Abrir menu principal

Aécio de Borba Vasconcelos

Aécio de Borba
Aécio de Borba durante foto com a Seleção Brasileira de Futsal nos Jogos Pan-Americanos

Aécio de Borba
Vice-prefeito Fortaleza‎‎ Fortaleza
Período 1959-1962
Deputado estadual  Ceará
Período 1963-1967
Deputado federal  Ceará
Período 1983-1995
1997-1998
Dados pessoais
Nascimento 6 de abril de 1931 (88 anos)
Fortaleza, CE
Alma mater Universidade Federal do Ceará
Cônjuge Maria Vitória de Melo Borba
Partido UDN, PL, ARENA, PDS, PPR
Profissão advogado, jornalista, professor, empresário, industrial, agropecuarista

Aécio de Borba Vasconcelos (Fortaleza, 6 de abril de 1931) é um advogado, jornalista, professor, empresário, industrial, agropecuarista, dirigente esportivo e político brasileiro com base no Ceará.[1] [2]

BiografiaEditar

Filho de José de Borba Vasconcelos e Maria Melo de Borba Vasconcelos. Advogado formado em 1954 na Universidade Federal do Ceará filiou-se à UDN, mas conquistou seu primeiro mandato pelo PL ao ser eleito vice-prefeito de Fortaleza em 1958 assumindo o cargo interinamente ao longo da gestão Manoel Cordeiro Neto. Eleito deputado estadual em 1962[2] afastou-se do mandato para ocupar a Secretaria de Planejamento e depois a Secretaria de Agricultura no primeiro governo Virgílio Távora. Dirigente esportivo, foi um dos fundadores e primeiro e único presidente[3] da Confederação Brasileira de Futebol de Salão (CBFS) em 1979,[4] ano em que foi nomeado assessor especial do governo cearense com o retorno de Virgílio Távora ao poder.[1]

Com o fim do bipartidarismo trocou a ARENA pelo PDS pelo qual foi eleito deputado federal em 1982, 1986 e 1990[2] e mesmo ausente na votação da Emenda Dante de Oliveira em 1984, votou em Paulo Maluf no Colégio Eleitoral em 1985, participou da Assembleia Nacional Constituinte que elaborou a Constituição de 1988 e votou pela abertura do processo de impeachment do presidente Fernando Collor em 1992.[1] Com a extinção do PDS ingressou no PPR ficando na suplência em 1994 chegando a exercer o mandato mediante convocação.[1]

Foi bicampeão brasileiro de seleções em 1967 e 1969, dirigindo a seleção cearense. Depois comandou a seleção brasileira de futsal na conquista do campeonato sul-americano em 1969. Em sua homenagem, foi construído o Ginásio Aécio de Borba, em Fortaleza.

Laços familiaresEditar

Seu pai foi deputado federal e ajudou a elaborar a Constituição de 1946. Cunhado de Mauro Benevides, é tio dos políticos Carlos Benevides e Mauro Benevides Filho.

Referências

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.