CNN Brasil

futuro canal de notícias brasileiro
CNN Brasil
País Brasil Brasil
Fundação 9 de março de 2020
por Rubens Menin e Douglas Tavolaro
Pertence a WarnerMedia (AT&T)
Proprietário Rubens Menin
Douglas Tavolaro
Presidente Douglas Tavolaro
Cidade de origem São Paulo, SP
Sede São Paulo, SP
Av. Paulista, 1374 — Bela Vista
Slogan A Maior do Mundo.
Agora no Brasil.
Formato de vídeo 1080i (HDTV)
Canais irmãos Boomerang
Tooncast
Warner Channel
TNT
TCM
TBS Brasil
Space
I.Sat
TruTV
TNT Séries
Cartoon Network
Afiliações
Cobertura Brasil Brasil
Página oficial www.cnnbrasil.com.br
Disponibilidade por satélite
Claro TV
TBA
TBA (HD)
Sky
TBA
TBA (HD)
Oi TV
TBA
TBA (HD)

CNN Brasil é um futuro canal de notícias através de televisão por assinatura brasileiro, em propriedade da WarnerMedia, uma subsidiária da AT&T. A CNN Brasil licenciada pela CNN rede de notícias estadunidense, será fundado em 2020, pelo proprietário da mídia e da MRV Engenharia Rubens Menin, e pelo ex-diretor de jornalismo da RecordTV Douglas Tavolaro, como um canal de notícias 24 horas.[1] Sua sede fica na Avenida Paulista, em São Paulo,[2] com filiais no Rio de Janeiro e em Brasília, além de filiais internacionais, com cerca de 400 jornalistas.[3]

História

Início

A CNN buscava ingressar no mercado de língua portuguesa, um dos únicos ainda não cobertos pelas diversas afiliadas da marca ao redor do mundo. Em 14 de janeiro de 2019, foi anunciado que a emissora passaria a atuar no Brasil, com parceiros estratégicos locais. A montagem do negócio no Brasil ficou a cargo do empresário Rubens Menin, com vasta e conhecida atuação nos mercados de financeiro e de construção civil, e do jornalista Douglas Tavolaro, cofundador e CEO do novo canal.[4][5][6][7] Em maio, a emissora começou a operar em uma sede provisória localizada na Alameda Santos, nos Jardins em São Paulo.[2][8] Em 16 de janeiro de 2020, a CNN revelou o seu parque tecnológico, os Switchers.[9]

Estrutura

Sedes e estúdios

Em 18 de junho, foram divulgadas, no perfil oficial da emissora, as imagens do prédio-sede da CNN Brasil. A localização será na Avenida Paulista no bairro paulistano da Bela Vista, em frente a Estação Trianon-Masp do metrô.[10] O prédio possui mais de 4 mil metros quadrados e já abrigou o centro de operações do Banco Real. Segundo o sócio-fundador e presidente da CNN Brasil, Douglas Tavolaro, a decisão de estabelecer o futuro canal de notícias naquele endereço foi "estratégica", visando uma maior aproximação do público. "Queremos fazer parte do dia a dia dos brasileiros e estar integrados com público, por isso, optamos por estar no centro pulsante e cartão postal da maior cidade do país, próximos das pessoas", afirma Tavolaro.[11] Em 7 de novembro, é anunciada a sede da CNN no Rio de Janeiro, que ficará no último andar do moderno edifício Ventura Corporate Towers na Avenida República do Chile no Centro. As instalações operacionais e administrativas do canal ficarão no Centro da capital fluminense. A área de mais de 400m² contará com um estúdio de vidro com vista para dois dos principais cartões-postais do país: o Pão de Açúcar e os Arcos da Lapa.[12] Em 18 de novembro, é anunciada a sede da CNN em Brasília, que ficará no alto do Palácio da Agricultura, a 2 km da Praça dos Três Poderes.[13] Em 18 de dezembro, a CNN revelou o visual de cenários dos estúdios em São Paulo e em Brasília.[14] Em 21 de janeiro, a CNN revelou o visual de cenário dos estúdios no Rio de Janeiro, além de revelar mais um visual de cenário dos estúdios em São Paulo.[15] Em 3 de fevereiro a CNN divulgou como será sua Newsroom que ficará conectada com o maior estúdio da sua sede em São Paulo.[16] Em 16 de fevereiro a CNN lança sua fachada em sua sede na Avenida Paulista em São Paulo, com telão de led que irá permitir aos pedestres acompanharem a programação da emissora de notícias, no mesmo estilo que acontece na Times Square, em Nova Iorque, além de outros pontos de grandes aglomerações dos Estados Unidos.[17]

