Governo Provisório da República da Coreia


대한민국 임시정부
(大韓民國臨時政府)

Governo Provisório da República da Coreia

Governo no exílio

Flag of Korea (1882–1910).svg
1919 – 1948 Flag of South Korea (1948–1949).svg
 
Flag of North Korea.svg
Flag Brasão
Bandeira Selo da República
Lema nacional
"대한독립만세!"
"Vida Longa à Independência Coreana!"
Hino nacional
"Aegukga"


Localização de Governo Provisório da República da Coreia
Continente Ásia
Região Ásia Oriental
País República da Coreia
Capital Hanseong (de jure)
Capital-no-Exilio:
Xangai
Xunquim
37° 32' N 126° 59' E
Língua oficial Coreano
Governo Presidencialismo (1919–1925)
Parlamentar (1925–1940)
Presidencialismo (1940–1948)
(Todos os três foram formados por um governo provisório)
Presidente
 • 1919–1925 Syngman Rhee
 • 1927–1933,
1935–1940
Yi Dong-nyeong
 • 1926–1927,
1940–1948
Kim Gu
Primeiro-ministro
 • 1919–1921 Yi Dong-hwi
 • 1924–1925 Park Eun-sik
 • 1944–1945 Kim Kyu-sik
Período histórico Século XX
 • 1 de março de 1919 Movimento Primeiro de Março
 • 11 de abril de 1919 Constituição
 • 13 de abril de 1919 Governo proclamado
 • 29 de abril de 1932 Incidente no Parque Hongkou
 • 10 de dezembro de 1941 Guerra declarada pelas Potências do Eixo
 • 15 de agosto de 1945 Rendição do Japão
 • 15 de agosto de 1948 Estabelecimento da Primeira República da Coreia do Sul
Moeda Won

O Governo Provisório da República da Coreia (hangul: 대한민국임시정부; hanja: 大韓民國臨時政府; rr: Daehanmin(-)guk Imsijeongbu; MR: Taehanmin'guk Imsijŏngbu) foi um governo no exílio parcialmente reconhecido, estabelecido em Xangai, China, e, posteriormente, em Xunquim, durante a ocupação japonesa da Coreia.[1]

HistóriaEditar

Em 11 de abril de 1919, pouco depois do Movimento Primeiro de Março, foi promulgada a Constituição Provisória de uma futura "República da Coréia", que teria como território aquele do extinto Império Coreano. Essa constituição previa um sistema presidencialista com três poderes: executivo, legislativo e judiciário.

Ao longo do tempo, o Governo Provisório da República da Coréia receberia apoio econômico e militar do Kuomintang da China, da União Soviética e da França.[2][3][4][5][6][7][8]

Em sua formação inicial, tiveram destaque: dois integrantes da Associação Nacional Coreana:

  • Syngman Rhee: primeiro presidente; e
  • An Changho: primeiro chefe de gabinete.[9]

O governo provisório coordenou ações da resistência armada contra o exército imperial japonês durante as décadas de 1920 e 1930, incluindo: a Batalha de Fengwudonga, em junho de 1920; a Batalha de Qingshanli, em outubro de 1920; e o atentado contra autoridades japonesas em Xangai, em abril de 1932 (vide: Yoon Bong-Gil).

Em 1940, foi formado o Exército de Libertação da Coreia, que reuniu quase todos os grupos de resistência coreanos no exílio e lutou em conjunto com os chineses contra tropas japonesas na China e em algumas partes do Sudeste Asiático.

Em 9 de dezembro de 1941, declarou guerra contra as Potências do Eixo, Japão e Alemanha.

No final da Segunda Guerra Mundial, o Exército de Libertação da Coreia estava preparando um ataque contra as forças imperiais japonesas em território coreano, em conjunto com a Agência de Serviços Estratégicos dos Estados Unidos, mas a rendição do Japão impediu a execução do plano.

O objetivo de libertar a Coreia da ocupação japonesa, foi alcançado com a rendição japonesa no dia 2 de setembro de 1945, mas o Governo Provisório não assumiu o controle da Coreia.

Após o fim da Segunda Guerra Mundial, os EUA e a URSS posicionaram suas forças na Península Coreana. A URSS ocupou a metade norte da Península Coreana e formou a Administração Civil Soviética. Na parte sul da Península Coreana, os EUA formaram o Governo militar do Exército dos Estados Unidos na Coreia.

