Abrir menu principal
Emival Ramos Caiado
Nascimento 4 de maio de 1918
Goiás
Morte 7 de agosto de 2004 (86 anos)
Goiânia
Cidadania Brasil
Alma mater Universidade Federal Fluminense
Ocupação advogado, político

Emival Ramos Caiado (Cidade de Goiás, 4 de maio de 1918Goiânia, 7 de agosto de 2004) foi um advogado, jornalista, agropecuarista e político brasileiro membro de tradicional família goiana.[1][2][3]

Dados biográficosEditar

Filho de Antônio Ramos Caiado e Maria de Amorim Caiado. Advogado formado pela Universidade Federal Fluminense em 1942, ingressou na UDN e presidiu o diretório do partido em Anápolis. Eleito deputado estadual em 1950 e deputado federal em 1954, 1958 e 1962. Implantado o Regime Militar de 1964 apoiou o novo governo através do jornal Diário do Oeste, no qual empreendeu férrea oposição ao governador Mauro Borges. Ingressou na ARENA e foi reeleito em 1966. Nas eleições de 1970 conquistou um mandato de senador[nota 1] a ser renovado em 1974, porém a negativa de uma legenda para que disputasse a reeleição o levou a renunciar em junho de 1974 em favor de Leoni Mendonça.

Como deputado federal foi autor da lei que fixava a data de mudança da capital da República do Rio de Janeiro para Brasília.[4]

Tio do Governador Ronaldo Caiado.

Notas

  1. Em virtude da cassação do senador João Abraão (eleito em 1966) e da não convocação do suplente foram disputadas três vagas em Goiás no pleito de 15/11/1970 quando o partido governista conseguiu todos os assentos.

Referências