Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Se procura por o termo utilizado em botânica para descrever a sexualidade de plantas, veja Dioicia.
Ao contrário da maioria dos Platyhelminthes, os schistosomas são gonocóricos (na imagem a fêmea de corpo muito estreito pode ser vista a emergir do canal ginecofórico do macho situado imediatamente abaixo da ventosa ventral).

Gonocorismo ou gonocoria (grego: descendência + dispersa; forma adjectiva: gonocórico), ou unissexualismo, são as designações utilizadas em biologia para descrever a ocorrência num dado organismo de apenas um de pelo menos dois sexos distintos.[1] Estes termos são mais frequentemente utilizados quando aplicados a espécies animais, nas quais é mais comum cada espécime, ou seja cada indivíduo, ser gonocórico. Quando aplicado a plantas o termo escolhido é em geral «dioicia» (forma adjectiva: dioico).

DescriçãoEditar

O gonocorismo contrasta com outras estratégias reprodutivas, tais como a reprodução assexual e o hermafroditismo. Em algumas espécies, o sexo de um indivíduo pode mudar durante o seu ciclo de vida, originando uma estratégia designada por hermafroditismo sequencial, como por exemplo ocorre nos Scaridae (peixe-papagaio)[2][3] e nos moluscos da família Cardiidae (berbigões).

O sexo de cada indivíduo é mais frequentemente determinado geneticamente, mas pode ser determinado por outros mecanismos. Por exemplo, nos jacarés a determinação do sexo de cada indivíduo é dependente da temperatura durante a incubação do ovo.

No caso das plantas, a gonocoria, ou dioicia como em geral os botânicos designam esta característica, é pouco frequente. Por exemplo, em plantas com flor, cada flor individual pode ser hermafrodita (i.e. conter tanto estames como ovário) ou gonocórica (unissexual), neste caso tendo apenas androceu ou gineceu.

Notas

  1. «Gonochorism». Glossary. The Natural History Museum. Consultado em 11 de abril de 2012 
  2. Bester, C. Stoplight parrotfish Florida Museum of Natural History, Ichthyology Department. Accessed 15-12-2009
  3. Afonsoa, Moratoa & Santos (2008). Spatial patterns in reproductive traits of the temperate parrotfish Sparisoma cretense. Fisheries Research 90(1-3): 92-99

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

 
O Wikcionário tem o verbete gonocorismo.