Linha 1 do Metrô do Rio de Janeiro


A Linha 1 - Laranja: Uruguai / Tijuca ↔ General Osório / Ipanema é uma das linhas do Metrô do Rio de Janeiro.


     Linha 1 do Metrô do Rio de Janeiro
Dados gerais
Tipo Metrô do Rio de Janeiro
Local de operação Rio de Janeiro, Brasil
Terminais Início: General Osório / Ipanema
Fim: Uruguai / Tijuca
Estações
  • 19 em operação
  • 1 em projeto
Operação
Proprietário Bandeira do estado do Rio de Janeiro.svg Governo do Estado do Rio de Janeiro
Operador Logo MetroRio.svg MetrôRio
Material circulante
Histórico
Abertura oficial 5 de março de 1979 (43 anos)
Dados técnicos
Comprimento da linha 20,2 km (12,6 mi)
Bitola 1 600 mm (5 ft 3 in)
Velocidade de operação 80 km/h (50 mph)

HistóricoEditar

Em 1979 a linha 1 iniciou sua operação com 5 estações: Praça Onze, Central, Presidente Vargas, Cinelândia e Glória, no horário de 9h às 15h, pelo então governador Floriano Peixoto Faria Lima.

Nos primeiros 10 dias, o sistema transportou mais de 1/2 milhão de pessoas, com uma média diária de 60 mil usuários. O maior movimento da operação foi na estação Cinelândia / Centro, com mais de 1/3 do total de passageiros. Na época, o Metrô funcionava com apenas 4 trens de 4 carros, com intervalos médios de 8 minutos.

Em dezembro de 1979, a operação comercial ampliou suas atividades até às 23h, inclusive aos sábados.

Em 1980 o sistema metroviário começava a ser ampliado com a inauguração das estações de Uruguaiana / Centro e Estácio. As 2 novas estações desencadearam uma demanda maior de passageiros, o que obrigou a empresa a aumentar o número de carros nos trens de 4 para 6.

A estação Carioca / Centro, onde circula o maior número de passageiros - mais de 80 mil por dia - foi concluída em janeiro de 1981. No mesmo ano foram inauguradas também as estações Catete, Morro Azul - hoje, Flamengo - e Botafogo. Ainda em novembro deste ano foi inaugurada a linha 2, que contava apenas com as estações São Cristóvão e Maracanã. Em dezembro, completando o trecho sul da linha 1, foi inaugurada a estação Largo do Machado.

Em 1982, começaram as inaugurações complementares do trecho norte, com o início das operações das estações de Afonso Pena / Tijuca, São Francisco Xavier / Tijuca e Saens Peña / Tijuca pelo então governador do estado, Chagas Freitas.

Apenas em 1998 a linha 1 voltaria a ser expandida, e para um dos bairros mais tradicionais do Rio, com a inauguração da estação Cardeal Arcoverde / Copacabana, em Copacabana, durante o governo de Marcello Alencar. Em 2002, no governo Anthony Garotinho, foi inaugurada a segunda estação de Copacabana: Siqueira Campos / Copacabana; já em 2006 a terceira estação do bairro, Cantagalo, foi concluída, no governo Rosinha Garotinho.

Atualmente, a linha possui planos de expansão no sentido Méier. Foi confirmada a construção da Estação Morro de São João/Rio Sul localizada no bairro de Botafogo.

Em março de 2017, é inaugurada a conexão direta entre os terminais Uruguai e Jardim Oceânico, ligando os bairros da Tijuca e da Barra da Tijuca sem necessidade de baldeação em General Osório.

Em agosto de 2022, as estações que se localizam em bairros com mais de uma estação ganhavam sufixos indicando os nomes dos bairros.[1]

