera sentado, que eu já te atendo...-- Darwin Ahoy! 03h42min de 7 de agosto de 2017 (UTC)

  Comentário Para além do já sobejamente exposto acima, mas que infelizmente continua a esbarrar na obstinada WP:RECUSA de um único editor, acresce que a remoção de toda e qualquer menção ao termo "presidenta" do artigo viola o Livro de Estilo, no disposto em WP:REDIR, pois para qualquer redirect para ser minimamente válido, o termo tem de pelo menos constar no artigo de destino.-- Darwin Ahoy! 03h51min de 7 de agosto de 2017 (UTC)

  Comentário: JMagalhães desculpa perguntar, mas para qual nível está pedindo proteção para esse artigo se, o editor que está quebrando a WP:R3R segundo você, é um administrador? Editor DS (discussão) 19h15min de 7 de agosto de 2017 (UTC)

  • Lendo a discussão percebi que a maioria dos contribuidores tem a opinião de que o termo não é necessário constar na introdução, mas constar em algum local do texto ou como nota. Partilho da opinião que toda a discussão sobre o termo é relevante e deva constar como nota ou frase miúda. --Barão de Itararé (mensagem) 00h42min de 8 de agosto de 2017 (UTC)
Em que é que a discussão masculino/feminino é relevante para compreender o conceito de presidente? JMagalhães (discussão) 00h48min de 8 de agosto de 2017 (UTC)
A Wikipédia não trata apenas de conceitos, ou seja a ideia que se tem de um termo, mas, e de acordo com Wikipédia:O artigo perfeito: aborda todos os ângulos, paradigmas, pontos de vista, posicionamentos etc., a respeito do assunto. E como o uso do termo é também político ([7]); utilizado por autores como Machado de Assis e utilizado desde 1812 num dicionário, dado a ampla discussão que isto gerou no Brasil e ainda gera, torna-se relevante e enciclopédico. --Barão de Itararé (mensagem) 07h29min de 8 de agosto de 2017 (UTC)


Chamou? Na minha opinião, nenhum conteúdo referenciado deve ser retirado dos artigos seja lá por quem for sem uma ampla discussão. Se o termo ou variação da palavra existe e tem referência qual é o problema? Na verdade não é esse o problema (a palavra), o problema maior da wiki é o editor se achar superior aos outros e querer impôr sua opinião na marra. Apaga, retira fontes, muda títulos ou apoia os movedores como fez nos artigos que contém o nome próprio Zimbabwe, é como se fosse um tirano que não permite que seus vassalos tenha vida própria. Ou é do jeito que ele quer ou ninguém mais pode mexer no artigo. O mais engraçado é que os novatos que entraram depois dele aprenderam a lição direitinho e passaram a fazer as mesmas tiranias. Resumindo:Se tem fonte e não é absurdo e nem ofensivo deve ser mantida no artigo na etimologia sem terrorismo. JMGM (discussão) 01h46min de 8 de agosto de 2017 (UTC)
Não vejo motivos para que tal conteúdo não conste do artigo. Concordo com a edição do Darwinius. Dornicke (discussão) 05h32min de 9 de agosto de 2017 (UTC)
Regressar à página "Presidente".