Martín Demichelis

futebolista argentino

Martín Gastón Demichelis (20 de dezembro de 1980) é um treinador e ex-futebolista argentino que atuava como zagueiro ou volante. Atualmente comanda o River Plate.

Martín Demichelis
Martín Demichelis
Demichelis pelo Manchester City em 2015
Informações pessoais
Nome completo Martín Gastón Demichelis
Data de nasc. 20 de dezembro de 1980 (43 anos)
Local de nasc. Justiniano Posse, Córdoba, Argentina
Nacionalidade argentino
Altura 1,84 m
destro
Informações profissionais
Clube atual River Plate
Posição ex-zagueiro ou volante
Função treinador
Clubes de juventude
1994–1995
1995–1998
1998–2000
Complejo Deportivo
Club Renato Cesarini
River Plate
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
2000–2003
2003–2010
2011–2013
2013
2013–2016
2016–2017
2017
River Plate
Bayern de Munique
Málaga
Atlético de Madrid
Manchester City
Espanyol
Málaga
0051 0000(1)
0254 000(15)
0103 0000(9)
0000 0000(0)
0104 0000(4)
0002 0000(0)
0010 0000(0)
Seleção nacional
2003–2015 Argentina 0051 0000(2)
Times/clubes que treinou
2017–2018
2019–2021
2021–2022
2023–
Málaga (auxiliar)
Bayern de Munique Sub-19
Bayern de Munique II
River Plate

Como jogador, passou a maior parte de sua carreira (sete anos e meio) no Bayern de Munique, conquistando 11 títulos importantes com a equipe alemã. Também atuou em seu país natal pelo River Plate, na Espanha por Málaga e Espanyol, e na Inglaterra pelo Manchester City.

Já pela Seleção Argentina, disputou duas Copas do Mundo FIFA – terminando em segundo lugar em 2014 – e fez parte da equipe vice-campeã da Copa América de 2015.

Carreira como jogador editar

River Plate editar

Nascido em Justiniano Posse, Córdoba, Demichelis começou a jogar profissionalmente em 2001, no River Plate, com sede em Buenos Aires, após ter chegado às categorias de base do clube três anos antes.

Ele fez sua estreia no time principal – e na primeira divisão – em 2 de setembro de 2001, em um jogo contra o Estudiantes de La Plata, marcando seu único gol pela equipe numa partida contra o Rosário Central.

Em 28 de abril de 2002, o goleiro do River Plate, Ángel Comizzo, foi expulso faltando um minuto para o final do tempo regulamentar contra o Racing, deixando Demichelis assumir o gol. Ele enfrentou uma cobrança de falta direta que bateu na parede e foi aproveitada para o único gol da partida por Nelson Cuevas, enquanto o River conquistou o título do Clausura.

Bayern de Munique editar

Demichelis assinou com o Bayern de Munique no verão de 2003, por 4,5 milhões de euros. Sua primeira temporada na Bundesliga não foi muito positiva, pois ele sofreu várias lesões leves, aparecendo em apenas 14 jogos da liga (21 no total), enquanto os bávaros terminaram em segundo lugar. No início de 2004, ele jogou sua única partida com o time reserva, contra o Stuttgarter Kickers.

Sob o comando do novo treinador Felix Magath, Demichelis se tornou titular regular do Bayern, aparecendo em 75 partidas oficiais nas duas temporadas seguintes, enquanto a equipe conquistava dois títulos duplos consecutivos, alcançando um total de quatro durante sua passagem.

O novo técnico do Bayern, Ottmar Hitzfeld, conseguiu converter Demichelis com sucesso de volante em zagueiro. Na temporada 2008–09, ele marcou quatro gols, sua melhor marca na carreira, em 29 jogos, mas o título foi perdido para o Wolfsburg. No entanto, o jogador frequentemente entrou em conflito com o novo treinador Louis van Gaal, começando logo após o primeiro dia de jogo, quando foi deixado de fora do time titular na partida de abertura da temporada 2010–11 contra o Wolfsburg, e Demichelis solicitou que van Gaal o omitisse completamente do elenco, o que o treinador fez. Em seguida, o jogador declarou à imprensa que seria provável que ele e o clube seguissem caminhos separados.

Em 29 de outubro de 2010, aproveitando uma sequência de lesões no elenco, Demichelis fez uma de suas últimas aparições pelo Bayern, marcando um gol de cabeça na vitória em casa por 4 a 2 contra o Freiburg.

 
Demichelis atuando pelo Málaga

Málaga e Atlético Madrid editar

No final de dezembro de 2010, Demichelis concordou com um acordo com o clube espanhol Málaga, inicialmente até o final da temporada 2010–11, com a opção de extensão do contrato por mais duas temporadas. Ele juntou-se ao ex-técnico do River Plate, Manuel Pellegrini, e fez sua estreia na La Liga em 8 de janeiro de 2011, marcando um gol no empate em casa por 1 a 1 contra o Athletic Bilbao.

Durante seus primeiros quatro meses no Málaga, Demichelis foi expulso duas vezes, mas também começou em todas as partidas em que estava disponível, sendo essencial – assim como Júlio Baptista, outro contratado em janeiro – para que o clube evitasse o rebaixamento. Em 22 de agosto de 2012, ele marcou o primeiro gol do clube na história da Liga dos Campeões da UEFA, abrindo o placar na vitória em casa por 2 a 0 contra o Panathinaikos (também o placar agregado).

Após o fim de seu contrato com o Málaga, o argentino foi anunciado pelo Atlético de Madrid no dia 11 de julho de 2013, assinando contrato de um ano.[1] Sem atuar na equipe comandada por Diego Simeone, em dezembro ele iniciou uma ação legal contra o clube por não pagamento, relacionado a 400 mil euros de salários não pagos, além de bônus.

Manchester City editar

Foi anunciado como reforço do Manchester City no dia 1 de setembro de 2013, reencontrando no clube inglês Manuel Pellegrini, seu ex-técnico do Málaga. O zagueiro assinou um contrato de dois anos no valor relatado de 4,2 milhões de libras. Ele havia estado no Atlético por menos de dois meses e ainda não havia realizado nenhuma partida.[2]

Demichelis estreou pelo novo clube no dia 27 de outubro, começando como titular em uma derrota por 2 a 1 para o Chelsea, pela Premier League, após se recuperar de uma lesão no joelho.[3] Em 18 de fevereiro do ano seguinte, ele foi expulso contra o Barcelona na derrota por 2 a 0 em casa, em jogo válido pelas oitavas de final da Liga dos Campeões da UEFA. O jogador teve péssima atuação na partida, cometendo um pênalti que Lionel Messi marcou e abriu o placar.[4]

Apesar do início conturbado de Demichelis no City, Pellegrini manteve a confiança nele. Em 15 de março de 2014, após o capitão do clube, Vincent Kompany, ser expulso, ele foi fundamental na vitória por 2 a 0 sobre o Hull City. No fim de semana seguinte, marcou seu primeiro gol, contribuindo para a goleada por 5 a 0 sobre o Fulham em casa. Sua boa fase nos últimos dois meses da temporada ajudou sua equipe a conquistar o título da liga e também o ajudou a retornar à Seleção Argentina.

Em 12 de março de 2015, Demichelis renovou seu contrato expirante até junho do ano seguinte. Um ano depois, ele foi acusado pela Associação de Futebol de 12 violações de suas regras contra apostas em partidas e aceitou a acusação. Ele foi multado em 22.058 libras pela violação.

Em 10 de junho de 2016, Demichelis foi liberado pelo clube.

Retorno à Espanha editar

Em 10 de agosto de 2016, aos quase 36 anos, Demichelis assinou um contrato de um ano com o Espanyol, na primeira divisão da Espanha. No entanto, em 10 de janeiro de 2017, após apenas duas aparições, ele foi liberado.