Contratações e divulgações

Inicialmente, os primeiros nomes anunciados para atuar na CNN Brasil vieram de empresas como Globo, Record, BBC, Band, etc. No dia 4 de junho, foram oficializados o contrato de dois ex-grandes nomes da Rede Globo, Evaristo Costa para apresentar um programa aos domingos, com três documentários exclusivos com produções nacionais e estrangeiras, chamado CNN Séries Originais, a partir da sede da emissora em Londres,[18] e William Waack para apresentar um telejornal no horário nobre diariamente, com coberturas políticas, econômicas e internacionais, chamado Jornal da CNN, a partir da sede da emissora no Brasil.[19] Em 22 de março de 2019, Rachel Sheherazade foi procurada pela CNN Brasil para negociação, a jornalista pagaria uma multa de 2 milhões de reais, caso quebrasse o contrato com o SBT.[20] Em 2 de junho, foram colocadas no ar as contas oficiais da emissora no Facebook, Twitter, Instagram e LinkedIn.[21] A promessa é de que a CNN Brasil também terá forte atuação digital, cobrindo todas as redes sociais e inovando na distribuição de conteúdo jornalístico por meio dessas plataformas.[22] No dia 22 de julho, a emissora anunciou a contratação do casal Mari Palma e Phelipe Siani, eles vão apresentar um programa matinal, de segunda à sexta-feira, com coberturas do universo digital, tendências, comportamento, tecnologia e cultura pop, além de conteúdo distribuído em todas as plataformas digitais e redes sociais, chamado Live CNN Brasil.[23]

Em 25 de julho, foi anunciada a contratação de Luciana Barreto, ex-TV Brasil, ela juntamente com Cassius Zeilmann vão apresentar um programa nos começos de tarde, com cobertura dos principais fatos de Brasília e para a cobertura internacional, trará análise e buscará antecipar as tendências para a sequência do dia, o Visão CNN.[24] Em 3 de setembro, Monalisa Perrone rescindiu com a Globo e acertou com a CNN, ela juntamente com Daniela Lima vão apresentar um programa onde trará atualização e análise aprofundada dos principais fatos do dia, além de coberturas ao vivo e jornalismo político em horário nobre, antecedendo o Jornal da CNN, o Expresso CNN.[25][26] Em 20 de setembro, abriu vagas de estágio para estudantes de jornalismo.[27] Além de Monalisa contratou a jornalista Marcela Rahal. Em 16 de setembro, Reinaldo Gottino recinde com a RecordTV e tempo depois é anunciado pela CNN, ele juntamente com Caroline Nogueira vão apresentar um telejornal vespertino, com cobertura ao vivo dos principais fatos políticos, econômicos e internacionais, o CNN 360º.[28] Em 4 de novembro a emissora anunciou a contratação de Tais Lopes para apresentar o primeiro telejornal matinal da programação, o Agora CNN.[29] Em 5 de novembro, foram anunciadas as contratações do comentarista Caio Coppolla e da professora Gabriela Prioli para um programa em formato de debate político.[30]

Em 13 de novembro, o jornalista Evaristo Costa confirmou que as estreias do canal e do site no Brasil serão em março de 2020.[31][32] Em 19 de novembro, são anunciadas as contratações dos ex-nomes do SBT, Daniel Adjuto e Cassius Zeilmann, ele juntamente com Luciana Barreto vão apresentar um programa nos começos de tarde, com cobertura dos principais fatos de Brasília e para a cobertura internacional, trará análise e buscará antecipar as tendências para a sequência do dia, o Visão CNN. Além deles contratou o jornalista Kenzô Machida, ex-Globo Brasília.[33][34] Em 3 de dezembro, é anunciada a contratação da jornalista Daniela Lima, apresentava o Roda Viva da TV Cultura e coordenava uma coluna sobre política no jornal Folha de S.Paulo, ela juntamente com Monalisa Perrone vão apresentar um programa onde trará atualização e análise aprofundada dos principais fatos do dia, além de coberturas ao vivo e jornalismo político em horário nobre, antecedendo o Jornal da CNN, o Expresso CNN.[35][26] Em 22 de dezembro, foi anunciada a contratação de Rachel Amorim, que era noticiarista da Super Rádio Tupi.[36] Em 13 de janeiro, a CNN anuncia a contratação de Diego Sarza ex-GloboNews.[37] Em 24 de janeiro, é anunciada a contratação de Luciene Kaxinawá ex-Rede Amazônica Porto Velho.[38] Em 28 de janeiro, a CNN anuncia a contratação de Caroline Nogueira ex-Band News, ela juntamente com Reinaldo Gottino vão apresentar um telejornal vespertino, com cobertura ao vivo dos principais fatos políticos, econômicos e internacionais, o CNN 360º.[39]

