Cocito (futebolista)

futebolista brasileiro

Thiago Marcelo Silveira Cocito, mais conhecido como Cocito (Bebedouro, 24 de agosto de 1977), é um ex-futebolista brasileiro que atuava como volante. Atualmente trabalha como empresário no ramo de construção civil.[1]

Cocito
Informações pessoais
Nome completo Thiago Marcelo Silveira Cocito
Data de nasc. 24 de agosto de 1977 (45 anos)
Local de nasc. Bebedouro, São Paulo, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,79 m
destro
Apelido Cocito
Informações profissionais
Clube atual aposentado
Posição volante
Clubes de juventude
1994–1996 Botafogo-SP
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1996–1998
1998–2003
2003
2004
2005
2005–2006
2006–2007
2007
2008
2009
2009
Botafogo-SP
Atlético Paranaense
Corinthians
Grêmio
Atlético Paranaense
Tenerife
Real Murcia
Fortaleza
Avaí
Boavista-RJ
Vila Nova

CarreiraEditar

Cocito começou sua carreira no Botafogo-SP em 1997. Suas boas atuações atraíram o interesse do Atlético Paranaense, que o contratou em 1998. Em 2001, foi um dos símbolos de raça e disposição em campo na campanha que deu o título de campeão brasileiro ao Atlético Paranaense. No mesmo ano, ficou marcado por um lance trivial de disputa de bola no qual Kaká[2], que na época jogava no São Paulo, acabou lesionado durante as quartas de final do Campeonato Brasileiro. O árbitro da partida não marcou falta.

Transferiu-se para o Corinthians em 2003. Ainda teve passagens por Grêmio, em 2004, e novamente por Atlético Paranaense em 2005, antes de jogar na Europa. No Velho Continente, Cocito atuou por Tenerife entre 2005 e 2006, e Real Murcia em 2006, ambos da Espanha.

Para a temporada de 2007, o jogador assinou com o Fortaleza, retornando para o futebol brasileiro. No ano seguinte, passou pelo Avaí, onde fez parte do elenco na campanha do time na conquista do acesso à Série A no Campeonato Brasileiro da Série B de 2008. Em 2009, o atleta assinou com o Boavista-RJ para a disputa do Campeonato Carioca.

No meio do ano transferiu-se para o Vila Nova para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série B, onde foi titular em onze partidas das quinze em que foi relacionado. Mas uma antiga lesão no joelho o fez frequentar com frequência o departamento médico do clube e Cocito foi dispensado. No mesmo ano, ele se aposentou e atualmente trabalha como empresário no ramo de construção civil.

TítulosEditar

Atlético Paranaense
Fortaleza

Referências

  1. «Cocito, aquele mesmo, agora ataca de empresário de jogador». Futebol Interior. 23 de dezembro de 2010. Consultado em 2 de agosto de 2019 
  2. «Cocito lembra dia em que lesionou Kaká e detona: "hoje, pensam mais em tatuagem"». Jovem Pan. 14 de setembro de 2016. Consultado em 2 de agosto de 2019 
  3. «Que fim levou? COCITO... Ex-volante do Atlético-PR e Corinthians». Terceiro Tempo. Consultado em 24 de setembro de 2022 

Ligações externasEditar

   Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.