Uma semana após deixar o Espanyol, Demichelis retornou ao Estádio La Rosaleda, do Málaga, em um contrato de cinco meses. Em 15 de maio de 2017, ele anunciou sua aposentadoria.[5]

Seleção Nacional editar

 
Demichelis pela Seleção Argentina em 2014

Foi convocado pela primeira vez para a Seleção Argentina em 2005, sendo chamado para a Copa das Confederações FIFA realizada na Alemanha, onde não foi utilizado pela equipe vice-campeã. O jogador estreou sob o comando de José Pékerman no dia 12 de novembro, atuando como volante em uma derrota por 3 a 2 para a Inglaterra, num amistoso realizado no Estádio de Genebra, na Suíça. Um ano depois, no entanto, não foi convocado para a Copa do Mundo FIFA de 2006.

Em 11 de setembro de 2007, Demichelis marcou seu primeiro gol internacional, de cabeça, no único gol de um amistoso contra a Austrália no Melbourne Cricket Ground. Ele sofreu uma lesão facial durante uma partida amistosa contra a Alemanha em 3 de março de 2010, ficando fora por três semanas, e posteriormente foi convocado para a Copa do Mundo FIFA daquele ano, na África do Sul.[6] Sob o comando de Diego Maradona, ele jogou em todas as partidas da Argentina no torneio, fazendo dupla de zaga com Nicolás Burdisso, mas não conseguindo impedir a eliminação nas quartas de final. Demichelis marcou um gol na competição no dia 22 de junho, o primeiro da vitória por 2 a 0 contra a Grécia, pela fase de grupos.[7]

Demichelis perdeu seu lugar na Seleção em novembro de 2011, após uma partida das Eliminatórias da Copa do Mundo contra a Bolívia. Passaram-se dois anos e meio até que ele fosse incluído na lista provisória de 30 jogadores de Alejandro Sabella para a Copa do Mundo FIFA de 2014, sendo confirmado na lista final.[8] No banco de reservas nos quatro primeiros jogos da equipe, Demichelis fez sua estreia no torneio na vitória por 1 a 0 nas quartas de final contra a Bélgica, na qual jogou os 90 minutos completos, substituindo Federico Fernández.[9] Ele continuou como titular nas semifinais, quando sua equipe eliminou a Holanda em uma disputa por pênaltis após um empate em 0 a 0, e também na final contra a Alemanha, na qual a Argentina acabou como vice-campeã após perder por 1 a 0 na prorrogação.

Demichelis foi convocado para a Copa América de 2015 no Chile, fazendo sua estreia na partida final da fase de grupos, uma vitória por 1 a 0 sobre a Jamaica, substituindo Nicolás Otamendi como titular. Em seguida, ele jogou a semifinal contra o Paraguai e a final contra os anfitriões, ao lado de Otamendi e substituindo Ezequiel Garay, que estava doente. A Argentina acabou sendo derrotada na final.

Carreira como treinador editar

Em maio de 2017, imediatamente após se aposentar, Demichelis permaneceu no Málaga como assistente técnico de Míchel, substituindo Weligton, que havia retornado ao Brasil devido a uma lesão. Ele continuou trabalhando após a demissão do treinador principal em janeiro, mas teve menos envolvimento sob o comando de seu sucessor José González.

Demichelis retornou ao Bayern de Munique em junho de 2019 para treinar a equipe sub-19. Em 2 de abril de 2021, foi anunciado que ele e Danny Schwarz substituiriam Holger Seitz como treinadores do Bayern de Munique II. Seu primeiro jogo como treinador de uma equipe principal foi em 17 de julho, na vitória por 3 a 0 contra o Augsburg II, no primeiro dia da temporada da Regionalliga Bayern.

Em outubro de 2022, Demichelis obteve a licença de treinador UEFA Pro após concluir o curso anual organizado pela Federação Italiana de Futebol. Em 16 de novembro do mesmo ano, ele retornou ao River Plate como o novo treinador principal do clube, assinando um contrato até dezembro de 2025.

