Abrir menu principal
Paulo Bauer
Senador por Santa Catarina
Período 1 de fevereiro de 2011
até 31 de janeiro de 2019
Deputado federal por Santa Catarina
Período 1 de fevereiro de 1991
até 1 de janeiro de 1999
1 de fevereiro de 2003
até 31 de janeiro 2007
Vice-governador de Santa Catarina
Período 1 de janeiro de 1999
até 1 de janeiro de 2003
Antecessor José Augusto Hülse
Sucessor Eduardo Pinho Moreira
Dados pessoais
Nascimento 20 de março de 1957 (62 anos)
Blumenau, Santa Catarina
Cônjuge Deborah Bauer
Partido PDS (1980-1993)
PPR (1993-1995)
PPB (1995)
PFL (1995-2005)
PSDB (2005–atualidade)
Profissão empresário

Paulo Roberto Bauer (Blumenau, 20 de março de 1957) é um empresário e político brasileiro. Filiado ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), é senador da República por Santa Catarina, sendo líder do partido no Senado Federal do Brasil.

Índice

TrajetóriaEditar

Carreira estudantil/profissionalEditar

Paulo Bauer formou-se em ciências contábeis e em administração de empresas de 1975 em 1980, na FURJ de Joinville, onde foi líder estudantil.

Cursou Direito na Universidade do Vale do Itajaí (1981) e estudou no Centro de Ensino Unificado de Brasília (1995). Antes de entrar para a faculdade, foi da área administrativa da Capri Industrial S.A., em Jaraguá do Sul bem como administrador, contador e gerente-geral no Grupo Stein em Joinville durante o período 1975–1980.

Carreira políticaEditar

Em 1986, pelo PDS, elegeu-se deputado estadual de Santa Catarina (11ª legislatura). Em 1990 foi eleito deputado federal para a 49ª legislatura (1991 — 1995), obtendo a reeleição em 1994 para a 50ª legislatura (1995 — 1999).

Nas eleições de 1998, já filiado ao PFL, compôs como candidato a vice-governador de Esperidião Amin, a chapa vencedora no primeiro turno.[1]

Em seguida, elege-se novamente deputado federal para a 52ª legislatura (2003 — 2007). Concorreu ao mesmo cargo em 2006, agora pelo PSDB, porém obtém a suplência. Assumiu o mandato em dezembro de 2008.[2]

Além dos mandatos eletivos, também exerceu o cargo de Secretário Estadual de Educação de Santa Catarina em duas oportunidades, 1991/1994 e 2007/2010.[3]

Na eleição de 2010 foi eleito Senador da República por Santa Catarina, com mandato até 31 de janeiro de 2019. Seu primeiro suplente é Cesar Souza e o segundo, Athos de Almeida Lopes.[4]

Em sua atuação parlamentar priorizou a educação e a redução da carga tributária no país.[3]

Em dezembro de 2016, votou a favor da PEC do Teto dos Gastos Públicos.[5] Em julho de 2017 votou a favor da reforma trabalhista.[6]

Em outubro de 2017 votou a favor da manutenção do mandato do senador Aécio Neves derrubando decisão da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal no processo onde ele é acusado de corrupção e obstrução da justiça por solicitar dois milhões de reais ao empresário Joesley Batista.[7][8]

Em novembro de 2018 votou a favor do o aumento salarial de 16,38% para os ministros do Supremo Tribunal Federal e do titular da Procuradoria-Geral da República, de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil.[9]

Em 18 de fevereiro de 2019, foi nomeado secretário especial da Casa Civil, no governo de Jair Bolsonaro[10].

Polêmicas na carreira políticaEditar

Bauer teve o nome citado em relação ao emprego de funcionários fantasmas quando deixou a Câmara dos Deputados para ser secretário de Estado em Santa Catarina.[11][12]

O senador também foi acusado de superfaturar o aluguel de um carro de luxo usado para seu transporte em Santa Catarina, através de denúncia do site Congresso em Foco, especializado em acompanhar as ações na casa.[13]

Além de ter tido um assessor seu envolvido no escândalo da farra das passagens.[14][15]

Vida pessoalEditar

É um dos quatro de filhos de Victor Bauer, empresário e ex-prefeito de Jaraguá do Sul.[16] É pai de cinco filhos, dois dos quais com a atual esposa Deborah Bauer.[17]

Referências

  1. «Eleições 1998, em 04/10/1998 - turno único». TRE SC 
  2. «Conheça os Deputados» 
  3. a b «OCP News». OCP News 
  4. «Portal Senadores». Senado Federal 
  5. Bol (13 de dezembro de 2016). «Confira como votaram os senadores sobre a PEC do Teto de Gastos 155 Do UOL, em São Paulo». Consultado em 16 de outubro de 2017 
  6. Redação - Carta Capital (11 de julho de 2017). «Reforma trabalhista: saiba como votaram os senadores no plenário» 
  7. «Veja como votou cada senador na sessão que derrubou afastamento de Aécio». Consultado em 17 de Outubro de 2017 
  8. «Janot denuncia Aécio Neves ao STF por corrupção e obstrução da Justiça». Consultado em 17 de Outubro de 2017 
  9. UOL (7 de novembro de 2018). «Veja como votaram os senadores em projeto que aumenta salário de ministros do STF 203». Consultado em 8 de novembro de 2018 
  10. «Paulo Bauer é confirmado em cargo no governo Bolsonaro». www.nsctotal.com.br. Consultado em 19 de fevereiro de 2019 
  11. Eduardo Militão (24 de novembro de 2009). «Em grampo, deputado admite ter servidor fantasma». Congresso em Foco. Consultado em 9 de julho de 2014 
  12. O Globo (13 de março de 2012). «Senador nega fantasmas e parentes em seu gabinete». O Globo. Consultado em 9 de julho de 2014 
  13. Edson Sardinha (22 de agosto de 2013). «Bauer diz que não alugará mais carro de luxo pelo Senado». Congresso em Foco. Consultado em 9 de julho de 2014 
  14. César Valente (29 de abril de 2009). «Paulo Bauer, um pioneiro!». De Olho na Capital. Consultado em 9 de julho de 2014 
  15. MARIA CLARA CABRAL (6 de novembro de 2009). «Câmara livra em definitivo acusado na "farra aérea"». Folha de S.Paulo. Consultado em 9 de julho de 2014 
  16. «Morre, aos 78 anos, Victor Bauer, ex-prefeito de Jaraguá do Sul e pai do senador Paulo Bauer». Diário Catarinense. 16 de junho de 2013 
  17. «Histórico Senador Paulo Bauer». paulobauer.com.br 

Ligações externasEditar