Abrir menu principal

Francisco Erandir da Silva Feitosa

futebolista brasileiro
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde fevereiro de 2010). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Francisco Erandir da Silva Feitosa, o Erandir, (Fortaleza, 5 de agosto de 1982) é um futebolista brasileiro.

Erandir
Informações pessoais
Nome completo Francisco Erandir da Silva Feitosa
Data de nasc. 5 de agosto de 1982 (37 anos)
Local de nasc. Fortaleza, CE, Brasil
Altura 1,82 m
Apelido Popó do Pici
Informações profissionais
Clube atual Brasil Ferroviário
Número -
Posição volante
Clubes de juventude
Brasil Fortaleza
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
20002001
2001
20012005
20062007
2008
2009
2010
2011
2012
2013
20132014
2015
2015
Brasil Fortaleza
Brasil Atlético-PR
Brasil Fortaleza
Brasil Atlético-PR
Brasil Fortaleza
Brasil ABC
Brasil Atlético-GO
Brasil São Caetano
Brasil Guarany de Sobral
Brasil Boa
Brasil Horizonte
Brasil Sousa
Brasil Ferroviário
0013 0000(1)
0005 0000(0)
0125 0000(2)
0044 0000(2)

0015 0000(0)
0013 0000(1)
0012 0000(0)
0006 0000(0)
0001 0000(0)
0018 0000(1)
0002 0000(0)
0037 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 30 de julho de 2018.

Revelado nas categorias de base do Fortaleza no ano de 2000, Erandir, tornou-se um símbolo de jogador do Fortaleza pela sua disposição e pela demonstração de vontade em defender a sua equipe.

Com apenas 18 anos, destacou-se pela equipe profissional do Fortaleza no Campeonato do Nordeste de 2001, sendo logo indicado ao Atlético-PR pelo técnico Mário Sérgio, tornando-se um novo jogador do clube paranaense. No Atlético-PR, Erandir atuou como líbero e lateral-esquerdo, mas não conseguiu se firmar na equipe, voltando para o Fortaleza dois meses depois da sua contratação.

No Fortaleza, o jogador mudou de posição, passando a jogar como segundo volante, o que favoreceu a sua característica de sair bem jogando com a bola. Deste modo, o jogador foi campeão cearense em 2003 e em 2004, ano em que foi um dos destaques do elenco que conseguiu o ascender à Série A do Campeonato Brasileiro de Futebol.

Em 2005, foi campeão cearense mais uma vez. Em 2006, teve os seus direitos federativos comprados pelo Atlético-PR, onde atuou entre 2006 e 2008.

Erandir, foi emprestado ao Fortaleza, em 2008, para readquirir o seu bom futebol, novamente no clube cearense, quando o jogador foi campeão cearense em 2008, participou da Copa do Brasil, mas o time que começou bem o Campeonato Brasileiro da Série B passou a lutar contra o descenso à Série C. De revelação e símbolo do clube alencarino a vilão, devido a más atuações, porém, no final do campeonato, deu a volta por cima, com boas atuações que conjuntamente com outros jogadores como Osvaldo, tirou o clube da zona de rebaixamento na última partida, diante de 51 mil espectadores no Castelão. Ao final da partida, Erandir teve o seu nome ecoado no estádio, a torcida o recompensava novamente.

Em 2009, O Atlético-PR rescindiu o contrato com o volante, que foi para o ABC. E em 2010 assinou pelo Atlético Goianiense, onde foi campeão goiano. O jogador é primo do lateral-direito Amaral que joga na Caracas, da Venezuela.

Em 2012, Erandir acerta com o Guarany de Sobral, do Ceará. Em março, com a má campanha do Guarany de Sobral no Cearense e ele pediu pra sair.

Em 2013, acertou com o Boa Esporte, mas em março, voltou para o futebol cearense para defender o Horizonte. Em 2015, Erandir continua no futebol cearense, agora defendendo o Ferroviário para a disputa da Copa Fares Lopes 2015.

Em 2016, Erandir disputou o Campeonato Cearense Série B pelo Ferroviário Atlético Clube, onde conseguiu o acesso à Série A do Campeonato Cearense. Pelo Ferroviário, atuando como zagueiro, Erandir se tornou vice-campeão cearense em 2017, após boa campanha em que o "Tubarão da Barra" venceu o Fortaleza nas semifinais, perdendo apenas para o Ceará Sporting Clube na disputa do título.

Cogitado para retornar ao Fortaleza em 2017, para disputar a Terceira Divisão brasileira, Erandir teve seu nome vetado pela diretoria do "Tricolor do Pici", permanecendo no Ferroviário.

ConquistasEditar