Abrir menu principal

Wikipédia:Esplanada/propostas/Por que "ex-alunos"? (3out2015)

Proponho alterar todas as categorias "Ex-alunos da Universidade X" ou "Ex-alunos do Colégio Y" simplesmente para Alunos da Universidade X" e Alunos do Colégio Y.

Ora, político que muda de partido não vira "Ex-membro do Partido Z"; professor que deixa uma instituição não vira "Ex-professor da Escola W"; quando um futebolista muda de clube, ele não vira "ex-futebolista da Clube tal".

Também não existe "Ex-capa da Playboy", mesmo que a moça tenha saído na edição de maio de 1977.

Ora, a pessoa participa duma instituição (como professor, ator, jogador, aluno) até o dia em que sai, isso fica na história, não há necessidade do "Ex".

Alguém poderá citar os cargos governador, presidente, etc. São casos diferentes, porque são pessoas eleitas para um mandato de prazo predeterminado, e ela só é governador, presidente, enquanto tiver mandato. O mesmo se pode dizer dos deputados não reeleitos: eles fazem parte de uma legislatura com prazo predefinido, substituída a cada 4 anos.

O mesmo não ocorre com alunos (e professores, e atores, e jogadores, etc.), que podem ficar décadas numa instituição, sem data definida.

Yanguas diz!-fiz 16h12min de 3 de outubro de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo em passar de ex-alunos para alumni. Uma enciclopédia é atemporal. E nem é preciso "concordar" porque, se bem me lembro, isto é inclusive definido numa das páginas do manual de estilo. Leonardo da Vinci não é um "ex-pintor" nem Platão é um "ex-filósofo". Quintal 18h47min de 3 de outubro de 2015 (UTC)
Não sei... Faz sentido para a educação, o diploma/certificado não para de valer depois que o aluno se forma, nem ele necessariamente deleta tudo da mente. Ele continua com aquela característica. Entretanto, o próprio LinkedIn usa essa terminologia "alunos e ex-alunos".--Mister Sanderson (discussão) 00h33min de 4 de outubro de 2015 (UTC)
À parte as considerações feitas, eliminar essa diferenciação vai evitar edições inúteis no sentido de alterar condição e - eventualmente - restabelecer a condição antiga. É justo. Fasouzafreitas (discussão) 11h04min de 4 de outubro de 2015 (UTC)
E se as categorias passaram-se a chamar "Alunos e ex-alunos da instituição X"? Só teria o problema de não incluir fêmeas...--Mister Sanderson (discussão) 00h28min de 5 de outubro de 2015 (UTC)
Porque não alumnus? GoEThe (discussão) 12h51min de 4 de outubro de 2015 (UTC)
Symbol support vote.svg Concordo com alumni (plural de alumnus). Mas se a maioria não gostar do termo em latim, então que fique "alunos", pois o "ex" é que não faz sentido, como explicado acima. De resto, a mesma lógica deve ser aplicada a outras ocupações, nomeadamente futebolistas e outros desportistas, onde há uma obsessão por usar o "ex". --Stegop (discussão) 17h03min de 4 de outubro de 2015 (UTC)
Symbol support vote.svg Concordo completamente com aquilo que o Stegop disse. Esta mania de colocar ex-XXXX não tem a mínima razão de existir. --João Carvalho deixar mensagem 21h03min de 4 de outubro de 2015 (UTC)
Symbol support vote.svg Concordo com alumni ou alunos. muitas universidades ainda usam o termo latino. porém, há que se pensar que o nosso público é em sua maioria escolar. num primeiro momento eles poderiam ter dificuldade de entender do que se trata. Tetraktys (discussão) 12h39min de 5 de outubro de 2015 (UTC)
  • A maioria é unânime pela extinção do ex-, mas falta decidir se fica alumni ou alunos. Mesmo os que citaram o alumni concordariam com o alunos, pelo que declararam, estou certo? Yanguas diz!-fiz 04h06min de 7 de outubro de 2015 (UTC)
@Yanguas: "Alunos" representaria tanto os ex-alunos como os atuais, e também os que terminaram o curso (exmplo: Geisy Arruda em relação À UNIBAN), ou trocaram de instituição. Seria uma categoria mais ampla. Leon saudanha (discussão) 16h29min de 7 de outubro de 2015 (UTC)
Podemos bater o martelo do consenso, então? Yanguas diz!-fiz 19h24min de 7 de outubro de 2015 (UTC)
Symbol support vote.svg Concordo em abolir ex-alunos para alunos, até porque quem já foi aluno no passado nunca deixará de ser aluno. Na vida, todo mundo já foi algo na vida, e nem por isto deve ser levado em consideração como "ex". WikiFer msg 22h04min de 7 de outubro de 2015 (UTC)
Symbol support vote.svg Concordo em passar de ex-alunos para alunos. Helder 01h06min de 8 de outubro de 2015 (UTC)
Consenso, então. Agora, mãos à obra! Yanguas diz!-fiz 14h34min de 10 de outubro de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo com com a proposta de abolir o ex- e concordo com aluno. "Alumni" é estrangeirismo... nada haver com Wikipédia 'em português. --Zoldyick (Discussão) 04h56min de 12 de outubro de 2015 (UTC)

