Abrir menu principal

Wikipédia β

Star Wars: Episódio VIII - Os Últimos Jedi

filme space opera épico americano de 2017 escrito e dirigido por Rian Johnson.
(Redirecionado de Star Wars: The Last Jedi)
Star Wars:
Episódio VIII - Os Últimos Jedi
Star Wars: The Last Jedi
Star Wars: Os Últimos Jedi,[1] ou
Star Wars: Episódio VIII - Os Últimos Jedi[2]
 (PT)
Star Wars: Episódio VIII - Os Últimos Jedi,[3] ou
Star Wars - Os Últimos Jedi[4]
 (BR)
Pôster promocional
 Estados Unidos
2017 •  cor •  152 min 
Direção Rian Johnson
Produção Kathleen Kennedy
Ram Bergman
Produção executiva J. J. Abrams
Jason McGatlin
Tom Karnowski
Roteiro Rian Johnson
Baseado em Star Wars
de George Lucas
Elenco Daisy Ridley
Mark Hamill
Carrie Fisher
John Boyega
Oscar Isaac
Andy Serkis
Laura Dern
Kelly Marie Tran
Benicio Del Toro
Peter Mayhew
Lupita Nyong'o
Billie Lourd
Domhnall Gleeson
Anthony Daniels
Gwendoline Christie
Gênero Épico
Aventura
Ficção científica
Space opera
Música John Williams
Efeitos especiais Industrial Light & Magic
Cinematografia Steve Yedlin
Edição Bob Ducsay
Companhia(s) produtora(s) Lucasfilm Ltd.
Distribuição Walt Disney Studios Motion Pictures
Lançamento Estados Unidos 9 de dezembro de 2017
(Shrine Auditorium)
Brasil 13 de dezembro de 2017
Portugal 14 de dezembro de 2017
Estados Unidos 15 de dezembro de 2017
Idioma Inglês
Orçamento US$ 200 milhões[5]
Receita US$ 1.332.539.889[6]
Cronologia
Star Wars: The Force Awakens
(2015)
Star Wars: Episódio IX
(2019)
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Star Wars: Episódio VIII - Os Últimos Jedi (em inglês: Star Wars: The Last Jedi) é uma space opera épica estadunidense de 2017, escrita e dirigida por Rian Johnson, sendo o oitavo filme da franquia Star Wars e a sequência de Star Wars: O Despertar da Força, de 2015. Segundo filme da trilogia sequela, produzido pela Lucasfilm Ltd. e distribuído pela Walt Disney Studios Motion Pictures, é também o terceiro título da saga Star Wars de Kathleen Kennedy, após se tornar presidente da Lucasfilm e gerente de marca da franquia. Ram Bergman desempenhou o papel de produtor ao lado de Kathleen.

Em junho de 2014, foi confirmado que Rian Johnson iria escrever e dirigir o oitavo episódio da franquia, e também escrever o tratamento do Star Wars: Episódio IX.[7] Daisy Ridley, Mark Hamill, John Boyega, Oscar Isaac, e demais membros do elenco estarão de volta em seus papéis anteriores, com inclusão de novos membros ao elenco: Benicio del Toro, Laura Dern, e Kelly Marie Tran. As filmagens tiveram início em fevereiro de 2016 e terminaram em julho do mesmo ano.

