Abrir menu principal

Wikipédia β

Wagner Fernando Velloso

(Redirecionado de Velloso)

Wagner Fernando Velloso, ou simplesmente Velloso (Araras, 22 de setembro de 1968), é um ex-goleiro e ex-treinador de futebol, atualmente, comentarista esportivo dos programas Os Donos da Bola e Baita Amigos, do Grupo Bandeirantes.

Velloso
Informações pessoais
Nome completo Wagner Fernando Velloso
Data de nasc. 22 de setembro de 1968 (49 anos)
Local de nasc. Araras (SP), Brasil
Altura 1,90m
Informações profissionais
Posição Treinador (ex-Goleiro)
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1988–1999
1992
1993–1994
1999–2004
2005
Palmeiras
União São João (emp.)
Santos (emp.)
Atlético Mineiro
Atlético Sorocaba
00455 00(0)
0045 000(0)
0031 000(0)
00231 00(0)
003 0000(0)
Seleção nacional
1990–2001 Brasil 001 0000(0)
Times/Equipas que treinou
2008
2008
2009
2012
2012
América-SP
Grêmio Catanduvense
Paraná Clube
CENE
Itapirense

É ídolo e um dos maiores goleiros da história do Atlético Mineiro e do Palmeiras. Além disso, é empresário, proprietário de um complexo de quadras de futsal em sua cidade natal.[1]

Índice

CarreiraEditar

Velloso estreou no Palmeiras com apenas 21 anos, quando ganhou a condição de titular, em 1989. O titular Zetti havia fraturado a perna e Ivan, seu reserva imediato, a mão. Sobrou para Velloso, que apareceu para a torcida pela primeira vez num amistoso com o Flamengo, no Pacaembu. Ele foi tão bem que arrancou elogios até mesmo de Zico.

Foi titular do Palmeiras entre 1994 e 1999. É o quarto goleiro que mais jogos disputou pelo clube, superado apenas por Leão, Marcos e Valdir Joaquim de Moraes. Jogou uma partida pela Seleção Brasileira — derrota para a Espanha por 3x0, em 1990 —, na estreia do lateral-direito Cafu pela equipe nacional.

Em 1999, no início daquela temporada, Velloso havia se machucado no Palmeiras, abrindo o caminho para Marcos se firmar como titular, e então foi contratado pelo Atlético Mineiro, onde permaneceu por cinco anos, defendendo as redes alvinegras. Disputou 231 jogos pelo time mineiro, no Atlético, o goleiro Velloso ficou atrás apenas dos ídolos João Leite e Kafunga.

Velloso foi o responsável por comandar a defesa do clube mineiro entre 1999 e 2004, quando deixou o Atlético após lesões em um dos ombros e assinou com o Atlético Sorocaba, antes de se aposentar.

CorinthiansEditar

No dia 1/9/2016 no programa da Band Os Donos da Bola, Velloso revelou que em 2001 recebeu proposta oficial do Corinthians maior rival do seu time do coração, Palmeiras, por razões óbvias o goleiro decidiu não aceitar a oferta corinthiana, disse também que até hoje tem em sua casa os papéis da proposta do Corinthians.

TécnicoEditar

Após o encerramento de sua carreira, Velloso atuou como auxiliar técnico no Rio Branco de Americana. Depois, tornou-se técnico de futebol, e após passagem pelo América de Rio Preto/SP no início de 2008, em maio do mesmo ano foi anunciado como novo técnico do Grêmio Catanduvense, da cidade paulista de Catanduva, para a disputa da Copa Federação Paulista de Futebol.

Em março de 2009 chegou ao Paraná Clube, com o objetivo de evitar o rebaixamento da equipe no Campeonato Paranaense. Logo em sua estreia vence o clásico paratiba. O treinador obteve cinco vitórias, três empates e cinco derrotas, em um total de 13 partidas. Em maio do mesmo ano, Velloso é demitido, deixando o clube nas mãos do também ex-goleiro Zetti.[2]. em 2012, Velloso comandou o CENE[3].

TítulosEditar

Como jogadorEditar

Palmeiras
Atlético Mineiro

Outras conquistasEditar

Palmeiras
  • Troféu Oviedo: 1989[4]
  • Copa Euro-América: 1991[5] e 1996[6]
  • Taça Jihan: 1996[7]
  • Taça Xangai: 1996[8]
  • Taça Pequim: 1996[9]
  • Taça Governador de Goiás: 1997[10]
  • II Taça da Amizade: 1997[11]
  • Troféu Naranja: 1997[12]

PremiaçõesEditar

Referências