Abrir menu principal

Campeonato Amazonense de Futebol de 2015

Campeonato Amazonense de Futebol de 2015
Barezão 2015
Amazonas
Dados
Participantes 10
Organização FAF
Anfitrião Amazonas
Período 21 de Fevereiro20 de junho
Gol(o)s 316
Partidas 96
Média 3,29 gol(o)s por partida
Campeão Nacional
Vice-campeão Princesa
Rebaixado(s) Bandeira de Manaus.svg Rio Negro
Bandeira-manacapuru.jpg Operário
Melhor ataque (fase inicial) Nacional e Fast 46 gols feitos
Melhor defesa (fase inicial) Nacional 11 gols sofridos
Maiores goleadas
(diferença)
Fast Clube 8 x 1 Rio Negro
Estádio da ColinaManaus
11 de Abril de 2015 - 9ª Rodada da 1ª Fase
 
Fast Clube 7 x 0 Operário
Estádio da UlbraManaus
06 de Maio de 2015 - 14ª Rodada da 1ª Fase
 
Rio Negro 0 x 7 Fast Clube
Estádio Carlos ZamithManaus
24 de Maio de 2015 - 18ª Rodada da 1ª Fase
Público 33,323
Média 0,3 pessoas por partida
Outras divisões
◄◄ Amazonas Amazonense 2014 Soccerball.svg Amazonense 2016 Amazonas ►►

O Campeonato Amazonense de Futebol de 2015 foi a 99º edição da divisão principal do campeonato estadual do Amazonas, chamado popularmente de Barezão 2015. A competição premiou os dois melhores clubes com vagas para a Copa do Brasil de 2016, para a Copa Verde de 2016 e para o campeão uma para a Série D de 2015

Índice

HistóricoEditar

Em consonância com o projeto de angariamento do futebol amazonense, no ano de 2015 o Barezão contou com a participação de 6 campeões estaduais e a volta do segundo maior campeão do estado após uma temporada na segunda divisão o Rio Negro, e representando o interior do estado os clubes que lutaram pelo título foram o Penarol, o Princesa do Solimões e o Clube Nacional Borbense, somando-se aos clubes da capital Manaus. Devido à crise financeira e consequentemente tecnica que os clubes do estado tem apresentado, sem grande visibilidade do cenário nacional, os públicos definharam mais ainda com relação ao que já estava . O torneio que foi realizado ao longo de quatro meses entre fevereiro e junho, apesar da Arena da Amazônia ter sido agendada com partidas do Barezão, os clubes voltaram atrás pelo alto custo de locação do estádio.[1] O estádio foi usado apenas para a final, com públicos somados de cerca de 11 mil pessoas. O público total do torneio de cerca de 33.353 pagantes, foi menor que a capacidade da Arena, de 44 mil espectadores, isso se deveria à falta do encontro dos clubes tradicionais da capital nas fases decisivas do torneio.[2]

TransmissãoEditar

Algumas das principais partidas do torneio foram transmitidas pela TV pelo canal TV A Crítica. Além das emissoras de rádio do estado do Amazonas.[3]

RegulamentoEditar

O Campeonato foi disputado em três fases distintas denominadas de: Primeira Fase (Fase Classificatória), Segunda Fase (Semi-final) e Fase Final.[4]

Na Primeira Fase (Fase Classificatória) todas as entidades participantes jogaram entre si, no sistema de rodizio simples (um contra todos), em ida e volta 01 (um) (jogo de mando para cada entidade), com um total de 18 (dezoito) jogos para cada, ordenado em razão da classificação final do campeonato de 2014 em uma tabela seguida por critérios técnicos. As 04 (quatro) primeiras equipes colocadas ao final desta Primeira Fase, observando-se a pontuação obtida por todas as entidades, estarão classificadas para as Semifinais (Segunda Fase) e jogaram estas disputas desta fase entre si. Com o cruzamento sendo feito entre a primeira equipe classificada, jogando contra a quarta e a segunda contra a terceira, com as duas entidades que foram as melhores destes confrontos, passando à Terceira Fase (final) e a disputa pelo titulo do Campeonato Amazonense de Futebol Profissional da Série A de 2015.

Na Segunda Fase (Fase Semifinal), foi utilizado o sistema de cruzamento Olímpico e os jogos foram em Ida e Volta, com as entidade primeira e segunda colocadas da primeira Fase tendo o mando de campo da segunda partida e, atuando por 02 (dois) RESULTADOS IGUAIS, para poder passar á fase posterior (Final). Não havendo restrições de estádios, podendo estes jogos aconteceram, nos mesmos estádios liberados para o Campeonato em que as entidades possuem mandos normais. E somente não aconteceu provavelmente nestes estádios, caso fora(m) interditado(s) por algum motivo de força maior ou a própria entidade solicite do DTE/FAF a mudança do local oficialmente.

