Terra Preta (Mairiporã)

distrito do município de Mairiporã
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Terra Preta (desambiguação).

Terra Preta é um distrito do município brasileiro de Mairiporã, que integra a Região Metropolitana de São Paulo[1].

Terra Preta
  Distrito do Brasil  
Entrada do distrito de Terra Preta
Entrada do distrito de Terra Preta
Localização
Mapa de Terra Preta
Coordenadas 23° 15' 53" S 46° 35' 17" O
Estado  São Paulo
Município Mairiporã
História
Criado em 29 de abril de 1991 (31 anos)
Administração
Administrador Hervandes Barbosa Peixoto
desde 2021
Características geográficas
População total (2010) 17 691 hab.
Outras informações
Limites Norte: Atibaia e Bom Jesus dos Perdões
Sul: Sede Municipal de Mairiporã, Guarulhos e São Paulo
Leste: Nazaré Paulista
Oeste: Caieiras, Franco da Rocha e Francisco Morato.

HistóriaEditar

OrigemEditar

O distrito de Terra Preta, caracterizado hoje como "industrial" em razão de ser essa a principal economia do distrito, era um bairro do município de Mairiporã.

Chamado de Bom Jesus da Pedra Fria pelos bandeirantes que ali paravam para descansar de suas longas caminhadas, o distrito de Terra Preta já foi denominado por Bom Jesus de Terra Preta (como vemos em mapas editados pela Delta) e em documentos de maio de 1812, por Portão do Juqueri. A denominação de Portão do Juqueri ocorreu pela primeira vez em um documento em que os moradores do bairro foram solicitar ao bispo de São Paulo, D. Mateus Pereira, que “autorizasse o ereção de uma ermida em louvor ao Bom Jesus”, na capela situada atrás da igreja, inaugurada em 1818.

Em 1929, houve a inauguração da primeira escola pública do distrito.

Ao redor da igreja Bom Jesus da Pedra Fria haviam 21 casas que haviam sido construídas com o objetivo de acomodar a população durante os festejos que duravam cerca de 3 dias. Costume esse que foi desaparecendo desde 1940, a pedido dos padres[2] que assumiram a paróquia e essas casas passaram a ter função de moradia.

Formação administrativaEditar

Em 29 de abril de 1991, o prefeito Luiz Salomão Chamma promulga a Lei n°1534 que cria o Distrito de Terra Preta.[2][3]

Pedido de emancipaçãoEditar

O distrito tentou a emancipação político-administrativa e ser elevado à município, através de processo que deu entrada na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo no ano de 1994, mas o processo encontra-se com a tramitação suspensa[4][5].

GeografiaEditar

PopulaçãoEditar

Pelo Censo 2010 (IBGE) a população total do distrito era de 17 691 habitantes, e a população urbana era de 17 376 habitantes[6].

BairrosEditar

 
Distrito de Terra Preta visto do Pico do Olho d'Água

O Distrito de Terra Preta é composto pelos seguintes Loteamentos (Bairros)[7]:

  • Bom Jesus da Capela
  • Chácara Rio Verde
  • Chácara Pedra Vermelha
  • Chácara São João
  • Chácara São Jorge
  • Chácara Corumbá
  • Colinas de Mairiporã I
  • Colinas de Mairiporã II
  • Estância Monte Verde
  • Estância Santa Rita
  • Jardim Almeida (Corumbá)
  • Jardim América
  • Jardim Azaleia
  • Jardim Bela Vista
  • Jardim Cardoso
  • Jardim da Lagoa
  • Jardim das Flores
  • Jardim Jacarandás
  • Jardim dos Pássaros
  • Jardim Gibeon
  • Jardim Lúcia
  • Jardim Nippon
  • Jardim Olimpo
  • Jardim Paraíso
  • Jardim Paulista
  • Jardim Pereira
  • Jardim Presidente
  • Jardim São Francisco I
  • Jardim São Francisco II
  • Jardim Sol Nascente
  • Jardim Sun Valley
  • Jardim Tercasa
  • Jardim Vaneza
  • Jardim Vista Linda
  • Jardim Presidente
  • Jundiaizinho
  • Loteamento Industrial
  • Chácara Mil Flores
  • Mirante da Mantiqueira I
  • Mirante da Mantiqueira II
  • Núcleo Res. Terra Preta
  • Paineiras de Mairiporã
  • Parque Bela Vista
  • Parque das Árvores
  • Parque Industrial II
  • Recanto Ouro Verde
  • Residencial Morada do Sol
  • Silvio Garcia Romero
  • Sitio Arthur
  • Sitio dos Pedrosos
  • Vila Monte Azul
  • Village Graziela
  • Jardim Maria Fernanda
  • Jardim Nascente do Sol
  • Estancia Santa Rita
  • Jardim Brisa (Atibaia)
  • Vem Viver Mairiporã

Fonte: W.M.M. (Subprefeitura Terra Preta)

InfraestruturaEditar

Registro civilEditar

Feito na sede do município, pois o distrito não possui Cartório de Registro Civil das Pessoas Naturais[8][9].

EducaçãoEditar

Na educação, o distrito industrial de Terra Preta pelo SENAI que chegou aqui em outubro de 2004[10] e se estabeleceu em um prédio em 2009 e outros cursos pela ETEC inaugurada pelo Governo do Estado de São Paulo em 10 de maio de 2014[11].

SaneamentoEditar

O serviço de abastecimento de água é feito pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (SABESP)[12][13].

EnergiaEditar

A responsável pelo abastecimento de energia elétrica é a Neoenergia Elektro, antiga CESP[14][15].