Estatísticas editar

Como jogador editar

Jogos e gols por clube, temporada e competição
Clube Temporada Liga Copa nacional Copa da Liga Continental Outros Total
Competição Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
River Plate 2001–02 Campeonato Argentino 17 0 7 1 24 1
2002–03 35 1 11 1 46 2
Total 52 1 18 2 70 3
Bayern de Munique II 2003–04 Regionalliga 1 0 1 0
Bayern de Munique 2003–04 Bundesliga 14 2 2 0 0 0 5 0 21 2
2004–05 23 0 5 0 2 0 5 0 35 0
2005–06 27 1 4 0 1 0 8 2 40 3
2006–07 26 3 2 0 1 0 6 0 35 3
2007–08 28 1 4 0 2 0 10 0 44 1
2008–09 29 4 3 0 8 0 40 4
2009–10 21 1 4 0 9 0 34 1
2010–11 6 1 1 0 2 0 1 0 10 1
Total 174 13 25 0 6 0 53 2 1 0 259 15
Málaga 2010–11 La Liga 18 1 1 0 19 1
2011–12 35 2 4 1 39 3
2012–13 31 4 3 0 11 1 45 5
Total 84 7 8 1 11 1 103 9
Manchester City 2013–14 Premier League 27 2 2 0 2 0 4 0 35 2
2014–15 31 1 0 0 2 0 7 0 40 1
2015–16 20 0 2 0 5 0 4 1 31 1
Total 78 3 4 0 9 0 15 1 106 4
Espanyol 2016–17 La Liga 2 0 0 0 2 0
Málaga 2016–17 La Liga 10 0 0 0 10 0
Total na carreira 401 24 37 1 15 0 97 6 1 0 551 31

Seleção Argentina editar

Seleção Ano Jogos Gols
Argentina 2005 2 0
2006 1 0
2007 5 1
2008 9 0
2009 7 0
2010 9 1
2011 4 0
2014 7 0
2015 5 0
2016 2 0
Total 51 2
Gols pela Seleção
No. Data Local Adversário Placar Resultado Competição Ref.
1 11 de setembro de 2007 MCG, Melbourne, Australia Austrália 1–0 1–0 Amistoso
2 22 de junho de 2010 Estádio Peter Mokaba, Polokwane, África do Sul Grécia 1–0 2–0 Copa do Mundo FIFA de 2010

Como treinador editar

Time Início Até Estatísticas Ref.
J V E D GM GS SG Vit %
Bayern de Munique II 4 de abril de 2021 13 de novembro de 2022 65 34 16 15 160 97 +63 52.31
River Plate 17 de novembro de 2022 presente 28 20 3 5 54 26 +28 71.43
Total 93 54 19 20 214 123 +91 58.06

Títulos editar

Como jogador editar

River Plate
Bayern de Munique
Manchester City

Como treinador editar

River Plate

Referências

  1. «Demichelis deixa o Málaga e assina com o Atlético de Madri por um ano». GloboEsporte.com. 11 de julho de 2013. Consultado em 27 de junho de 2023 
  2. «Sem ter atuado pelo Atlético de Madri, Demichelis acerta transferência para o Manchester City». ESPN Brasil. 1 de setembro de 2013. Consultado em 27 de junho de 2023 
  3. «Chelsea vence City "in extremis" após erro de Nastasic». RTP. 27 de outubro de 2013. Consultado em 27 de junho de 2023 
  4. «Com gol 100% brasileiro e polêmica, Barcelona faz 2 no City e encaminha vaga». ESPN Brasil. 18 de fevereiro de 2014. Consultado em 27 de junho de 2023 
  5. «Ex-Bayern e Manchester City, zagueiro Demichelis anuncia aposentadoria». GZH. 15 de maio de 2017. Consultado em 27 de junho de 2023 
  6. «Lista de convocados da seleção da Argentina». Terra. Consultado em 27 de junho de 2023 
  7. «Argentina vence a Grécia e está classificada às oitavas». Imirante.com. 22 de junho de 2010. Consultado em 27 de junho de 2023 
  8. «Argentina anuncia convocados para Copa e deixa Tévez e Otamendi fora». Terra. 2 de junho de 2014. Consultado em 27 de junho de 2023 
  9. Dassler Marques (5 de julho de 2014). «Sem sustos, Argentina bate Bélgica e vai à semi após 24 anos». Terra. Consultado em 27 de junho de 2023 

Ligações externas editar