A pré-estreia de Star Wars: Os Últimos Jedi ocorreu em 9 de dezembro de 2017 no Shrine Auditorium, em Los Angeles. No Brasil, foi lançado no dia 14 de dezembro de 2017, chegando no dia seguinte em Portugal. Estreou nos Estados Unidos em dia 15 de dezembro 2017 nos formatos convencional, 3D e IMAX 3D.[8] Foi aclamado pela crítica especializada, que o considerou o melhor filme da saga desde O Império Contra-Ataca, de 1980. O enredo, as atuações, as sequências de ação, os efeitos visuais, a trilha sonora e o peso emocional apresentado na narrativa foram os pontos destacados. Em contrapartida, foi recebido de forma negativa pelo público. No site agregador Rotten Tomatoes, obteve a nota mais baixa de todos os filmes Star Wars com 47% de aprovação.[9] Arrecadou mais de US$ 1,3 bilhão mundialmente,[6] sendo a maior bilheteria doméstica do ano e o longa-metragem mais rentável em 2017.[10][11] Em sua abertura no mercado interno, Estados Unidos e Canadá, registrou a terceira maior receita da história ao atingir US$ 220 milhões,[12] ficando atrás apenas de Avengers: Infinity War, que fizera US$ 257,7 milhões em 2018, e Star Wars: O Despertar da Força, que totalizou US$ 247,9 milhões em 2015, sendo a segunda melhor marca da franquia Star Wars.[13] É a sexta maior abertura mundial da história com US$ 450,8 milhões.[14] Com US$ 241,6 milhões nos quatro primeiros dias de exibição nos Estados Unidos e Canadá, conquistou a quarta maior abertura de todos os tempos atrás de Star Wars: O Despertar da Força, que somou US$ 288 milhões em 2015, Avengers: Infinity War, que atingira US$ 282,4 milhões em 2018, e Black Panther, que registrou 242,1 em 2018.[15] Mantém a oitava posição entre as maiores bilheterias da história no mercado interno, sendo superado por Star Wars: O Despertar da Força, Avatar, Black Panther, Titanic, Avengers: Infinity War, Jurassic World e Marvel's The Avengers.[16] Atualmente, é a décima primeira maior bilheteria de todos os tempos. Recebeu duas indicações ao 71.º British Academy Film Awards, concorrendo nas categorias de Melhor Som e Melhores Efeitos Visuais, e quatro na 90.ª cerimônia do Oscar, incluindo Melhor Trilha Sonora pelas composições de John Williams, além de ser indicado para Melhor Edição de Som, Melhor Mixagem de Som e Melhores Efeitos Visuais.

A sequência e última parcela da trilogia sequela, intitulada Star Wars: Episódio IX, está programada para estrear em 20 de dezembro de 2019.[17]

Índice

EnredoEditar

  Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Integrantes da Resistência liderados pela General Leia Organa abandonam sua base principal quando uma frota da Primeira Ordem alcança o planeta onde eles estão. Após a batalha, as naves da Resistência fogem na velocidade da luz. Leia repreende Poe Dameron por um contra-ataque que, embora bem-sucedido, causou a perda de muitas vidas e naves; ao mesmo tempo, o Líder Supremo Snoke repreende o General Hux por ter deixado a Resistência escapar. Hux, entretanto, está usando um rastreador que consegue seguir naves na velocidade da luz, e inicia uma perseguição com a Resistência, que consegue manter distância, mas o combustível das naves, que também mantém o funcionamento dos escudos, está perto de acabar. Durante um ataque, Kylo Ren hesita em atirar na nave líder da Resistência ao sentir que Leia, sua mãe, está lá, mas caças TIE atiram e destroem a ponte de comando, matando muitos dos líderes que lá estavam, incluindo o célebre Almirante Ackbar. Leia consegue se salvar usando a Força, mas fica inconsciente e severamente ferida, e assume o comando a Vice-almirante Amilyn Holdo. Desaprovando sua estratégia passiva, Poe, Finn, BB-8 e a mecânica de naves Rose Tico pensam num plano para desarmar o dispositivo de rastreamento da Primeira Ordem e contactam Maz Kanata, que indica um mercenário quebrador de códigos (decodificador, o popular "hacker") que está em uma cidade-cassino chamada Canto Bight, no planeta Cantonica, e que usa uma flor vermelha na lapela.

