Gloob

Canal de televisão por assinatura infantil

Gloob (lê-se: Glubi) é um canal de televisão por assinatura brasileiro que foi lançado no dia 15 de junho de 2012, direcionado ao público infantil.[3] Pertence à Globo, empresa do Grupo Globo que em 2020, unificou a TV Globo, o Globo.com, Gestão Corporativa e a Globosat (hoje chamada de Canais Globo).[4]

Gloob
Globo Comunicação e Participações S.A.
Gloob
Logotipo atual, após aos 10 anos do canal.
Tipo Canal de televisão por assinatura
País  Brasil
Fundação 15 de junho de 2012 (11 anos)
por Globosat
Pertence a Globo[1]
Proprietário Globo
Cidade de origem Rio de Janeiro Rio de Janeiro, RJ
Sede Rio de Janeiro, RJ
Slogan Juntaê

É sobre isso e tá tudo bem! (em alguns comerciais)

Formato de vídeo 480p (SDTV)
1080p (HDTV)
2160p (4K)
Canais irmãos
Cobertura  Brasil
Página oficial mundogloob.globo.com
Disponibilidade por satélite
Canal 56
Canal 456 (HD)
Canal 101
Canal 601 (HD)
Canal 325
Canal 32 (HD) (Satélite Intelsat 34)
Canal 873 (HD)
Disponibilidade por cabo
Canal 101[b]
Canal 601 (HD)
Canal 551 (HD)
Disponibilidade digital
Simulcast
Simulcast
Simulcast

Seu nome é um anagrama da palavra Globo, invertendo a letra "O" antes do "B". Também transmite sua programação em high definition (HD) em versão simulcast (SD).[5]

História editar

Antecedentes editar

No final de 1995, foi anunciado que a Globosat estaria fazendo acordos com a News Corporation, para trazer alguns canais para o país. Dentre eles, estava o ESPN International, Fox News Channel e Fox Kids.[6] A data de estreia do canal infantil estava prevista para o mês de junho de 1996, porém apenas o USA Network, canal de filmes da empresa, foi lançado com o Fox Kids, sendo lançado em novembro pela própria Fox.[7][8]

Em junho de 2012, devido a uma audiência considerada baixa de programas infantis na TV aberta, foi anunciado o fim das exibições durante a semana da TV Globinho. O programa infantil deu lugar ao projeto de um programa direcionado ao público feminino na parte da manhã, comandado pela jornalista Fátima Bernardes e nomeado de Encontro.[9] Com isso, as Organizações Globo (atual Grupo Globo) iniciaram a criação do primeiro canal infantil da Globosat, para conseguir "migrar" o público do extinto programa para o canal,[9] e também entrar no mercado dos canais infantis na TV paga que tem uma audiência superior e melhor faturamento, por serem canais segmentados.[10][11]

Inauguração editar

O canal havia sido marcado para ser lançado em 1 de junho de 2012, porém foi adiado[12] com o lançamento ocorrendo em 15 de junho de 2012, nas operadoras NET, Claro TV, Vivo TV, CTBC TV, Oi TV, GVT TV e Sky, esta última oferecido unicamente na versão de alta qualidade.[13] Após pedidos do público, a operadora incluiu o canal em sua versão padrão no final de 2012.[14]

Programas editar

O canal apresenta animações e seriados estrangeiros, além de coproduções e parcerias com produtoras brasileiras, sendo que futuramente irá transmitir game-shows, reality-shows, além de live-actions.[15] Segundo Paulo Marinho, diretor-geral, o canal não iria transmitir animes japoneses.[16] No início, a Globosat planejou comprar programas da TV Cultura, como o renomado Castelo Rá-Tim-Bum, entre outros, porém as negociações não foram adiante.[17]

Nos primeiros anos, em sua maioria foi composto por animações europeias como: Vida de Galinha, Fish & Chips, Chaplin, Sandra, a Detetive Encantada, Robôs Invasores, e alguns seriados Anjo da Guarda, Meus Amigos Monstros e É Isso Aí, Javali!. O canal também conta com reprises de animações clássicas como Smurfs, Popeye, Caverna do Dragão, He-Man e os Mestres do Universo e She-Ra: A Princesa do Poder. Atualmente concentra-se mais na produção própria de seus seriados e desenhos animados próprios como: Bugados, Detetives do Prédio Azul, Escola de Gênios, Gaby Estrella, Osmar, a Primeira Fatia do Pão de Forma, SOS Fada Manu e Tronquinho e Pão de Queijo. O canal também continua a se concentrar em novas aquisições de desenhos animados de personagens mais conhecidos tais como Miraculous: As Aventuras de Ladybug, LoliRock, Angry Birds, Thunderbirds, Pac-Man e as Aventuras Fantasmagóricas, Zorro, Power Players e Chica Vampiro.