Meios de comunicaçãoEditar

  • O distrito era atendido pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP), que inaugurou a central telefônica utilizada até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi vendida para a Telefônica, que em 2012 adotou a marca Vivo para suas operações[16].
  • Revista Terra Preta, desde agosto de 2015. [17]
  • Jornal de Terra Preta [18]

AdministraçãoEditar

Foram administradores do distrito de Terra Preta:

  • Eduardo Dyotaro Yokomizo (2005 - 2006) [Nota 1]
  • José Correia da Silva Neto
  • Valdecir Odorico Bueno (2011 - 2012)[19]
  • José Ailton Silva (2013 - 2015)[20]
  • José Damião de Oliveira ("Zé do Davi") (2015 - 2016) [21]
  • Antonio Carlos Martinho (2016) [20]
  • José Correia da Silva Neto (2017 - 2018)[22]
  • Márcio Yoshiaki Utida (2018)
  • Valdecir Odorico Bueno (2018 - 2019)
  • José Damião de Oliveira ("Zé do Davi") (2019 - 2020)
  • Hervandes Barbosa Peixoto (2021 - )

LazerEditar

Parque Esportivo Terra PretaEditar

No dia 30 de março de 2019 foi inaugurado o Parque Esportivo de Terra Preta, local que contém quadra poliesportiva, quadra de streetball, playground, academia ao ar livre, cancha de bocha, salão de eventos e uma pista de caminhada.[23]

Atividades econômicasEditar

IndústriasEditar

A primeira empresa a se instalar em Terra Preta foi a Osato e Cia Ltda., formada pela família Osato que chegou a cidade em 1958, construindo granjas para a criação de galinhas poedeiras, em gaiolas, e as primeiras granjas para a criação de frangos de corte.[24] Mas foi a partir de 1967 que a parte industrial de Terra Preta foi desenvolvida, depois que uma lei proibiu a instalação de indústrias no centro de Mairiporã, em razão de leis de proteção de mananciais.[25]

Ver tambémEditar

Notas

  1. Empresário no ramo de alimentos

Referências

  1. «Divisão Territorial do Brasil». IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística 
  2. a b BORTOTTO, Marcelo (MTB 26.565) e Carlos (maio 2016). «Revista Terra Preta». Editora Bortotto. calameo.com (Ano 1 - MAIO - 2016 - N° 03): 10, 11. Consultado em 8 de outubro de 2016 
  3. MUNICÍPIO DE MAIRIPORÃ, Lei nº 1534, de 29 de abril de1991. FICA CRIADO O DISTRITO DE TERRA PRETA, CONFORME AUTORIZA O ARTIGO 128 E SEGUINTES DA LEI ORGÂNICA DO MUNICÍPIO..
  4. «Parecer de 07/12/1994 da CAM» (PDF). Diário Oficial do Estado de São Paulo. Consultado em 5 de março de 2021 
  5. «Resolução - ALESP n° 786, de 20/11/1998». www.al.sp.gov.br. Consultado em 5 de março de 2021 
  6. «IBGE | Censo 2010 | Sinopse por Setores». censo2010.ibge.gov.br. Consultado em 4 de março de 2021 
  7. «Plano Diretor 2006/2015» (PDF). Imprensa Oficial. Consultado em 16 de agosto de 2016. Arquivado do original (PDF) em 21 de agosto de 2016 
  8. «Portal do Extrajudicial - Endereços das Unidades». extrajudicial.tjsp.jus.br. Consultado em 21 de março de 2022 
  9. «Endereços Cartórios». ANOREG/SP. Consultado em 21 de março de 2022 
  10. SP, Senai. «PortalSenai - Mairiporã». guarulhos.sp.senai.br. Consultado em 28 de setembro de 2017 
  11. «Etec de Mairiporã é inaugurada | Governo do Estado de São Paulo». Governo do Estado de São Paulo. 10 de maio de 2014. Consultado em 28 de setembro de 2017 
  12. «Sabesp » Sistemas de Abastecimento» (PDF). site.sabesp.com.br. Consultado em 25 de janeiro de 2022 
  13. «Sabesp » Área de Atuação» (PDF). site.sabesp.com.br. Consultado em 25 de janeiro de 2022 
  14. «Elektro - Cidades Atendidas». www.neoenergiaelektro.com.br. Consultado em 25 de janeiro de 2022 
  15. «Arsesp - Mapa de Concessionárias». www.arsesp.sp.gov.br. Consultado em 25 de janeiro de 2022 
  16. «Área de atuação da Telesp em São Paulo». Página Oficial da Telesp (arquivada) 
  17. «Revista Terra Preta Agosto 2015». calameo.com 
  18. BORTOTTO, Carlos e Marcelo. «Edição 57». Issuu (em inglês). Consultado em 7 de junho de 2018 
  19. «Partido Verde - Pv de Mairiporã» 
  20. a b juquery (24 de novembro de 2016). «Pampuri realizou 6 trocas de secretários em quatro anos de governo». Consultado em 28 de março de 2020 
  21. Notícias, Blog Vale Em (21 de março de 2015). «Blog Vale em Notícias: Empresário Russano assume subprefeitura em São Paulo». Consultado em 23 de março de 2020 
  22. «Coluna do Correio 15/12/2017». Correio Juquery. 15 de dezembro de 2017. Consultado em 28 de março de 2020 
  23. «Terra Preta ganha Parque Esportivo! – Prefeitura de Mairiporã». 2 de abril de 2019. Consultado em 25 de abril de 2019 
  24. «Terra Preta: 30 anos de um distrito cuja origem é bicentenária» 850 ed. Correio Juquery. 30 de abril de 2021. Consultado em 1 de maio de 2021 
  25. «História - O melhor do bairro de Terra Preta, Mairiporã, SP». www.omb100.com. Consultado em 8 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 28 de setembro de 2017 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Terra Preta (Mairiporã)