Programas

Ver também

Referências

  1. Locatelli, Piero; Fishman, Andrew (20 de janeiro de 2019). «A roupa suja da CNN Brasil: escravidão, grampos e Edir Macedo». The Intercept. Cópia arquivada em 7 de junho de 2019 
  2. a b «CNN Brasil abre sede provisória em São Paulo» 
  3. «CNN terá canal no Brasil e prevê contratação de 400 jornalistas». EXAME. 14 de janeiro de 2019. Consultado em 15 de janeiro de 2019 
  4. «CNN: Rubens Menin e a construção de uma nova rede de TV». ISTOÉ DINHEIRO. 22 de fevereiro de 2019. Consultado em 5 de junho de 2019 
  5. «CNN terá canal no Brasil e prevê contratação de 400 jornalistas». EXAME. Consultado em 5 de junho de 2019 
  6. «Douglas Tavolaro deixa a Record para comandar canal CNN no Brasil». VEJA.com. Consultado em 5 de junho de 2019 
  7. «Ex-chefão do jornalismo da Record, Douglas Tavolaro comandará CNN no Brasil». tvefamosos.uol.com.br. Consultado em 5 de junho de 2019 
  8. CNN Brasil: Confira a chegada em terras brasileiras do maior canal de notícias do mundo
  9. Fabrício Falcheti (16 de janeiro de 2020). «Perto de estrear, CNN Brasil dá forma ao seu parque tecnológico; veja fotos». NaTelinha. Consultado em 25 de janeiro de 2020 
  10. Com obras aceleradas, CNN Brasil inaugura sede na avenida Paulista em novembro, acessado em 24 de outubro de 2019
  11. Anderson Scardoelli (18 de junho de 2019). «Cartão postal: CNN Brasil divulga imagens de sua sede na Av. Paulista». Portal Comunique-se. Consultado em 18 de junho de 2019 
  12. «CNN Brasil anuncia sede no Rio de Janeiro». O Dia. Jornal O Dia. Consultado em 7 de novembro de 2019 
  13. «CNN escolhe sede em Brasília; emissora terá até 800 pessoas no Brasil». tvefamosos.uol.com.br. Consultado em 18 de novembro de 2019 
  14. Vinícius Andrade (18 de dezembro de 2019). «CNN Brasil revela visual de cenários de estúdios em São Paulo e Brasília, veja fotos». Notícias da TV. Consultado em 28 de dezembro de 2019 
  15. Sandro Nascimento (21 de janeiro de 2020). «CNN Brasil revela primeiro cenário do Rio e impressiona». NaTelinha. Consultado em 25 de janeiro de 2020 
  16. agora, O. Jiló-Tudo. «Exclusivo: Veja a primeira foto da redação da CNN Brasil em São Paulo». O Jiló - Tudo agora. Consultado em 4 de fevereiro de 2020 
  17. Redação NT. «CNN Brasil anuncia fachada e telão com programação para pedestres da Avenida Paulista». 17-02-2020. Consultado em 24 de fevereiro de 2020 
  18. a b TV, Notícias da (20 de janeiro de 2020). «Evaristo Costa vai apresentar documentários na CNN Brasil; saiba mais». Notícias da TV. Consultado em 20 de janeiro de 2020 
  19. Carolina Farias (4 de junho de 2019). «Evaristo Costa e William Waack são primeiros âncoras anunciados pela CNN». UOL. Consultado em 5 de junho de 2019 
  20. «Rachel Sheherazade pode trocar SBT por CNN; rescisão prevê multa milionária». IstoÉ. Editora Três. 22 de março de 2019. Consultado em 14 de outubro de 2019 
  21. «Com estreia no segundo semestre, CNN Brasil lança perfis em redes sociais». Folha de S.Paulo. 3 de junho de 2019. Consultado em 5 de junho de 2019 
  22. «Com estreia no segundo semestre, CNN Brasil lança perfis em redes sociais». Folha de S.Paulo. 3 de junho de 2019. Consultado em 5 de junho de 2019 
  23. Felipe Pinheiro (22 de julho de 2019). «Após deixarem Globo, Mari Palma e Phelipe Siani assinam com a CNN Brasil». UOL. Consultado em 22 de julho de 2019 