O canal também já apresentou a versão de 2001 do Sítio do Picapau Amarelo, juntamente com o Canal Futura, também operado pela Globosat.[18] Em 8 de janeiro de 2020 estreou o Rolê Gloob de Férias, o primeiro game show do canal por Pedro Motta e Nicole Orsini.

Em 2023, o canal estreou em setembro às novas séries como Taffy[c], Theodosia, e outubro estreou Tara Duncan.[19][20]

Audiência editar

Em dezembro de 2012, o canal alcançou a posição de número 48ª dentre os canais mais vistos da TV paga no Brasil.[21] Em 2013, o canal pulou para o 35ª lugar no ranking nacional destes canais e conseguiu 70% na audiência dentre os canais infantis no horário nobre.[22] Durante o período de exibição do horário eleitoral gratuito na TV aberta, o Gloob chegou a crescer 183% de audiência entre 13h às 13h50 dos dias 18 e 28 de agosto de 2014.[23] Um desses reflexos foi o primeiro lugar (dentre os canais infantis) conquistado pela série Detetives do Prédio Azul exibido em 31 de outubro. No total mensal de novembro de 2014, o canal permaneceu entre os dez canais mais vistos da TV paga e no terceiro lugar entre os canais mais assistidos pelo público infantil.[24]

Em 2019, a estreia da primeira sitcom infantil brasileira, Bugados, deixou o canal em 1º lugar na TV paga no horário de exibição em 6 episódios, e levou-o ao segundo lugar entre os canais para o público infantil.

Identificação editar

Logotipo editar

 
2012–2017

Em 12 de janeiro de 2012, a antiga Globosat, hoje Canais Globo, liberou o logotipo do canal, com a cartela de cores, texturas e formas geométricas representando o divertimento, estimulante e curioso, trazendo formas geométricas e sólidas como blocos lógicos de madeira. Em entrevista, o gerente de Criação de Arte da Globosat, Manuel Falcão, afirmou que "As letras do nome estão em aparente desequilíbrio e com tamanhos desproporcionais entre si. Isso foi proposital, e expressa toda a personalidade alegre, colorida, curiosa, brincalhona e, quando animada, a irreverência da criança brasileira", disse ele. Em 2017, ganhou mais uma nova marca, desta vez com apenas uma cor, a qual varia de acordo com a aplicação. Junto dela, novas vinhetas para o canal tambem foram criadas.[25] Essa campanha ganhou o prêmio ouro na categoria Melhor Logomarca pela PromaxBDA Latin America em 2012.[26]

Slogans editar

  • 2012-2018: É o nosso mundo!
  • 2018-presente: Juntaê!

Notas

  1. O canal está disponível regionalmente para assinantes da Claro via cabo, com transmissão de comerciais específicos da área geográfica do assinante.[2]
  2. Exceto para as cidades de: Marília (Canal 27), Caxias do Sul, Florianópolis, Joinville, Passo Fundo, Porto Alegre,São José do Rio Preto (Canal 28) e Blumenau (Canal 29)
  3. Originalmente, Taffy foi exibida no extinto Boomerang Brasil em 2019 e 2021, até que a Globo comprou os direitos do desenho.

