Arame de Ricardo

Arame de Ricardo
Bandeira do GRES Arame de Ricardo.png
Fundação 18 de março de 1995 (26 anos) [1]
Escola-madrinha Beija-Flor[2]
Cores
Símbolo Leões sob uma coroa e um surdo cercado de Arame farpado
Bairro Ricardo de Albuquerque[1]
Desfile de 2021
Enredo Amor de carnaval - O que passou, passou...

Grêmio Recreativo Escola de Samba Arame de Ricardo (ou simplesmente Arame de Ricardo) é uma escola de samba brasileira da cidade do Rio de Janeiro, fundada em 18 de março de 1995.[3]

HistóriaEditar

Localizado no Bairro de Ricardo de Albuquerque, no Rio de Janeiro, O GRES Arame de Ricardo, é oriundo de um antigo Time de Futebol que mais tarde virou Bloco Carnavalesco: o Arame de Ricardo, de 1956.

O nome "ARAME" surgiu nos Tempo de Bloco vindo de uma gíria da época onde os fundadores da escola ganharam uma partida de futebol e alguém disse algo parecido com: "Voces passaram o arame", substituindo o antigo nome "Azul e Branco" segundo relatos de seus fundadores Isaías, Irlis e Édson.

O Arame ficou muito conhecido pelos desfiles que fazia no antigo Banho de Mar a Fantasia, onde os blocos desfilavam com roupas de papel em direção ao mar.

Desfilou em 1995, juntamente com a Escola "Tigres de Anchieta" como convidada no Grupo 2 Como Escola de Samba, e como Bloco Carnavalesco em outro dia. Abandonando a sigla de bloco para se firmar como Grêmio Recreativo Escola de Samba ARAME DE RICARDO.

Em 2009, com o Enredo: "Imperador Sal, Tempera e salva nossas vidas". A Agremiação foi uma das quatro rebaixadas para o Grupo de Acesso E ao ficar em 13°lugar com 154,1 pontos.

Já no carnaval de 2010, o enredo teve como Enredo: "Orgulho de ser Afro-brasileiro". A agremiação de Ricardo de Albuquerque somou 174,1 pontos e foi a 3° colocada, permanecendo no Grupo de Acesso E

Em 2011, a escola escolheu o enredo:"O Arame é fogo", que mostrou a descoberta do fogo até sua utilidade nos dias atuais. Nesse ano se renovou com a Juventude e Criatividade do Carnavalesco Ney Fernandes Junior.

Em 2012, a agremiação homenageou o Pesquisador Hiram Araújo. Com mudanças importantes, Com Haroldo do Cac, como Diretor de Carnaval, e a formação de uma Comissão de Bateria formada por RonaldoDP, ThiagoDP, Rodrigo Tinta e Dylan Guilherme.

Para 2013 a Escola mostrou o Enredo " Do meu Nordeste ao seu Agreste, Hoje sou Cabra da Peste ". Houve algumas mudanças na equipe da Agremiação. Assumindo Rodrigo Tinta, como Diretor de Carnaval, e a volta do Intérprete Nino Show, Após de 10 anos defendendo o GRES Imperatriz Leopoldinense. E entre a autoria do Samba Samir Trindade, Compositor Tricampeão de Sambas Enredo no GRES Beija Flor de Nilópolis nos anos 2010/2011/2012. Um desfile que rendeu à escola a terceira colocação, com a consequente ascensão.

No Carnaval 2014, apresentou o enredo Let's Go Arame! Uma Viagem aos Anos 80. Quatro compositores, que já estão sendo chamados de quarteto fantástico: Julio Bombinha, Alicinha Smith, Colins Maranhão e Jucélio D'Menor, são os responsáveis pelo samba que a escola levou para a avenida. Abordando aspectos da cultura pop da década de 1980, a agremiação apresentou em seu desfile elementos como "a febre do rock", "o Rei do Pop, o Cubo Mágico, além dos principais programas de TV brasileiros, novelas, filmes e personagens da época. Primeiro a desfilar na segunda-feira, o Arame obteve o vice-campeonato, e nova ascensão.

No carnaval de 2015 a agremiação levou a Avenida uma lembrança das brincadeiras que fizeram parte da infância das crianças até a década de 90. Com o enredo "Tá de brincadeira?" a escola foi considerada uma das mais animadas do carnaval, levando para o desfile personalidades como o Técnico Joel Santana, autor do bordão "Tá de brincation with me?". A escola alcançou o oitavo lugar no desfile, mas foi uma das mais aplaudidas pelo povo, com um samba leve e alegre. A Escola ganhou diversos prêmios da imprensa especializada que cobre o carnaval na Intende Magalhães, entre eles o Prêmio Elite do Samba de melhor ala de passistas. Apesar disso, a ala de passistas, recém-premiada, foi desfeita pela escola logo após o Carnaval, o que levou ao surgimento de uma dissidência, o Império Ricardense.

O carnaval de 2016 teve a Escola apresentando o enredo "No sassarico das vedetes, do brotinho e da madame – Sassaricando no meu Rio, levo a vida no Arame!" do carnavalesco Ney Júnior.

Após o Carnaval de 2019, a escola foi uma das fundadoras da liga dissidente, a LIVRES.

Para o carnaval de 2021, a escola destituiu o antigo presidente, César Gomes, em reunião realizada após o carnaval de 2020. Por decisão, Bené da Pompéia assumiu a presidência, juntamente com Nino Smith, vice-presidente. A primeira atitude da nova direção foi retornar para a LIESB. A escola optou por reeditar um enredo histórico e que tem a assinatura de Fábio Giampietro e João Vitor.

SegmentosEditar

PresidentesEditar

Nome Mandato Ref.
Sem dados 1996 a 2002 [4]
Jatir Costa Júnior "Tizoca" 2003–2010 [4]
Cesar Eleutério Gomes "César Gomes" 2011- 2020 [4][5][6][7]
Bené da Pompeia 2020 - atualidade

DiretoresEditar

Ano Diretor de Carnaval Diretor geral de harmonia Mestre de bateria Ref.
2014 Sérgio Jacinto Collins Moraes[carece de fontes?] Micyel, Dylan, Ronaldo Junior e ThiagoDP[carece de fontes?] [8]
2015 Sérgio Jacinto Collins Moraes Ronaldo Junior e Thiago DP [8][9]
2016 Comissão de Carnaval
(Cláudio Rocha, Thiago Gomes, Fábio Seganttini)
César Queiroz Ronaldo Junior e Thiago DP[carece de fontes?] [5]
2017 Thiago Gomes Henrique Bianchi Ronaldo Junior
2018 Comissão de Carnaval
(Thiago Gomes, Ney Lopes e Samir Trindade)
Fábio de Souza e Luiz Alberto Ronaldo Junior
2019 Comissão de Carnaval
(Thiago Gomes, Ney Lopes e Samir Trindade)
Leandro Germano Ronaldo Junior [10]
2020 Fabrício Amaral Thiago Martins Ronaldo Junior
2021 Shisley Colins Colins Ronaldo Júnior [7]

IntérpretesEditar

Período Intérprete oficial Referências
1996–2002 Sérgio, Lucia, Evandro e Monteiro [11]
2003 Pinheirão [12]
2004 Wiliam Black
2005 Nino Smith e Luizinho Juramento [13]
2006 Roxinho [14]
2007–2008 Roxinho, Valmir Rosa e Luis Fernando
2009 Valmir Rosa, Luis Fernando, Paulinho do Pagode e Robson Lima [15]
2010 Valmir Rosa
2011 Nelson Pilão [16]
2013–2015 Nino Smith [17]
2016 Gilsinho Bakaninha [18]
2017 Tem-Tem Jr [6]
2018-2019 Zé Paulo Miranda
2020 Thiago Chafin [7]
2021 Clóvis Pê

CoreógrafoEditar

Ano Nome Ref.
2014–2015 Wellington José [5]
2016–2017 George Louzada
2018 Arthur Rozas
2019 Jan Oliveira
2020 Samuel Martins Barbosa [7]

Casal de Mestre-sala e Porta-bandeiraEditar

Ano Nome Ref.
2014–2015 William Revelação e Kyane Cristina [5][9]
2016-2019 Roberto Vinicius e Alana Couto
2020-atual Maycon Pallavine e Alana Couto [7]

Corte de BateriaEditar

Ano Nome Ref.
2007–2013 Jurema
2015–2017 Luana Estrela [5][9]
2018 Monique Favacho
2020 Negralu [7]

