Abrir menu principal

Resultados da fase final da Copa Sul-Americana de 2016

A fase final da Copa Sul-Americana de 2016 seria disputada entre 20 de setembro a 7 de dezembro dividida em quatro fases: oitavas de final, quartas de final, semifinal e final.

As equipes disputaram jogos eliminatórios de ida e volta, classificando-se a que somasse o maior número de pontos. Em caso de igualdade em pontos, a regra do gol marcado como visitante seria utilizada para o desempate. Persistindo o empate, a vaga seria definida em disputa por pênaltis.[1]

Nas finais, caso ocorresse igualdade em pontos e no saldo de gols seria disputada uma prorrogação. Se ainda assim não houvesse definição do campeão, haveria disputa por pênaltis.[1] Porém as finais não chegaram a ser realizadas devido ao acidente aéreo que vitimou grande parte da delegação da Chapecoense a caminho do jogo de ida em Medellín.[2] A Confederação Sul-Americana de Futebol declarou o clube brasileiro como campeão do torneio.[3]

Índice

Oitavas de finalEditar

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
A Independiente Medellín   3–3 (gf)   Santa Cruz 2–0 1–3
B San Lorenzo   4–1   Deportivo La Guaira 2–1 2–0
C Independiente   0–0 (4–5 p)   Chapecoense 0–0 0–0
D Sol de América   1–3   Atlético Nacional 1–1 0–2
E Coritiba   3–3 (4–3 p)   Belgrano 1–2 2–1
F Montevideo Wanderers   0–0 (3–4 p)   Junior Barranquilla 0–0 0–0
G Palestino   2–2 (gf)   Flamengo 0–1 2–1
H Santa Fe   3–4   Cerro Porteño 2–0 1–4

Chave AEditar

21 de setembro Independiente Medellín   2 – 0   Santa Cruz Estádio Atanasio Girardot, Medellín
19:45 (UTC−5)
Hechalar   38'
Cortés   87'
Relatório Público: 15 987
Árbitro:  BOL Raúl Orosco
     
 
 
Ind. Medellín
     
 
 
Santa Cruz

28 de setembro Santa Cruz   3 – 1   Independiente Medellín Estádio do Arruda, Recife
21:45 (UTC−3)
Grafite   13',   30',   70' Relatório Ibargüen   76' Público: 5 474
Árbitro:  VEN José Argote
     
 
 
Santa Cruz
     
 
 
Ind. Medellín

Chave BEditar

22 de setembro San Lorenzo   2 – 1   Deportivo La Guaira Estádio Nuevo Gasómetro, Buenos Aires
19:15 (UTC−3)
Belluschi   10'
Biandi   41'
Relatório Lucena   51' Público: 20 000
Árbitro:  COL Wilson Lamouroux
     
 
 
San Lorenzo
     
 
 
La Guaira

29 de setembro Deportivo La Guaira   0 – 2   San Lorenzo Estádio Metropolitano de Lara, Barquisimeto
18:15 (UTC−4)
Relatório Mas   18'
Blandi   32'
Público: 2 000
Árbitro:  URU Andrés Cunha
     
 
 
La Guaira
     
 
 
San Lorenzo

Chave CEditar

21 de setembro Independiente   0 – 0   Chapecoense Estádio Libertadores de América, Avellaneda
19:15 (UTC−3)
Relatório Público: 25 000
Árbitro:  ECU Carlos Orbe
     
 
 
Independiente
     
 
 
Chapecoense

28 de setembro Chapecoense   0 – 0   Independiente Arena Condá, Chapecó
19:15 (UTC−3)
Relatório Público: 10 530
Árbitro:  ECU Roddy Zambrano
    Penalidades  
Thiego  
Cléber Santana  
Filipe Machado  
Dener Assunção  
Bruno Rangel  
Gil  
Matheus Biteco  
Tiaguinho  
5 – 4   Benítez
  Vera
  Rigoni
  Figal
  Cuesta
  Sánchez Miño
  Toledo
  Tagliafico
 
     
 
 
Chapecoense
     
 
 
Independiente

Chave DEditar

20 de setembro Sol de América   1 – 1   Atlético Nacional Estádio Luis Alfonso Giagni, Assunção
19:45 (UTC−4)
Velázquez   88' Relatório Mosquera   13' Público: 10 000
Árbitro:  VEN Juan Soto
     
 
 
Sol América
     
 
 
Atl. Nacional

27 de setembro Atlético Nacional   2 – 0   Sol de América Estádio Atanasio Girardot, Medellín
19:45 (UTC−5)
Bocanegra   57'
Berrío   82'
Relatório Público: 23 118
Árbitro:  URU Christian Ferreyra
     
 
 
Atl. Nacional
     
 
 
