Ibirama

Município brasileiro do estado de Santa Catarina

Ibirama é um município do estado de Santa Catarina, no sul do Brasil. Está a uma latitude 27º03'25" sul e a uma longitude 49º31'04" oeste, e altitude de 150 metros.

Ibirama
  Município do Brasil  
IbiramaSunset.jpg
Símbolos
Bandeira de Ibirama
Bandeira
Brasão de armas de Ibirama
Brasão de armas
Hino
Gentílico ibiramense
Localização
Localização de Ibirama em Santa Catarina
Localização de Ibirama em Santa Catarina
Ibirama está localizado em: Brasil
Ibirama
Localização de Ibirama no Brasil
Mapa de Ibirama
Coordenadas 27° 03' 25" S 49° 31' 04" O
País Brasil
Unidade federativa Santa Catarina
Municípios limítrofes Apiúna, Ascurra, Benedito Novo, José Boiteux, Lontras, Presidente Getúlio e Rio do Sul
Distância até a capital 220 km
História
Fundação 8 de novembro de 1897 (124 anos)
Administração
Prefeito(a) Adriano Poffo[1] (MDB, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [2] 246,705 km²
População total (est. IBGE/2019[3]) 18 950 hab.
Densidade 76,8 hab./km²
Clima Subtropical
Altitude 150 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010 [4]) 0,737 alto
PIB (IBGE/2008[5]) R$ 193 873,454 mil
PIB per capita (IBGE/2008[5]) R$ 11 188,45
Sítio www.ibirama.sc.gov.br (Prefeitura)
www.camaraibirama.sc.gov.br (Câmara)

Localizada no centro do Vale do Itajaí, nas margens do Rio Hercílio, a cidade é acessada pela BR-470 e sua população estimada em 2019 era de 18 950 habitantes.[3]

TopônimoEditar

"Ibirama" é uma palavra tupi que significa "terra da fartura".

HistóriaEditar

Até o século XVI, a região onde se localiza a cidade situava-se na fronteira entre o território tradicional dos índios carijós, no litoral e o território tradicional dos índios caingangues[6], no interior. A partir desse século, com a chegada dos exploradores europeus, as populações indígenas nativas passaram a ser perseguidas por estes para servirem de mão de obra escrava.

A atual cidade de Ibirama foi fundada em 8 de Novembro de 1897 com o objetivo de colonizar as terras catarinenses; o nome da sede da cidade, na época, era Hamônia. Seus colonizadores foram basicamente alemães e italianos.

Em 30 de março de 1897 foram doadas à Sociedade Colonizadora Hanseática terras de Santa Catarina destinadas à colonização. Essas terras eram localizadas entre os rios Hercílio e Itapocu. Essa sociedade foi criada em Hamburgo, na Alemanha.

No dia 7 de novembro de 1897 saíram da Subida (em Apiúna, Santa Catarina), o presidente da Sociedade Colonizadora Hanseática, A. W. Sellin; o engenheiro Emil Odebrecht; seis operários brasileiros e um cozinheiro alemão, em canoas subindo o Rio Itajaí-Açu até chegarem à confluência com o Rio Itajaí do Norte, onde pernoitaram.

No dia seguinte (8 de novembro de 1897) chegaram à Barra do Ribeirão Taquaras, onde foi oficializada a fundação. Foram feitas explorações, achou-se o lugar ideal para a sede da nova cidade, Hamônia.

EconomiaEditar

As principais atividades econômicas do município são:

  • Agricultura;
  • Comércio;
  • Confecção de têxteis;
  • Pequenas e médias empresas;
  • Setor Moveleiro;
  • Turismo.

InfraestruturaEditar

EducaçãoEditar

Ibirama possui um campus da Udesc, o Centro de Educação Superior do Alto Vale do Itajaí (Ceavi), que oferece os cursos de Ciências Contábeis, Engenharia Civil e Engenharia de Software, assim como um campus do Instituto Federal Catarinense, ambos localizados no bairro Bela Vista.

SaúdeEditar

Localizado no centro da cidade, o Hospital Dr. Waldomiro Colautti faz parte da rede de hospitais públicos de Santa Catarina e atende toda a região do Alto Vale do Itajaí. A cidade também é provida de uma corporação de bombeiros voluntários que atendem a região desde 1983 e hoje operam juntamente com uma ambulância do tipo USB do SAMU.

TurismoEditar

Ibirama é localizada no interior do Vale do Itajaí. Suas riquezas naturais são inestimáveis. Lá encontram-se belos rios e riachos, mata atlântica virgem e belas paisagens em geral. Conhecida como a cidade dos belos panoramas, possui também o título de Capital Catarinense do Turismo de Aventura.

Entre suas atrações ecológicas pode-se destacar:

Em parte do município de Ibirama está localizada a Floresta Nacional de Ibirama, que abrange também os municípios de Apiúna e Ascurra. A FLONA de Ibirama, como é conhecida, é uma unidade de conservação federal com área de 570 hectares, ocupada principalmente por florestas nativas e exóticas. Na unidade, são realizadas atividades de visitação, pesquisa científica, educação ambiental, fiscalização e desenvolvidos projetos envolvendo as comunidades do entorno, principalmente a de Ribeirão Taquaras, onde fica a sede e o acesso principal à unidade de conservação.

Periodicamente acontece na cidade a festa natalina Weihnachtsmarkt (Mercado de Natal), geralmente no primeiro fim de semana de dezembro, com shows artísticos, exposição de artesanato, gastronomia típica e o tradicional desfile de lanternas e alegorias.

EsporteEditar

O clube de futebol da cidade, o Atlético Hermann Aichinger, disputa com frequência a primeira divisão do Campeonato Catarinense, tendo sido vice-campeão em 2004 e 2005, o que lhe permitiu disputar a Copa do Brasil em 2005 e 2006. A equipe disputa suas partidas no Estádio da Baixada, que tem capacidade para 6.000 pessoas.

Ibirama também se destaca no cenário estadual e nacional com vários atletas de downhill, badminton e atletismo, entre outros.

Ver tambémEditar

Referências

  1. Prefeito e vereadores de Ibirama tomam posse; veja lista de eleitos em g1.globo.com
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. a b «Estimativa Populacional 2019». Censo Populacional 2019. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 2019. Consultado em 24 de junho de 2020 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 25 de agosto de 2013 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. Demarquet, Sonia de Almeida. 1983. Os Xokleng de Ibirama (uma comunidade indígena de Santa Catarina). Boletim do Museu do Índio. Rio de Janeiro: Museu do Índio (Funai). Documentação n. 3, 64 p.

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Ibirama


  Este artigo sobre municípios de Santa Catarina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.