Laura Pausini

cantora italiana

Laura Pausini (Italiano: [ˈlaura pauˈziːni]; Faença, 16 de maio de 1974) é uma cantora, compositora, produtora musical e personalidade de televisão italiana. Quando criança, ela foi incentivada por seu pai a se juntar a ele durante suas apresentações em bares de piano locais. Depois de competir em concursos de canto locais, Pausini assinou seu primeiro contrato de gravação. Ela ganhou fama em 1993, vencendo a seção de artistas iniciantes do 43º Sanremo Music Festival com seu single de estreia "La solitudine",[1] que se tornou um padrão italiano[2] e um sucesso internacional, liderando as paradas na Itália, Holanda e Bélgica.[3][4][5] Seu auto-intitulado álbum de estreia foi lançado na Itália em 23 de abril de 1993[6] e mais tarde se tornou um sucesso internacional, vendendo dois milhões de cópias em todo o mundo.[7]

Laura Pausini
Pausini em 2012
Nascimento 16 de maio de 1974 (46 anos)
Faença, Ravena,  Itália
Nacionalidade italiana
Progenitores Mãe: Gianna Ballardini
Pai: Fabrizio Pausini
Cônjuge Paolo Carta (c. 2005)
Filho(s) 1
Ocupação
Período de atividade 1993–presente
Prêmios Lista completa
Carreira musical
Gênero(s)
Instrumento(s) Vocal
Gravadora(s)
Afiliações
Assinatura
Laura Pausini signature.png
Página oficial
www.laurapausini.com

Seu seguimento, Laura, foi lançado em 1994 e confirmou seu sucesso internacional, vendendo três milhões de cópias em todo o mundo.[8] No mesmo ano, lançou seu primeiro álbum em espanhol, Laura Pausini, composto por dez músicas adaptadas, originalmente incluídas em seus trabalhos anteriores. O álbum foi certificado em diamante pela Association of Phonographic and Videographic of Spain,[9] tornando-a a primeira artista não espanhola a vender mais de um milhão de cópias na Espanha.[10]

A partir de 2017, Pausini lançou doze álbuns de estúdio, dois álbuns de grandes sucessos internacionais e dois álbuns de compilação apenas para o mercado hispânico e anglófono, respectivamente. Ela performa principalmente em italiano e espanhol, mas também gravou músicas em inglês, francês, português e mais recentemente, catalão.[11][12] Seu único álbum em inglês de músicas originais, From the Inside, foi lançado em 2002, mas não satisfez as expectativas comerciais na América do Norte e no resto do mundo. Em 2006, seu disco Io canto foi o álbum mais vendido do ano na Itália.[13]

Em 2004, Jason Birchmeier da Allmusic considerou as vendas de Pausini "um feito impressionante para alguém que nunca havia realmente entrado no lucrativo mercado da língua inglesa".[14] A FIMI certificou as vendas de mais de 75 milhões de registros de Pausini com o FIMI Icon Award.[15]

Pausini apareceu como coach nas versões mexicana e espanhola da franquia do reality show internacional The Voice, foi jurada na primeira e na segunda temporada da La Banda e também foi jurada na versão espanhola da franquia internacional The X Factor. Em 2016, ela também estreou como apresentadora de programas de variedades, apresentando o programa de televisão Laura & Paola, com a atriz Paola Cortellesi.

Ao longo de sua carreira, ela ganhou vários prêmios de música na Itália e internacionalmente. Ela conquistou o primeiro e o terceiro lugar no Sanremo Music Festival, dois "Lunezia Awards", dez Wind Music Awards, quatro prêmios no Festivalbar, sete Telegatti e um MTV Italian Music Awards. Internacionalmente, ela ganhou quatro prêmios no Festival Internacional da Canção de Viña del Mar, três Lo Nuestro Awards, quatro Latin Grammy Awards, um Billboard Latin Music Award e seis World Music Awards. Em 2006, ela também se tornou a primeira artista feminina italiana a ganhar um Grammy Award,[16] recebendo o prêmio de Best Latin Pop Album pelo álbum Escucha.[17] Ela foi homenageada como comandante da Ordem do Mérito da República Italiana pelo presidente Carlo Azeglio Ciampi e como Embaixadora Mundial de Emília-Romanha.

