Abrir menu principal

Wikipédia β

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Odivelas (desambiguação).

Odivelas é uma cidade portuguesa no Distrito de Lisboa, região e sub-região da Área Metropolitana de Lisboa, com cerca de 57 000 habitantes.[1]

Odivelas
Brasão de Odivelas Bandeira de Odivelas
OdivelasPortugal.jpg
Vista da cidade de Odivelas
Localização de Odivelas
Gentílico Odivelense
Área 26,54 km²
População 144 549 hab. (2011)
Densidade populacional 5 446,5  hab./km²
N.º de freguesias 4
Presidente da
câmara municipal
Hugo Martins (PS)
Fundação do município
(ou foral)
19 de novembro de 1998
Região (NUTS II) Área Metropolitana de Lisboa
Sub-região (NUTS III) Área Metropolitana de Lisboa
Distrito Lisboa
Orago Santíssimo Nome de Jesus
Feriado municipal 19 de novembro (Criação do município)
Código postal 2675 Odivelas
Sítio oficial www.cm-odivelas.pt
Municípios de Portugal Flag of Portugal.svg

É sede de um município com 26,54 km² de área[2] e 144 549 habitantes (2011),[3][4] subdividido desde 2013 em 4 freguesias.[5]

O município é limitado a nordeste pelo município de Loures, a sueste por Lisboa e a oeste por Amadora e Sintra. O concelho foi criado em 1998,[6] em consequência da secessão de sete freguesias da então zona sudoeste do concelho de Loures.

A área do actual concelho de Odivelas foi afectada pelo fenómeno de sobreurbanização. Entre 1950 e 1970, a população da freguesia odivelense passou de 6 772 para 51 395 habitantes. O crescimento da povoação favoreceu a sua elevação ao estatuto de vila (1964) e, posteriormente, ao de cidade (1990), destacando-se do concelho de Loures.

A partir de 27 de Março de 2004, a cidade passou a estar ligada a Lisboa através da rede de metropolitano, com o prolongamento da Linha Amarela desde o Campo Grande, possuindo estações no Senhor Roubado e em Odivelas.

Índice

PopulaçãoEditar

Número de habitantes [7]
1991 2001 2011
130 015 133 847 144 549

(Obs.: Número de habitantes "residentes", ou seja, que tinham a residência oficial neste concelho à data em que os censos se realizaram.)

Pela Lei nº 84/98, de 14 de Dezembro foi criado o concelho de Odivelas, pela desanexação das freguesias de Caneças, Famões, Odivelas, Olival Basto, Pontinha, Póvoa de Santo Adrião e Ramada

Número de habitantes por Grupo Etário [8]
1991 2001 2011
0-14 Anos 26 092 19 771 21 912
15-24 Anos 21 607 20 261 15 370
25-64 Anos 71 975 77 781 83 766
= ou > 65 Anos 10 341 16 034 23 501

(Obs: De 1900 a 1950 os dados referem-se à população "de facto", ou seja, que estava presente no concelho à data em que os censos se realizaram. Daí que se registem algumas diferenças relativamente à designada população residente)

FreguesiasEditar

 
Freguesias do concelho de Odivelas.

O concelho de Odivelas está dividido em 4 freguesias:

PatrimónioEditar

PolíticaEditar

O município de Odivelas é administrado por uma câmara municipal, composta por um presidente e dez vereadores. Existe uma Assembleia Municipal, que é o órgão legislativo do município, constituída por 37 deputados (dos quais 33 eleitos directamente, sendo os restantes 4 os Presidentes de Junta de Freguesia que têm assento por inerência).

O cargo de Presidente da Câmara Municipal é actualmente ocupado por Hugo Martins, eleito vice-presidente nas eleições autárquicas de 2013 pelo Partido Socialista, tendo maioria absoluta de vereadores na câmara (6), que assumiu funções a 23 de outubro de 2015, na sequência da renúncia de Susana Amador, entretanto eleita deputada. Existem ainda três vereadores eleitos pela CDU e dois pelo (PSD. Na Assembleia Municipal, o partido mais representado é novamente o Partido Socialista, com 14 deputados eleitos e 3 presidentes de Juntas de Freguesia (maioria relativa), seguindo-se a CDU (9; 1), o PSD (7; 0), o Bloco de Esquerda (2; 0) e a Coligação Odivelas Merece Mais (CDS/PPM/MPT) (1; 0). O Presidente da Assembleia Municipal é Miguel Cabrita, do PS.

