Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde setembro de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Taras Shevchenko
Autorretrato
Nome nativo Taras Hryhorovych Shevchenko
Nascimento 9 de março de 1814
Moryntsi, Império Russo (hoje Oblast de Cherkássi, Ucrânia
Morte 10 de março de 1861 (47 anos)
São Petersburgo, Império Russo
Sepultamento Cemitério Smolensk
Nacionalidade ucraniano
Cidadania Império Russo, Ucrânia
Etnia ucranianos
Alma mater Academia de Artes da Rússia
Ocupação Poeta e pintor
Movimento estético romantismo
Religião Igreja Ortodoxa
Causa da morte Cirrose hepática
Página oficial
http://museumshevchenko.org.ua/
Assinatura
Taras Shevchenko’s signature.gif

Taras Shevtchenko, em ucraniano Тарáс Григóрович Шевчéнко, transl. Tarás Hryhórovych Shevtchénko (Moryntsi, 25 de fevereiro (c. juliano) / 9 de março de 1814São Petersburgo, 26 de fevereiro(c. juliano) / 10 de março de 1861), foi um poeta, pintor, desenhador, artista e humanista ucraniano. Foi fundador da literatura moderna ucraniana e visionário da Ucrânia moderna. Sua maior obra foi a colectânea poética Kobzar.

BiografiaEditar

Nascido numa família de servos, na aldeia de Moryntsi, Província de Kiev, no Império Russo (atual região de Cherkássi, Ucrânia), Shevchenko ficou órfão aos onze anos.[1] Levado à servidão, Shevchenko torna-se propriedade do aristocrata russo, lorde Pavel Engelhardt, a quem acompanha para cidade de Vilnius (1828–31) e, posteriormente, São Petersburgo.

O famoso pintor e professor russo Karl Briullov doou o seu retrato do poeta russo Vasily Zhukovsky a uma lotaria, para angariar o dinheiro para libertar Shevtchenko, algo que aconteceu no dia 5 de Maio de 1838.[1]

Primeiro sucessoEditar

Neste mesmo ano Shevchenko foi aceito para estudar na Academia de Artes, no classe de Briullov. Em 1839, a Academia Imperial de Arte atribuiu uma medalha de prata a uma tela sua. Em 1840 ele publicou a sua maior obra, a colectânea poética Kobzar. Em 1841 publicou o poema épico Haydamaky, e em 1842 completou o drama Nazar Stodolya.

ExílioEditar

Em Março de 1845, o Conselho da Academia da Arte atribuiu a Shevchenko o título de "artista". No dia 5 de Abril de 1847 Shevchenko foi preso no processo da Irmandade dos Santos Cirilo e Metódio, organização política que pretendia a liberalizar o Império Russo, transformando-a numa federação de estados eslavos. Embora seja provável que Shevchenko nem fosse membro efectivo da irmandade, a polícia russa encontrou com ele o poema "Sonho" (Son), que atacava a monarquia russa, satirizava o czar Nicolau I e a sua esposa, rainha Alexandra.

Shevchenko foi enviado à prisão em São Petersburgo, e depois mandado para o exílio na base militar russa de Orsk, perto da cidade de Oremburgo, junto aos montes Urais. O czar Nicolau confirmou a sentença, acrescentando a proibição de “escrever ou desenhar”.

Em 1857 Shevchenko voltou do exílio, apôs receber o perdão real, mas na condição de não poder viver em São Petersburgo, ordenado a fixar a residência em Nijni-Novgorod. Só em Maio de 1859, Shevchenko finalmente recebeu a permissão de visitar a Ucrânia.

MorteEditar

Taras Shevchenko dedicou os últimos anos da sua vida à poesia, pintura, gravuras, assim como a revisão do seu trabalho anterior. Mas os anos difíceis do exílio minaram a sua saúde e Shevchenko morreu em São Petersburgo no dia 10 de Março de 1861, apenas um dia após seu 47º aniversário.

Shevchenko foi primeiramente sepultado no Cemitério Smolensk, em São Petersburgo. Mas no poema "Testamento" ele expressou o seu desejo de ser sepultado na Ucrânia, algo que aconteceu em maio de 1861, nas arredores da cidade de Kaniv.[1]

Monumentos e memoriais fora da UcrâniaEditar

 
Estátua em Curitiba

Existem vários monumentos a Shevchenko nos países onde vive a diáspora ucraniana:

Curiosidades

A banda britânica de rock New Order lançou um álbum de vídeo intitulado Taras Shevchenko em agosto de 1983. Ele contém o registro de um show realizado no Ukrainian National Home, em Nova Iorque, no dia 18 de novembro de 1981.[2]

Referências

  1. a b c «Shevchenko, Taras». Encyclopedia of Ukraine. Consultado em 22 de março de 2007 
  2. New Order Taras Shevchenko - Discogs

Ligações externasEditar