EstaçõesEditar

Trigrama Estação Inauguração Integração Plataformas Posição Notas | Arredores Bairro
GOS General Osório / Ipanema 2009 Transferência para a Linha 4 (sem trocar de trem). Laterais e Central Subterrânea profunda Parque Garota de Ipanema, Praia de Ipanema Ipanema e Copacabana (somente o acesso D - Sá Ferreira)
CTG Cantagalo / Copacabana 2007 Laterais Subterrânea Parque da Catacumba (Corte do Cantagalo), Lagoa Rodrigo de Freitas, Praia de Copacabana, Hospital São Lucas Copacabana
SCP Siqueira Campos / Copacabana 2002 Laterais Subterrânea rasa Praia de Copacabana, Theatro NET Rio, Hospital Copa Star, Hospital Copa D'Or, UPA da Siqueira Campos
CAV Cardeal Arcoverde / Copacabana 1998 Laterais Subterrânea profunda Copacabana Palace, Praia de Copacabana, Teatro Gláucio Gil
RIO Estação Morro de São João/Rio Sul Laterais Subterrânea Estação em projeto. Shopping Rio Sul Botafogo
BTF Botafogo 1981 Transferência para a Linha 2, Integração com Metrô na Superfície para Humaitá, Jardim Botânico e Gávea e expressa para a Urca. Laterais e Central Subterrânea Botafogo Praia Shopping, Fundação Casa de Rui Barbosa, Enseada de Botafogo, Museu do Índio, Arquivo Público do Estado do RJ, Hospital Samaritano
FLA Flamengo 1981 Transferência para a Linha 2 Laterais Semi-subterrânea Inaugurada em 1981 com o nome de Estação Morro Azul, Aterro do Flamengo Flamengo
LMC Largo do Machado 1981 Transferência para a Linha 2 Lateral Subterrânea Parque Guinle, Cristo Redentor, Largo do Boticário, Palácio Guanabara, Museu do Telefone, Igreja de São Judas Tadeu. Bairro de Laranjeiras Catete
CTT Catete 1981 Transferência para a Linha 2 Laterais Subterrânea Palácio do Catete, Museu do Folclore
GLR Glória 1979 Transferência para a Linha 2 Laterais Subterrânea Outeiro da Glória, Hotel Glória, Memorial Getúlio Vargas, Rua do Russel Glória
CNL Cinelândia / Centro 1979 Transferência para a Linha 2

Integração com o VLT (linhas 1 e 3).

Central Subterrânea Cine Odeon BR, Câmara Municipal, Museu Nacional de Belas Artes, Biblioteca Nacional, Teatro Municipal, Passeio Público, Lapa, Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro Centro
CRC Carioca / Centro 1981 Transferência para a Linha 2,

Integração com o VLT (linhas 1 e 3).

Laterais e Central Subterrânea Desembarque nas plataformas laterais. Embarque na plataforma central. Edifício Sede Petrobrás, BNDES, Convento de Santo Antonio, Confeitaria Colombo, Praça Tiradentes, Estação dos Bondes de Santa Teresa, Estação das Barcas e catamarans da Praça XV
URG Uruguaiana / Centro 1980 Transferência para a Linha 2 Laterais Subterrânea SAARA, Mercado Popular ("Camelódromo"), Museu de Arte do Rio (MAR)
PVG Saara / Presidente Vargas 1979 Transferência para a Linha 2

Integração com o VLT (linha 3).

Laterais Subterrânea Palácio do Itamaraty, MACKENZIE-RIO, SAARA, Museu da Eletricidade, sede da Light
CTR Central do Brasil / Centro 1979 Transferência para a Linha 2 e integração com as linhas de trem Deodoro, Santa Cruz, Japeri, Belford Roxo e Saracuruna da SuperVia

Integração com o VLT (linhas 2 e 3)

Central Subterrânea Arquivo Nacional, Palácio Duque de Caxias, Praça da República
POZ Praça Onze 1979 Laterais Semi-subterrânea Sambódromo da Marquês de Sapucaí, Terreirão do Samba, Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro, Museu do Carnaval, FM O Dia, Centro de Manutenção do Metrô Rio Cidade Nova
ESA Estácio 1980 Transferência para a Linha 2 aos finais de semanas e feriados Laterais e Central Subterrânea Prefeitura Municipal, Teleporto Estácio
AFP Afonso Pena / Tijuca 1982 Laterais Subterrânea Praça Afonso Pena, Universidade Veiga de Almeida Tijuca
SFX São Francisco Xavier / Tijuca 1982 Laterais Subterrânea Teatro Ziembinski, Igreja de São Francisco Xavier, Clube Monte Sinai
SPN Saens Peña / Tijuca 1982 Central Subterrânea Shopping Tijuca, Tijuca Tênis Clube,Hospital Evangélico, Hospital Pan Americano, UPA Tijuca
URU Uruguai / Tijuca 2014 Central Subterrânea Country Club Tijuca, Venerável Ordem Terceira de são Francisco da Penitência, Praça Xavier de Brito (Praça dos Cavalinhos), Amil Espaço Saúde Tijuca, Recanto dos Bichinhos

Histórico dos terminais da Linha 1Editar

  • 1979: Praça Onze - Glória
  • 1980: Estácio - Glória
  • 1981: Estácio - Botafogo
  • 1982: Saens Peña / Tijuca - Botafogo
  • 1998: Saens Peña / Tijuca - Cardeal Arcoverde / Copacabana
  • 2002: Saenz Peña / Tijuca - Siqueira Campos / Copacabana
  • 2007: Saens Peña / Tijuca - Cantagalo / Copacabana
  • 2009: Saens Peña / Tijuca - General Osório / Ipanema
  • 2013 (temporário): Saens Peña / Tijuca - Siqueira Campos / Copacabana e Siqueira Campos / Copacabana - Cantagalo / Copacabana (apenas um trem)
  • 2014: Uruguai / Tijuca - General Osório / Ipanema
  • 2017: Uruguai / Tijuca - Jardim Oceânico / Barra da Tijuca

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar