Abrir menu principal

RBD Tour Brasil 2006

RBD Tour Brasil 2006
Turnê nacional de RBD
Álbum associado Rebelde
Nuestro Amor
Nosso Amor Rebelde
Data de início 20 de setembro de 2006
Data de fim 08 de outubro de 2006
N.º de apresentações 13
Cronologia de turnês de RBD
Celestial World Tour
(2007-2008)

A RBD Tour Brasil 2006 foi uma turnê promocional do grupo musical mexicano RBD, realizada apenas no Brasil, ainda como parte da Tour Generación, sendo a primeira a ser executada no país pelo grupo.

Baseada no repertório dos discos Rebelde (2004) e Nuestro Amor (2005), em português e em espanhol, a digressão se iniciou no Sambódromo de Manaus, no estado do Amazonas, em 20 de setembro de 2006, sendo concluída no Rio de Janeiro, em 8 de outubro do mesmo ano, no Estádio do Maracanã, onde foi gravado o terceiro álbum de vídeo ao vivo do grupo, intitulado Live in Rio.

O grupo realizou concertos em doze capitais brasileiras, sendo dois apenas em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, totalizando treze o número de shows. Dentre as cidades nas quais a banda realizou apresentações estão Belém, Vitória, Fortaleza, Recife, Goiânia e Curitiba.

O último concerto realizado pelo grupo foi registrado em áudio e vídeo e posteriormente lançado em forma de álbum de vídeo, sob título de Live in Rio. O DVD, lançado no início de fevereiro de 2007 no Brasil e em fins de março de 2007 no resto do mundo, foi o mais vendido dentre os DVDs do grupo. A soma do público dos treze concertos foi de quase 2 milhões de pessoas, apesar de ter sido estimado uma media de público total de 1.100.000 mil pessoas e arrecadação de bilheterias em torno dos R$ 100 milhões.[1] Esta turnê foi considerada em 2006 pelo jornal Folha de S.Paulo a maior turnê de um artista internacional até então executada no país.[2][nota 1]

Antecedentes, organização e execuçãoEditar

 
O grupo durante uma coletiva de imprensa em 03 de fevereiro de 2006 em São Paulo.

Em 3 de fevereiro de 2006, o RBD, que estava realizando shows da turnê Tour Generación RBD na América do Sul, desembarcou no Brasil para promover seu primeiro álbum de estúdio, Rebelde, na época, recém lançado no país.[5] O grupo esteve em São Paulo, onde ficaria até o dia 5 do referente mês, cumprindo uma agenda de divulgação em diversos meios de comunicação, tais como rádio e televisão.[5] Em 4 de fevereiro daquele ano, estava programado um show da banda no estacionamento de um shopping na zona sul da capital paulista, onde o grupo apresentaria as canções presentes no CD, porém, após tumultos o show foi cancelado.[6] O grupo até chegou a performar duas canções no palco improvisado pela organização do evento, mas pela agitação e pelo rompimento da grade de proteção que separava o público dos artistas, a apresentação foi cancelada, causando a morte de três pessoas, entre elas duas crianças, e deixando mais de quarenta pessoas feridas.[7] Os compromissos do grupo daquela ocasião tiveram de ser cancelados e o grupo retornou imediatamente ao México, onde gravava a telenovela Rebelde.[8]

O evento foi organizado pela empresa Roptus e Mondo Entretenimento, em parceria com a gravadora do grupo, a EMI Music. As duas primeiras ficaram responsáveis pelo transporte dos equipamentos e venda ingressos, enquanto que a editora discográfica ficou responsável pelo grupo em si.[9] A produção do evento encontrou dificuldades em algumas cidades do país para a realização de shows, em virtude do ocorrido em São Paulo no início daquele ano.[10] Este fato refletiu em "baixas vendas" em algumas capitais.[11] O valor pago pela produtora do evento ao Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (ECAD) também foi motivo de controvérisas: o órgão afirmou que o valor pago pela Mondo, cerca de R$ 52 mil reais, é "muito baixo se comparado com a arrecadação de bilheteria prevista para o espetáculo no Maracanã", já que a lei afirma que devem ser pagos 10% do valor arrecadado em concertos musicais ao órgão.[12] Após negociações os shows programados para São Paulo e Rio de Janeiro foram autorizados.[13]

GravaçãoEditar

 
O cantor e ator mexicano Diego Gonzaléz atuou como ato de abertura da turnê.

