Eleição municipal de São Gonçalo em 2000

As eleições municipais de São Gonçalo, município do Rio de Janeiro, em 2000, ocorreram no dia 1 de outubro (1° turno) e 29 de outubro (2° turno) e elegeram 1 (um) prefeito, mais o vice de seu partido ou coligação e 21 vereadores para a Câmara Municipal de São Gonçalo. O prefeito e o vice-prefeito eleitos assumiram os cargos no dia 1 de janeiro de 2001 com término no dia 31 de dezembro de 2004.

1996 Brasil 2004
Eleição municipal de São Gonçalo em 2000
29 de outubro de 2000
(Segundo turno)
Male portrait placeholder cropped.jpg Male portrait placeholder cropped.jpg
Candidato Dr. Charles Edson Ezequiel
Partido PMDB PDT
Vice Hairson Monteiro (PPB) Cliveraldo Nunes (PSB)
Votos 430.427 186.837
Porcentagem 56,59% 43,41%



Prefeito(a) da cidade

Conquistando 56,59% dos votos válidos, o médico e deputado estadual Henry Charles, candidato do Partido do Movimento Democrático Brasileiro, foi eleito em segundo turno, derrotando o prefeito licenciado Edson Ezequiel, candidato a reeleição pelo Partido Democrático Trabalhista, que obteve 43,41% dos votos válidos.[1] A vitória do candidato peemedebista pôs fim aos 12 anos da gestão pedetista na cidade, iniciado após a primeira vitória de Ezequiel em 1988.

Dos vinte e um vereadores eleitos, Aparecida Panisset, do PDT, obteve o maior número de votos - foram 14.417. Carlos Lopes da Silva (PDT), Eduardo Gordo (PSC), Solange da Costa Gomes (PDT), Neilton Mulim e Dilvan Aguiar, também do PDT, além de Gevu, do PTB, fecham o grupo dos sete candidatos mais votados para o legislativo.

O PDT obteve a maior bancada ao eleger nove candidatos para a câmara municipal. PTB, PMDB e PSDB elegeram três vereadores cada. O PSC fez dois vereadores, já o PL, apenas um.

Transmissão da Propaganda EleitoralEditar

A veiculação da propaganda eleitoral gratuita, em bloco e inserções, na televisão, foi ao ar pelo SBT Rio. Pelo rádio, a propaganda foi transmitida pelas rádios Catedral, Copacabana e Tropical.

Candidatos a prefeitoEditar

Candidato(a) Partido Vice Número Eleitoral Coligação
Isac Esteves (PSDB)
45
Muda São Gonçalo
PSDB, PPS, PSD, PTdoB e PHS
Hairson Monteiro (PPB)
15
Reage São Gonçalo
PMDB, PPB e PSDC
Cliveraldo Nunes (PSB)
12
Frente Popular por São Gonçalo
PDT, PSB, PCdoB, PMN, PRTB, PAN, PRONA, PL, PSC, PST, PFL, PGT, PRP, PRN, PV, PSL, PTN e PTB
Lúcia Pádua
Edson Pimentel
16
sem coligação
Randal Farah
Mauro Cavalcanti
21
sem coligação

Tempo de exposiçãoEditar

Candidato(a) Tempo
Edson Ezequiel (PDT) 11 minutos
Dr. Charles (PMDB) 8 minutos e 22 segundos
Alice Tamborindeguy (PSDB) 6 minutos e 36 segundos
Randal Farah (PCB) 2 minutos
Lúcia Pádua (PSTU) 2 minutos

ResultadosEditar

Prefeito - Primeiro TurnoEditar

1º Turno
1 de outubro de 2000
Candidato(a)[2] Vice Votação
Total Porcentagem
Edson Ezequiel (PDT) Cliveraldo Nunes (PSB) 169.332 39,79%
Dr. Charles (PMDB) Hairson Monteiro (PPB) 747.132 37,99%
Alice Tamborindeguy (PSDB) Isac Esteves (PSDB) 85.488 20,09%
Randal Farah (PCB) Mauro Cavalcanti (PCB) 7.757 1,82%
Lúcia Pádua (PSTU) Edson Pimentel (PSTU) 1.238 0,29%
Total de votos válidos 438.896 100,00%
Votos apurados
Votos válidos 438.896 93,56%
Votos em branco 16.285 3,47%
Votos nulos 13.895 2,96%
Total de votos apurados 438.896 100,00%
Eleitores
Comparecimento 469.076 86,78%
Abstenções 71.441 13,21%
Total de eleitores 540.517 100,00%
  Segundo turno

Prefeito - Segundo TurnoEditar

2º Turno
29 de outubro de 2000
Candidato(a) Vice Votação
Total Porcentagem
Dr. Charles (PMDB) Hairson Monteiro (PPB) 430.427 56,59%
Edson Ezequiel (PDT) Cliveraldo Nunes (PSB) 186.837 43,41%
Total de votos válidos 430.427 100,00%
Votos apurados
Votos válidos 430.427 95,11%
Votos em branco 7.945 1,75%
Votos nulos 14.156 3,12%
Total de votos apurados 452.528 100,00%
Eleitores
Comparecimento 452.528 83,72%
Abstenções 87.989 16,27%
Total de eleitores 540.517 100,00%
  Eleito(a)

Referências

  1. Folha de S. Paulo (29 de outubro de 2000). «Acaba apuração em São Gonçalo(RJ); Henry Charles, do PMDB, é eleito». Consultado em 1 de fevereiro de 2020 
  2. [1]