Abrir menu principal

Morungaba

município brasileiro do estado de São Paulo
Estância Climática de Morungaba
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Estância Climática de Morungaba
Bandeira
Brasão de armas de Estância Climática de Morungaba
Brasão de armas
Hino
Apelido(s) "Colmeia do Vale"
"Morunga"
Gentílico morungabense
Localização
Localização da Estância Climática de Morungaba em São Paulo
Localização da Estância Climática de Morungaba em São Paulo
Estância Climática de Morungaba está localizado em: Brasil
Estância Climática de Morungaba
Localização da Estância Climática de Morungaba no Brasil
Mapa da Estância Climática de Morungaba
Coordenadas 22° 52' 48" S 46° 47' 31" O
País Brasil
Unidade federativa São Paulo
Região intermediária[1] Campinas
Região imediata[1] Jundiaí
Região metropolitana Campinas
Municípios limítrofes Amparo, Bragança Paulista, Campinas, Itatiba, Pedreira, Tuiuti, Valinhos
Distância até a capital 108 km
História
Fundação 29 de junho de 1888 (131 anos)
Emancipação 28 de fevereiro de 1964 (55 anos)
Administração
Prefeito(a) Marco Antonio de Oliveira (PSD, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [2] 146,752 km²
População total (Estimativa IBGE/2019) 13 622 hab.
Densidade 92,82 hab./km²
Clima tropical de altitude (Cwb)
Altitude 765 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000[3]) 0,788 alto
PIB (IBGE/2008[4]) R$ 207 942,978 mil
PIB per capita (IBGE/2008[4]) R$ 15 996,84
www.morungaba.sp.gov.br/ (Prefeitura)
www.camaramorungaba.sp.gov.br/ (Câmara)

Morungaba é um município brasileiro do estado de São Paulo, pertence a Região Metropolitana de Campinas. Localiza-se a uma latitude 22º52'48" sul e a uma longitude 46º47'30" oeste, estando a uma altitude de 765 metros. Sua população estimada em 2016 era de 13.095 habitantes. [2]

Estância climáticaEditar

 Ver artigo principal: Estância turística

Morungaba é um dos 12 municípios paulistas considerados estâncias climáticas pelo Estado de São Paulo, por cumprirem determinados pré-requisitos definidos por Lei Estadual. Tal status garante a esses municípios uma verba maior por parte do Estado para a promoção do turismo regional. Também, o município adquire o direito de agregar junto a seu nome o título de Estância Climática, termo pelo qual passa a ser designado tanto pelo expediente municipal oficial quanto pelas referências estaduais.

HistóriaEditar

Assentada nas colinas suaves de um vale ao pé da Serra de Cabras, o município é um convite à tranquilidade. Fundada em meados do século XIX com o nome de Conceição de Barra Mansa, mudado em 1919 para a denominação atual. Morungaba emancipou-se politicamente em 28 de fevereiro de 1964 e administrativamente em 1965, sendo elevada à condição de Estância Climática em 25 de julho de 1994[5].

Em gleba de terreno ligeiramente acidentado e fertilíssimo onde corre o Ribeirão dos Mansos, surgiram as primeiras casas do Bairro dos Mansos (sobrenome de provável família pioneira), formando um núcleo ao redor de uma capela dedicada a Nossa Senhora da Conceição. Era no tempo em que a lavoura cafeeira expandia-se pelo Estado. Com os cafezais, chegaram os imigrantes italianos que aqui se fixaram, primeiro na lavoura e, em seguida no comércio, solidificando o pequeno burgo.

Em meados do século XX, as primeiras indústrias se instalaram, o distrito transformou-se em município apresentando sinais de indiscutível progresso, evoluindo até tornar-se a cidade que hoje é, pequena porém agradável, pujante e movimentada. A lei nº, de 25 de julho de 1994, transformou o Município de Morungaba em estância climática. A cidade começa a estruturar-se para se transformar num ponto de atração turística. Potencial não lhe falta.

Toponímia: Morungaba, do tupi-guarani, colmeia de morungas, abelhas produtoras de dulcíssimo mel.

GeografiaEditar

Município Limítrofes: Amparo - 26 km, Bragança Paulista - 43 km, Itatiba - 18 km, Campinas - 42 km, Pedreira, e Tuiuti.

RodoviasEditar

TopografiaEditar

Levemente acidentada.

ClimaEditar

Tropical de altitude. Temperatura Média: 18 a 26 graus, dentro de ótimo sistema ecológico.

DemografiaEditar

Dados do Censo - 2000

População total: 9.911

  • Urbana: 7.786
  • Rural: 2.125
  • Homens: 5.015
  • Mulheres: 4.896

Densidade demográfica (hab./km²): 67,65

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 16,80

Expectativa de vida (anos): 70,73

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,49

Taxa de alfabetização: 90,79%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,788

  • IDH-M Renda: 0,745
  • IDH-M Longevidade: 0,762
  • IDH-M Educação: 0,856

(Fonte: IPEADATA)

HidrografiaEditar

ToponímiaEditar

  • Morungaba, do tupi-guarani, colmeia de morungas, abelhas produtoras de dulcíssimo mel (Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo).

ComunicaçõesEditar

A cidade foi atendida pela Companhia Telefônica Brasileira (CTB) até 1973[6], quando passou a ser atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP), que construiu a central telefônica utilizada até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica[7], sendo que em 2012 a empresa adotou a marca Vivo[8] para suas operações de telefonia fixa.

TransporteEditar

Ônibus intermunicipaisEditar

Convencional - Águas de Lindoia, Lindoia, Serra Negra, Amparo, Itatiba, Jundiaí, São Paulo (via Rodovia Anhanguera), Santos, São Vicente, Praia Grande, Mongaguá.

Referências

  1. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  2. a b «IBGE Cidades - Morungaba». IBGE. Consultado em 10 de janeiro de 2016 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
  5. «Dados Demográficos | Prefeitura Municipal da Estância Climática de Morungaba». Prefeitura Municipal da Estância Climática de Morungaba. Consultado em 22 de novembro de 2017 
  6. «Relação do patrimônio da CTB incorporado pela Telesp» (PDF). Diário Oficial do Estado de São Paulo 
  7. «Nossa História». Telefônica / VIVO 
  8. GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1 

Ligações externasEditar