Abrir menu principal

Campeonato Catarinense de Futebol de 2014 - Série A

Campeonato Catarinense de 2014 - Série A
Catarinense Chevrolet 2014
Logotipo do Campeonato com o patrocinador (Chevrolet)
Dados
Participantes 10
Organização FCF
Anfitrião Santa Catarina
Período 26 de janeiro13 de abril[1]
Gol(o)s 230
Partidas 89
Média 2,58 gol(o)s por partida
Campeão Figueirense
Vice-campeão Joinville
Rebaixado(s) Brusque
Juventus de Jaraguá
Melhor marcador 8 gols:
Melhor ataque (fase inicial) Avaí – 30 gols
Melhor defesa (fase inicial) 13 gols:

Criciúma
Joinville

Maior goleada
(diferença)
Marcílio Dias 6 - 1 Juventus de Jaraguá
Hercílio LuzItajaí
5ª rodada (Hexagonal)
Público 127 266
Média 3 636,2 pessoas por partida
Premiações
Melhor jogador
(FCF)
Wellington Saci (Joinville)
Melhor treinador
(FCF)
Vinícius Eutrópio (Figueirense)
Melhor árbitro
(FCF)
Héber Roberto Lopes
◄◄ D. Principal 2013 Soccerball.svg Série A 2015 ►►

O Campeonato Catarinense de Futebol de 2014 da Série A, ou Catarinense Chevrolet 2014, por motivos de patrocínio, foi a 91ª edição da principal divisão do futebol catarinense. O campeonato conta com a participação de 10 clubes. O campeão e o vice disputarão a Copa do Brasil de 2015. O campeonato também dá uma vaga para o Série D do campeonato brasileiro.[2]

Índice

RegulamentoEditar

Primeira FaseEditar

Os dez participantes jogam todos contra todos, em turno único. Os quatro melhores avançam para o quadrangular final. Os seis restantes disputam o hexagonal do rebaixamento.

QuadrangularEditar

Os quatro participantes jogam todos contra todos, em turno e returno. Os dois melhores são os finalistas.

Hexagonal do rebaixamentoEditar

Os seis participantes jogam todos contra todos, em turno único. Os dois ultimos colocados são rebaixados para a Série B de 2015.

FinalEditar

Disputada no sistema mata-mata em jogos de ida e volta. Em caso de igualdade nos pontos no confronto, a disputa será decidida no saldo de gols e, permanecendo o empate, a equipe de melhor campanha fica com o título.

Critérios de desempateEditar

Caso haja empate de pontos entre dois clubes, os critérios de desempates serão aplicados na seguinte ordem:

  1. Número de vitórias
  2. Saldo de gols
  3. Gols marcados
  4. Confronto direto
  5. Número de cartões vermelhos
  6. Número de cartões amarelos
  7. Sorteio

RebaixamentoEditar

Os dois últimos clubes no hexagonal de rebaixamento irão disputar o Série B de 2015 (equivalente a segunda divisão de Santa Catarina).

Equipes participantesEditar

Primeira Fase (Turno Único)Editar

ClassificaçãoEditar

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG % M Classificação ou Rebaixamento
1   Metropolitano 18 9 6 0 3 17 12 +5 66,6%   Classificação para o Quadrangular
2   Criciúma 16 9 4 4 1 10 7 +3 59,2%  
3   Joinville 15 9 4 3 2 14 8 +6 55,5%  
4   Figueirense 15 9 4 3 2 12 7 +5 55,5%  
5   Chapecoense 15 9 4 3 2 12 10 +2 55,5%   Classificação para o Hexagonal do Rebaixamento
6   Brusque 14 9 4 2 3 13 7 +6 51,8%  
7   Marcílio Dias 10 9 2 4 3 11 13 -2 37,0%  
8   Avaí 7 9 2 1 6 11 14 -3 25,9%  
9   Juventus de Jaraguá 7 9 2 1 6 10 21 -11 25,9%  
10   Atlético de Ibirama 7 9 2 1 6 9 20 -11 25,9%  

ConfrontosEditar

  AIB AVA BRU CHA CRI FIG JOI JUV MDI MET
ATL. IBIRAMA 2–1 1–1 2–0 0–1
AVAÍ 0–2 1–2 0–0 0–2 4–0
BRUSQUE 2–0 1–1 3–1 0–0
CHAPECOENSE 3–2 2–1 0–0 2–2 2–0
CRICIÚMA 3–0 1–0 2–1 1–0 1–1
FIGUEIRENSE 1–2 1–0 3–0 3–1 3–2
JOINVILLE 4–1 0–0 1–1 4–0
JUVENTUS-SC 5–1 2–0 1–1 0–1
MARCÍLIO DIAS 3–2 0–0 4–0 1–2
METROPOLITANO 2–1 1–4 3–0 2–1 4–0

