Ankito

ator brasileiro

Ankito, nome artístico de Anchizes Pinto (São Paulo, 26 de fevereiro ou 26 de novembro de 1924Rio de Janeiro, 30 de março de 2009), foi um ator brasileiro, considerado um dos cinco maiores nomes das chanchadas.[1][2]

Ankito
Ankito
Ankito em 1956
Nome completo Anchizes Pinto
Outros nomes Ankito
Nascimento 26 de fevereiro de 1924
São Paulo, SP, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Morte 30 de março de 2009 (85 anos)
Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Causa da morte Câncer no pulmão
Ocupação Ator, palhaço e humorista
Atividade 1931–2008
Progenitores Mãe: Thomazina Pinto
Pai: Anchises Pinto
Parentesco Ana Ariel (prima)
Piolin (tio)
Cônjuge Valentina Godoy (1954–1984)
Denise Casais (1984–2009)
Filho(a)(s) 3 filhos

Vida editar

De família circense, nasceu em São Paulo, no bairro do Brás. Seu pai era o palhaço Faísca (1898-1936), sua mãea atriz circense Thomasina Pinto e seu tio o famoso palhaço Piolim. Era casado com a atriz Denise Casais.[3]

Carreira editar

Passou a atuar profissionalmente no circo aos aos quatro anos de idade, como acrobata, posteriormente no globo da morte.[4]

Onze anos mais tarde atuou em shows no Cassino da Urca, como acrobata, na época considerado um esporte, e que lhe rendeu cinco vezes o título de campeão sul-americano. Em seguida ingressou no teatro, substituindo por uma noite o ator principal da companhia, porém fez sucesso e permaneceu no elenco. Contracenou com Grande Otelo no show Bahia Mortal e, a essa altura, sua carreira já estava consolidada. Com o sucesso no teatro, em 1952, foi convidado para fazer três dias de filmagem no filme É Fogo na Roupa, mas o sucesso foi tanto que os três dias passaram a ser trinta e nove, tendo inclusive sido colocado o seu nome em primeiro lugar nos créditos do filme. Continuou a fazer shows pelo Brasil com uma companhia de vedetes, em clubes e cinemas, que sempre exibiam um filme dele antes de cada espetáculo.[5]

Protagonizou muitos filmes, entre eles Três Recrutas,[6] Marujo por Acaso, Quem Roubou Meu Samba?, Pé na Tábua, Garota Enxuta, É de Chuá!, De Pernas pro Ar, Um Candango na Belacap, Pistoleiro Bossa Nova, Os Três Cangaceiros, Vai que É Mole, O Rei do Movimento, O Feijão É Nosso, O grande pintor, Angu de Caroço, O boca de ouro, E o Bicho Não Deu, Sai Dessa, Recruta e Metido a Bacana, onde a dupla Ankito e Grande Otelo apareceu pela primeira vez. Estes filmes foram lançados de 1952 a 1961, período do apogeu de sua carreira artística.[7]

Em 1960, sofreu um acidente grave durante as filmagens Um Candango na Belacap, quando caiu de um prédio em construção. O acidente afetou a sua capacidade de fazer acrobacias e abreviou sua carreira cinematográfica.

Em 1966 participou do filme em episódios As Cariocas, de Fernando de Barros, Walter Hugo Khouri e Roberto Santos. Atuou também em Bububu no Bobobó[8] (1980), O Escorpião Escarlate, de Ivan Cardoso, e Beijo 2348/72, de Walter Rogério, ambos de 1990.

Na televisão, participou de muitos programas humorísticos. Fez parte do elenco da TV Tupi, da Record e da Bandeirantes. Mais tarde, na Globo, além das participações nos humorísticos, fez parte do elenco das telenovelas Gina, com Cristiane Torloni; Marina, com Edson Celulari e A Sucessora, de Manoel Carlos. Em 2005, fez o personagem "Falecido", na telenovela Alma Gêmea. Atuou também em inúmeras minisséries e participou da primeira versão do Sítio do Picapau Amarelo, onde fez os personagens Soldadinho de Chumbo e o Curupira.[9]

Morte editar

Morreu no dia 30 de março de 2009, no Hospital Pedro Ernesto, zona norte do Rio de Janeiro, em decorrência de um câncer de pulmão.[10]