  24. Ricardo Feltrin (25 de julho de 2019). «CNN Brasil reforça time e contrata ex-apresentadora do canal Futura». UOL. Consultado em 25 de julho de 2019 
  25. Castro, Daniel (3 de setembro de 2019). «Após 20 anos de Globo, Monalisa Perrone pede demissão e vai para a CNN Brasil». Notícias da TV - UOL. Consultado em 3 de setembro de 2019 
  26. a b c Flávio Ricco (12 de fevereiro de 2020). «Monalisa Perrone e Daniela Lima apresentarão "Expresso CNN" na CNN Brasil». UOL. Consultado em 12 de fevereiro de 2020 
  27. CNN Brasil convida estudantes de jornalismo para o seu programa de estágio
  28. Castro, Daniel (16 de setembro de 2019). «Reinaldo Gottino pede demissão da Record e reforça time da CNN Brasil». Notícias da TV - UOL. Consultado em 18 de setembro de 2019 
  29. «CNN Brasil tira da Globo jornalista do Ceará que apresentou o JN há 15 dias». tvefamosos.uol.com.br. Consultado em 4 de novembro de 2019 
  30. «CNN Brasil anuncia programa com Caio Coppolla e Gabriela Prioli». O Estado de S. Paulo. Grupo Estado. 5 de novembro de 2019. Consultado em 5 de novembro de 2019 
  31. «Evaristo Costa revela oficialmente mês de estreia da CNN Brasil». Metrópoles. 13 de novembro de 2019. Consultado em 13 de novembro de 2019 
  32. TEMPO, O. (13 de novembro de 2019). «CNN Brasil estreia em março de 2020, diz Evaristo Costa em vídeo». Diversao (em inglês). Consultado em 13 de novembro de 2019 
  33. TV, Notícias da (19 de novembro de 2019). «CNN Brasil confirma contratação de ex-apresentadores do SBT». Notícias da TV. Consultado em 20 de novembro de 2019 
  34. TV, Notícias da (19 de novembro de 2019). «Repórter da Globo pede demissão após 14 anos para assinar com a CNN». Notícias da TV. Consultado em 20 de novembro de 2019 
  35. «CNN Brasil contrata Daniela Lima, apresentadora do Roda Viva, da TV Cultura». tvefamosos.uol.com.br. Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  36. Já e Notícia (20 de dezembro de 2019). «Jornalista de Alagoas Raquel Amorim é a nova contratada da CNN Brasil». Consultado em 26 de janeiro de 2020 
  37. Arthur Pazin (13 de janeiro de 2020). «CNN Brasil contrata jornalista que era aposta do Grupo Globo». Observatório da TV. Consultado em 25 de janeiro de 2020 
  38. «CNN Brasil apresenta correspondente indígena na Amazônia». UOL. 24 de janeiro de 2020. Consultado em 25 de janeiro de 2020 
  39. «CNN Brasil anuncia contratação de ex-apresentadora da Band». UOL. 28 de janeiro de 2020. Consultado em 28 de janeiro de 2020 
  40. Flávio Ricco (30 de janeiro de 2020). «Programa de Mari Palma e Phelipe Siani tem título definido na CNN Brasil». UOL. Consultado em 30 de janeiro de 2020 
  41. a b c d Daniel Castro e Luciano Guaraldo (4 de fevereiro de 2020). «Na CNN, Reinaldo Gottino abandona crime e fofoca e vira versão brasileira de galã». Notícias da TV - UOL. Consultado em 4 de fevereiro de 2020 
  42. Flávio Ricco (6 de fevereiro de 2020). «CNN Brasil define título de jornal que será apresentado por William Waack». UOL. Consultado em 6 de fevereiro de 2020 
  43. Fabrício Falcheti (19 de fevereiro de 2020). «CNN Brasil define o seu primeiro telejornal das manhãs com ex-JN». Na Telinha. Consultado em 19 de fevereiro de 2020 

Ligações externas

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre CNN Brasil