Seleção Norte-Irlandesa de Futebol

A Seleção Norte-Irlandesa de Futebol representa a Irlanda do Norte nas competições de futebol da FIFA.

Irlanda do Norte
IrishFA.png
Alcunhas?  Green and White Army (Exército Verde e Branco)
Norn Iron
Associação Irish Football Association
Confederação UEFA
Material desportivo?  Alemanha Adidas
Treinador Inglaterra Ian Baraclough
Capitão Steven Davis
Mais participações Steven Davis (126)
Melhor artilheiro David Healy (36)
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

HistóriaEditar

Não existe nas competições olímpicas; nelas, os norte-irlandeses competem juntamente com os ingleses, escoceses e galeses pelo Reino Unido, cuja seleção obteve (como Grã-Bretanha) as medalhas de ouro nos Olímpicos de 1900, nos Jogos Olímpicos de 1908 e nos Jogos Olímpicos de 1912, apesar de formada basicamente por amadores ingleses.

Com a eleição de Londres como sede dos Jogos de 2012, surgiu a cogitação de que a Seleção Britânica voltasse para disputar a competição (não disputa as qualificações desde 1971). As federações de futebol da Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte recusaram ceder seus jogadores, e decidiu-se amigavelmente que a seleção do Reino Unido competisse apenas com ingleses.

Participou de 3 Copas do Mundo (1958,1982 e 1986), sendo igualada em 2002 pela Irlanda (que já tinha disputado as de 1990 e 1994). Os rivais do sul, entretanto, levam a vantagem por terem conseguido participar de duas Eurocopas (as de 1988 e 2012), torneio que os norte-irlandeses jamais haviam se qualificado até então. Ambas as Seleções têm uniforme similar: camisas e meias verdes e calças brancas, cores nacionais da Ilha da Irlanda, e também utilizadas pela Seleção Irlandesa que existiu entre 1882 e 1950, precursora oficial da Seleção Norte-Irlandesa.

Depois de um período enfrentando decadência futebolística, o selecionado norte-irlandês obteve a classificação inédita para uma fase final de Eurocopa com uma vitória por 3 a 1 contra a Grécia,[2] gols marcados por Steven Davis (2 vezes) e Josh Magennis.

Alguns de seus jogadores mais celebrados são: o meia Danny Blanchflower, líder da equipe na Copa de 58; o goleiro Pat Jennings, um veterano nos mundiais de 82 e 86 (detinha o recorde de ser o mais velho das Copas antes de Roger Milla); o temperamental meia-atacante Keith Gillespie e o atacante George Best, que, embora não tenha jogado nenhuma Copa, é não só o melhor futebolista norte-irlandês, como também foi eleito o melhor jogador britânico da história (superando o inglês Bobby Charlton, campeão mundial em 1966). Best, entretanto, não conseguiu jogar nenhum torneio oficial pela Irlanda do Norte; Gerry Armstrong, autor do gol da vitória histórica de 1 x 0 sobre a anfitriã Espanha na Copa de 1982, que permitiu a classificação norte-irlandesa para a segunda fase (quando foi superada pela França de Platini); e Martin O'Neill, capitão neste mundial. Em 1986, no México, a Espanha deu o troco nos norte-irlandeses, que foram eliminados na primeira fase (ambas as seleções estiveram no Grupo D - do Brasil - que ainda tinha as "Raposas" da Argélia na lanterna).

Curiosidades: até o mundial de 1994, quando Milla disputou o torneio aos 42 anos de idade, a seleção da Irlanda do Norte detinha o jogador mais velho (Pat Jennings, que disputou o mundial de 1986 aos 41 anos) e também o mais novo (Norman Whiteside, aos 17 anos em 1982, superando em alguns dias a marca de Pelé em 1958) das Copas. Este último recorde se mantém até hoje. Billy Bingham é o único presente nos três mundiais da Seleção: o de 1958 como jogador e os outros dois como treinador.

O Estandarte do Ulster, utilizado oficialmente como Bandeira da Irlanda do Norte entre 1953 e 1972, ainda é usado para representar as Seleções Norte-Irlandesas esportivamente, apesar de desde então a bandeira oficial ser a do Reino Unido.

