Abrir menu principal

Gustavo Nery

futebolista brasileiro
(Redirecionado de Gustavo Nery de Sá da Silva)

Gustavo Nery de Sá da Silva (Nova Friburgo, 22 de Julho de 1977) é um ex-futebolista brasileiro que atuava como lateral-esquerdo.

Gustavo Nery
Informações pessoais
Nome completo Gustavo Nery de Sá da Silva
Data de nasc. 22 de julho de 1977 (42 anos)
Local de nasc. Nova Friburgo (RJ), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,82 m
canhoto
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Lateral-esquerdo
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1995–1997
1996
1997
1998–1999
2000
2000–2004
2004–2005
2005
2005–2007
2007
2008
2008–2009
2009–2010
2012
Santos
Ceará
Coritiba
Santos
Guarani
São Paulo
Werder Bremen
Corinthians (emp.)
Corinthians
Real Zaragoza (emp.)
Fluminense
Internacional
Santo André
São Bernardo
008 0000(1)
000 0000(0)
000 0000(0)
026 0000(2)
003 0000(0)
089 0000(10)
003 0000(0)
034 0000(7)
030 0000(4)
015 0000(1)
007 0000(0)
015 0000(1)
020 0000(1)
014 0000(1)
Seleção nacional3
2001–2006 Brasil 09 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 9 de julho de 2012.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 4 de setembro de 2010.

CarreiraEditar

InícioEditar

Jogou no Santos entre 1994 e 1999, defendeu o Coritiba em 1997, o Guarani em 2000 e o São Paulo de 2000 até 2004. No ano de 2001, foi chamado pelo treinador Nelsinho Baptista de "laranja podre" do elenco são-paulino, juntamente com o zagueiro Rogério Pinheiro e ao meio-campista Carlos Miguel, em um episódio onde os três foram afastados na ocasião pelo técnico por deficiência técnica.[1] No entanto, Nery deu a volta por cima no próprio São Paulo[2], e seus bons desempenhos na Taça Libertadores da América e no Campeonato Brasileiro de 2004 o credenciaram a disputar e vencer a Copa América pela Seleção Brasileira.

Werder BremenEditar

Foi convocado diversas vezes para amistosos da Seleção Brasileira e partidas das eliminatórias para a Copa, fazendo com que o Werder Bremen anunciasse a sua contratação.[3] No entanto, Gustavo sofreu com seguidas lesões em sua passagem pelo clube alemão, tendo apenas três oportunidades de disputar uma partida.

CorinthiansEditar

Em 2005 foi contratado pelo Corinthians, na qual cometeu uma gafe ao chamar o clube de Corinthians Futebol Clube na coletiva de imprensa referente à sua apresentação.[4] Ele fez sua estreia no dia 9 de março, na derrota de 3 a 0 contra o Cianorte, pela Copa do Brasil.[5] Em abril, o jogador for contratado em definitivo pelo alvinegro, por meio da parceria do clube com a MSI.[6]

Atuando muito bem pela lateral esquerda, ajudou o Corinthians a conquistar o título de Campeão Brasileiro de 2005.

Além disso, chegou a ser reconhecido pela CBF como o melhor lateral-esquerdo do país no ano de 2005, sendo assim um dos jogadores da Seleção do Brasileirão, mas acabou não jogando pois o jogo seria contra o Corinthians, time no qual ele foi campeão.

Em 2006, porém, Gustavo não repetiu as boas atuações pelo clube paulista e acabou ficando com a fama de jogador chinelinho, pois sempre estava ausente dos jogos do Timão, e como consequência não foi convocado para a Copa do Mundo, perdendo a vaga para Gilberto, do Hertha Berlim.[7]

Zaragoza e retorno ao CorinthiansEditar

Em 2007 se transferiu para o Zaragoza, da Espanha[8], onde não apareceu muito nem mostrou bom futebol, assim acabou voltando para o Corinthians.[9] Fez parte da equipe que foi rebaixada para Série B do Brasileiro, além de se envolver em mais uma vez em polêmica com Nelsinho Baptista, seu ex-treinador nos tempos de São Paulo.[10]

Fluminense e InternacionalEditar

No início de 2008 assinou um contrato de dois anos com o Fluminense, onde jogaria a Libertadores pelo clube carioca.[11] Porém, com um futebol que não agradou à torcida tricolor e sem muitas oportunidades por ter perdido o posto de titular para Júnior César, o jogador rescindiu contrato com o clube em abril de 2008.[12] Em julho do mesmo ano, foi contratado pelo Internacional. Durante sua apresentação, o lateral confundiu o nome do clube com o de seu maior rival, o Grêmio.[13] No colorado, Nery também não teve bons jogos, porém ficou marcado por ter dado uma assistência para o gol de Nilmar que decretou o título da Copa Sul-Americana. Gustavo ficou no time gaúcho até 2009.