Tendo chegado no planeta Ahch-To com Chewbacca e R2-D2 a bordo da Millenium Falcon, Rey encontra Luke Skywalker. Luke, entretanto, mesmo após saber da morte de Han Solo, frustra suas expectativas recusando-se a ensiná-la por causa de sua frustração com Ben Solo – que tornou-se Kylo Ren. Escondida de Luke, Rey começa a se comunicar com Kylo Ren através de visões e telepatia. Convencido por R2-D2, que lhe mostra a gravação original de Leia pedindo ajuda a Ben Kenobi, Luke resolve iniciar Rey nos caminhos da Força, mas também conta a ela seus erros como Mestre Jedi. Luke e Kylo contam a Rey diferentes versões do incidente que levou Kylo para o lado escuro da Força e Luke para o exílio. Sem conseguir convencer Luke a juntar-se à Resistência, Rey vai embora de Ahch-To sem ele, disposta a confrontar Kylo Ren sozinha, pois ainda sente que há luz dentro dele. Luke vê o espírito de seu mestre, Yoda, que destrói o templo Jedi de Ahch-To e lhe ensina que o fracasso é capaz de ensinar muito mais que o sucesso, e que ele não deve perder Rey.

Na nave da Resistência, Amilyn Holdo revela seu plano de fugir discretamente em pequenas naves de transporte camufladas. Considerando a estratégia covarde e arriscada, Poe instiga um motim e prende Holdo. Finn, Rose e BB-8 seguem para Canto Bight e entram num cassino frequentado por ricos vendedores de armas. Eles encontram o homem com a flor vemelha, mas são presos pela polícia por estacionarem a nave em local proibido. Na cadeia, eles encontram DJ, que diz ser capaz de quebrar os códigos que eles precisam, em troca de dinheiro. Com a ajuda de algumas crianças escravas, eles conseguem escapar de Canto Bight junto com DJ, e eles de fato conseguem adentrar a nave, mas são descobertos pela Capitã Phasma e capturados – BB-8 consegue escapar. Enquanto isso, Rey chega na mesma nave da Primeira Ordem onde eles estão e é imediatamente capturada por Kylo Ren, que a leva a Snoke, que demonstra ser muito mais poderoso que ela. Rey tenta convencer Kylo a juntar-se à Resistência. Snoke revela que ele foi o responsável pela comunicação mental entre Rey e Kylo, e tudo era parte de um plano seu para destruir Luke Skywalker. Ao receber ordem para matar Rey, Kylo mentaliza a ira para matar o inimigo e engana Snoke, matando-o, usando o sabre de luz por telecinese, ao invés de matar Rey. Kylo e Rey lutam juntos contra os guardas de Snoke; após a batalha, Kylo revela que os pais de Rey eram dois sucateiros que a abandonaram em troca de bebida, e pede a Rey que se junte a ele para juntos governarem a galáxia. Rey recusa e pede que ele se junte à Resistência. Ambos usam a Força um contra o outro, Rey consegue escapar e Kylo autodeclara-se o novo Líder Supremo.

Finalmente recuperada, Leia neutraliza Poe e solta Amilyn Holdo, dando início à fuga nas naves menores. Holdo sacrifica-se permanecendo na nave principal para dar cobertura, enquanto as demais naves escaparam para o planeta Crait, que tem uma antiga base da Aliança Rebelde abandonada. Na nave da Primeira Ordem, DJ, que estava sendo preso junto com Finn e Rose, os trai revelando os planos de evacuação da Resistência. Naves da Primeira Ordem começam a atacar as pequenas naves da Resistência e destroem quase todas, mas Holdo acelera sua nave à velocidade da luz na direção da nave da Primeira Ordem, destruindo-a num ataque kamikaze. As pequenas naves restantes conseguem entrar na antiga base da Aliança Rebelde em Crait. BB-8 liberta Rose e Finn, que escapam após derrotarem a Capitã Phasma, e juntam-se aos sobreviventes em Crait. Quando a Primeira Ordem chega no planeta, Poe, Finn e Rose juntam-se num ataque usando velhos armamentos, mas começam a perder a batalha. Chewbacca chega pilotando a Millenium Falcon com Rey e leva os caças TIE com ele, destruindo-os numa perseguição nas cavernas.

