Ria de Aveiro

ria de Portugal
Ria de Aveiro
Foz do Vouga
Um moliceiro na Ria de Aveiro.
Localização da Ria de Aveiro no território português.
Localização da Ria de Aveiro no território português.
Comprimento 45 km
Foz Oceano Atlântico
Afluentes
principais
Rio Vouga,
Rio Antuã,
Rio Boco,
Rio Cáster
País(es) Portugal Portugal
Distrito Distrito de Aveiro
Distrito de Coimbra
Localidades Aveiro, Estarreja, Ílhavo, Mira, Murtosa, Ovar, Vagos
Ria de Aveiro está localizado em: Portugal Continental
Detalhe da Ria de Aveiro.
Coordenadas 40.685844° N 8.673874° O
Proteção ZPE/Rede Natura 2000
Secções Canal de Ovar
Canal de Ílhavo
Canal de Mira

A Ria de Aveiro, também conhecida como Foz do Vouga, é uma laguna que existe na região de Aveiro, entre Ovar e Mira.[1][2]

Trata-se de uma lagoa costeira de baixa profundidade e extensas zonas entre marés, estendendo-se no interior do território português, paralelamente ao Oceano Atlântico, ao longo de 45 quilómetros de comprimento e com uma largura máxima de 11 quilómetros. A sua área percorre dois distritos (Aveiro e Coimbra) e as localidades de Aveiro, Estarreja, Ílhavo, Mira, Murtosa, Ovar e Vagos.[2]

A ria divide-se em três canais/zonas: o Canal de Ovar, o Canal de Ílhavo e o Canal de Mira.[3][4]

CaracterísticasEditar

A ria é o resultado do recuo do mar, com a formação de cordões litorais que, a partir do século XVI, formaram uma laguna que constitui um dos mais importantes e belos acidentes geográficos da costa portuguesa.[5]

No total, toda a foz abarca onze mil hectares, dos quais seis mil estão permanentemente alagados, desdobra-se em quatro importantes canais ramificados em esteiros que circundam inúmeras ilhas e ilhotas. Nela desaguam os rios Vouga, Antuã, Boco e Fontão, tendo como única comunicação com o mar um canal que corta o cordão litoral entre a Barra e São Jacinto, permitindo o acesso ao porto de Aveiro de embarcações de grande calado.[5]

Rica em peixes e aves aquáticas, apresenta grandes planos de água, locais de eleição para a prática de todos os desportos náuticos. Para além disso, ainda que tenha vindo a perder, de ano para ano, a importância que já teve na economia aveirense, a produção de sal, utilizando técnicas milenares, é ainda uma das actividades tradicionais mais características da cidade de Aveiro.[6]

AfluentesEditar

Rio AntuãoEditar

O rio Antuã nasce a uma altitude aproximada de 400 metros, no Monte Alto, localidade de Romariz,concelho de Santa Maria da Feira, e estende-se por cerca de 38 quilómetros até desaguar na Ria de Aveiro, na zona do Largo do Laranjo, concelho de Estarreja. Em alguns lugares, como São João da Madeira e Vila de Cucujães, é conhecido como rio Ul, mas em Ul designa-se por rio Antuã aquele que, efetivamente, banha S. João da Madeira, Cucujães, S. Tiago de Riba Ul, Oliveira de Azeméis e Estarreja.[7]

Rio BocoEditar

O rio Boco nasce na freguesia de Febres, na localidade de Balsas, concelho de Cantanhede. Banha os concelhos de Vagos e de Ílhavo, desaguando na Ria de Aveiro. Este curso de água pode tomar o nome de Ribeira ou Rio Boco, sendo conhecido, em tempos idos, por Rio Salgado. É conhecido na localidade de Bustos por Vala do Sardão.[7]

Rio CásterEditar

O rio Cáster tem a sua nascente na freguesia de Sanfins, do concelho de Santa Maria da Feira, atravessando diversas freguesias desse concelho e outras do vizinho concelho de Ovar, até desaguar na Ria de Aveiro, que tem o seu limite norte no Carregal. Associados a este rio, nomeadamente pela pesca e pela agricultura, estão desde longa data os moradores da Ribeira de Ovar que dependeram do seus cais – desde meados do século XVIII – para procederem ao transporte de mercadorias entre Aveiro, o Porto e outras terras mais no interior.[7][8]

TurismoEditar

A ria de Aveiro é bastante utilizada para fins turísticos, nomeadamente através dos seus barcos característicos, os moliceiros. Os passeios de barco moliceiro acontecem nos canais urbanos da Ria de Aveiro:

Estes passeios têm a duração estimada de 45 minutos e permitem conhecer as principais atracções e monumentos da cidade.[9]

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre Geografia de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências

  1. «Descrição - Ria de Aveiro». maretec.mohid.com. Consultado em 30 de junho de 2020. Cópia arquivada em 29 de maio de 2017 
  2. a b «Ria de Aveiro». www.cm-ilhavo.pt. Consultado em 30 de junho de 2020. Cópia arquivada em 4 de maio de 2020 
  3. «Ria de Aveiro». www.cm-ilhavo.pt. Consultado em 29 de junho de 2020. Cópia arquivada em 4 de maio de 2020 
  4. Autarquia 360. «Ria de Aveiro». www.cm-ovar.pt. Consultado em 29 de junho de 2020. Cópia arquivada em 30 de junho de 2020 
  5. a b Aveiro, Ria de. «Ria de Aveiro - Site oficial do destino turístico». riadeaveiro.pt. Consultado em 29 de junho de 2020. Cópia arquivada em 17 de maio de 2019 
  6. «BIORIA». www.bioria.com. Consultado em 29 de junho de 2020. Cópia arquivada em 3 de agosto de 2017 
  7. a b c Diz, Fausto Assis Almeida. «RIA DE AVEIRO E AFLUENTES – Farol da Nossa Terra». Farol da Nossa Terra. Consultado em 29 de junho de 2020. Cópia arquivada em 30 de junho de 2020 
  8. «HISTORIA». Ribeira Sal. Consultado em 29 de junho de 2020. Cópia arquivada em 1 de julho de 2020 
  9. «Passeio de barco moliceiro em Aveiro». Turismo in Aveiro. Consultado em 29 de junho de 2020. Cópia arquivada em 26 de junho de 2020