Estúdios Globo

Centro de produção televisivo brasileiro
(Redirecionado de Projac)

Estúdios Globo (anteriormente chamado de Projac,[3] abreviatura de Projeto Jacarepaguá) é o centro de produção televisiva da TV Globo, localizado entre os bairros de Jacarepaguá, lados oeste e norte da Estrada de Curicica, e de Curicica, lados leste e sul da Estrada de Curicica, na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro.

Estúdios Globo
Estúdios Globo
Nome(s) anterior(es) Sistema Globo de Novelas[1]
Central Globo de Produção[2]
Projac
Divisão
Atividade Produção de televisão
produção cinematográfica
Fundação 1995 (como Projac)
2016 (como Estúdios Globo)
Sede Estrada dos Bandeirantes, 6700, Curicica, Rio de Janeiro,  Brasil
Proprietário(s) Grupo Globo
Empresa-mãe Globo

Inaugurado em 2 de outubro de 1995 como parte das comemorações de 30 anos da Globo, seu complexo de estúdios é considerado o maior centro de produção de conteúdo televisivo da América Latina e um dos maiores do planeta, com uma área total de 1,73 milhão de metros quadrados.[4] O complexo se encontra no lado do Parque Estadual da Pedra Branca, onde se encontra o Maciço da Pedra Branca.

Em 2016, como uma preparação para o projeto Uma Só Globo, o Projac foi renomeado para Estúdios Globo e, com a efetivação do projeto, foi institucionalizado e se tornou o braço de produção de conteúdo da Globo.

História

editar
 
Reprodução do rio Ganges para a telenovela Caminho das Índias na cidade cenográfica dos Estúdios Globo.

Os antigos estúdios da TV Globo, abertos em 1965, ficaram pequenos para as produções da emissora. Em 1975, foi inaugurado o Teatro Fênix para produções de programas de auditório. Em 1980, constatou-se que as instalações da emissora ficariam impróprias em pouco tempo. Foi projetado então o Projeto Jacarepaguá, abreviado como Projac, para concentrar e abrigar os estúdios, administração, produção, direção. A grandiosidade do Projac, entre a concepção e a inauguração, constitui-se em uma empreitada que levou quase quinze anos para ficar pronta. Até a inauguração do Projac, as operações da Globo eram descentralizadas em diferentes partes da cidade do Rio de Janeiro: a fábrica de cenários estava localizada em Bonsucesso,[5] as oficinas eram em São Cristóvão[5] e as produções eram gravadas em estúdios de algumas produtoras, como a Tycoon,[6][7] Renato Aragão Produções,[7] Cinédia[7] e a Herbert Richers,[7][8][9] além de produzir alguns programas de auditório no Teatro Fênix.[7][10][11]

Em 1985, a extinta Rede Manchete, principal concorrente da TV Globo na década de 1980 e início da década de 1990, inaugurou 10 anos antes do Projac o primeiro complexo de televisão centralizado no Brasil, denominado Complexo de Televisão de Água Grande (CTAG), localizado em Irajá, na Zona Norte do Rio de Janeiro, que esteve em operação até 1998 e possuía três estúdios dedicados à produção de novelas (um deles com 1960 m² - sendo o maior estúdio de televisão do país até os anos 2000)[12] e um dedicado à linha de shows.[12][13]

Em 2011, o diretor de arte da TV Globo, Mário Monteiro, anunciou que a qualidade do projeto impressionaria os estrangeiros, que "o objetivo era ultrapassar Hollywood", e que isso "seria só uma questão de tempo", com a ampliação em mais quatro estúdios, que ocupariam 300 mil m², fazendo com que a área do Projac passe de 1,6 milhão de m² para 1,9 milhão de m².[14]

Desde o dia 25 de fevereiro de 2016, o complexo de estúdios deixou de ter o nome de Projac e passou a se chamar Estúdios Globo, com antigo selo de encerramento e assinatura. A nova diretoria da emissora aposentou o antigo nome por não considerar mais um título forte e moderno. Desde então, programas de auditório e variedades e novelas passaram a ter assinatura com o nome de Estúdios Globo.[15]

Em 2023, foi criado do departamento de telefilmes originais dos Estúdios Globo, para exibições no Globoplay e TV Globo[16].

"Explode Coração"[17][18]

editar

Explode Coração, exibida entre 06 de novembro de 1995 até 04 de maio de 1996 foi a primeira novela gravada do início ao fim nos recém-inaugurados estúdios do Projac. A trama, escrita por Gloria Perez, marcou o retorno da novelista ao horário nobre da TV Globo, pois a autora estava afastada das novelas desde o término de "De Corpo e Alma", em março de 1993.

Complexo

editar

Em 26 de janeiro de 2017, os Estúdios Globo anunciaram a construção do estúdio K, o maior estúdio de telenovelas dentre os outros dez que já existiam, para atender às produções da TV Globo. O novo espaço teria capacidade de abrigar todos os cenários de uma novela, evitando o trabalho do montagem e desmontagem, otimizando assim a produção.

