Santana do Matos

município brasileiro do estado do Rio Grande do Norte

Santana do Matos é um município localizado na Região Central do estado do Rio Grande do Norte, no Brasil. Conforme os dados do Censo de 2022 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Santana do Matos possui uma população de 12.456 habitantes. Deste total, 6.905 pessoas residem na área rural, refletindo a importância da agricultura e das atividades agropecuárias para a economia local.

Santana do Matos
  Município do Brasil  
Igreja Matriz de Sant'ana
Igreja Matriz de Sant'ana
Igreja Matriz de Sant'ana
Símbolos
Bandeira de Santana do Matos
Bandeira
Brasão de armas de Santana do Matos
Brasão de armas
Hino
Gentílico santanense
Localização
Localização de Santana do Matos no Rio Grande do Norte
Localização de Santana do Matos no Rio Grande do Norte
Localização de Santana do Matos no Rio Grande do Norte
Santana do Matos está localizado em: Brasil
Santana do Matos
Localização de Santana do Matos no Brasil
Mapa
Mapa de Santana do Matos
Coordenadas 5° 57' 28" S 36° 39' 21" O
País Brasil
Unidade federativa Rio Grande do Norte
Municípios limítrofes Angicos, Fernando Pedroza, Itajá, São Vicente, Florânia, Tenente Laurentino Cruz, Lagoa Nova, Bodó, Cerro Corá, São Rafael (Rio Grande do Norte) e Jucurutu
Distância até a capital 191 km[1]
História
Fundação 1827 (197 anos)
Emancipação 6 de agosto de 1855 (168 anos)
Administração
Distritos
Prefeito(a) Maria Alice Silva (Alice de Assis) (REPUBLICANOS, 2021 – 2024)
Vereadores 9
Características geográficas
Área total [2] 1 425,364 km²
População total (IBGE/2022[3]) 12 456 hab.
 • Posição RN: 38º
Densidade 8,7 hab./km²
Clima Semiárido (BSh)
Altitude 141 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
CEP 59520-000
Indicadores
IDH (PNUD/2010[4]) 0,591 baixo
PIB (IBGE/2008[5]) R$ 124,269,73 mil
PIB per capita (IBGE/2017[5]) R$ 9 351,32
Sítio www.santanadomatos.rn.gov.br (Prefeitura)
www.santanadomatos.rn.leg.br (Câmara)

Com uma área territorial de 1.422 km², Santana do Matos é o terceiro maior município do estado em extensão territorial. A cidade é historicamente conhecida como "Coração do RN" devido à sua localização estratégica no mapa do Rio Grande do Norte, facilitando o acesso a diversas regiões do estado.

História editar

Cronologia editar

Período Pré-Colonial

O sertão nordestino é habitado por grupos humanos (paleoameríndios) há pelo menos 9 mil anos. Os primeiros habitantes do sertão potiguar foram, provavelmente, povos nômades, caçadores e coletores de alimentos. Deixaram registros gravados e pintados em pedras e paredões ao longo de rios, riachos e lagoas onde deviam caçar e coletar alimentos no período pré-colonial. Na região de Santana, a arte rupestre, como são chamados esses registros pré-históricos, é rica e diversificada. Pesquisas recentes do Professor Valdeci dos Santos Junior , da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, revelaram a existência de 75 sítios arqueológicos na região central do RN denominada "Área Arqueológica de Santana". Apenas dois daqueles sítios estão registrados pelo IPHAN como patrimônio histórico.

Período colonial editar

Quando os portugueses chegaram à região, ao longo do século XVI, encontraram pelo menos três grupos culturais distintos, os Cariri, os Tarairiu e os , e um grande número de grupos isolados e ainda sem classificação, dentro da denominação de Tapuia predominante no período colonial:. O conflito com os colonizadores/invasores portugueses foi inevitável. Ao adentrar o sertão com a pecuária e as campanhas de aprezamento de índios para trabalho escravo, ao longo do século XVII, os portugueses logo se viram confrontados com povos arredios e valentes.

Economia editar

Produção agrícola editar

Pecuária editar

IBGE (2015)[6]
Rebanho Efetivo (cabeças)
Bovino 23.415
Suíno 1.530
Equinos 374
Caprinos 10.375
Ovinos 13.637
Galinhas 7.570
Leite produzido 2.684.000 litros
Ovos de galinha 22.000 dúzias

Infraestrutura editar

Educação editar

De acordo com dados do IBGE, a cidade conta com 15 estabelecimentos escolares e um total de 1788 matriculados, e apenas uma dessas escolas conta com o ensino médio. No total, a taxa de escolaridade de 6 a 14 anos do município é de 97,6%.[7]

Referências

  1. FEMURN. «Distâncias dos Municípios do Rio Grande do Norte a Natal-RN». Consultado em 29 de março de 2011. Arquivado do original em 16 de dezembro de 2010 
  2. https://cidades.ibge.gov.br/brasil/rn/santana-do-matos/panorama)  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  3. https://cidades.ibge.gov.br/brasil/rn/santana-do-matos/panorama  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 4 de setembro de 2013 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 1 de abril de 2020 
  6. «Título ainda não informado (favor adicionar)». www.ibge.gov.br 
  7. «Censo 2022: Panorama de Santana do Matos». Panorama de Santana do Matos. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística