Abrir menu principal

Pessoas–Animais–Natureza

partido político português
Pessoas–Animais–Natureza
Partido pelos Animais e pela Natureza
Partido pelos Animais
Líder André Silva
(Porta-voz da Comissão Política Permanente)
Fundação 22 de maio de 2009
Sede Av. Almirante Reis, 81 B
1150-012 Lisboa
Ideologia
Animalismo
Direitos dos animais
Política Verde
Pacifismo
Ambientalismo
Biocentrismo
Decrescimento
Democracia inclusiva
Espectro político Centro-esquerda
Antecessor Partido pelos Animais e pela Natureza (PAN)
Partido pelo Animais (PPA)
Afiliação europeia Euro Animal 7[1]
Grupo no Parlamento Europeu Grupo dos Verdes/Aliança Livre Europeia[2]
Assembleia da República
1 / 230
Parlamento Europeu
1 / 21
Cores Verde-azulado
Página oficial
www.pan.com.pt

Pessoas-Animais-Natureza (PAN) é um partido político de Portugal. Intitula-se um partido de causas,[3] animalista e ecologista, defensor dos direitos humanos, dos animais e da natureza.[4]

Índice

HistóriaEditar

Fundado em 22 de Maio de 2009 sob o nome Partido pelos Animais (PPA), foi inscrito oficialmente em 13 de Janeiro de 2011 no Tribunal Constitucional, pelo Acórdão nº 27/2011, sob a designação de Partido pelos Animais e pela Natureza (PAN).[5][6]

 
Paulo Borges, primeiro presidente do PAN.

Nas primeiras eleições internas do PAN, que tiveram lugar no dia 10 de Abril de 2011, o filósofo e escritor Paulo Borges foi eleito presidente da Direcção Nacional do partido.[7][8]

Nas primeiras eleições legislativas em que participou, em 2011, o partido apresentou listas em todos os círculos eleitorais, excepto Bragança e Fora da Europa.[9] Nessas eleições, o PAN obteve 57 995 votos[10] sendo, a nível nacional, a sétima força política mais votada. No entanto, este resultado não permitiu a eleição de qualquer deputado para a Assembleia da República.

Nas eleições para a Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira em 2011 obteve 2,13% dos votos elegendo o seu primeiro deputado, Rui Almeida.

No seu III Congresso, realizado a 12 e 13 de Abril de 2014 em Lisboa, o partido decidiu alterar o nome para Pessoas-Animais-Natureza, alteração que foi aceite pelo Tribunal Constitucional[11] a 18 de setembro de 2014.

 
André Silva, primeiro deputado eleito pelo PAN à Assembleia da República.

Nas eleições legislativas de 2015, o PAN foi a quinta força política mais votada (excluindo a candidatura do PSD no Círculo Eleitoral da Madeira), obtendo 75 140 votos e elegendo um deputado por Lisboa (André Lourenço e Silva). Foi assim o primeiro novo partido na Assembleia da República desde que o então recém-formado Bloco de Esquerda elegeu dois deputados nas eleições de 1999.[12]

Em 2019 o partido elegeu o seu primeiro deputado para o parlamento europeu. No rescaldo dessas eleições, Miguel Sousa Tavares, discordando da existência de entrosamento ideológico entre o partido e os restantes partidos ecologistas europeus, que haviam obtido um aumento no número de lugares nessas mesmas eleições, referiu-se ao eleitorado do PAN como "urbano-depressivos que comem alface".

DeputadosEditar

Nota: Os deputados cujos nomes estão sublinhados encontram-se em funções.