É tão estrangeiro como et cetera. Quintal 05h03min de 12 de outubro de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo A pessoa não deixa de ser aluno. Igor G.Monteiro (discussão) 17h01min de 13 de outubro de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo e total apoio de abolir o ex- para Alunos. Agora se o tal de Alumni (Stegop insinuou acima) fosse aprovado no lugar de Alunos, seria total desgosto para Wikipédia lusófona, porque Alumni é estrangeirismo. Golongo ... 18h48min de 13 de outubro de 2015 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário Alumni não é propriamente um estrangeirismo. É um termo latim de uso comum na nossa língua, tal como campus, et cetera, de facto, de jure, idem, in vitro, ad hoc, alter ego, ex libris, ex aequo, per capita ou a posteriori. Aliás, é o termo mais comum em fontes fidedignas para classificar os antigos alunos, pelo que, a mover, esse é o termo preferencial. Quintal 19h46min de 13 de outubro de 2015 (UTC)

Citação: pelo que, a mover, esse é o termo preferencial Não é o que a maioria dos participantes aqui dizem. --Zoldyick (Discussão) 20h21min de 13 de outubro de 2015 (UTC)
É o termo preferencial porque é o termo preferencial e mais usado em fontes reputadas. Wikipedistas não são fontes. Quintal 20h23min de 13 de outubro de 2015 (UTC)
O termo preferencial é aquele que uma maioria decide em uma discussão consensual. A opinião e vontade da comunidade esta acima. Se por um lado wikipedistas não são fontes por outro são esses mesmos wikipedistas que definem as nomenclaturas a serem aqui usadas em discussões, e não as fontes. --Zoldyick (Discussão) 20h28min de 13 de outubro de 2015 (UTC)
A Wikipédia não "inventa"; segue aquilo que é comum nas fontes reputadas. Qualquer consenso deve ser baseado em factos. Alumni é um latinismo. Enquanto um estrangeirismo é o uso de termos estrangeiros à língua, um latinismo são expressões que permaneceram inalteradas desde a formação da língua portuguesa a partir do latim. Portanto, afirmar que "alumni" é um estrangeirismo é um facto errado. O único argumento convincente para usar "alunos" em vez de "alumni" é o do Tetra, que cita que o nível de instrução de grande parte dos leitores não lhes permitria compreender imediatamente a expressão "alumni". Quintal 20h44min de 13 de outubro de 2015 (UTC)
Os editores da Wikipédia e os que participaram dessa discussão a favor da nomenclatura "Aluno" não estão inventando nada. Estão confirmando sua opinião com uma opção de uso plausível e aceito para uma nomenclatura válida. Os argumentos por maioria estão evidentes nessa discussão em favor de "aluno", que define qualquer pessoa que já tenha estudado em alguma instituição de ensino. Além do mais eu me pergunto: "aluno" é termo inventado? Pois pelo que que você fala dá a impressão que sim, quando o termo é válido para descrever quem estuda ou estudou em algum lugar. --Zoldyick (Discussão) 21h12min de 13 de outubro de 2015 (UTC)
Não distorça a sequência das respostas nem retire frases do contexto. "A Wikipédia não inventa" foi uma resposta à sua afirmação de que wikipedistas podem inventar factos. Quintal 21h26min de 13 de outubro de 2015 (UTC)
Eu não distorci nada, você quem esta pressupondo que eu disse que "Wikipedistas podem inventar fatos" quando não foi o que eu disse. Você esta querendo botar palavras na boca dos outros. O que eu disse é que "O termo preferencial é aquele que uma maioria decide em uma discussão consensual. A opinião e vontade da comunidade esta acima. Se por um lado wikipedistas não são fontes por outro são esses mesmos wikipedistas que definem as nomenclaturas a serem aqui usadas em discussões, e não as fontes". Agora responda, onde foi que eu afirmei Citação: wikipedistas podem inventar factos? --Zoldyick (Discussão) 21h39min de 13 de outubro de 2015 (UTC)
Enfim, já cansa ter que responder tantas vezes a assuntos off-topic... Você não percebeu que, no meu comentário inicial, quando eu mencionei "termo preferencial" me referia ao termo preferencial usado pelas fontes fidedignas. Isso é um facto da realidade fora da wikipédia. Não são "consensos" de wikipedistas que determinam factos diferentes da realidade ou que criam uma realidade paralela; a isso chama-se inventar. Aquilo que os wikipedistas podem, isso sim, é escolher outro termo alternativo em relação àquele que é preferido da maioria das fontes, se existirem benefícios para isso. Por exemplo, existem benefícios ao escolher usar "alunos" em vez do termo preferencial usado pela maioria das fontes ("alumni"), o qual pode não ser acessível a pessoas de pouca instrução. Quintal 21h56min de 13 de outubro de 2015 (UTC)
O assunto não é off-topic, ele permanece on-topic, visto que estamos debatendo as duas possíveis nomenclaturas com argumentação. Não são "consensos" de wikipedistas que determinam fatos diferentes da realidade ou que criam uma realidade paralela, pelo contrário, são "consensos" [como você afirma entre aspas] de wikipedistas que determinam a escolha da comunidade por uma das opções. Ninguém esta falando de inventar, usar uma opção ao invés da outra não é inventar. Isso não é permitido na política. O direito de escolha por uma das opções e dado ao editor que opina, sendo que ambos os termos são válidos, plausíveis, pertinentes e podem ser usados. --Zoldyick (Discussão) 22h12min de 13 de outubro de 2015 (UTC)
Enfim, agora está a repetir o que escrevi... Quintal 22h24min de 13 de outubro de 2015 (UTC)
muito bom ! --Zoldyick (Discussão) 22h31min de 13 de outubro de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo, mas se usarmos Discentes ao invés de alunos ou alumni (os sem luz)? Bruno Campos (discussão) 10h36min de 27 de outubro de 2015 (UTC)

Symbol declined.svg Discordo. Aluno frequenta; antigo aluno frequentou. Por isso é que podem coexistir simultaneamente, para uma mesma escola, uma associação de alunos e uma associação de antigos alunos. Uma "lista/categoria de antigos alunos" é absolutamene inequívoca quanto ao estado atual dessas pessoas em relação à escola; uma "lista de alunos" não o é. --maf (discussão) 17h18min de 1 de novembro de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo Não há necessidade do "ex" e acredito também que seja melhor usarmos alunos, uma vez que alumni pode confundir os leitores. Thex Waxer (discussão) 00h33min de 5 de novembro de 2015 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário Leytor (discussão) 18h36min de 3 de junho de 2016 (UTC). Concordo com a retirada do ex. Se abrirem uma votação, caso o consenso não seja alcançado, optarei pelo termo mais simples: alunos.