Desempenho por rodadaEditar

Posição por rodadaEditar

  1ªR 2ªR 3ªR 4ªR 5ªR 6ªR 7ªR 8ªR 9ªR
Atlético de Ibirama 10º
Avaí 10º
Brusque
Chapecoense 10º 10º 10º 10º
Criciúma
Figueirense
Joinville
Juventus 10º 10º 10º
Marcílio Dias
Metropolitano
Classificação à fase semifinal do campeonato
Classificação à fase semifinal do campeonato

Líder de cada rodadaEditar

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9
JUV MET CRI MET JOI BRU MET

Lanterna de cada rodadaEditar

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9
CHA AVA JUV ATI

Segunda Fase (Quadrangular)Editar

ClassificaçãoEditar

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG % M Classificação ou Rebaixamento
1   Figueirense 11 6 3 2 1 10 7 +3 61,1%   Classificação para a Final e para a Copa do Brasil de 2015
2   Joinville 10 6 2 4 0 4 2 +2 55,6%  
3   Criciúma 7 6 2 1 3 7 6 +1 38,9%  
4   Metropolitano 3 6 0 3 3 2 8 -6 16,7%  

ConfrontosEditar

  CRI FIG JOI MET
Criciúma 2–3 0–0 1–0
Figueirense 2–0 1–2 2–1
Joinville 1–0 1–1 0–0
Metropolitano 0–4 1–1 0–0

Desempenho por rodadaEditar

Posição por rodadaEditar

  1ªR 2ªR 3ªR 4ªR 5ªR 6ªR
Criciúma
Figueirense
Joinville
Metropolitano
Classificação à final do campeonato

Líder de cada rodadaEditar

Rodadas
1 2 3 4 5 6
FIG CRI JOI FIG

Lanterna de cada rodadaEditar

Rodadas
1 2 3 4 5 6
CRI MET

Segunda Fase (Hexagonal do Rebaixamento)Editar

ClassificaçãoEditar

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG % M Classificação ou Rebaixamento
1   Chapecoense 20 10 6 2 2 15 7 +8 66,7  1
2   Avaí 17 10 5 2 3 19 13 +6 56,7  1
3   Marcílio Dias 15 10 4 3 3 18 12 +6 50,0  
4   Atlético de Ibirama 12 10 4 0 6 10 15 -5 40,0  
5   Brusque 12 10 3 3 4 10 14 -4 40,0   Rebaixamento para a Série B de 2015
6   Juventus de Jaraguá 8 10 2 2 6 10 21 -11 26,7  

FinalEditar

Jogo de ida
6 de abril Joinville   2–1   Figueirense Arena Joinville, Joinville
16:00
Wellington Saci   45+1'
Edigar Junio   74'
Súmula Éverton Santos   49' Público: 17 087
Árbitro: Bráulio da Silva Machado
Jogo de volta
13 de abril Figueirense   2–1   Joinville Orlando Scarpelli, Florianópolis
16:00
Dudu   1'
Lucio Maranhão   34'
Wellington Saci   56' Público: 17 795
Árbitro: Héber Roberto Lopes

PremiaçãoEditar

Campeonato Catarinense de 2014
 
Figueirense
Campeão
(16º título)

Classificação geralEditar

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG % Classificação ou Rebaixamento
1   Figueirense 29 17 8 5 4 25 17 +8 56,8% Classificação para a Copa do Brasil de 2015
2   Joinville 28 17 7 7 3 21 13 +8 54,9%
3   Criciúma 23 15 6 5 4 17 13 +4 51,1%
4   Metropolitano 21 15 6 3 6 19 20 -1 46,6% Classificação para a Série D de 2014
5   Chapecoense 35 19 10 5 4 27 17 +10 61,4%
6   Marcílio Dias 25 19 6 7 6 29 25 +4 43,8%
7   Avaí 24 19 7 3 9 30 27 +3 42,1%
8   Atlético de Ibirama 19 19 6 1 12 19 35 -16 33,3%
9   Brusque 26 19 7 5 7 23 21 +2 45,6% Rebaixado à Divisão de Acesso em 2015
10   Juventus de Jaraguá 15 19 4 3 12 18 40 -22 26,3%

ArtilhariaEditar

Gols Jogador Time
8 Régis Chapecoense
7 Schwenck Marcílio Dias
Jabá Juventus
6 Anderson Lopes Marcílio Dias
5 Jael Joinville
Paulo Baier Criciúma
Reinaldo Metropolitano
Cléber Santana Avaí
Héber Avaí
Ricardo Lobo Brusque
Roberto Avaí
Lúcio Maranhão Figueirense
4 Adriano Atlético de Ibirama
Éverton Santos Figueirense
Rafael Bittencourt Brusque
Roni Chapecoense
Edigar Junio Joinville
Edinho Atlético de Ibirama
Fabiano Chapecoense
Tauã Marcílio Dias

TransmissãoEditar

A RBS TV (afiliada da Rede Globo) detém todos os direitos de transmissão para a temporada de 2014 pela TV aberta e em pay-per-view, através do canal Premiere FC. Com um contrato renovado em 2013, a emissora pode transmitir os jogos para todo o estado em televisão aberta, inclusive para os locais onde são realizadas as partidas. A exceção se dá com os jogos em Florianópolis, na qual o PPV tem exclusividade para a capital.