CarreiraEditar

Origens e inícioEditar

Nascida em Faenza, mas crescida em Solarolo, Laura começou a cantar em bares locais com seu pai, o também músico e cantor Fabrizio Pausini, quando tinha apenas oito anos. Aos treze anos, Laura teve sua primeira experiência no estúdio com o álbum I Sogni Di Laura, um lançamento semiprofissional produzido por seu pai em 1987. Em 1990 lança a demo L'Immenso, dessa vez em parceria com o próprio Fabrizio Pausini, gravando covers de artistas como, por exemplo, Eros Ramazzotti e Frank Sinatra. Em 1993 a sua carreira alavancou quando ela venceu um famoso e prestigiado festival de música na Europa, o Festival de San Remo, com "La Solitudine" que, além de ser uma de suas mais conhecidas canções, é considerada um clássico da música internacional por vários cantores. Vencendo o famoso festival, Laura Pausini assinou um contrato com a Warner Music Group para lançar seu primeiro álbum profissional, intitulado Laura Pausini (1993) que teve enorme sucesso na Itália, assim como na França, vendendo - em seu primeiro ano de lançamento - 3 milhões de cópias. Seu segundo álbum, intitulado Laura, foi lançado em 1994 e foi a partir dele que sua gravadora propôs que ela cantasse também em castelhano para conquistar o mercado musical na Espanha e América Latina.

Em 1994 Laura foi eleita pela consagrada revista Billboard a segunda maior revelação daquele ano, perdendo apenas para Mariah Carey. No Brasil, Laura faz sucesso desde 1994 com suas canções lançadas primeiro em castelhano nas rádios e, em seguida, em italiano, sendo que algumas delas foram regravadas tais como La solitudine, Strani amori e Gente por Renato Russo ou traduzidas para o português como Non c'è e Incancellabile.

Em 1996 começou a compor suas próprias canções, já que a crítica dos italianos era que Laura Pausini não escrevia suas próprias músicas, e lançou um dos seus álbuns mais vendidos até hoje e que a consagrou, principalmente no Brasil - "Le cose che vivi" e sua versão em castelhano "Las cosas que vives". Em 1998, lançou "La mia risposta" e, em 2000, "Tra te e il mare", lançados também em espanhol como "Mi Respuesta" e "Entre tú y mil mares", respectivamente. A primeira canção em inglês de Laura foi um remix de "La solitudine", lançado como "The Loneliness", adaptado por Tim Rice. Em 1999, a sua música "One More Time" fez parte da trilha sonora do filme Uma Carta de Amor.

Popularização e dias atuaisEditar

 
Laura Pausini durante concerto em 2009.

A primeira coletânea veio em 2001 na Espanha e na Itália, The Best of Laura Pausini: E ritorno da te. Em 1999, Luciano Pavarotti convidou Laura para o anual Pavarotti and friends, onde eles cantaram juntos The Land of Smiles. O primeiro álbum de Laura completamente em inglês foi intitulado "From the Inside", realizado com a Atlantic Records em 2002 e lançado somente nos países de língua inglesa principalmente nos EUA onde durante semanas, ficou entre o mais vendido e mais escutado, passando cantores famosos como Madonna, Mariah Carey e Michael Jackson. Trabalharam no projeto produtores como Patrick Leonard e John Shanks. O compacto "Surrender" fez um grande sucesso, na edição australiana do álbum foram incluídas duas versões da música. Em 2003, Laura e Pavarotti cantaram de novo, a música foi "Tu che m'hai preso il cuor". Em dezembro de 2002, Laura lançou seu primeiro DVD gravado durante um concerto do dia 2 de dezembro de 2001 em Milão, na sua turnê mundial. Em outubro de 2004, após quatro anos sem gravar em italiano/castelhano, é lançado Resta in ascolto, que conta com 11 músicas inéditas. A pedido de Madonna Laura regravou a canção "Like a flower", originalmente um extra do premiado Ray of light. A versão modificada da música chama-se "Mi abbandono a te", e é a faixa que encerra o álbum de Laura. No mesmo disco ela também gravou a canção de Biagio Antonacci, "Vivimi". Este CD também foi lançado na versão CD+DVD, com um DVD repleto de extras. Com o disco, além de ganhar outro World Music Awads, Laura recebeu um Grammy Latino de Melhor Álbum Vocal Pop Feminino e um Grammy Awards de Melhor Álbum Pop Latino. O site oficial www.laurapausini.com foi o site italiano de música mais visitado em 2004. Durante a tour de 2005, Laura gravou o concerto feito em Paris e lançou seu primeiro CD ao vivo. Em 2006 Laura lança o álbum Io Canto, onde interpreta grandes sucessos italianos que marcaram sua vida e ainda conta com duetos de Tiziano Ferro, Juanes e Johnny Hallyday. Laura ganhou o Grammy Latino de Melhor Álbum Pop Feminino. Em 2007, Laura recebe o prêmio de "Best Selling Italian Artist" no World Music Award por mais de dois milhões de cópias vendidas do álbum "Io Canto"

