Ana Maria Nascimento e Silva

atriz brasileira

Ana Maria Nascimento e Silva (Rio de Janeiro, 12 de abril de 1952 - Rio de Janeiro, 30 de novembro de 2017) foi uma atriz brasileira.

Ana Maria Nascimento e Silva
A atriz, em cena de Desejo Violento (1978)
Nome completo Ana Maria Nascimento e Silva
Nascimento 12 de abril de 1952
Rio de Janeiro, RJ
Morte 30 de novembro de 2017 (65 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Ocupação Atriz e apresentadora

BiografiaEditar

De atriz de cinema, televisão e teatro, Ana Maria Nascimento e Silva passou para a produção cinematográfica. Filha do grego Harry Anastassiadi, ex-presidente da Fox Film para a América Latina, formou-se em história da arte e acumulou vários cursos de extensão na Europa.

Estreou no cinema em Paraíso no Inferno (1977), longa dirigido pelo ator Joel Barcelos. A partir de então, atuou em uma série de filmes do cinema brasileiro, como Ladrões de cinema (1977), de Fernando Coni Campos, A força de Xangô (1977), de Iberê Cavalcanti, Os trombadinhas (1979), de Anselmo Duarte, Sonho de verão (1990), de Paulo Sérgio Almeida, e A terceira margem do rio (1993), de Nelson Pereira dos Santos, e até internacional, como a produção portuguesa Eternidade.

A partir de Anchieta, José do Brasil (1977), inicou uma sólida relação com o diretor Paulo César Saraceni, com quem se casou. Para ele, produziu Ao sul do meu corpo (1981), Natal da Portela (1988), Bahia de todos os sambas (1996), O viajante (1999) e o documentário Banda de Ipanema - Folia de Albino (2002).

Na década de 1990, foi apresentadora do programa Deles e Delas, da CNT.

Em 2001 foi secretária de cultura da cidade de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, e em 2002 idealizou o Paracine – Festival de Cinema de Paraty. Recentemente, trabalhou como atriz em 2003, no filme O General, o primeiro filme de longa-metragem de Fábio Carvalho, e fez a telenovela Jamais te esquecerei, no SBT.

Ana Maria foi casada com o cineasta Paulo César Saraceni, com quem teve dois filhos e duas netas. Ana Maria morreu em 30 de novembro de 2017, aos 65 anos, vítima de câncer de mama.[1][2]

CarreiraEditar

Ano Título Personagem Notas
2003 Jamais Te Esquecerei Irene Camargo
1997 Zazá Hilda
1995 Engraçadinha... Seus Amores e Seus Pecados Dra. Bruma[3] Participação Especial
1994 Quatro por Quatro Dora
1990 Araponga Celene
Gente Fina Rita
1989 O Cometa Clara
O Salvador da Pátria Verônica
1986 Tudo ou Nada Tereza Buganville
1985 Jogo do Amor Marlene
1982 Quem Ama Não Mata Sandra Vergueiro (Participação Especial)
1979 Cara a Cara Tatiana
1977 Nina Iracema [4]

No cinemaEditar

Ano Título Personagem
2011 O Gerente
2003 O General
1999 O Viajante Anita
1998 Bocage, o Triunfo do Amor Érato, a musa do poeta[5]
1995 Eternidade Elisabeth
1994 A Terceira Margem do Rio
1990 Sonho de Verão
1988 Natal da Portela
1987 Brasa Adormecida Tia Eneida
1982 Ao Sul do Meu Corpo Helena
1981 A Mulher Sensual Atriz de Cinema
1979 Os Trombadinhas Arlete
1978 O Bem Dotado - O Homem de Itu Volga
Desejo Violento Tânia
A Força do Sexo Laura[6]
1977 Paraíso no Inferno Riza
A Força do Xangô Matilde de Obá
Ladrões de Cinema Membro da Equipe Americana
1976 Marcados para Viver

Referências

  1. «Ana Maria Nascimento e Silva, atriz e produtora, morre aos 65 anos». G1 
  2. «Atriz Ana Maria Nascimento e Silva morre aos 60 anos». Folha de S.Paulo 
  3. «Engraçadinha... Seus Amores e Seus Pecados». Memória Globo. Consultado em 16 de março de 2018 
  4. «Nina». Memória Globo. Consultado em 16 de março de 2018 
  5. «Bocage - O Triunfo do Amor». Cinemateca Brasileira. Consultado em 16 de março de 2018 
  6. «A Força do Sexo». Cinemateca Brasileira. Consultado em 16 de março de 2018 

Ligações externasEditar