Na Terceira Fase (Fase), os jogos foram no sistema de Ida e Volta e, a entidade dentre as duas envolvidas na disputa, com a melhor campanha na primeira fase (classificatória), atuou com a vantagem de obter 02 (dois) RESULTADOS IGUAIS para quem foi o Campeão de 2015.

Critério de desempateEditar

Os critério de desempate foram aplicados na seguinte ordem:

  1. Maior número de vitórias
  2. Maior saldo de gols
  3. Maior número de gols pró (marcados)
  4. Maior número de gols contra (sofridos)
  5. Confronto direto

Equipes ParticipantesEditar

Classificação e Resultados (1ª Fase)Editar

ClassificaçãoEditar

  Atualizada às 23:00 (UTC-3) em 25 de Abril de 2015.

Pos Times Pts J V E D GP GC SG % Classificação ou rebaixamento
1   Nacional 48 18 16 0 2 48 11 +37 88.9 Classificados para à semifinal
2   Fast Clube 40 18 13 1 4 53 14 +39 74.1
3   Princesa do Solimões 37 18 11 4 3 37 20 +17 68.5
4   Penarol 33 18 10 3 5 30 24 +6 61.1
5   São Raimundo 26 18 8 2 8 28 33 -5 48.1 Eliminados na 1ª Fase
6   Manaus 24 18 8 0 10 26 27 -1 44.4
7   Nacional Borbense 22 18 7 1 10 26 31 -5 40.7
8   Iranduba 20 18 5 5 8 30 40 -10 37
9   Rio Negro 10 18 3 1 14 17 52 -35 18.5 Rebaixados para a 2ª Divisão 2016
10   Operário 1 18 0 1 17 21 64 -43 1.9

Desempenho por rodadaEditar

  • Clubes que lideraram ao final de cada rodada:
Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18
FAST CLUBE NACIONAL
  • Clubes que ficaram na última posição ao final de cada rodada:
Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18
RIO NEGRO OPERÁRIO

Fase finalEditar

  Semifinais Final
                     
   Penarol 0 3 3  
   Nacional 2 2 4  
     Nacional 1 2 3
     Princesa do Solimões 0 1 1
   Princesa do Solimões 0 2 2
   Fast 1 0 1
Campeonato Amazonense 2015
 
Nacional FC
Campeão
(43° título)

SemifinalEditar

Partidas de idaEditar

30 de maio Penarol   0 – 2   Nacional Floro de Mendonça, Itacoatiara

Árbitro:  AM

Princesa do Solimões   0 – 1   Fast Estádio da Colina, Manaus
30 de maio
Árbitro:  AM

Partidas de voltaEditar

6 de junho Nacional   3 – 2   Penarol Estádio da Colina, Manaus

Árbitro:  AM

6 de junho Fast   0 – 2   Princesa do Solimões Estádio da Colina, Manaus

Árbitro:  AM

FinalEditar

Partida de ida
13 de junho Nacional   1 - 0   Princesa Do Solimões Arena da Amazônia, Manaus

Maurício Leal   55' Público: 3.026
Árbitro:  
Partida de volta
20 de junho Princesa Do Solimões   1 - 2   Nacional Arena da Amazônia, Manaus

Nando   88'   65' Júnior Paraíba
  90+1' Charles
Público: 5.326 pagantes (6.787 presentes)
Árbitro:  

Classificação geralEditar


Pos Times Pts J V E D GP GC SG Zona de classificação ou rebaixamento
1   Nacional 60 22 16 0 2 48 11 +37 Copa do Brasil 2016, Copa Verde 2016 e Série D 2016
2   Princesa do Solimões 40 22 12 4 6 40 24 +16 Copa do Brasil 2016 e Série D 2016
3   Fast Clube 43 20 14 1 5 54 16 +38 Eliminados na Semifinal
4   Penarol 33 20 10 3 7 32 29 +3
5   São Raimundo 26 18 8 2 8 28 33 -5
6   Manaus 24 18 8 0 10 26 27 -1
7   Nacional Borbense 22 18 7 1 10 26 31 -5
8   Iranduba 20 18 5 5 8 30 40 -10
9   Rio Negro 10 18 3 1 14 17 52 -35 Zona de rebaixamento à
2ª Divisão 2016
10   Operário 1 18 0 1 17 21 64 -43

ArtilhariaEditar

Encerrado às 11:30 (UTC-3) em 23 de junho de 2015.[6]

Referências