 
Tarde de autógrafo

Em 2 de junho de 2007 Laura tornou-se a primeira mulher a fazer um concerto no estádio San Siro, em Milão, para um público de 75.000 pessoas. O concerto foi gravado e lançado em DVD/CD em 60 países e as canções "Destinazione paradiso" e "Y mi banda toca el rock" gravadas no concerto tornaram-se por várias semanas como as mais tocadas na América Latina e Europa além de lançar seu primeiro livro oficial intitulado "Laura Pausini - Fai quello che sei" que conta toda a apresentação espetacular e inesquecível do concerto, que contou inclusive com a presença de fãs brasileiros, japoneses, entre outras nacionalidades. Em 2008 Laura lança um novo álbum, Primavera in anticipo, lançado na Itália em 14 de novembro. No dia 18 o álbum é lançado mundialmente, fazendo sucesso em muitos países em que ela nunca havia estado, como Noruega, Polônia, Turquia, Grécia, Rússia e Canadá. O disco vendeu mais de 2.000.000 de cópias estando entre os 20 discos mais vendidos do ano de 2009.

Ainda em 2009, a música Bellissimo Così foi tema de abertura da novela Poder Paralelo da Rede Record, escrita por Lauro César Muniz.

 
Pausini em abril de 2012.

Até hoje Laura já vendeu cerca de 70 milhões de cópias mundialmente e esta na Lista de recordistas de vendas de discos, e tem inúmeras certificações mundiais por vendagens de discos, mais de 170 discos de platina,[18] 50 de ouro e 5 de diamante.[19] Foi lançado mundialmente no dia 27 de novembro de 2009 o CD/DVD Versão Castelhano e Italiano. O produto se chama Laura Live World Tour – 09 / Gira Mundial – 09 com músicas gravadas por cada país que ela passou nesta última grande turnê. Além dos sucessos que todos já conhecem, haverá 3 músicas inéditas, sendo elas: “Con La Musica Alla Radio”, “Non Sono Lei” e “Casomai”. Com versões castelhanas intituladas "Con La Música En La Radio", "Ella No Soy" e "Menos Mal". Já no DVD, além das apresentações ao vivo haverá os extras, como os clipes das 3 músicas inéditas e seus respectivos “Making Of” além do “Behind The Scenes” da turnê, e ainda a música cover “Heal The World” do Rei do Pop Michael Jackson e “Paris Au Móis D´Aout” com participação especial de seu pai, Fabrízio Pausini.

 
Laura em 2009

Desde 2009, Laura Pausini é muito popular no twitter e facebook, sempre mantendo os fãs atualizados sobre acontecimentos de sua vida. Foi por meio do Twitter que fãs ficaram sabendo de sua nova casa em Roma e Milão, do acidente de carro de sua irmã (gravida na ocasião) e de seu cunhado em uma rodovia italiana, do nascimento de seu sobrinho, da torcida pela cura do câncer de Hebe Camargo, sua "mãe brasileira", entre outros fatos curiosos.

Laura esteve em férias no o início de 2010, para se dedicar pela primeira vez à sua vida pessoal.

No dia 11 de novembro de 2011 foi lançado o 11º álbum de sua carreira, intitulado "Inedito", e entre dezembro de 2011 e agosto de 2012 a cantora esteve em uma turnê mundial , a Inedito World Tour.

