Abrir menu principal
Classe Cabral
Encouraçado Cabral
Origem   Bandeira da marinha que serviu
Nome Classe Cabral
Operador(es) Armada Imperial Brasileira
Construtor(es) J. e G. Rennie
Data de encomenda 1864
Precedida por Classe Mariz e Barros
Sucedida por Classe Sete de Setembro
Unidade inicial Encouraçado Cabral
Unidade final Encouraçado Colombo
Lançamento 1865
Período de construção 1864-1866
Em serviço 1866-1882
Planejados 2 (para a Marinha Paraguaia)
Construídos 2 (para a Armada Imperial Brasileira)
Características gerais
Tipo Encouraçado
Deslocamento 1 033 t (2 280 000 lb)
Comprimento 48,8 m (160 ft)
Boca 10,8 m (35,4 ft)
Calado 3,6 m (11,8 ft)
Propulsão 2 eixos de hélice
2 motores a vapor de 750 hp (559 kW)
Velocidade 10.5 nós (19,4 km/h)
Armamento 2 canhões Whitworth de 70 mm (2,8 in) e 68 mm (2,7 in) respectivamente
Tripulação/Equipagem 125 homens

A Classe Cabral foi uma classe de navios encouraçados que serviram a Armada Imperial Brasileira. A classe consistia em dois navios: Cabral e o Colombo, ambos construídos na década de 1860 no estaleiro da J. e G. Rennie, Reino Unido. Originalmente construídos para a marinha paraguaia foram vendidos para o Brasil pelo não cumprimento paraguaio dos pagamentos.[1] Acabaram por participar na Guerra do Paraguai bombardeando o Forte de Curupaiti, na Passagem de Humaitá, Timbó e Angostura.[2]

NaviosEditar

Nome Imagem Homônimo Construtor Concluído Baixa
Cabral Pedro Alvares Cabral J. and G. Rennie, Millwall, Londres 1866 1880
Colombo Cristóvão Colombo 1882

Referências

  1. Chesneau, Koleśnik & Campbell 1979, p. 406.
  2. «NGB - Encouraçado Cabral». www.naval.com.br. Consultado em 17 de outubro de 2018 

BibliografiaEditar