Símbolos heráldicos do municípioEditar

  • Brasão: escudo de prata, urso rompante de negro, armado e lampassado de vermelho tendo brocante banda enxaquetada de prata e vermelho de duas tiras; campanha diminuta de três tiras ondadas de azul e prata. Coroa mural de prata de cinco torres. Listel branco, com a legenda a negro: "MUNICÍPIO DE ODIVELAS".
  • Bandeira: gironada de oito peças de branco e azul. Cordão e borlas de prata e azul. Haste e lança de ouro.
  • Selo: nos termos da Lei, com a legenda: "Câmara Municipal de Odivelas".

Parecer da Comissão de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses emitido em 30 de Julho de 2008, nos termos da Lei n.º 53/91 de 7 de Agosto.

Os Símbolos Heráldicos foram estabelecidos pela Assembleia Municipal na sua sessão de 4 de Dezembro de 2008.

Publicado em Diário da República 2.ª Série, N.º 54 de 18 de Março de 2009 [1].

Simbologia:

  • Urso rompante - referência à lenda que está na origem da fundação do Mosteiro de S. Dinis e S. Bernardo e à influência de D. Dinis que o mandou construir, e cujos restos mortais repousam no mosteiro.
  • Banda enxaquetada - como referência à Ordem de Cister que está profundamente ligada ao Mosteiro de S. Dinis e S. Bernardo.
  • Campanha diminuta de três tiras ondadas - como referência às linhas de água que unem e atravessam o território do Município, representando todas as Freguesias.
  • Bandeira gironada de branco e azul e coroa mural de cinco torres conforme determina a Lei para os Municípios com sede em Cidade.

Equipamentos públicosEditar

  • Pavilhão Municipal Susana Barroso
  • Biblioteca Municipal D. Dinis
  • Pólo de Caneças da Biblioteca Municipal D. Dinis
  • Parque do Rio da Costa
  • Centro Cultural da Malaposta (Olival Basto)
  • Centro de Exposições de Odivelas
  • Paços do Concelho
  • Centro Hípico da Paiã
  • Escola Profissional Agrícola D. Dinis
  • Piscinas Municipais de Odivelas
  • Parque dos Bichos – Centro de Recolha Animal do Concelho de Odivelas
  • Bombeiros Voluntários da Pontinha
  • Casa da Juventude de Odivelas
  • Igreja de Nossa Senhora Rainha dos Apóstolos (Ramada)
  • Ginásio Clube de Odivelas
  • Centro Comunitário e Paroquial de Famões (Famões)

GastronomiaEditar

O ex-libris do concelho de Odivelas é a marmelada branca. Existe assim uma Confraria da Marmelada de Odivelas. [9].

Referências

  1. INE (2013). Anuário Estatístico da Região Lisboa 2012 (PDF). Lisboa: Instituto Nacional de Estatística. p. 27. ISBN 978-989-25-0216-8. ISSN 0872-8984. Consultado em 29 de novembro de 2014 
  2. Instituto Geográfico Português (2013). «Áreas das freguesias, municípios e distritos/ilhas da CAOP 2013» (XLS-ZIP). Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP), versão 2013. Direção-Geral do Território. Consultado em 28 de novembro de 2013 
  3. INE (2012). Censos 2011 Resultados Definitivos – Região Lisboa (PDF). Lisboa: Instituto Nacional de Estatística. p. 97. ISBN 978-989-25-0185-7. ISSN 0872-6493. Consultado em 15 de abril de 2014 
  4. INE (2012). «Quadros de apuramento por freguesia» (XLSX-ZIP). Censos 2011 (resultados definitivos). Tabelas anexas à publicação oficial; informação no separador "Q101_LISBOA". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 27 de julho de 2013 
  5. Lei n.º 11-A/2013, de 28 de janeiro: Reorganização administrativa do território das freguesias. Anexo I. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Suplemento, de 28/01/2013.
  6. Lei n.º 84/98
  7. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  8. INE - http://censos.ine.pt/xportal/xmain?xpid=CENSOS&xpgid=censos_quadros
  9. http://www.cm-odivelas.pt/index.php/noticias/1188-marmelada-branca-de-odivelas-uma-referencia-cultural

Ligações externasEditar