Santo AndréEditar

Em abril de 2009, foi contratado pelo Santo André[14], estreando pela equipe no empate contra o Botafogo, válido pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro de 2009. Em sua quinta partida pelo clube, sofreu uma séria lesão, devido a uma entrada do goleiro Fábio Costa, mas voltou rápido aos treinamentos. Em 2010 foi afastado da equipe principal, mas cumpriu seu contrato até o final, que seria em junho do mesmo ano.

São BernardoEditar

Após sua saída do Santo André, não conseguiu se inscrever a tempo para nenhuma competição oficial e então acabou disputando campeonatos amadores da cidade de Diadema para manter sua forma física.[15] Em 2012 foi contratado pelo São Bernardo Futebol Clube para a disputa da Copa Paulista daquele ano.[16] No fim da temporada, o jogador se aposentou, e hoje possui uma empresa de blindagem de carros.[17]

Seleção BrasileiraEditar

Apesar de ter sido campeão da Copa América de 2004, pela Seleção Brasileira, Gustavo Nery admite que até hoje não sabe a razão de ter ficado de fora da Copa do Mundo de 2006. O ex-lateral atribui sua ausência a uma contusão ocorrida antes da competição.[18]

TítulosEditar

São Paulo
Corinthians
Internacional
Seleção Brasileira

PrêmiosEditar

Referências

  1. «Há 12 anos, São Paulo afastou três 'laranjas podres' - Esporte - UOL Esporte». m.esporte.uol.com.br. Consultado em 25 de novembro de 2018 
  2. «Gustavo Nery dá a volta por cima no Morumbi - 08/03/2004 - UOL Esporte». esporte.uol.com.br. Consultado em 25 de novembro de 2018 
  3. «Werder Bremen anuncia a contratação de Gustavo Nery». UOL Esporte. 24 de fevereiro de 2004. Consultado em 5 de setembro de 2019 
  4. «Gustavo Nery chega e erra nome do Corinthians - Terra - Paulista». esportes.terra.com.br. Consultado em 25 de novembro de 2018 
  5. «Cianorte põe Corinthians na roda». Gazeta Digital. 10 de março de 2005. Consultado em 5 de setembro de 2019 
  6. «Werder anuncia venda de Gustavo Nery - Esportes - Estadão». Estadão 
  7. «Rotulado 'laranja podre', G. Nery se divide entre empresa e fim de carreira - Futebol - UOL Esporte». UOL Esporte 
  8. «Zaragoza contrata lateral-esquerdo Gustavo Nery». Imirante 
  9. «GloboEsporte.com > Futebol > Corinthians - NOTÍCIAS - Gustavo Nery deve continuar no meio». globoesporte.globo.com. Consultado em 25 de novembro de 2018 
  10. «Folha Online - Esporte - "Laranja podre", Gustavo Nery pode ser dispensado por Nelsinho - 25/09/2007». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 25 de novembro de 2018 
  11. «Fluminense acerta a contratação de Gustavo Nery». Diário do Nordeste 
  12. «Gustavo Nery rescinde contrato e não é mais jogador do Flu - 14/04/2008 - UOL Esporte - Futebol». esporte.uol.com.br. Consultado em 25 de novembro de 2018 
  13. «Gustavo Nery troca as bolas e chama Inter de Grêmio». ESPN 
  14. «São Bernardo anuncia Gustavo Nery como reforço - Diário do Grande ABC». Jornal Diário do Grande ABC 
  15. «'Posso voltar a jogar em alto nível', diz Gustavo Nery - Diário do Grande ABC». Jornal Diário do Grande ABC 
  16. «Veterano Gustavo Nery acerta com o São Bernardo para a Copa Paulista». GloboEsporte.com. 19 de junho de 2012. Consultado em 5 de setembro de 2019 
  17. «Depois das chuteiras: Ex-lateral Gustavo Nery faz blindagem de automóveis». craqueneto10.com.br. Consultado em 25 de novembro de 2018 
  18. «Gustavo Nery recorda não convocação para Copa 2006: nem eu sei o porquê - Futebol - UOL Esporte». UOL Esporte 

Ligações externasEditar