Os principais integrantes do Governo Provisório Coreano discordaram do sistema de tutela aplicado à Península Coreana, dentre eles: Lyuh Woon-hyung, de centro-esquerda, e Kim Kyu-sik, de centro-direita.

No entanto, o presidente dos Estados Unidos, Harry S. Truman, declarou a Doutrina Truman em março de 1947. Essa doutrina acelerou o que seria a Guerra Fria e deixou implicações duradouras na Península Coreana.

Em 15 de agosto de 1948, o organismo foi dissolvido. Syngman Rhee, que foi o seu primeiro presidente, tornou-se o primeiro Presidente da Coreia do Sul, em 1948. O atual governo sul-coreano afirma, por meio da constituição emendada de 1987 da Coreia do Sul, que há continuidade entre o KPG e o atual estado sul-coreano, embora isso tenha sido criticado por alguns historiadores como constituindo um revisionismo.

Os edifícios utilizados pelo Governo Provisório em Xangai e Xunquim, foram transformados em museus.

Lista de presidentesEditar

  • Syngman Rhee (11 de setembro de 1919 - 21 de março de 1925) - Deposto pela assembleia provisória
  • Yi Dong-nyeong (16 de junho de 1924 - 11 de dezembro de 1924) - Atuante
  • Park Eun-sik (11 de dezembro de 1924 - 24 de março de 1925) - Atuante
  • Park Eun-sik (24 de março de 1925 - setembro de 1925)
  • Yi Yu-pil (setembro de 1925) - Atuante
  • Yi Sang-ryong (setembro de 1925 - janeiro de 1926)
  • Yang Gi-tak (janeiro de 1926 - 29 de abril de 1926)
  • Yi Dong-nyeong (29 de abril de 1926 - 3 de maio de 1926)
  • Ahn Changho (3 de maio de 1926 - 16 de maio de 1926)
  • Yi Dong-nyeong (16 de maio de 1926 - 7 de julho de 1926)
  • Hong Jin (7 de julho de 1926 - 14 de dezembro de 1926)
  • Kim Gu (14 de dezembro de 1926 - agosto de 1927)
  • Yi Dong-nyeong (agosto de 1927 - 24 de junho de 1933)
  • Song Byeong-jo (24 de junho de 1933 - outubro de 1933)
  • Yi Dong-nyeong (outubro de 1933 - 13 de março de 1940) - Faleceu no cargo
  • Kim Gu (1940 - março de 1947)
  • Syngman Rhee (março de 1947 - 15 de agosto de 1948) - Tornou-se o primeiro presidente da Coreia do Sul, entre 24 de julho de 1948 até 26 de abril de 1960

GaleriaEditar

Ver tambémEditar

Referências

  1. Neff, Robert (28 de março de 2010). «Provisional Government in Shanghai Resisted Colonial Rule» (em inglês). The Korea Times 
  2. Por que a foto de Kim Gu está faltando no Memorial do Governo Provisório de Hangzhou, em coreano, acesso em 15/09/2021.
  3. Movimento de 1º de março. Celebração da Primeira Presidência (38) O apoio de Chiang à presidência é apenas 'boas intenções'?], em coreano, acesso em 15/09/2021.
  4. [100º aniversário de Uiyeoldan ⑬ Uma vida como uma chama Kim San ...Azarado ‘Arirang’], em coreano, acesso em 15/09/2021.
  5. (100º aniversário de Uiyeoldan) ⑬ Uma vida como uma chama Kim San ...Azarado ‘Arirang’, em coreano, acesso em 15/09/2021.
  6. [http://www.sisamagazine.co.kr/news/articleView.html?idxno=219398 SDC International School, Movimento de 1º de março e Concerto Nacional de Amor para comemorar o 100º aniversário do estabelecimento do Governo Provisório da República da Coreia.
  7. [https://www.yna.co.kr/view/AKR20190811012700504?input=1195m Descendentes de Hong Jae-ha, um professor do movimento de independência na França, visitaram a Coreia.
  8. Yŏngho Ch'oe, Peter H. Lee, e William Theodore de Bary, ed. (2000). Sources of Korean Tradition: From the Sixteenth to the Twentieth Centuries. Introduction to Asian Civilizations (em inglês). 2. Nova Iorque: Columbia University Press. p. 336 
  9. Uma estátua do chefe do Governo Provisório, incluindo o Presidente Kim Gu, será erguida em Cheongnamdae., em 16/09/2021.