Referências

  1. «Todas as marcas». Somos Globo. Consultado em 10 de março de 2023. Todas as marcas: TV Globo, Globoplay, Globo.com, G1, GE, Gshow, Cartola, Receitas, Giga Gloob, Globo Filmes, GNT, Multishow, SporTV, Globonews, Premiere, Futura, Combate, Viva, Canal Off, Gloob, BIS, Modo Viagem, Gloobinho, Telecine, Canal Brasil, Universal TV, Syfy, Megapix, Studio Universal, Sexy Hot, For Man, Playboy, Venus, Sextreme. 
  2. «Preços Globo - Abril 2023» (PDF). Negócios Globo. Consultado em 14 de março de 2023 
  3. Sacchitiello, Bárbara (17 de maio de 2012). «Canal Gloob estreia dia 15 de junho». Meio & Mensagem. Consultado em 23 de maio de 2012. Arquivado do original em 1 de janeiro de 2013 
  4. «Ricardo Feltrin - Globo mostra ao público o projeto "Uma Só Globo"». www.uol.com.br. Consultado em 3 de novembro de 2021 
  5. «Novo canal infantil Gloob deve estrear em boa posição na Net». NaTelinha. Universo Online; NE10. 1 de junho de 2012. Consultado em 6 de dezembro de 2014 
  6. Arruda, Sônia (1 de novembro de 1995). «No 4º aniversário, Globosat aposta em novas parcerias». Pay TV. Consultado em 28 de maio de 2017 
  7. Elias, Eduardo (18 de fevereiro de 1996). «Dez novos canais chegam à Globosat». O Estado de S.Paulo. Consultado em 28 de maio de 2017 
  8. Elias, Eduardo (6 de outubro de 1996). «Fox Kids chega para concorrer com Cartoon Network». O Estado de S. Paulo. TV-Pesquisa/PUC-Rio. Consultado em 11 de março de 2018 
  9. a b Rosa, Ricardo; Ferraz, Marianna (junho de 2012). «Gloob – Globosat dá adeus à TV Globinho e apresenta o novo canal». Vitamina Publicitária. Consultado em 6 de dezembro de 2014 
  10. Jimenez, Keila; Azanha, Thiago (13 de outubro de 2011). «Globosat lança Gloob em 2012». Ilustrada. Folha de S. Paulo. Consultado em 6 de dezembro de 2014 
  11. Padiglione, Cristina (6 de março de 2012). «Infantil não dá receita, diz diretor da Globo». Blogs Cristina Padiglione. Grupo Estado. Consultado em 6 de dezembro de 2014 
  12. Lauro Jardim; Robson Bonin; Thiago Prado (19 de março de 2011). «A estreia do Gloob». Veja.com. Consultado em 20 de março de 2012 
  13. Hungria, Julio (14 de dezembro de 2012). «Gloob alem da versao HD – estreia opçao em SD na 3a feira na Sky». Blue Bus. Consultado em 2 de março de 2013 
  14. «Gloob entra no SD da Sky amanhã, dia 18». Portal da Propaganda. 17 de dezembro de 2012. Consultado em 18 de dezembro de 2012 
  15. Tatiana Contreiras (6 de março de 2012). «Canal infantil Gloob quer investir em atrações brasileiras». O Globo. Consultado em 20 de março de 2012 
  16. Daniel Castro; Vilson Malacrida (19 de março de 2012). «Novo canal infantil da Globo rejeita desenho japonês violento». R7. Consultado em 21 de março de 2012. Cópia arquivada em 27 de abril de 2013 
  17. «Globo negocia com TV Cultura para novo canal infantil». Universo Online. NaTelinha. 7 de novembro de 2011. Consultado em 20 de março de 2012 
  18. Lauro Jardim (4 de abril de 2012). «Na TV Paga». Veja.com. Consultado em 10 de abril de 2012 
  19. «Tara Duncan estreia no Gloob». InfoAnimation. 10 de outubro de 2023. Consultado em 11 de outubro de 2023 
  20. «AGORA: Gloob divulga promo de Tara Duncan, série de 2008 que ganhou um reboot por um dos animadores de Miraculous. Vão assistir?». @GuardiõesMLB_br. 8 de agosto de 2023. Consultado em 19 de setembro de 2023 
  21. «Gloob, canal infantil da Globo, não emplaca; emissora contesta». NaTelinha. Universo Online; NE10. 11 de dezembro de 2012. Consultado em 6 de dezembro de 2014 
  22. Penteado, Claudia (11 de março de 2014). «Gloob quer ser exemplo em inovação». Propmark. Universo Online. Consultado em 6 de dezembro de 2014 
  23. Castro, Daniel (31 de agosto de 2014). «Mulheres Ricas e Chaves lideram fuga do horário eleitoral na TV paga». Notícias da TV. Universo Online. Consultado em 6 de dezembro de 2014 
  24. Fábio Almeida, Luiz (12 de novembro de 2014). «Gloob cresce na TV paga e lidera com "Detetives do Prédio Azul"». RD1. Internet Group. Consultado em 6 de dezembro de 2014 
  25. «Conheça a marca do canal infantil da Globosat». AdNews. 12 de janeiro de 2012. Consultado em 12 de janeiro de 2012 
  26. «Globosat é premiada em sete categorias no Promax Latin América». MakingOf. 2012. Consultado em 6 de dezembro de 2014 

Ligações externas editar