Rose salva Finn, que estava prestes a se matar indo de encontro à arma usada pela Primeira Ordem para invadir a base. Luke aparece e confronta Kylo sozinho, dando à Resistência tempo para escapar pelos fundos da base. Kylo tenta golpear Luke mas descobre que ele é na verdade apenas uma projeção – Luke ainda está em Ahch-To. Luke desafia Kylo dizendo-lhe que não é o último Jedi, enquanto Rey levita pedras usando a Força nos fundos da base, permitindo à Resistência escapar. Em Ahch-To, Luke, exausto pelo esforço da projeção, desaparece da mesma forma que Yoda, unindo-se à Força. Os poucos integrantes da Resistência escapam a bordo da Millenium Falcon. Ao ser questionada, Leia afirma que tudo que a rebelião precisa para se reerguer está à bordo daquela pequena nave onde eles estão.

Em Canto Bight, uma das crianças escravas que ajudou Finn e Rose a escapar ficou com um anel que tem o símbolo da Resistência. Esta criança, sem perceber, usa a Força rapidamente para pegar uma vassoura, e a empunha como se fosse um sabre de luz ao olhar para as estrelas no céu.

  Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

ElencoEditar

ProduçãoEditar

Em junho de 2014, o diretor Rian Johnson foi relatado para estar em negociações para escrever e dirigir o segundo filme da trilogia sequela, o Episódio VIII, e para escrever um tratamento para o Episódio IX, com Ram Bergman produzindo ambos os filmes.[18][19] Johnson confirmou em agosto de 2014 que iria dirigir o Episódio VIII.[20] Em setembro, o cineasta Terry Gilliam perguntou a Johnson sobre o que sentia como assumir algo que ficou famoso por outro cineasta, Johnson respondeu:

"Estou apenas começando, mas até agora, honestamente, é o mais divertido que eu já tive escrito. É apenas alegre. Mas também para mim pessoalmente, eu cresci não apenas assistindo a esses filmes, mas brincando com esses brinquedos, então, como uma criança, os primeiros filmes que eu estava fazendo na minha cabeça foram definidos neste mundo. Uma grande parte disso é que a conexão direta, quase como um automático sacudindo de volta para a infância de uma forma estranha. Mas eu não sei, me pergunte novamente em alguns anos e nós poderemos falar sobre isso".[21]

Johnson teve um grupo de histórias trabalhando no filme assistindo filmes como Almas em Chamas, A Ponte do Rio Kwai, Gunga Din, Sahara e Letter Never Send por inspiração ao desenvolver ideias para o filme.[22][23] Adicionalmente, sentiu que era difícil trabalhar no filme quando O Despertar da Força estava sendo terminada. Johnson também notou como o filme iria pegar imediatamente após a última cena de O Despertar da Força.[24] J. J. Abrams, que dirigiu O Despertar da Força, é agora um produtor executivo junto com Jason McGatlin, Tommy Harper e Tom Karnowski.[25]

FilmagensEditar

As filmagens começaram em 15 de fevereiro de 2016, no Pinewood Studios, e Benicio del Toro, Laura Dern e Kelly Marie Tran foram anunciados como novos membros do elenco. As gravações tinham sido adiadas devido Rian alterar o roteiro. Rumores indicam que o filme iria contar com novas personagens femininas, mas graças ao sucesso de Rey, Finn e Poe entre o público, o papel delas foi diminuído para se focar nos personagens apresentados no filme anterior.[26]

Em janeiro foi confirmado filmagens em Dubrovnik, Croácia.[27] Com início das gravações em 09 de março e contaram com John Boyega, Kelly Marie Tran e relatos de filmagens sobre perseguições a noturnas. No sexto dia de gravações na Croácia, um temporal atrasou o cronograma de gravação, que incluía uma tomada num navio.[28]

Quando já encerradas as filmagens, no dia 27 de dezembro de 2016, a atriz Carrie Fisher, que interpretara a General Leia Organa, faleceu vítima de um ataque cardíaco após ter permanecido internada por cinco dias.[29]

RecepçãoEditar

BilheteriaEditar

Até o dia 19 de abril de 2018, Star Wars: The Last Jedi arrecadou US$ 620,2 milhões nos Estados Unidos e Canadá e US$ 712,4 milhões em outros territórios, totalizando US$ 1,3 bilhão[6].