Apesar de ter realizado a transmissão de todos os jogos do Figueirense fora de casa na primeira fase, esta etapa se caracterizou pela transmissão mais peculiar e democrática da emissora desde 2010. Pela primeira vez em um turno ou em toda uma fase inicial, os jogos fora de casa das equipes de Florianópolis não ocuparam mais da metade da grade e sim 42%. A mais igualitária divisão havia sido em 2012, quando 52% dos jogos da fase inicial foram da capital e 50% do returno. Na edição atual, focou-se nos confrontos entre os cinco grandes, tendo apenas três que não foram transmitidos, todos na Ressacada ou no Orlando Scarpelli: Avaí x Joinville; Figueirense x Avaí e Avaí x Chapecoense.

Além, disso, pela primeira vez, sete dos dez times tiveram seus jogos transmitidos fora de casa pela emissora, desde 2010. O recorde então havia sido seis, em 2010, 2012 e 2013. Nas fases iniciais, esse número pendurou apenas nos dois últimos. Contando apenas em turno, apenas em 2012, superou-se quatro times, com a transmissão de cinco em cada um dos dois turnos.

Nas fases decisivas, a RBS TV deu prioridade aos duelos entre os três grandes participantes, exceto os realizados em Florianópolis, devido à exclusividade do Pay Per View. Além disso, não houve transmissões simultâneas, pois o PFC tem direito a pelo menos um jogo exclusivo por rodada. Fazendo um balanço da fase Criciúma e Figueirense lideraram as transmissões fora de casa, com dois cada, enquanto Joinville e Metropolitano ficaram cada um com uma das duas restantes. Não houve televisionamento do Hexagonal em TV Aberta.

Jogos transmitidos pela RBS TVEditar

1ª FaseEditar

  • 1ª rodada - Joinville 1–1 Criciúma - 26 de janeiro (Dom) - 17:00 (Todo o estado, menos região de Florianópolis)
  • 1ª rodada - Atlético de Ibirama 2–1 Avaí - 26 de janeiro (Dom) - 17:00 (Região de Florianópolis)
  • 2ª rodada - Criciúma 1–0 Figueirense - 29 de janeiro (Qua) - 22:00 (Todo o estado)
  • 3ª rodada - Joinville 0–0 Chapecoense - 2 de fevereiro (Dom) - 17:00 (Todo o estado)
  • 4ª rodada - Chapecoense 0–0 Figueirense - 5 de fevereiro (Qua) - 22:00 (Todo o estado)
  • 5ª rodada - Avaí 0–0 Criciúma - 9 de fevereiro (Dom) - 17:00 (Todo o estado, menos região de Florianópolis)
  • 5ª rodada - Atlético de Ibirama 1–1 Figueirense - 9 de fevereiro (Dom) - 17:00 (Região de Florianópolis)
  • 7ª rodada - Figueirense 3–0 Joinville - 12 de fevereiro (Qua) - 22:00 (Todo o estado, menos região de Florianópolis)
  • 6ª rodada - Criciúma 2–1 Chapecoense - 16 de fevereiro (Dom) - 16:00 (Todo o estado, menos região de Criciúma)
  • 7ª rodada - Criciúma 1–1 Marcílio Dias - 19 de fevereiro (Qua) - 22:00 (Todo o estado)
  • 8ª rodada - Marcílio Dias 0–0 Figueirense - 23 de fevereiro (Dom) - 16:00 (Todo o estado)
  • 9ª rodada - Chapecoense 2–1 Brusque - 26 de fevereiro (Qua) - 22:00 (Todo o estado)

Figueirense x Joinville foi antecipado em uma semana devido ao congresso dos técnicos da Copa do Mundo, realizado em Florianópolis.