Em 8 de agosto de 2019, foi inaugurado o Módulo de Gravação 4 (MG4), incorporando três novos estúdios (K, L, M), com área construída de 26 mil m². O complexo passou a ocupar uma área total de 1,73 milhão de m², com treze estúdios de gravação, ampliando a capacidade de produção de novelas, séries, minisséries, realities, formatos originais, programas de humor e variedades.[19] Os três estúdios denominados (MG4) tiveram um investimento de mais de R$ 200 milhões, as novas instalações são uma comunhão do que há de melhor na indústria audiovisual com a expertise Globo, que desenvolveu, in house, soluções inovadoras no mercado mundial. O redesenho de processos de gestão e produção, aliados aos novos padrões de tecnologia, pretendem trazer maior flexibilidade para a produção de conteúdo da Globo. A ampliação dos Estúdios Globo é considerada uma conquista não só da empresa, mas da cultura brasileira. Em um complexo que já conta com produção média anual de cerca de 3.000 horas de entretenimento, os estúdios possibilitarão à Globo ampliar ainda mais a sua capacidade de produção, trazendo novas as possibilidades para o desenvolvimento de seus talentos.

Produções em andamento

editar

Entretenimento

editar

Novelas

editar

Séries

editar

Talk Shows

editar

Reality Shows

editar

Esportes

editar

Jornalismo

editar

Especiais

editar

Filmes Originais Estúdios Globo

editar

Ver também

editar

Referências

  1. Secco, Duh (21 de outubro de 2021). «9 tradições das novelas que você não vê nas tramas de hoje em dia». TV História. Consultado em 8 de julho de 2023 
  2. Secco, Duh (21 de outubro de 2021). «9 tradições das novelas que você não vê nas tramas de hoje em dia». TV História. Consultado em 8 de julho de 2023 
  3. Globo desiste de chamar seu complexo de estúdios de Projac; saiba o novo nome
  4. «Globo inaugura estúdios nesta quinta-feira (8) e amplia seu complexo de produção no Rio». g1. Consultado em 8 de agosto de 2019 
  5. a b «Perfil completo: Edson Pimentel». Memória Globo. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  6. «Cyll Farney, o galã da Atlântida que arrastava multidões ao cinema no Brasil». O Globo. Consultado em 5 de janeiro de 2021 
  7. a b c d e «Globo finaliza maiores estúdios do mundo». Folha de S.Paulo. 28 de abril de 1995. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  8. "Dancin' Days foi tudo aquilo que a televisão poderia ter sido, mas que não foi" - "Revista da TV", O Globo, 25 de julho de 1993.
  9. «Pedreira, campo de golfe e mais: onde foi gravada a novela A Viagem?». TV História. 24 de dezembro de 2020. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  10. «Programa deixa o Teatro Fênix». Folha de S.Paulo. 6 de março de 1999. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  11. Padiglione, Cristina (9 de agosto de 2019). «Globo investe bilhões em tecnologia para enfrentar a nova concorrência». Telepadi. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  12. a b «Manchete teve o primeiro "projac" da TV e inspirou rivais». manchete.org. Consultado em 14 de março de 2023 
  13. «Estrutura da Manchete era das melhores do mundo». manchete.org. Consultado em 14 de março de 2023 
  14. Lambertine, Davi (8 de junho de 2011). «Globo e Record vão ampliar seus complexos de estúdios no RJ». O Dia. Portal Mídia. Consultado em 20 de outubro de 2012. Arquivado do original em 20 de junho de 2011 
  15. Kogut, Patrícia (27 de fevereiro de 2016). «Marco Luque faz teste para série estrelada por Monica Iozzi na Globo». O Globo. Consultado em 27 de fevereiro de 2016. Ver tópico "O significado". 
  16. themusicjournalbrazil. «'Ritmo de Natal', da Globo, será estrelada por Clara Moneke». Terra. Consultado em 22 de dezembro de 2023 
  17. «Bastidores». memoriaglobo. 29 de outubro de 2021. Consultado em 15 de agosto de 2023 
  18. Xavier, Nilson. «Explode Coração». Teledramaturgia. Consultado em 15 de agosto de 2023 
  19. G1, Globo (8 de agosto de 2019). «Globo inaugura novos estúdios e celebra o talento no maior complexo de produção de conteúdo da América Latina». Grupo Globo. Consultado em 8 de agosto de 2019 
  20. «Globo encerra gravações de telefilme 'Vítimas do Dia'; veja fotos exclusivas». F5. 10 de maio de 2024. Consultado em 12 de maio de 2024 
  21. «Veteranos participam de filme da Globo estrelado por Lilia Cabral. Veja imagem exclusiva». O Globo. 21 de maio de 2024. Consultado em 21 de maio de 2024 
  Este artigo sobre estúdio é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.