Estados Unidos e CanadáEditar

Star Wars: The Last Jedi arrecadou 620,2 milhões nos Estados Unidos e Canadá, sendo a maior bilheteria doméstica do ano.[10] Em sua abertura no mercado interno, Estados Unidos e Canadá, registrou a terceira maior receita da história ao atingir US$ 220 milhões,[12] ficando atrás apenas de Avengers: Infinity War, que fizera US$ 257,7 milhões em 2018, e Star Wars: O Despertar da Força, que totalizou US$ 247,9 milhões em 2015, sendo a segunda melhor marca da franquia Star Wars.[13] Com US$ 241,6 milhões nos quatro primeiros dias de exibição nos Estados Unidos e Canadá, conquistou a quarta maior abertura de todos os tempos atrás de Star Wars: O Despertar da Força, que somou US$ 288 milhões em 2015, Avengers: Infinity War, que atingira US$ 282,4 milhões em 2018, e Black Panther, que registrou 242,1 em 2018.[15] Mantém a oitava posição entre as maiores bilheterias da história no mercado interno, sendo superado por Star Wars: O Despertar da Força, Avatar, Black Panther, Titanic, Avengers: Infinity War, Jurassic World e Marvel's The Avengers.[16]

ExteriorEditar

Totalizou US$ 712,4 milhões em outros territórios, tornando-se o longa-metragem mais rentável em 2017.[11] É a sexta maior abertura mundial da história com US$ 450,8 milhões.[14] Atualmente, é a décima primeira maior bilheteria de todos os tempos.

CríticaEditar

Em sua análise publicada no site AdoroCinema, o crítico João Carlos Correia diz que "Star Wars: Os Últimos Jedi (...) é o mais longo de toda a saga. Mas, Star Wars: Os Últimos Jedi flui tão bem na tela que não se sente o tempo passar, mesmo com tantas tramas paralelas. A saga sempre criticou, seja de modo aberto ou sutil, a ordem estabelecida, as ditaduras, o imperialismo, a corrupção e o sistema capitalista que geram problemas como intolerância, preconceito, racismo e xenofobia e levam os seus personagens não apenas a uma batalha do Bem contra o Mal, mas a uma verdadeira guerra de classes". Faz notar que "Como é de praxe, acompanhando o sucesso, vem as polêmicas e a saga Star Wars as têm, em particular as de cunho religioso como o esoterismo da Força, o nascimento de Anakin Skywalker sem a presença física de um pai, o que fez muitos seguidores de crenças diversas - principalmente os fundamentalistas - protestarem; e a semelhança do personagem Chirrut Imwe, de Rogue One - Uma História Star Wars, com a figura bíblica Nicodemos (...). Em Star Wars: O Último Jedi, o Mestre Jedi Luke Skywalker juntou doze discípulos para ensinar-lhes o caminho da Força. Dentre esses discípulos estava Ben Solo, que traiu seu mestre indo para o lado negro e tornou-se Kylo Ren. Um mestre, doze discípulos e um traidor entre eles? Soa familiar...". E acrescenta: "Porém, Star Wars: O Último Jedi não é apenas denúncia e polêmica, também é diversão no mais alto nível com suas cenas de ação, humor harmoniosamente intercaladas e entrosadas com as de comoção e romance (...)".[30]