Filmografia editar

Cinema editar

Ano Título Personagem Notas
1990 Beijo 2348/72 Faxineiro
O Escorpião Escarlate Campos, pai de Glória
1988 O Diabo na Cama O Garçom
1986 Brás Cubas
1980 Bububu no Bobobó Velho ator
1977 O Pequeno Polegar contra o Dragão Vermelho Zé Pequeno
1976 Guerra É Guerra Segmento: "O Poderoso Cifrão"
1975 Ladrão de Bagdá, O Magnífico Omar
1969 Deu a Louca no Cangaço
Um Sonho de Vampiros Dr. Pan
1966 As Cariocas Paquera Segmento: "Terceira História"
1962 Os Três Cangaceiros Aristides Pelado / Onça Vingadora
1961 Um Candango na Belacap Tonico
1960 Sai Dessa, Recruta Aparício
Vai que É Mole Macio
Pistoleiro Bossa Nova Inocêncio / Pistoleiro
1959 Garota Enxuta Itaporanga Popó
Quem Roubou Meu Samba? Leovigildo "Coruja"
1958 É de Chuá! Peteleco
E o Bicho não Deu Bartinho
De Pernas pro Ar Benedito
Pé na Tábua Petrônio Semsorte
1957 Metido a Bacana Hilário / Príncipe Anacleto
O Boca de Ouro Boca de Ouro
1955 O Grande Pintor
O Feijão é Nosso Gaspar
1954 Angu de Caroço Barbeiro
Marujo por Acaso Alarico
O Rei do Movimento Aparício
1953 Três Recrutas Recruta
1952 É Fogo na Roupa Chiquinho

Televisão editar

Ano Título Personagem Notas
2006 Carga Pesada Ivanildo Episódio: "Mata o véio, Mata"
2005 Alma Gêmea Falecido
2004 Sob Nova Direção Elvio Episódio: "Presente de Grego"
1995 Engraçadinha: Seus Amores e Seus Pecados Ceguinho
1993 Você Decide 2 episódios
1990 Gente Fina Delegado[11] Participação
1986 Tudo ou Nada Wenceslau
Cambalacho Taxista[12] Participação Especial
1980 Marina Pirulito
1979 Carga Pesada Poema Episódio: "Enchente"
1978 A Sucessora Edmundo Macedo
Gina Deolindo
1977 Sítio do Picapau Amarelo Curupira e Soldadinho de Chumbo
1976 Sossega Leão
1968 Show do Ankito Apresentador
1963-1965 Noites Cariocas Vários personagens
1963-1964 O Riso É o Limite Vários personagens
1959 Anki...Tô..Eu

Teatro editar

  • 2000 - A Controvérsia
  • 1985 - Tem Pimenta na Abertura
  • 1974 - A Torre em Concurso
  • 1957 - É Fogo na Bica
  • 1955 - Ok, Baby!
  • 1955 - Doll Face
  • 1955 - Mas Muito Mesmo!
  • 1953 - É Fogo na Jaca
  • 1953 - Lá Vem a Cobra Grande
  • 1952/1953 - O Bode Tá Solto

Referências

  1. AdoroCinema. «Ankito». AdoroCinema. Consultado em 28 de junho de 2023 
  2. «Entrevista». Consultado em 17 de outubro de 2006. Arquivado do original em 27 de setembro de 2007 
  3. «Dados biográficos de Ankito». portais.funarte.gov.br. Consultado em 1 de dezembro de 2022 
  4. «Circodata - Dicionário do Circo Brasileiro». www.circodata.com.br (em inglês). Consultado em 28 de junho de 2023 
  5. «Museu da TV, Rádio e Cinema». MBRTV - Museu Brasileiro de Rádio e Televisão. Consultado em 28 de junho de 2023 
  6. Cinemateca Brasileira Três Recrutas [em linha]
  7. «Folha de S.Paulo - Comentário: Humor físico nasceu nos anos de picadeiro - 31/03/2009». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 28 de junho de 2023 
  8. «BUBUBU NO BOBOBÓ». Cinemateca Brasileira. Consultado em 23 de julho de 2022 
  9. «Memória das artes - Acervo atores do Brasil». FUNARTE. Consultado em 28 de junho de 2023 
  10. «G1 > Cinema - NOTÍCIAS - Morre no Rio ator Ankito, astro da chanchada nacional». g1.globo.com. Consultado em 28 de junho de 2023 
  11. «Gente Fina». teledramaturgia.com.br. Consultado em 1 de dezembro de 2022 
  12. «Cambalacho». teledramaturgia.com.br. Consultado em 15 de dezembro de 2023