Abrir menu principal

Bruno Collaço

futebolista brasileiro
(Redirecionado de Bruno Bairros Collaço)
Question book-4.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde novembro de 2011). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Bruno Barros Collaço,[1] mais conhecido como Bruno Collaço (São Leopoldo, 8 de março de 1990[2]), é um futebolista brasileiro que atua como lateral-esquerdo. Atualmente, joga pelo Paysandu.

Bruno Collaço
Informações pessoais
Nome completo Bruno Barros Collaço
Data de nasc. 8 de março de 1990 (29 anos)
Local de nasc. São Leopoldo (RS),  Brasil
Altura 1,75 m
Canhoto
Apelido Collaço
Informações profissionais
Clube atual Brasil Paysandu
Número 5
Posição Lateral-esquerdo
Clubes de juventude
19992009 Brasil Grêmio
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
20092013
2010
2012
2013
2014
20142015
20152017
20172018
2018
2019
Brasil Grêmio
Brasil Ponte Preta
Brasil Goiás (emp.)
Brasil Náutico (emp.)
Brasil Chapecoense
Brasil Joinville
França Sochaux
Brasil Juventude
Brasil Brasil de Pelotas
Brasil Paysandu
0063 00000(1)
0030 00000(2)
0004 00000(0)
0038 00000(0)
0004 00000(0)
0006 00000(0)
0015 00000(0)
0024 00000(0)
0021 00000(0)
0000 00000(0)
Seleção nacional
2007 Brasil Brasil Sub-17 e Sub-20 0037 00000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 24 de novembro de 2018.

Categorias de BaseEditar

Bruno Collaço entrou no Grêmio em 1999 atuando na escolinha de futebol. Após se destacar nos campeonatos, gradativamente foi conquistando seu espaço nas divisões de base do clube gaúcho, até alcançar, em 2009, o plantel profissional.

CarreiraEditar

Bruno Collaço foi lançado por Paulo Autuori no ano de 2009, durante o Campeonato Brasileiro. No primeiro semestre de 2010 sagrou-se Campeão Gaúcho com o tricolor.

Em junho de 2010 foi emprestado pelo Grêmio à Ponte Preta, em função do grande número de laterais no plantel gremista e com o objetivo de ganhar maior experiência. Pela equipe paulista jogou o Campeonato Brasileiro da Série B, sendo eleito o melhor lateral-esquerdo do campeonato.

Após o término do período de empréstimo, Renato Gaúcho, técnico do Grêmio na época, solicitou seu retorno ao tricolor. O jogador voltou com um nítido amadurecimento e teve papel importante na conquista da Taça Piratini, também disputou a Libertadores e defendeu o tricolor no Campeonato Brasileiro de 2011.

No primeiro Grenal realizado fora do país, na cidade de Rivera, marcou o gol de falta que originou a virada tricolor, garantindo a vitória do Grêmio.

Em agosto de 2011, repercutiu na mídia o interesse de diversos times italianos pelo jogador. Inter de Milão, Juventus e Roma buscaram sua contratação, mas o Grêmio não aceitou as propostas vindas da Europa. Em janeiro de 2012, houve mais um investida da Inter de Milão para leva-lo à Itália, mas o Grêmio recusou a proposta. Segundo o diretor de futebol Paulo Pelaipe o jogador tinha importante papel na equipe e sua saída só aconteceria por uma proposta que cobrisse sua multa contratual, estipulada em 60 milhões de reais para transferência internacional. Na Europa, as comparações entre Bruno Collaço e Roberto Carlos, dão conta que Bruno é o "novo Roberto Carlos", em função das semelhanças entre os jogadores, principalmente a obediência tática, força e velocidade.

Com a troca no comando técnico do Grêmio foi cedido por empréstimo ao Goiás no dia 21 de março de 2012. Conquistou o título de campeão Goiano. Posteriormente sagrou-se campeão da Série B encerrando o ano com a conquista de mais um título, o segundo título pelo Goiás.

No início de 2013 assinou com Náutico para disputar a temporada. Em menos de dois meses no clube conquistou seu primeiro título com a camisa do Timbu: Campeonato Pernambucano 2013 - primeiro turno.

No ano de 2014 Bruno Collaço assinou a rescisão com o Grêmio e na sequência firmou contrato para defender a Chapecoense.

Sem espaço no Chapecoense, acertou com o Joinville, após carência na lateral esquerda.

Em 2015, foi emprestado para o clube francês Sochaux. E posteriormente, renovou seu vínculo com o clube francês após negociação envolvendo o clube brasileiro. [3]

TítulosEditar

Profissional:

Grêmio
Goiás
Joinville
Brasil de Pelotas

Categorias de base:

  • Copa Santiago de Futebol Juvenil - 2008
  • Campeão Brasileiro sub 20 - 2008
  • Bicampeão Gaúcho sub 15 - sub 17

Títulos com a Seleção Brasileira de Base:

  • Sul-Americano 2007
  • Torneio da Nike de Seleções 2007
  • Taça Sundai no Japão 2008
  • Copa do Mediterrâneo 2008

Títulos IndividuaisEditar

  • Melhor lateral esquerdo da série B 2010
  • Goleador Torneio da Itália 2009

Referências

Ligações externasEditar