QuadrangularEditar

  • 1ª rodada - Joinville 0–0 Metropolitano - 5 de março (Qua) - 22:00 (Todo o estado)
  • 2ª rodada - Criciúma 0–0 Joinville - 9 de março (Dom) - 16:00 (Todo o estado)
  • 3ª rodada - Joinville 1–1 Figueirense - 12 de março (Qua) - 22:00 (Todo o estado)
  • 4ª rodada - Metropolitano 0–4 Criciúma - 16 de março (Dom) - 16:00 (Todo o estado)
  • 5ª rodada - Joinville 1–0 Criciúma - 23 de março (Dom) - 16:00 (Todo o estado)
  • 6ª rodada - Criciúma 2–3 Figueirense - 30 de março (Dom) - 16:00 (Todo o estado)

FinalEditar

  • Ida - Joinville 2–1 Figueirense - 6 de abril (Dom) - 16:00 (Todo o estado)
  • Volta - Figueirense 2–1 Joinville - 13 de abril (Dom) - 16:00 (Todo o estado)

Transmissões fora de casa por timeEditar

Clube Primeira Fase Quadrangular Total (incluindo a final)
Figueirense 4 2 7
Criciúma 2 2 4
Joinville 1 1 3
Chapecoense 2 0 2
Avaí 1 0 1
Marcílio Dias 1 0 1
Brusque 1 0 1
Metropolitano 0 1 1

Jogos transmitidos pelo Premiere FCEditar

Na primeira fase, o Premiere FC transmitiu praticamente todas as partidas de Avaí, Criciúma, Figueirense e Joinville, com exceção de Metropolitano x Avaí na última rodada, que não valia mais nada.

Com relação à Chapecoense, houve transmissão das partidas contras os quatro acima citados e contra Juventus (1ª Rodada) e contra o Atlético de Ibirama (7ª Rodada), seguindo a disponibilidade de horários.

Nas fases decisivas, todos os jogos do quadrangular e final foram televisionados.Já no Hexagonal, somente os dois duelos entre Avaí e Chapecoense (1ª e 10ª rodadas) foram televisionados, além de Avaí x Marcílio Dias (9ª rodada).

Maiores públicosEditar

Público[PP] Mandante Placar Visitante Estádio Data Rodada
1 17 795 Figueirense   2–1   Joinville Orlando Scarpelli 13 de abril Final (Volta)
2 16 587 Joinville   2–1   Figueirense Arena Joinville 06 de abril Final (Ida)
3 13 850 Criciúma   2–3   Figueirense Heriberto Hülse 30 de março 6ª (2ª Fase)
4 13 597 Joinville   1–0   Criciúma Arena Joinville 23 de março 5ª (2ª Fase)
5 11 011 Figueirense   1–2   Avaí Orlando Scarpelli 16 de fevereiro 6ª (1ª Fase)
6 9 470 Criciúma   1–0   Figueirense Heriberto Hülse 29 de janeiro 2ª (1ª Fase)
7 9 372 Joinville   1–1   Criciúma Arena Joinville 26 de janeiro 1ª (1ª Fase)
8 9 268 Criciúma   0–0   Joinville Heriberto Hülse 09 de março 2ª (2ª Fase)
9 8 917 Criciúma   2–1   Chapecoense Heriberto Hülse 16 de fevereiro 6ª (1ª Fase)
10 6 847 Joinville   0–0   Metropolitano Arena Joinville 05 de março 1ª (2ª Fase)

Média de públicoEditar

  1. Criciuma - 7.549 (60.392 em 8 jogos)
  2. Figueirense – 7.010 (63.096 em 9 jogos)
  3. Joinville – 6.960 (62.642 em 9 jogos)
  4. Chapecoense – 3.973 (35.753 em 9 jogos)
  5. Avaí – 347 (6.126 em 9 jogos)
  1. Metropolitano – 2.184 (17.469 em 8 jogos)
  2. Marcílio Dias – 1.708 (13.667 em 8 jogos)
  3. Brusque – 1.034 (8.270 em 8 jogos)
  4. Atlético de Ibirama – 739 (5.909 em 8 jogos)
  5. Juventus – 574 (4.592 em 8 jogos)

TroféusEditar

Troféu DefinitivoEditar

O troféu dado ao campeão leva o formato da sede da Federação Catarinense de Futebol em homenagem aos 90 anos da entidade.

Troféu Dr. Aderbal Ramos da SilvaEditar

Desde 2011, a Federação Catarinense de Futebol oferta o Troféu Transitório Dr. Aderbal Ramos da Silva, em homenagem ao patrono e presidente da Federação entre 1939 e 1946. O troféu, que consiste no busto da pessoa homenageada, é ofertado de posse transitória a todos os campeões do certame desde 2011.

O troféu será entregue de forma definitiva a equipe que conquistar o Campeonato Catarinense (contando as conquistas de 2011 até hoje) por três vezes consecutivas ou cinco vezes alternadas.[3]

Vencedores anteriores do Troféu Dr. Aderbal Ramos da SilvaEditar

  • 2011 - Chapecoense
  • 2012 - Avaí
  • 2013 - Criciúma

Ver tambémEditar

Referências

Ligações externasEditar