Prêmios e indicaçõesEditar

Premiação Data da cerimônia Categoria Indicação Resultado Ref.
Visual Effects Society 13 de fevereiro de 2018 Outstanding Visual Effects in a Photoreal Feature Ben Morris, Tim Keene, Eddie Pasquarello, Daniel Seddon e Chris Corbould Indicado [31][32]
Outstanding Virtual Cinematography in a Photoreal Project Cameron Nielsen, Albert Cheng, John Levin e Johanes Kurnia por "Crait Surface Battle" Indicado
Outstanding Effects Simulations in a Photoreal Feature Peter Kyme, Miguel Perez Senet, Ahmed Gharraph e Billy Copley por "Bombing Run" Indicado
Mihai Cioroba, Ryoji Fujita, Jiyong Shin, Dan Finnegan por "Mega Destroyer Destruction" Indicado
BAFTA 18 de fevereiro de 2018 Melhor Som Ren Klyce, David Parker, Michael Semanick, Stuart Wilson e Matthew Wood Indicado [33][34]
Melhores Efeitos Visuais Stephen Alpin, Chris Courbould, Ben Morris e Neal Scanlan Indicado
Oscar 4 de março de 2018 Melhor Trilha Sonora John Williams Indicado [35][36]
Melhor Edição de Som Matthew Wood e Ren Klyce Indicado
Melhor Mixagem de Som David Parker, Michael Semanick, Ren Klyce e Stuart Wilson Indicado
Melhores Efeitos Visuais Ben Morris, Mike Mulholland, Neal Scanlan e Chris Corbould Indicado
Empire Awards 18 de março de 2018 Melhor Filme Star Wars: The Last Jedi Venceu [37][38]
Melhor Diretor Rian Johnson Venceu
Melhor Ator John Boyega Indicado
Melhor Atriz Daisy Ridley Venceu
Melhor Revelação Feminina Kelly Marie Tran Indicada
Melhor Filme de Ficção científica/Fantasia Star Wars: The Last Jedi Indicado
Melhor Direção de Arte Indicado
Melhores Efeitos Visuais Venceu
Melhor Figurino Michael Kaplan Venceu

SequênciaEditar

A sequência e última parcela da trilogia sequela, intitulada Star Wars: Episódio IX, está programada para estrear em 20 de dezembro de 2019.[17]

