23.º governo republicano (Portugal)

Governo de Portugal

O 23.º governo da Primeira República Portuguesa,[Nota 1] nomeado a 21 de janeiro de 1920 e exonerado a 8 de março do mesmo ano, foi liderado por Domingos Pereira.

Última fotografia do Ministério reunido, antes da sua exoneração, em Março de 1920.
Governos da Primeira República Portuguesa
Coat of arms of Portugal.svg

A sua constituição era a seguinte:[1][2]

Cargo Detentor Período
Presidente do Ministério Domingos Leite Pereira.jpg Domingos Pereira 21 de janeiro de 1920 a 8 de março de 1920
Ministro do Interior Domingos Leite Pereira.jpg Domingos Pereira 21 de janeiro de 1920 a 8 de março de 1920
Ministro da Justiça e dos Cultos Luiz Augusto Pinto de Mesquita Carvalho (As Constituintes de 1911 e os seus Deputados, Livr. Ferreira, 1911).png Luís Mesquita de Carvalho 21 de janeiro de 1920 a 8 de março de 1920
Ministro das Finanças António Joaquim Ferreira da Fonseca.jpg António Joaquim Ferreira da Fonseca 21 de janeiro de 1920 a 8 de março de 1920
Ministro da Guerra Hélder Ribeiro.jpg Hélder Ribeiro 21 de janeiro de 1920 a 8 de março de 1920
Ministro da Marinha Celestino de Almeida (c. 1910) - bilhete postal fotográfico.png Celestino de Almeida 21 de janeiro de 1920 a 8 de março de 1920
Ministro dos Negócios Estrangeiros Melo Barreto, Cliché Vandyke, Londres - Ilustração Portuguesa (15Nov1920).png João de Melo Barreto 21 de janeiro de 1920 a 8 de março de 1920
Ministro do Comércio e Comunicações Jorge de Vasconcelos Nunes.png Jorge de Vasconcelos Nunes 21 de janeiro de 1920 a 8 de março de 1920
Ministro das Colónias José Barbosa.jpg José Barbosa 21 de janeiro de 1920 a 8 de março de 1920
Celestino de Almeida (c. 1910) - bilhete postal fotográfico.png Celestino de Almeida
(interino)
21 de janeiro de 1920 a 25 de janeiro de 1920
Ministro da Instrução Pública João de Deus Ramos.jpg João de Deus Ramos 21 de janeiro de 1920 a 8 de março de 1920
Ministro do Trabalho Amílcar Ramada Curto.jpg Amílcar Ramada Curto 21 de janeiro de 1920 a 8 de março de 1920
Ministro da Agricultura Álvaro de Lacerda.jpg Álvaro de Lacerda 21 de janeiro de 1920 a 27 de janeiro de 1920
Jorge de Vasconcelos Nunes.png Jorge de Vasconcelos Nunes
(interino)
23 de janeiro de 1920 a 27 de janeiro de 1920
Joaquim Ribeiro - Ilustração Portugueza (8AGO1923).png Joaquim Ribeiro 27 de janeiro de 1920 a 8 de março de 1920

NotasEditar

  1. Este governo poderá ser numerado de diversas formas:
    a) 21.º governo — caso não sejam contabilizados nem o Governo Provisório (1910–1911), apenas provisório e não constitucional, nem o governo de Fernandes Costa (1920), que não tomou posse, e caso a recondução do governo de Sá Cardoso após o governo falhado de Fernandes Costa seja considerada como a continuação natural do mesmo governo;
    b) 22.º governo
    b1) caso não seja contabilizado o Governo Provisório e seja contabilizado o governo falhado de Fernandes Costa, não contando no entanto a recondução do governo de Sá Cardoso após o governo falhado de Fernandes Costa como formação de um novo governo;
    b2) caso seja contabilizado o Governo Provisório, mas não o governo falhado de Fernandes Costa, e não contando a recondução do governo de Sá Cardoso após o governo falhado de Fernandes Costa como formação de um novo governo;
    b3) caso não seja contabilizado nem Governo Provisório, nem o governo falhado de Fernandes Costa, mas a recondução do governo de Sá Cardoso após o governo falhado de Fernandes Costa conte como formação de um novo governo;
    c) 23.º governo
    c1) caso sejam contabilizados o Governo Provisório e o governo falhado de Fernandes Costa, e a recondução do governo de Sá Cardoso após o governo falhado de Fernandes Costa seja considerada como a continuação natural desse governo;
    c2) caso não seja contabilizado o Governo Provisório, seja contabilizado o governo falhado de Fernandes Costa, e a recondução do governo de Sá Cardoso após o governo falhado de Fernandes Costa conte como formação de um novo governo;
    c3) caso seja contabilizado o Governo Provisório, mas não o governo falhado de Fernandes Costa, e que conte a recondução do governo de Sá Cardoso após o governo falhado de Fernandes Costa como formação de um novo governo;
    d) 24.º governo — caso sejam contabilizados o Governo Provisório e o governo falhado de Fernandes Costa, bem como a recondução do governo de Sá Cardoso após o governo falhado de Fernandes Costa seja considerada como formação de um novo governo.

    Para efeitos práticos, neste artigo e em artigos relacionados na Wikipédia, incluem-se na contagem dos governos da Primeira República Portuguesa o Governo Provisório (1.º governo) e o governo de Fernandes Costa (22.º governo), não contando no entanto a recondução do governo de Sá Cardoso após o governo falhado de Fernandes Costa como um novo governo. Isto é, ao 21.º governo (de Sá Cardoso), segue-se o 22.º (de Fernandes Costa), seguindo-se novamente o 21.º reconduzido, sendo este por sua vez sucedido pelo 23.º governo (de Domingos Pereira).

Referências

  1. Guimarãis, Alberto Laplaine; Ayala, Bernardo Diniz de; Machado, Manuel Pinto; António, Miguel Félix. «24.º Ministério». Os Governos da República: 1910–2010. Lisboa: Edição dos autores. p. 245. ISBN 978-989-97322-0-9 
  2. Maltez, José Adelino. «Governo de Domingos Pereira (1920)». Politipédia — Repertório Português de Ciência Política. Observatório Político. Consultado em 18 de fevereiro de 2013 
  Este artigo sobre História de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.