Abrir menu principal

Eleições estaduais na Guanabara em 1962

As eleições estaduais na Guanabara em 1962 aconteceram em 7 de outubro como parte das eleições gerais em 22 estados e nos territórios federais do Amapá, Rondônia e Roraima. Foram eleitos o vice-governador Eloy Dutra, os senadores Aurélio Viana e Gilberto Marinho além de e 21 deputados federais e 55 deputados estaduais.[1][2][3][nota 1]

1960 Brasil 1965
Eleições estaduais na Guanabara Guanabara em 1962
7 de outubro de 1962
(Turno único)
Vice-governador eleito
Replace this image male.png Replace this image male.png
Candidato Eloy Dutra Lopo Coelho
Partido PTB PSD
Natural de Rio de Janeiro, GB Uruguaiana, RS
Vice o próprio o próprio
Votos 484.842 402.292
Porcentagem 52,30% 43,39%



Governador(a) do Estado

Eleito
Mandato em curso
-

Índice

Resultado da eleição para vice-governadorEditar

Conforme o Tribunal Superior Eleitoral houve 45.682 votos em branco (4,47%) e 49.403 votos nulos (4,83%) com os 927.132 votos nominais assim distribuídos:[1]

Candidatos a governador do estado
Candidatos a vice-governador Número Coligação Votação Percentual
Não havia
-
Eloy Dutra
PTB
-
Aliança Social Trabalhista
(PTB, PSB)
484.842
52,30%
Não havia
-
Lopo Coelho
PSD
-
PSD, UDN
402.292
43,39%
Não havia
-
Mário Martins
PL
-
PL (sem coligação)
39.998
4,31%
  Eleito

Resultado da eleição para senadorEditar

Conforme o Tribunal Superior Eleitoral houve 302.362 votos em branco (14,79%) e 81.538 votos nulos (3,99%) baseados no comparecimento de 2.044.434 eleitores.[1]

Candidatos a senador da República
Primeiro suplente de senador Número Coligação Votação Percentual
Aurélio Viana
PSB
Adamastor de Oliveira Lima
-
-
Aliança Social Trabalhista
(PTB, PSB)
509.979
30,71%
Gilberto Marinho
PTN
Hélio Santos Damasceno
PTN
-
PTN (sem coligação)
431.284
25,97%
Juracy Magalhães
UDN
Hélio Beltrão
-
-
PSD, UDN
371.892
22,40%
Antônio Mourão Vieira Filho
PST
Ariosto Semeraro
PST
-
PST (sem coligação)
347.379
20,92%
  Eleitos

Deputados federais eleitosEditar

Deputados estaduais eleitosEditar

São relacionados a seguir os candidatos eleitos.[7][8]