Em 8 de fevereiro de 2013, nasceu a primeira filha de Laura, Paola, fruto do relacionamento com o guitarrista e produtor musical Paolo Carta.[20] A gravidez havia sido anunciada em setembro de 2012, motivo esse que levou a cantora a cancelar sua turnê e outros compromissos ao vivo.[21]

Em 12 de novembro de 2013, Laura lança o álbum 20 - The Greatest Hits para comemorar seus 20 anos de carreira. O álbum é duplo e contém 38 faixas. Os sucessos mais antigos foram regravados pela cantora e o álbum conta com 3 músicas inéditas (Dove resto solo io, Limpido e Se non te) e várias participações especiais: Kylie Minogue (na inédita "Limpido"), Ivete Sangalo (Le cose che vivi/Tudo que eu vivo), Charles Aznavour (Paris au mout d'aout), Marc Anthony (Non c'è/Se fué, em versão salsa), Alejandro Sanz (Vivimi/Víveme), Michael Bublé (You'll never find another love like mine), Ray Charles (Surrender to love), Lara Fabian (Io canto/Je chante), Andrea Bocelli (Dare to live/Vivere) e James Blunt (Primavera in anticipo/It is my song). A regravação de La solitudine traz um novo arranjo feito pelo maestro italiano Ennio Morricone.

Em 2015 Laura Pausini foi homenageada no Premio Lo Nuestro pelos seus mais de 20 anos de carreira e sua trajetória na musica.[23]

No dia 6 de novembro de 2015, é lançado o álbum Simili e no dia 13 de novembro é lançado a versão em espanhol do álbum chamado Similares. o álbum contem 15 faixas sendo 3 autobiográficas e 12 escritas por outros compositores e cantores famosos como Biagio Antonacci e Jovanotti. Simili dominou as vendas na Itália e entrou na lista dos mais vendidos no ITunes em mais de 19 países.[24] A turnê que promoveu Simili durou 5 meses e começou nos estádios da Itália antes de atravessar o continente. No final de 2016 a cantora lança Laura Xmas, disco de canções de Natal. No início de 2017 a cantora confirma estar livre do contrato com sua gravadora depois de 24 anos.

A cantora tem ganho espaço em emissoras de televisão, seja como apresentadora ou julgadora. Em 2014, o show da turnê The Greatest Hits no Teatro Antigo de Taormina foi gravado e transmitido pela televisão italiana como um especial de nome Stasera Laura: ho creduto in un sogno e com a participação de cantores como L'Aura, Marco Mengoni e Claudio Baglioni. Ainda em 2014, ela foi chamada para participar como jurada do programa La Voz... México, onde seu candidato ficou em segundo lugar e ganhou a promessa de ter um disco produzido pela cantora. Em 2015 ela foi chamada pela edição espanhola do mesmo programa, conseguindo que seu candidato ficasse em terceiro lugar. Em 2016, ela teve um programa em dupla com a atriz Paola Cortellesi, que durou três semanas e foi igualmente transmitido pela televisão italiana. Ainda nesse ano, Pausini teve um show televisionado "Pausini Stadi - San Siro 2016", onde cantou grandes sucessos. Por último, no natal de 2016 ela participou de um especial televisivo onde cantou as canções do disco de natal recém -lançado.[25]

DiscografiaEditar

 Ver artigo principal: Discografia de Laura Pausini

Álbuns de estúdioEditar

Álbuns de compilaçãoEditar

Álbuns ao vivoEditar

Álbuns de vídeoEditar

TurnêsEditar

 
Laura Pausini em um show da Inedito World Tour, em São Paulo, em 21 de janeiro de 2012