Com uma grande produção, o terceiro álbum de vídeo da banda foi gravado em 08 de outubro de 2006 no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro para cerca de 50 mil pessoas. Intitulado Live in Rio, o DVD contém as principais canções dos dois primeiros discos do grupo, Rebelde (2004) e Nuestro Amor (2005), e pela primeira vez a apresentação da canção "Ser O Parecer", primeiro single do terceiro álbum do grupo, que foi lançado em novembro do mesmo ano. O show do Rio de Janeiro contou com a participação da escola de samba GRES Mocidade Independente de Padre Miguel, com o samba-enredo "O Grande Circo Místico". A apresentação de samba antecedeu o encerramento instrumental.

O cantor e ator mexicano Diego Gonzaléz — que interpretou o personagem Rocco na novela Rebelde — agiu como ato de abertura da turnê.[14] Devido ao atraso no voo da Cidade do México para Manaus, Gonzaléz não conseguiu chegar a tempo para realizar a apresentação, tendo feito sua estreia em Belém.[15] Durante o último show da turnê, o cantor gravou seu primeiro álbum de vídeo, intitulado Diego: En Vivo En el Maracanã, interpretando as canções "Solo Existes Tú", "La Solución", "Más" e " Responde".

RepertórioEditar

  1. "Rebelde"
  2. "Santa No Soy"
  3. "Así Soy Yo"
  4. "Feliz Cumpleaños"
  5. "Enseñame"
  6. "Que Fue Del Amor"
  7. "Cuando El Amor Se Acaba"
  8. "Una Canción"
  9. "Este Corazón"
  10. "Solo Para Ti"
  11. "Otro Dia Que Vá"
  12. "Me Voy"
  13. "Sálvame"
  14. "Tenerte y Quererte"
  15. "No Pares"
  16. "A Tu Lado"
  17. "Fuera"
  18. "Solo Quedate en Silencio/Fique Em Silêncio"
  19. "Que Hay Detrás"
  20. "Un Poco de Tu Amor"
  21. "Aún Hay Algo"
  22. "Trás De Mi"
  23. "Ser O Parecer"
  24. "Nuestro Amor"
Bis
  1. "Rebelde" (português)
Notas
  • O grupo cantou a canção "Otro Dia Que Vá" somente no dia 4 de outubro em Porto Alegre em comemoração ao "Dia Mundial do RBD".
  • "Ser O Parecer" foi interpretada a partir do show em Porto Alegre em 3 de outubro.

DatasEditar

Datas Cidade Estado Local Abertura Observação
América do Sul[16]
20 de setembro de 2006 Manaus   Amazonas Sambódromo 24,143 / 24,143 (100%)[17]
21 de setembro de 2006 Belém   Pará Arena Yamada Diego Gonzaléz 23,000 / 23,000 (100%)[18]
22 de setembro de 2006 Fortaleza   Ceará Marina Park Hotel 26,365 / 26,365 (100%)[19]
23 de setembro de 2006 Goiânia   Goiás Estádio Serra Dourada 30,000 / 30,000 (100%)[19]
24 de setembro de 2006 Brasília   Distrito Federal Estádio Mané Garrincha 32,000 / 32,000 (100%)[19]
27 de setembro de 2006 Recife   Pernambuco Chevrolet Hall 23,104 / 23,104 (100%)[20]
29 de setembro de 2006 Vitória   Espírito Santo Praça do Papa 17,000 / 17,000 (100%)
30 de setembro de 2006 Belo Horizonte   Minas Gerais Estádio do Mineirinho 17,236 / 17,236 (100%)[1]
3 de outubro de 2006 Porto Alegre   Rio Grande do Sul Ginásio Gigantinho 13,456 / 13,456 (100%)[21]
4 de outubro de 2006 13,234 / 13,234 (100%)[21]
5 de outubro de 2006 Curitiba   Paraná Kyocera Arena 33,160 / 33,160 (100%)[22]
7 de outubro de 2006 São Paulo   São Paulo Estádio do Morumbi 56,955 / 57,000 (99,92%)
8 de outubro de 2006 Rio de Janeiro   Rio de Janeiro Estádio do Maracanã 65,911 / 65,911 (100%)