Deputados estaduais eleitos Partido Votação Percentual Cidade onde nasceu Unidade federativa
Danilo da Cunha Nunes UDN 51.226
Raul Brunini UDN 48.433 Rio Claro   São Paulo
Saldanha Coelho PTB 40.019 Rio de Janeiro   Rio de Janeiro
Artur da Távola PTB 21.130 Rio de Janeiro   Rio de Janeiro
Raimundo de Brito UDN 16.429 Natal   Rio Grande do Norte
Hércules Correia PTB 13.273 Cachoeiro de Itapemirim   Espírito Santo
Lígia Bastos UDN 11.961 Rio de Janeiro   Rio de Janeiro
Sinval Palmeira Vieira PST 8.938
Gonzaga da Gama PSD 8.787 Rio de Janeiro   Rio de Janeiro
João Massena Melo PST 8.149 Palmares   Pernambuco
José Gomes Talarico PTB 7.855 São Paulo   São Paulo
Adalgisa Nery PSB 7.813 Rio de Janeiro   Rio de Janeiro
Edson Teixeira Guimarães UDN 7.551
Edna Marília Lott de Morais Costa PTB 7.256
Velinda Maurício da Fonseca PTB 6.909
Amando da Fonseca PTN 6.900
Álvaro Valle PDC 6.551 Rio de Janeiro   Rio de Janeiro
Victorino James UDN 6.434
Geraldo Moreira PTB 6.124
Ib Teixeira PTB 6.056
Waldemar Viana de Carvalho PSP 5.829
Amaral Peixoto Júnior PSD 5.617
Francisco da Gama Lima Filho PDC 5.614
Rubens Cardoso de Macedo PTB 5.363
Naldir Laranjeira Batista PR 5.356
Antônio Frederico Luvizaro PRT 5.338
Frota Aguiar UDN 5.325 Camocim   Ceará
Geraldo de Oliveira Ferraz UDN 5.219
Miécimo da Silva PSD 4.863
Bonifácio de Andrada PSD 4.770 Rio de Janeiro   Rio de Janeiro
Jamil Haddad PSB 4.750 Rio de Janeiro   Rio de Janeiro
Levi de Miranda Neves PSP 4.731
Luís Corrêa da Silva PTB 4.642
Gerson Bergher PTN 4.545 Rio de Janeiro   Rio de Janeiro
Mac Dowell de Castro UDN 4.481 Rio de Janeiro   Rio de Janeiro
Manoel Novella da Silva Júnior PRT 4.475
Paulo George Esteves Areal UDN 4.434
João Gonçalves Xavier PRT 4.406
Nelson José Salim PST 4.324
Paulo Duque PR 4.238 Rio de Janeiro   Rio de Janeiro
Francisco José Dutra Júnior PTB 4.223
Sinval Corrêa Sampaio PTB 4.207
Domingos d'Ângelo UDN 4.127
Telêmaco Maia PR 4.125
Ubaldo da Silva Oliveira PST 4.120
Francisco Silbert Sobrinho PL 4.091
Emílio Nina Ribeiro UDN 3.959 Rio de Janeiro   Rio de Janeiro
José Antônio Cesário de Melo PL 3.889
Pedro Fernandes Filho PSB 3.579
Horácio Cardoso Franco PTB 3.548
João Machado MTR 3.107
Everardo Castro PDC 3.092 Rio de Janeiro   Rio de Janeiro
Raimundo Barbosa de Carvalho Neto UDN 3.015
Rubem Cardoso Pires PSP 2.965
Mauro Magalhães UDN 2.691

Notas

  1. Nos territórios federais o pleito serviu apenas para a escolha de deputados federais, não havendo eleições no Distrito Federal e no Território Federal de Fernando de Noronha.
  2. a b c d e f g Teve o mandato cassado pelo Regime Militar de 1964 e o dos suplentes Roland Corbisier e Epaminondas dos Santos via Ato Institucional Número Um. Foram efetivados: Áureo Melo, Baeta Neves, Eurico Oliveira, Expedito Rodrigues, Guerreiro Ramos, Mendes de Morais e Noronha Filho.
  3. Foi ministro dos Transportes no governo Castelo Branco e assim licenciou-se em prol de Afonso Arinos Filho.
  4. Eleito deputado federal e vice-governador graças ao ardil das "candidaturas múltiplas", foi cassado e com isso a cadeira de vice-governador foi destinada a Rafael de Almeida Magalhães e o mandato de deputado federal ficou com Eurico Oliveira após a cassação de Epaminondas dos Santos.
  5. Renunciou para assumir uma cadeira no Supremo Tribunal Federal a convite do presidente Castelo Branco após a outorga do Ato Institucional Número Dois e assim foi efetivado Aguinaldo Costa.
  6. Eleito vice-governador da Guanabara na chapa de Negrão de Lima em 1965, assumiu seu cargo no Executivo em dezembro. Não houve convocação de suplente.
  7. Dado indisponível tanto na Câmara dos Deputados quanto no acervo da Fundação Getúlio Vargas.

Referências

  1. a b c «Banco de dados do Tribunal Superior Eleitoral». Consultado em 12 de agosto de 2017 
  2. «BRASIL. Presidência da República: Lei nº 3.752 de 14/04/1960». Consultado em 12 de agosto de 2017 
  3. «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Elói Dutra». Consultado em 14 de junho de 2019 
  4. «Líderes Históricos | PDT». PDT. 15 de novembro de 2016 
  5. «Página oficial da Câmara dos Deputados». Consultado em 12 de agosto de 2017. Arquivado do original em 2 de outubro de 2013 
  6. «BRASIL. Presidência da República: Lei nº 9.504 de 30/09/1997». Consultado em 12 de agosto de 2017 
  7. «Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro departamento de arquivos». Consultado em 13 de maio de 2013. Arquivado do original em 1 de dezembro de 2012 
  8. «Núcleo de memória política carioca e fluminense: Assembleia Legislativa da Guanabara (1961-1963)». Consultado em 13 de maio de 2013