Sol América

Chave EEditar

21 de setembro Coritiba   1 – 2   Belgrano Estádio Couto Pereira, Curitiba
21:45 (UTC−3)
Leandro   75' (pen) Relatório Bieler   3'
Luján   49'
Público: 23 677
Árbitro:  URU Christian Ferreyra
     
 
 
Coritiba
     
 
 
Belgrano

28 de setembro Belgrano   1 – 2   Coritiba Estádio Mario Alberto Kempes, Córdova
21:45 (UTC−3)
Bieler   29' Relatório Iago   42'
Bareiro   64'
Público: 55 000
Árbitro:  CHI Julio Bascuñán
    Penalidades  
Suárez  
Bieler  
Lema  
Luna  
Suárez  
3 – 4   Leandro
  Bernardo
  Juan
  González
  Wilson
 
     
 
 
Belgrano
     
 
 
Coritiba

Chave FEditar

21 de setembro Montevideo Wanderers   0 – 0   Junior Barranquilla Estádio Luis Franzini, Montevidéu
19:15 (UTC−3)
Relatório Público: 2 000
Árbitro:  PAR Julio Quintana
     
 
 
Wanderers
     
 
 
Junior

28 de setembro Junior Barranquilla   0 – 0   Montevideo Wanderers Estádio Metropolitano, Barranquilla
17:15 (UTC−5)
Relatório Público: 10 000
Árbitro:  CHI Roberto Tobar
    Penalidades  
Hernández  
Ovelar  
Sánchez  
Rangel  
Toloza  
4 – 3   Blanco
  Gómez
  Gáspari
  Vergés
  Rivero
 
     
 
 
Junior
     
 
 
Wanderers

Chave GEditar

21 de setembro Palestino   0 – 1   Flamengo Estádio Monumental David Arellano, Santiago
21:45 (UTC−3)
Relatório Emerson   78' Público: 6 000
Árbitro:  URU Jonhatan Fuentes
     
 
 
Palestino
     
 
 
Flamengo

28 de setembro Flamengo   1 – 2   Palestino Estádio Kléber Andrade, Cariacica
21:45 (UTC−3)
Alan Patrick   64' (pen) Relatório Cereceda   32'
Valencia   45'
Público: 12 296
Árbitro:  PER Diego Haro
     
 
 
Flamengo
     
 
 
Palestino

Chave HEditar

22 de setembro Santa Fe   2 – 0   Cerro Porteño Estádio Metropolitano de Techo, Bogotá
19:45 (UTC−5)
Gómez   14' (pen),   74' Relatório Público: 8 000
Árbitro:  BRA Sandro Ricci
     
 
 
Santa Fe
     
 
 
Cerro Porteño

29 de setembro Cerro Porteño   4 – 1   Santa Fe Estádio Defensores del Chaco, Assunção
20:45 (UTC−4)
Domínguez   4' (pen),   9',   88'
Torales   43'
Relatório Gómez   77' (pen) Público: 20 000
Árbitro:  ARG Patricio Loustau
     
 
 
Cerro Porteño
     
 
 
Santa Fe

Quartas de finalEditar

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
S1 Independiente Medellín   0–2   Cerro Porteño 0–0 0–2
S2 San Lorenzo   2–1   Palestino 2–0 0–1
S3 Junior Barranquilla   1–3   Chapecoense 1–0 0–3
S4 Coritiba   2–4   Atlético Nacional 1–1 1–3

Chave S1Editar

18 de outubro Independiente Medellín   0 – 0   Cerro Porteño Estádio Atanasio Girardot, Medellín
19:00 (UTC−5)
Relatório Público: 21 386
Árbitro:  URU Andrés Cunha
     
 
 
Ind. Medellín
     
 
 
Cerro Porteño

25 de outubro Cerro Porteño   2 – 0   Independiente Medellín Estádio Defensores del Chaco, Assunção
21:00 (UTC−3)
Domínguez   33',   72' (pen) Relatório Público: 35 000
Árbitro:  ARG Mauro Vigliano
     
 
 
Cerro Porteño
     
 
 
Ind. Medellín

Chave S2Editar

20 de outubro San Lorenzo   2 – 0   Palestino Estádio Nuevo Gasómetro, Buenos Aires
21:00 (UTC−3)
Cauteruccio   6'
Blandi   33'
Relatório Público: 15 000
Árbitro:  BRA Anderson Daronco
     
 
 
San Lorenzo
     
 
 
Palestino

27 de outubro Palestino   1 – 0   San Lorenzo Estádio Monumental David Arellano, Santiago
21:00 (UTC−3)
Valencia   69' Relatório Público: 12 000
Árbitro:  URU Christian Ferreyra
     
 
 