Referências

  1. "Star Wars: Os Últimos Jedi" no SapoMag (Portugal)
  2. Star Wars: Episódio VIII - Os Últimos Jedi (em português) no CineCartaz (Portugal)
  3. "Star Wars: Episódio VIII - Os Últimos Jedi" no CinePlayers (Brasil)
  4. Star Wars - Os Últimos Jedi (em português) no AdoroCinema (Brasil)
  5. «OK, WE NEED TO TALK ABOUT THIS CONTROVERSY WITH STAR WARS: THE LAST JEDI» (em inglês). Wired. 18 de dezembro de 2017. Consultado em 19 de dezembro de 2017. 
  6. a b c «'Star Wars: The Last Jedi' Box Office» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 22 de maio de 2018. 
  7. «Rian Johnson to Write and Direct 'Star Wars' 8 — But Not 9» (em inglês). The Wrap. 20 de Junho de 2014. Consultado em 5 de Dezembro de 2014. 
  8. «Episódio VIII é adiado para o natal de 2017». Sociedade Jedi 
  9. «STAR WARS: THE LAST JEDI» (em inglês). Rotten Tomatoes. Consultado em 31 de janeiro de 2018. 
  10. a b «2017 DOMESTIC GROSSES» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 24 de fevereiro de 2018. 
  11. a b «2017 WORLDWIDE GROSSES» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 24 de fevereiro de 2018. 
  12. a b «OPENING WEEKENDS» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 24 de fevereiro de 2018. 
  13. a b «Star Wars» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 18 de dezembro de 2017. 
  14. a b «WORLDWIDE OPENINGS» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 11 de junho de 2018. 
  15. a b «TOP OPENING GROSSES BY DAYS IN RELEASE» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 11 de junho de 2018. 
  16. a b «All Time Box Office» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 11 de junho de 2018. 
  17. a b «J.J. Abrams to Replace Colin Trevorrow as 'Star Wars: Episode IX' Writer and Director» (em inglês). The Hollywood Reporter. 12 de setembro de 2017. Consultado em 23 de janeiro de 2018. 
  18. Fleming, Jr., Mike (2 de Fevereiro de 2016). «'Star Wars' Bombshell! Rian Johnson To Write, Direct Next Two Films» (em inglês). Deadline.com. Consultado em 20 de Junho de 2014. 
  19. Shaw, Lucas (20 de Junho de 2014). «Rian Johnson to Write and Direct 'Star Wars' 8 — But Not 9» (em inglês). The Wrap. Consultado em 2 de Novembro de 2014. 
  20. McMillan, Graeme (14 de Agosto de 2014). «Rian Johnson Says Next 'Star Wars' Will Have Less CGI, More Practical Effects» (em inglês). The Hollywood Repórter. Consultado em 2 de Novembro de 2016. 
  21. «Rian Johnson Talks about Taking on Star Wars Episode VIII» (em inglês). Coming Soon. 19 de Setembro de 2014. Consultado em 2 de Setembro de 2016. 
  22. Breznican, Anthony (17 de Julho de 2016). «Star Wars Celebration: Updates on Episode VIII and Young Han Solo Movie» (em inglês). Entertainment Weekly. Consultado em 2 de novembro de 2016. 
  23. Collin, Robbie (17 de Julho de 2016). «Star Wars: Episode VIII will be classic war film like The Bridge on the River Kwai, director reveals» (em inglês). The Telegraph. Consultado em 2 de Novembro de 2016. 
  24. Breznican, Anthony (17 de Julho de 2016). «Star Wars Celebration: Updates on Episode VIII and Young Han Solo Movie» (em inglês). Entertainment Weekly. Consultado em 2 de novembro de 2016. 
  25. «STAR WARS: EPISODE VIII TO OPEN DECEMBER 15, 2017» (em inglês). StarWars.com. 11 de Fevereiro de 2016. Consultado em 2 de Novembro de 2016. 
  26. «Anunciados o elenco e a produção de Episódio VIII». Consultado em 15 de Fevereiro de 2016. 
  27. Ward, Jason. «THE STAR WARS: EPISODE VIII DUBROVNIK SET HAS GONE NEON.». MakingStarWars.net. Consultado em 29 de Fevereiro de 2016. 
  28. «Mau tempo atrasa filmagem de Episódio VIII em Dubrovnik». JediCenter. Consultado em 15 de Março de 2016. 
  29. «Carrie Fisher, a Princesa Leia de 'Star Wars', morre aos 60 anos». Ego 
  30. «Crítica de Star Wars - Os Últimos Jedi». AdoroCinema. Consultado em 2 de fevereiro de 2018. 
  31. «Visual Effects Society Awards: 'Apes,' 'Blade Runner 2049' Lead Feature Nominees» (em inglês). Hollywood Reporter. 16 de janeiro de 2018. Consultado em 2 de fevereiro de 2018. 
  32. «Visual Effects Society Awards: 'War for the Planet of the Apes' Wins Big» (em inglês). Hollywood Reporter. 13 de fevereiro de 2018. Consultado em 18 de fevereiro de 2018. 
  33. «Nominations List for the EE British Academy Film Awards in 2018 (Plain Text)» (em inglês). British Academy Film Awards. 9 de janeiro de 2018. Consultado em 2 de fevereiro de 2018. 
  34. «EE British Academy Film Awards Winners in 2018» (em inglês). British Academy Film Awards. 18 de fevereiro de 2018. Consultado em 18 de fevereiro de 2018. 
  35. «The 90th Academy Awards» (em inglês). Academy Awards. Consultado em 2 de fevereiro de 2018. 
  36. «The 90th Academy Awards» (em inglês). Academy Awards. 5 de março de 2018. Consultado em 5 de março de 2018. 
  37. «Empire Film Awards 2018: The Last Jedi leads the pack with nine nominations including Best Actress for Daisy Ridley» (em inglês). London Evening Standard. 19 de janeiro de 2018. Consultado em 29 de março de 2018. 
  38. «Star Wars: The Last Jedi Wins Big at Rakuten TV Empire Awards 2018» (em inglês). Empire. 18 de março de 2018. Consultado em 29 de março de 2018. 

Ligações externasEditar