Assembleia da República[13]Editar

XIII Legislatura (2015 – presente)Editar

Assembleia Legislativa da Região Autónoma da MadeiraEditar

XI Legislatura (2011-2015)Editar

Resultados EleitoraisEditar

Eleições legislativasEditar

Data Líder CI. Votos % +/- Deputados +/- Status
2011 Paulo Borges 7.º 57 849
1,04 / 100,00
0 / 230
Extra-parlamentar
2015 André Silva 6.º 75 140
1,39 / 100,00
 0,35
1 / 230
 1 Oposição
2019 André Silva

Eleições europeiasEditar

Data Cabeça de Lista CI. Votos % +/- Deputados +/-
2014 Orlando Figueiredo 7.º 56 431
1,72 / 100,00
0 / 21
2019 Francisco Guerreiro 6.º 168 372
5,08 / 100,00
 3,36
1 / 21
 1

Eleições presidenciaisEditar

Data Candidato
apoiado
1.ª Volta 2.ª Volta Notas
Votos % Votos %
2016 Manuela Gonzaga Desistiu da candidatura.[14]

Eleições autárquicasEditar

Data CI. Votos % +/- Presidentes CM +/- Vereadores +/-
2013 8.º 16 233
0,32 / 100,00
0 / 308
0 / 2 086
2017 7.º 55 900
1,08 / 100,00
 0,76
0 / 308
 
0 / 2 074
 

Eleições regionaisEditar

Assembleias legislativas regionais

Região Autónoma dos AçoresEditar

Data CI. Votos % +/- Deputados +/- Status
2012 8.º 680
0,6 / 100
0 / 57
Extra-parlamentar
2016 6.º 1 332
1,4 / 100
 0,8
0 / 57
  Extra-parlamentar

Região Autónoma da MadeiraEditar

Data CI. Votos % +/- Deputados +/- Status Notas
2011 7.º 3 134
2,1 / 100
1 / 47
 1 Oposição
2015 Coligação Mudança
0 / 47
 1 Extra-parlamentar

Porta-vozesEditar

Referências

  1. en:Animal Welfare Party (20 de junho de 2019). «The EURO ANIMAL 7» (em inglês). Consultado em 20 de junho de 2019 
  2. SIC Notícias (13 de dezembro de 2018). «PAN quer integrar família dos Verdes na Europa». Consultado em 20 de junho de 2019 
  3. DN. «O partido das causas sociais e dos animais que seduz mulheres e fãs no Facebook». Consultado em 6 de outubro de 2014 
  4. PAN. «Quem somos». Consultado em 6 de outubro de 2014 
  5. «Partido pelos Animais e pela Natureza». CNE - Comissão Nacional de Eleições. Consultado em 25 de maio de 2011. Arquivado do original em 4 de setembro de 2007 
  6. «Partidos registados e suas denominações, siglas e símbolos». TC - Tribunal Constitucional. Consultado em 25 de maio de 2011 
  7. «Listas candidatas às eleições internas do PAN». PAN - Partido pelos Animais e pela Natureza. Consultado em 1 de junho de 2011. Arquivado do original em 15 de junho de 2011 
  8. «Resultados das eleições internas do PAN». PAN - Partido pelos Animais e pela Natureza. Consultado em 1 de junho de 2011. Arquivado do original em 15 de junho de 2011 
  9. «Comissão Nacional de Eleições — Lista das candidaturas definitivamente admitidas» (PDF). Consultado em 1 de junho de 2011 [ligação inativa]
  10. «Comissão Nacional de Eleições - Mapa Oficial nº 6-A/2011» (PDF). 17 Junho de 2011 
  11. Tribunal Constitucional. «Partidos registados e suas denominações, siglas e símbolos». Consultado em 28 de novembro de 2014 
  12. «PAN elege um deputado. Livre e PDR falham». Jornal de Negócios. 5 de Outubro de 2015. Consultado em 5 de Outubro de 2015. Cópia arquivada em 5 de outubro de 2015 
  13. «Deputados e Grupos Parlamentares: Deputados». Assembleia da República. Consultado em 23 de outubro de 2015 
  14. Manuela Gonzaga desiste de candidatura à Presidência. “Não vale a pena inventar desculpas”, Expresso, 22 de Dezembro de 2015. Vista em 22 de Dezembro de 2015.
  15. «História - PAN». pan.com.pt 

Ligações externasEditar