CarnavaisEditar

Carnavais da Arame de Ricardo
Ano Colocação Divisão Enredo Carnavalesco Ref.
1995 4.º Lugar Grupo 2
1996 4.º Lugar Grupo D
(quinta divisão)
"Lecy, grito de uma raça" Marcos Aurélio [19]
1997 7.º Lugar Grupo D
(quinta divisão)
"A musa negra do carnaval" Marcos Aurélio [19]
1998 10.º Lugar Grupo D
(quinta divisão)
"O despertar do Candomblé" Marcos Aurélio [19]
1999 9.º Lugar Grupo D
(quinta divisão)
"Danças das Três Raças" César Gomes [19]
2000 12.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo D
(quinta divisão)
"Parabéns pra você" Alan Marques [19]
2001 3.º Lugar Grupo E
(sexta divisão)
"Fernando Moreno, sem medo de ser feliz"
(Samba-enredo composto por Roque Negão, Manel Paraíba e Tião do Cavaco)
Comissão de Carnaval [19]
2002 3.º Lugar Grupo E
(sexta divisão)
"E o bicho virou homem"
(Samba-enredo composto por Marcelo Arame, Monteiro Melodia, Diego,Evandro e Tito Profeta)
Wlanir Dias [19]
2003 5.º Lugar Grupo E
(sexta divisão)
"Se o luxo é o lixo, para quê o Arame quer luxo?"
(Samba-enredo composto por Pinheirão, Evandro, Kleber e Jaú)
Guilherme Lamart [19]
2004 7.º Lugar Grupo E
(sexta divisão)
"Laffond, sua vida, suas glórias. Hoje o Arame conta sua história"
(Samba-enredo composto por Wiliam Black e Aquiro)
César Gomes [19]
2005 Vice-campeã Grupo E
(sexta divisão)
"O Arame arma a lona da alegria" Marcos Guedes [19]
2006 3.º Lugar Grupo D
(quinta divisão)
"O esplendor das maravilhas, Brasil, de tudo dá"
(Samba-enredo composto por Roxinho e Aquino)
Comissão de Carnaval
(Marco Guedes, Leandro Vasconcelos e Jorge Veríssimo)
[19]
2007 4.º Lugar Grupo D
(quinta divisão)
"Levando a vida no Arame" Fernando Alvarez [19]
2008 10.º Lugar Grupo D
(quinta divisão)
"Pique Novo nos braços do povo" César Gomes [19]
2009 14.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo RJ-3
(quinta divisão)
"Imperador Sal, Tempera e salva nossas vidas" Válter Barros [19]
2010 7.º Lugar Grupo RJ-4
(sexta divisão)
"Orgulho de ser afro-brasileiro"
(Samba-enredo composto por Bené da Pompéia, Isaías Rouxinol e Lelê da Mercearia)
Válter Barros [19]
2011 6.º Lugar Grupo E
(sexta divisão)
"O Arame é fogo"
(Samba-enredo composto por Bené da Pompéia, Márcio França e Ubiratã Telles)
Ney Junior [19]
2012 5.º Lugar Grupo E
(sexta divisão)
"Com prazer... Hiram Araújo!"
(Samba-enredo composto por Cosme Araújo, Serginho Castro e Jorge Fashion)
Ney Junior [19]
2013 3.º Lugar Grupo D
(quinta divisão)
"Do meu Nordeste ao seu Agreste, hoje sou cabra da peste"
(Samba-enredo composto por Samir Trindade, Nino Show, Dom Beto, Prof. Luis Carlos, Mestre Dudu, Bené da Pompeia, Robson, Lele da Merck, Jacaré e Marcio França)
Ney Junior [19]
2014 Vice-campeã Grupo C
(quarta divisão)
"Let's go Arame! Uma viagem pelos anos 80"
(Samba-enredo composto por Júlio Bombinha, Alicinha Smith, Jucélio D"Menor e Colins Maranhão)
Ney Junior [8][20]
2015 8.º Lugar Série B
(Terceira divisão)
"Tá de brincadeira?" Ney Junior [21]
2016 5.º Lugar Série B
(Terceira divisão)
"No sassarico das vedetes, do brotinho e da madame – Sassaricando no meu Rio, levo a vida no Arame!" Ney Junior [5][22]
2017 4.º Lugar Série B
(Terceira divisão)
"Ora, pois… Hoje o banquete é real" Ney Junior [6]
2018 8º Lugar Série B
(Terceira divisão)
"Agbayê – Dos orixás renasce a vida" Bruno Rocha [23]
2019 10º Lugar Série B
(Terceira divisão)
"O primeiro bailarino do carnaval" Bruno Rocha [24]
2020 6º Lugar LIVRES
(Terceira divisão alternativa)
"Sou eu quem faz você sambar"
Compositores: Junior Fionda, André do Cavaco e União dos Compositores
Fábio Giampietro [25][7]
Inicialmente adiados para o mês de julho, os desfiles do Carnaval 2021 foram cancelados devido a pandemia de Covid-19 [26]
2022 LIESB "Amor de carnaval - O que passou, passou..." Fábio Giampietro e João Vitor

PremiaçõesEditar

Prêmios recebidos pelo GRES Arame de Ricardo.

Ano Prêmio Categoria / premiados Divisão Ref.
2005 Troféu Jorge Lafond Vice-campeã do Grupo E Grupo E [27]
2006 Troféu Jorge Lafond Conjunto de alegorias Grupo D [28]
Intérprete (Roxinho)
2007 Troféu Jorge Lafond Bateria (Diretores: Mestres Valdeci e Batata) Grupo D [29]
2017 Passista Samba no Pé Ala de Passistas Série B [30]
2019 Prêmio Brilho da Série B - Carnavalesco Samba Enredo Série B [31]

Referências

  1. a b «Dados Básicos». Galeria do Samba. Consultado em 16 de abril de 2016 
  2. «Com enredo 'Tá de Brincadeira?', escola de samba vai homenagear Joel Santana». O Dia Online. Consultado em 16 de abril de 2016 
  3. «Sambas enredos». O Batuque. Consultado em 13 de janeiro de 2011.. Arquivado do original em 14 de setembro de 2011  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. a b c Academia do Samba. «Diretoria». Consultado em 11 de maio de 2014 
  5. a b c d e f [1]
  6. a b c «Equipe 2017». Galeria do Samba. Consultado em 16 de abril de 2016 
  7. a b c d e f g «Arame de Ricardo / Carnaval 2020 / Série B». Samba na Intendente. Consultado em 22 de maio de 2020. Cópia arquivada em 22 de maio de 2020 
  8. a b c Galeria do Samba. «Carnaval de 2014». Consultado em 11 de maio de 2014. Cópia arquivada em 11 de maio de 2014 
  9. a b c [2]
  10. «Equipe 2018». Apoteose. Consultado em 9 de setembro de 2018 
  11. «2002». Galeria do Samba. Consultado em 26 de fevereiro de 2017 
  12. «2003». Galeria do Samba. Consultado em 26 de fevereiro de 2017 
  13. «2005». Galeria do Samba. Consultado em 26 de fevereiro de 2017 
  14. «2006». Galeria do Samba. Consultado em 26 de fevereiro de 2017 
  15. «2009». Galeria do Samba. Consultado em 26 de fevereiro de 2017 
  16. «2011». Galeria do Samba. Consultado em 26 de fevereiro de 2017 
  17. «2012». Galeria do Samba. Consultado em 26 de fevereiro de 2017 
  18. «2015». Galeria do Samba. Consultado em 26 de fevereiro de 2017 
  19. a b c d e f g h i j k l m n o p q r «Cópia arquivada». Consultado em 13 de janeiro de 2011. Arquivado do original em 14 de setembro de 2011 
  20. Prefeitura do Rio de Janeiro. «Rio Guia Oficial – Carnaval 2014» (PDF). Consultado em 11 de maio de 2014. Cópia arquivada (PDF) em 25 de abril de 2014 
  21. SRZD (29 de abril de 2014). «Arame de Ricardo já tem enredo para 2015». 15h28 
  22. «Apuração do Grupo B AO VIVO». 11 de fevereiro de 2016 
  23. «G.R.E.S. ARAME DE RICARDO». Galeria do Samba. Consultado em 19 de janeiro de 2018 
  24. «Arame de Ricardo 2019». Apoteose.com. Consultado em 19 de janeiro de 2019 
  25. «Arame 2020». Galeria do Samba. Consultado em 13 de fevereiro de 2020 
  26. Lisboa, Vinicius (21 de janeiro de 2021). «Prefeito diz que Rio não terá carnaval fora de época em julho». Agência Brasil. Consultado em 4 de fevereiro de 2021 
  27. «Troféu Jorge Lafond 2005». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 17 de junho de 2016 
  28. «Troféu Jorge Lafond 2006». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 20 de junho de 2016 
  29. «Troféu Jorge Lafond 2007». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 20 de junho de 2016 
  30. «Prêmio Passista Samba no Pé divulga os vencedores do Carnaval 2017 – Revista Carnaval». revistacarnaval.com.br. Consultado em 10 de março de 2017. Arquivado do original em 12 de março de 2017 
  31. «Tradição vence Desfile do Ano no prêmio Brilho da Série B». www.carnavalesco.com.br. Consultado em 14 de março de 2019 

Ligações externasEditar

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Categoria no Commons