CancelamentosEditar

Data Cidade Estado Local Motivo
30 de setembro de 2006 Salvador   Bahia Fonte Nova Logística[23][24]

Ver tambémEditar

Notas

  1. A informação contrasta com outras fontes que dão como maior turnê de artistas estrangeiros aquela realizada pelo grupo Information Society, em agosto de 1991, que percorreu ao todo vinte e cinco cidades brasileiras.[3][4]

Referências

  1. a b «Grupo RBD se prepara para dobradinha em Porto Alegre». Folha de S.Paulo Online. Consultado em 9 de julho de 2012 
  2. «RBD reúne 50 mil no Maracanã e encerra turnê pelo país». Folha de S.Paulo Online. 9 de outubro de 2006. Consultado em 9 de julho de 2012. Cópia arquivada em 16 de dezembro de 2012 
  3. Institucional. «Visão Geral do InSoc». InSoc Brasil. Consultado em 31 de maio de 2018. Cópia arquivada em 31 de maio de 2018 
  4. Matheus Meneghini Leal. «Information Society - História». Autobahn. Consultado em 31 de maio de 2018. Cópia arquivada em 31 de maio de 2018 
  5. a b «Fenômeno pop, grupo mexicano RBD chega ao Brasil». Terra Música. Consultado em 9 de julho de 2012 
  6. «Tumulto entre fãs de banda mexicana deixa 3 mortos em SP». Folha de S.Paulo Online. Consultado em 9 de julho de 2012 
  7. «Apresentações do RBD também causaram tumultos nos EUA». Folha de S.Paulo Online. Consultado em 9 de julho de 2012 
  8. «Após tragédia, RBD cancela participação na TV». Terra Música. Consultado em 9 de julho de 2012 
  9. «Venda dos ingressos do show do RBD em SP sofre mudanças». Terra Música. Consultado em 9 de julho de 2012 
  10. «Pais temem tumulto em show do RBD em São Paulo». Terra Música. Consultado em 9 de julho de 2012 
  11. «RBD faz show para apagar tragédia em SP; embate na Justiça continua». Folha de S.Paulo Online. Consultado em 9 de julho de 2012 
  12. «Produtora negocia com Ecad para garantir shows do RBD no Rio e SP». Folha de S.Paulo Online. Consultado em 9 de julho de 2012 
  13. «Justiça revoga liminar e libera show do RBD no Rio». Folha de S.Paulo Online. Consultado em 9 de julho de 2012 
  14. DIEGO GONZÁLES PODE ABRIR SHOW DO RBD NO BRASIL
  15. RBD DÁ COLETIVA DE IMPRENSA, APÓS DESEMBARQUE EM MANAUS
  16. «Veja as datas dos shows do RBD no Brasil». Folha de S.Paulo Online. Consultado em 9 de julho de 2012 
  17. «SPrimeiro show do RBD no Brasil reúne 20 mil em Manaus». Folha de S.Paulo Online. Consultado em 9 de julho de 2012 
  18. «Show do RBD em Belém tem público de 15 mil». Folha de S.Paulo Online. Consultado em 9 de julho de 2012 
  19. a b c «RBD leva 25 mil a show em Brasília». Folha de S.Paulo Online. Consultado em 9 de julho de 2012 
  20. «Show do grupo RBD reúne 15 mil em Recife». Folha de S.Paulo Online. Consultado em 9 de julho de 2012 
  21. a b «RBD reúne 17 mil pessoas em dois shows no RS». Folha de S.Paulo Online. Consultado em 9 de julho de 2012 
  22. «Chuva atrasa início do show do RBD em Curitiba». Gazeta do Povo. Consultado em 9 de julho de 2012 
  23. «Incerteza do RBD em Salvador preocupa fãs da banda». A Tarde. Consultado em 31 de julho de 2019 
  24. RBD: esgotados ingressos para a área vip premium

Ligações externasEditar