Palestino
     
 
 
San Lorenzo

Chave S3Editar

19 de outubro Junior Barranquilla   1 – 0   Chapecoense Estádio Metropolitano, Barranquilla
18:45 (UTC−5)
Escalante   37' Relatório Público: 7 661
Árbitro:  VEN Juan Soto
     
 
 
Junior
     
 
 
Chapecoense

26 de outubro Chapecoense   3 – 0   Junior Barranquilla Arena Condá, Chapecó
21:45 (UTC−2)
Ananias   35'
Gil   43'
Thiego   76'
Relatório Público: 13 033
Árbitro:  PAR Enrique Cáceres
     
 
 
Chapecoense
     
 
 
Junior

Chave S4Editar

19 de outubro Coritiba   1 – 1   Atlético Nacional Estádio Couto Pereira, Curitiba
21:45 (UTC−2)
Iago   85' Relatório Borja   13' Público: 17 170
Árbitro:  CHI Roberto Tobar
     
 
 
Coritiba
     
 
 
Atl. Nacional

26 de outubro Atlético Nacional   3 – 1   Coritiba Estádio Atanasio Girardot, Medellín
18:45 (UTC−5)
Borja   51',   59',   72' (pen) Relatório González   43' Público: 40 255
Árbitro:  PER Víctor Carrillo
     
 
 
Atl. Nacional
     
 
 
Coritiba

SemifinaisEditar

Se duas equipes do mesmo país alcançassem esta fase, os confrontos predeterminados seriam alterados para que essas equipes se enfrentassem.[1]

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
F1 Cerro Porteño   1–1 (gf)   Atlético Nacional 1–1 0–0
F2 San Lorenzo   1–1 (gf)   Chapecoense 1–1 0–0

Chave F1Editar

1 de novembro Cerro Porteño   1 – 1   Atlético Nacional Estádio Defensores del Chaco, Assunção
20:45 (UTC−3)
Domínguez   45+4' (pen) Relatório Pereira   82' (g.c.) Público: 32 000
Árbitro:  ARG Néstor Pitana
     
 
 
Cerro Porteño
     
 
 
Atl. Nacional

24 de novembro Atlético Nacional   0 – 0   Cerro Porteño Estádio Atanasio Girardot, Medellín
19:45 (UTC−5)
Relatório Público: 33 554
Árbitro:  CHI Julio Bascuñán
     
 
 
Atl. Nacional
     
 
 
Cerro Porteño

Chave F2Editar

2 de novembro San Lorenzo   1 – 1   Chapecoense Estádio Nuevo Gasómetro, Buenos Aires
20:45 (UTC−3)
Cauteruccio   29' Relatório Ananias   61' Público: 12 000
Árbitro:  CHI Roberto Tobar
     
 
 
San Lorenzo
     
 
 
Chapecoense

23 de novembro Chapecoense   0 – 0   San Lorenzo Arena Condá, Chapecó
21:45 (UTC−2)
Relatório Público: 17 569
Árbitro:  URU Daniel Fedorczuk
     
 
 
Chapecoense
     
 
 
San Lorenzo

FinalEditar

 Ver artigo principal: Final da Copa Sul-Americana de 2016

O campeão teve o direito de participar da Copa Libertadores da América de 2017, além de disputar a Recopa Sul-Americana, a Copa Suruga Bank e a Supercopa Euroamericana do ano seguinte.[1]

Com o cancelamento da final, a CONMEBOL declarou a Chapecoense como a campeã do torneio a pedido do Atlético Nacional como "laurel honorífico por sua grande perda e homenagem póstumo às vítimas do fatal acidente" além de outorgar ao clube colombiano o prêmio "Centenário Conmebol de Fair Play".[4]

Cancelado Atlético Nacional     Chapecoense Estádio Atanasio Girardot, Medellín


Cancelado Chapecoense     Atlético Nacional Estádio Couto Pereira, Curitiba

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c d «Copa Sudmericana Reglamento 2016» (PDF) (em espanhol). CONMEBOL. Agosto de 2016. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  2. «Avião da Chape cai, e autoridades informam: 71 mortos e 6 sobreviventes». GloboEsporte.com. 29 de novembro de 2016. Consultado em 5 de dezembro de 2016 
  3. «Chape é declarada campeã e garante ao menos US$ 4,8 mi em premiações». GloboEsporte.com. 5 de dezembro de 2016. Consultado em 5 de dezembro de 2016 
  4. «CONMEBOL outorga o título Copa Sul-Americana 2016 à Chapecoense e reconhece o Atlético Nacional como Campeão Fair Play do Centenário». CONMEBOL. 5 de dezembro de 2016. Consultado em 5 de dezembro de 2016 

Ligações externasEditar