Referências

  1. Mario Luzzatto Fegiz, Gloria Pozzi (1 de março de 1993). «Aria nuova a Sanremo? Per ora solo spifferi». Corriere della Sera (em italiano). Consultado em 8 de setembro de 2013. Cópia arquivada em 23 de julho de 2013 
  2. «Laura Pausini: La biografia» (em italiano). MTV Italy. Consultado em 22 de julho de 2011. Cópia arquivada em 20 de setembro de 2012 
  3. «Singoli – I numeri uno (1959–2006) – Parte 4: 1990–1996» (em italiano). it-charts.150m.com. Consultado em 1 de setembro de 2012. Cópia arquivada em 7 de julho de 2011 
  4. «Top40 week 2 van 1994 (08-01-1994)» (em holandês). Dutch Top 40. Consultado em 1 de setembro de 2012. Cópia arquivada em 1 de setembro de 2012 
  5. «Charts Vlaanderen – Laura Pausini – La solitudine» (em holandês). Ultratop. Hung Medien. Consultado em 7 de setembro de 2013 
  6. «Scheda Disco – Laura Pausini – Laura Pausini» (em italiano). Wuz.it. Consultado em 6 de agosto de 2012. Cópia arquivada em 18 de fevereiro de 2013 
  7. «Biography of Laura Pausini» (em inglês). RAI. Consultado em 1 de setembro de 2012. Cópia arquivada em 15 de março de 2012 
  8. Mario Luzzatto Fegiz (15 de setembro de 2000). «Laura Pausini: no alla moda del pop latino». Corriere della Sera (em italiano). Consultado em 8 de setembro de 2013. Cópia arquivada em 22 de julho de 2013 
  9. «Laura Pausini actuará en Madrid y Barcelona para presentar su undécimo disco, luego irá a la capital de colombia (Soledad) a comer butifarra baranoera» (em espanhol). República.com. 17 de maio de 2011. Consultado em 1 de setembro de 2012. Cópia arquivada em 6 de agosto de 2012 
  10. Ernesto Assante (14 de fevereiro de 2002). «L'intrigante soul della regina del pop». la Repubblica (em italiano). Consultado em 29 de julho de 2011. Cópia arquivada em 18 de maio de 2012 
  11. «Laura Pausini canta por 'La Marató' de TV-3». El Periódico de Catalunya (em espanhol). 28 de outubro de 2014. Consultado em 20 de dezembro de 2014 
  12. Mark Worden (15 de março de 2003). «Laura Pausini Tenth Anniversary – Italy's Multilingual Star Serenades The World». Billboard (em inglês). p. 48. Consultado em 1 de setembro de 2012 
  13. «Classifiche Annuali 2007 FIMI-AC Nielsen: al primo posto Eros Ramazzotti con E2» (em italiano). Federation of the Italian Music Industry. 10 de janeiro de 2008. Consultado em 19 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 6 de maio de 2012 
  14. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome allmusic
  15. «Laura Pausini: Icon Award by Fimi & Italian Trade for her sales of more than 75 million records worldwide» (em italiano). Fimi & Italian Trade. Consultado em 27 de novembro de 2014. Cópia arquivada em 4 de dezembro de 2014 
  16. «Laura Pausini vince il Grammy. Premiata per il pop latino». la Repubblica (em italiano). 9 de fevereiro de 2006. Consultado em 8 de setembro de 2013. Cópia arquivada em 22 de outubro de 2012 
  17. «Past Winners Search – Laura Pausini – Escucha» (em inglês). Grammy.com. Consultado em 8 de setembro de 2013. Cópia arquivada em 25 de setembro de 2012 
  18. «Laura Pausini no RIAA». Consultado em 2 de novembro de 2008 
  19. «Laura Pausini no IFPI». Consultado em 2 de novembro de 2008 
  20. Caras.com (ed.). «Laura Pausini dá à luz sua primeira filha, Paola». Consultado em 8 de fevereiro de 2013 
  21. g1.com (ed.). «Laura Pausini cancela shows e anuncia primeira gravidez». Consultado em 15 de setembro de 2012 
  22. http://www.laurapausini.com/por/tour. Consultado em 29 de novembro de 2013  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  23. «Laura Pausini recibirá el Premio a la Trayectoria». Univision.com. 19 de fevereiro de 2015. Consultado em 17 de novembro de 2015 
  24. Nanda Cabrera. «Com Simili, Laura Pausini é destaque no iTunes em quase 20 países». Latinpop Brasil. Consultado em 17 de novembro de 2015 
  25. «Laura Pausini / Al timone dello show di Canale 5: per la cantante nuova esperienza da conduttrice dopo Laura&Paola (House Party, 21 dicembre)». Il sussidario. 21 de dezembro de 2016. Consultado em 3 de fevereiro de 2017 

Ligações externasEditar

O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Laura Pausini