Abrir menu principal

Partido da Revolução Democrática

Partido da Revolução Democrática
Partido de la Revolución Democrática
Líder Manuel Granados Covarrubias
Fundação 5 de maio de 1989
Sede Cidade do México, México
Ideologia Social democracia
Social liberalismo
Progressismo
Espectro político Centro-esquerda
Afiliação internacional Internacional Socialista
Aliança Progressista
Foro de São Paulo
Cores Amarelo e Preto
Página oficial
http://www.prd.org.mx

O Partido da Revolução Democrática (em castelhano: Partido de la Revolución Democrática ), ou PRD, é um partido político do México.

Índice

HistóriaEditar

O PRD foi fundado na Cidade do México em 5 de Maio de 1989, por Cuauhtémoc Cárdenas, Heberto Castillo, Gilberto Rincón Gallardo, Porfirio Muñoz Ledo e outros membros proeminentes do Partido Revolucionário Institucional (PRI) e da esquerda mexicana. O partido surgiu da fusão de vários partidos pequenos de esquerda, tais como Partido Comunista Mexicano (PCM), Partido Socialista Unificado de México (PSUM), Partido Mexicano Socialista (PMS) e Partido Mexicano dos Trabalhadores (PMT). O PMS doou seu registro na Comissão Federal Eleitoral (CFE) ao novo partido para que este pudesse ser formado.

O PRD se proclamou o partido oficial do 6 de julio, uma referência à data de realização da eleição presidencial de 1988, quando Cárdenas, o candidato da coalizão de centro-esquerda Frente Democrática Nacional, teria vencido o pleito mas foi impedido de tomar posse através de fraude eleitoral. A vitória foi concedida ao candidato do PRI, Carlos Salinas. Miguel de la Madrid Hurtado, antecessor de Salinas, declarou anos mais tarde que Salinas foi eleito através de fraude.[1]

Performance eleitoralEditar

 
  Estados governados pelo PRD (6)

Ao lado do PRI, de centro-direita, e do direitista Partido da Ação Nacional (PAN), o PRD se consiste em uma das três maiores forças políticas do México. Seus militantes são conhecidos como perredistas.

Apesar de seu sucesso no cenário eleitoral dos estados da região centro-sul da nação, no norte a votação média do partido é de apenas 5%. O PRD já venceu disputas nos estados de Baja California Sur, Chiapas, Guerrero, Michoacán e Zacatecas (apesar de que a maioria destas vitórias foram obtidas por ex-membros do PRI). O partido também controla o Distrito Federal desde 1997, elegendo três ex-membros do PRI. Desde então, o partido promoveu uma série de reformas liberais na capital, tais como a legalização do aborto, uma forma limitada de eutanásia, o casamento entre pessoas do mesmo sexo e a adoção por casais gays.[2] A cidade também viu uma redução dos seus índices de criminalidade em quase 40%.[3]

Na eleição presidencial de 2006, o candidato do PRD, o ex-governador do Distrito Federal Andrés Manuel López Obrador, favorito nas pesquisas de diversos institutos, perdeu o pleito para Felipe Calderón por menos de 1% dos votos.[4] Os resultados foram considerados válidos pela Corte Eleitoral Federal. O PRD, entretanto, afirmou que seu candidato havia sido vítima de fraude. As acusações foram invalidadas pelo tribunal, que considerou Calderón o vencedor do pleito.

Por seis semanas após as eleições, o PRD promoveu demonstrações e bloqueou uma das principais avenidas da capital, o Paseo de la Reforma, exigindo uma recontagem de todos os votos, o que não aconteceu. O bloqueio foi mais tarde desfeito frente a um possível confronto entre os manifestantes e o Exército. Obrador foi proclamado "presidente legítimo" por seus seguidores numa demonstração pública na praça principal da capital. Até hoje Obrador não reconheceu a legitimidade de Calderón.

Em 2008, Jesús Ortega, um oponente de Obrador, foi eleito presidente do PRD. No ano seguinte, Obrador apoiou dois partidos pequenos nas eleições parlamentares.

Resultados eleitoraisEditar

Eleições presidenciaisEditar

Data Candidato

apoiado

Votos %
1994 Cuauhtémoc Cárdenas 5 852 134 16,6 (#3)
2000 Cuauhtémoc Cárdenas 6 256 780 16,6 (#3)
2006 Andrés Manuel López Obrador 14 756 350 35,3 (#2)
2012 Andrés Manuel López Obrador 15 848 827 31,6 (#2)
2018 Andrés Manuel López Obrador 30 113 483 54,78 (#1)

Eleições legislativasEditar

Câmara dos DeputadosEditar

Data Votos % Deputados +/- Notas
1994 5 728 733 16,7 (#3)
71 / 500
1997 7 518 903 25,7 (#3)
125 / 500
 54
2000 6 990 143 18,7 (#3)
67 / 500
 58 Aliança pelo México
2003 4 707 009 18,2 (#3)
97 / 500
 30
2006 12 013 364 29,0 (#2)
127 / 500
 30 Coligação pelo Bem de Todos
2009 4 164 393 12,2 (#3)
72 / 500
 55
2012 8 996 089 18,5 (#3)
104 / 500
 42
2015 4 335 731 10,9 (#3)
56 / 500
 48
2018
56 / 500
=

SenadoEditar

Data Votos % Senadores +/- Notas
1994 5 579 949 16,8 (#3)
8 / 128
1997 7 564 656 25,8 (#3)
16 / 128
 8
2000 7 027 994 18,8 (#3)
16 / 128
= Aliança pelo México
2006 12 397 008 29,7 (#2)
31 / 128
 15 Coligação pelo Bem de Todos
2012 9 353 879 19,7 (#3)
23 / 128
 8
2018
21 / 128
 1

Referências

Ligações externasEditar

  Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.