Lista de sinagogas mais antigas do mundo

artigo de lista da Wikimedia

A denominação de sinagoga mais antiga do mundo requer uma definição cuidadosa. Diversas sinagogas muito antigas foram descobertas em escavações arqueológicas; algumas foram destruídas e reconstruídas diversas vezes sobre o mesmo local, de maneira que, embora o sítio sobre o qual o edifício esteja localizado tenha sido utilizado para fins religiosos desde tempos antigos, o edifício é relativamente moderno. Outros edifícios de sinagogas muito antigas ainda existem, porém foram usados por séculos como igrejas, mesquitas, ou para quaisquer outros propósitos.

Sinagoga de Santa María la Blanca, construída em Toledo, na Espanha, em 1190.
Sinagoga de Córdoba, do século XIV.

Sinagogas mais antigasEditar

 
Interior da Sinagoga Velha-Nova, do século XIII, em Praga.
  • Os indícios mais antigos de uma sinagoga são fragmentos de uma inscrição contendo a dedicação de uma sinagoga encontrados no Egito, que datam do século III a.C..[1]
  • O edifício mais antigo de uma sinagoga já descoberto pelos arqueólogos é a Sinagoga de Delos, uma sinagoga samaritana que data de 150 - 128 a.C. ou até mesmo antes, e localiza-se na ilha de Delos, no mar Egeu.[2][3]
  • A Sinagoga de Jericó, a mais antiga sinagoga do judaísmo dito 'padrão' a ter sido datada com segurança, foi construída entre 70 e 50 a.C., num palácio real de inverno nas proximidades de Jericó.[4]

ÁfricaEditar

África do SulEditar

  • Jardins Shul, fundada em 1841, é a congregação mais antiga da África do Sul. Seu edifício, construído em 1863 e ainda utilizado até hoje, pode ser o edifício mais antigo de uma sinagoga ainda em uso no mundo.

TunísiaEditar

  • Sinagoga de la Ghriba — Situada na ilha de Djerba, segundo a lenda, teria sido fundada por sacerdotes fugidos Jerusalém após a destruição do Templo de Salomão ordenado pelo imperador Nabucodonosor II da Babilónia em 586 a.C. Apesar de não haver provas da lenda ser fundamentada, dada a antiguidade da comunidade judaica de Djerba, é provável que seja a sinagoga mais antiga do Norte de África. É um lugar importante de peregrinação, que anualmente atrai milhares de peregrinos, vindos sobretudo das comunidades emigrantes de judeus com origem tunisina residentes em França e Israel.

América do NorteEditar

CanadáEditar

Estados UnidosEditar

 
A Sinagoga Kahal Zur Israel, localizada em Recife, no Brasil, encontra-se sobre o sítio onde se erguia primeira sinagoga das Américas.
  • A Sinagoga Touro, em Newport, Rhode Island, é a sinagoga mais antiga do país, tendo iniciado seus serviços no ano de 1763, e sua congregação fundada em 1658. O presidente John F. Kennedy a chamou de "um dos mais antigos símbolos da liberdade".[carece de fontes?]

América do SulEditar

ÁsiaEditar

IsraelEditar

 
Ruínas da antiga sinagoga de Kfar Bar'am, na Galileia.
  • Em Israel, arqueólogos descobriram diversas ruínas de sinagogas de dois mil anos atrás, incluindo muitas que eram utilizadas antes da destruição do Templo de Jerusalém. As ruínas da pequena sinagoga no topo de Massada é uma das mais bem-documentadas; data do período do Segundo Templo.
  • Uma das sinagogas mais antigas ainda em uso é a Sinagoga Ari Ashkenazi, em Safed, que data do século XVI.
  • A Sinagoga Shalom Al Israel, em Jericó, data do período bizantino, e costuma ser frequentada no início de cada um dos meses judaicos para orações e serviços.
  • Existem sinagogas em Jerusalém que se localizam sobre os sítios de sinagogas muito mais antigas, mas como os edifícios antigos foram destruídos pelos governantes não-judeus da cidade, os edifícios atuais são reconstruções. A Sinagoga Caraíta de Jerusalém é a mais antiga das sinagogas ainda em uso na cidade, tendo sido construída no século VIII. Foi destruída pelos Cruzados em 1099, e os judeus impedidos de viver na cidade por 50 anos. Em 1187, Saladino devolveu o local aos judeus caraítas, que rapidamente reconstruíram a sinagoga. Serviu desde então continuamente, exceto durante a ocupação da cidade pelo exército jordaniano, de 1948 a 1967, quando o governo israelense a devolveu à comunidade caraíta, que terminou de restaurá-la em 1982.

EuropaEditar

 
Construída por volta de 1270, a Sinagoga Velha-Nova de Praga (República Checa) é a mais antiga sinagoga em atividade do mundo.

GréciaEditar

PolôniaEditar

UcrâniaEditar

Reino UnidoEditar

OceaniaEditar

AustráliaEditar

Referências

  1. Binder, Donald D. Egypt, "Second Temple Synagogues." (visitado em 2-3-2010).
  2. Binder, Donald D. Delos, "Second Temple Synagogues." (visitado em 2-3-2010).
  3. "The Oldest Original Synagogue Building in the Diaspora: The Delos Synagogue Reconsidered," Monika Trümper Hesperia, Vol. 73, No. 4 (Oct. - Dec., 2004), pp. 513-598
  4. Binder, Donald D. Jericho, "Second Temple Synagogues." (visitado em 2-3-2010).
  5. A Birthday Celebration for Curacao’s Historic Synagogue - Forward.com
  6. Binder, Donald D. Ostia, "Second Temple Synagogues." (visitado em 2-3-2010).
  7. «Beautiful Barcelona and its Jews of today and long ago». New Jersey Jewish News. 18 de setembro de 2008. Consultado em 8 de dezembro de 2008. Arquivado do original em 20 de novembro de 2008  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
  8. «The Golden Age returns». The Jerusalem Post. 14 de setembro de 2006. Consultado em 10 de dezembro de 2008  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
  9. «The Jewish Virtual History Tour: Barcelona». Jewish Virtual Library. Consultado em 8 de dezembro de 2008 
  10. Archeologists Discover Medieval Jewish Bath in Erfurt, Deutsche Welle, 12 de abril de 2007.
  11. Campbell, Marian. Treasures of the plague Arquivado em 4 de setembro de 2011, no Wayback Machine., Apollo Magazine, 31 de agosto de 2007.
  12. «Synagogue, Catherine Street, Plymouth». English Heritage. Consultado em 22 de novembro de 2008