Elenco atualEditar

Os seguintes jogadores foram convocados para jogos amigáveis contra   Malta em 30 de maio de 2021 e   Ucrânia em 3 de junho de 2021

Atualizado até 01 de Junho de 2021

Nome Posição Clube
Peacock-Farrell Goleiro   Burnley
Hazard Goleiro   Celtic
Hughes Goleiro   Liverpool
Dallas Defesa   Leeds United
Cathcart Defesa   Watford
McClelland Defesa   Chelsea
Ferguson Defesa   Millwall
McNair Defesa   Middlesbrough
Ballard Defesa   Blackpool
Brown Defesa   Cardiff City
McClelland Defesa   Chelsea
Bradley Defesa   Liverpool
McCalmont Defesa   Leeds United
McGinn Médio   Aberdeen
Whyte Médio   Cardiff City
Thompson Médio   Stoke City
McCann Médio   St. Johnstone
Galbraith Médio   Manchester United
Lafferty Avançado   Kilmarnock
Magennis Avançado   Hull City
Boyce Avançado   Heart of Midlothian
Lavery Avançado   Linfield
Smyth Avançado   Queens Park Rangers
Charles Avançado   Accrington Stanley
Ian Baraclough Treinador

Cores e símbolosEditar

A Irlanda do Norte sempre jogou (ou pelo menos desde que não é mais a Irlanda) com roupas verdes, shorts brancos e meias verdes. Pelo menos até o final da década de oitenta essas eram as duas únicas cores que a seleção nacional usava, criando muitas confusões com o homólogo independente, também verde com calção branco. Na realidade, a velha e histórica Irlanda vestiu suas primeiras vezes em azul, adotando o verde apenas para não se confundir com a Escócia, mas desde a criação da Seleção Eire a seleção sempre foi verde. A situação melhorou apenas ligeiramente nos últimos anos, adotando-se cada vez com mais frequência (mas nem sempre) um azul meia-noite mais ou menos vistoso, em conjugação com a utilização do laranja em pequenas partes pela Eire. O uso do azul era mais ou menos conspícuo, desde espirais e desenhos de xadrez bastante marcados, até pequenas bordas nas mangas. Nos últimos anos, geralmente são utilizados azuis meia-noite ou pinceladas nos ombros ou nas laterais da camisa.

O segundo uniforme costuma ser branco, mas não faltaram camisas azuis, pretas ou azuis claras. Atualmente o segundo uniforme voltou a ser branco, dada a forte tonalidade de verde da primeira camisa.

Como brasão, pelo menos até 1946 a seleção nacional usava uma cruz celta no peito e uma harpa no centro, símbolos típicos da Irlanda. Este foi interrompido, provavelmente para se opor à seleção nacional da FAI que usava o mesmo brasão, apenas entre 1946-51, colocando um escudo branco com três trevos. A partir de 1957 sempre usou o brasão federativo, que se manteve quase inalterado, cruz celta azul com bordas douradas e trevo na ponta dos braços. Somente em 1977 ele vestiu uniformes sem brasões com uma vistosa cruz celta estilizada no centro.

UniformeEditar

Evolução do uniformeEditar

  • Camisa verde, calção branco e meiões verdes;
  • Camisa branca, calção azul e meiões azuis claros.

1º UniformeEditar

     
 
 
1922-30
     
 
 
1931-46
     
 
 
1957-64
     
 
 
1965-74
     
 
 
1977-83
     
 
 
1996-98
     
 
 
2010-12
     
 
 
2014-15
     
 
 
2015–2016
     
 
 
2016–18
     
 
 
2018-20
     
 
 
2019- presente

2º UniformeEditar

     
 
 
1922-1930
     
 
 
1958
     
 
 
1982
     
 
 
1986
     
 
 
1995-98
     
 
 
2014-2015
     
 
 
2015
     
 
 
2015-17
     
 
 
2018-19
     
 
 
2019- presente

3º UniformeEditar

     
 
 
1922-31
     
 
 
2016-19

Material esportivoEditar

Marca Período
  Umbro 1975–1977
  Adidas 1977–1990
  Umbro 1990–1994
  ASICS 1994–1998
  Olympic Sportswear 1998–1999
  Patrick 1999–2004
  Umbro 2004–2012
  Adidas 2012– Presente

Campanhas de destaqueEditar

  • Copa do Mundo: 8º lugar - 1958
  • Curiosidade: na copa de 1982 a irlanda do norte bateu o recorde de jogador mais jovem de disputar a copa do mundo, Norman Whiteside disputou a copa com 17 anos e 41 dias.

Jogadores ilustresEditar

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c «Ranking Mundial da FIFA/Coca-Cola» (em inglês). FIFA.com. 23 de dezembro de 2021. Consultado em 31 de janeiro de 2022 
  2. ESPN.com.br (8 de outubro de 2015). «Com lágrimas, Irlanda do Norte faz história e se garante pela 1ª vez na Euro» 


  Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.