Abrir menu principal
XLIII Copa América
Argentina 2011
Logotipo oficial.
Logotipo oficial.
Dados
Participantes 12
Organização CONMEBOL
Anfitrião Argentina
Período 24 de julho
Gol(o)s 54
Partidas 26
Média 2,08 gol(o)s por partida
Campeão Uruguai (15º título)
Vice-campeão Paraguai
3º colocado Peru
Melhor marcador Peru José Paolo Guerrero – 5 gols
Melhor ataque (fase inicial) Brasil – 6 gols
Melhor defesa (fase inicial) Colômbia – 0 gol
Maiores goleadas
(diferença)
Argentina 3 – 0 Costa Rica
Estádio Mario Alberto KempesCórdoba
11 de julho, Grupo A, 3ª rodada
 
Peru 4 – 1 Venezuela
Estádio Ciudad de La PlataLa Plata
23 de julho, Decisão do 3º lugar
 
Uruguai 3 – 0 Paraguai
Monumental de NúñezBuenos Aires
24 de julho, Final
Público 882 621
Média 33 947 pessoas por partida
Premiações
Melhor jogador
(CONMEBOL)
Uruguai Luis Alberto Suárez[1]
Melhor jogador jovem Uruguai Sebastián Coates
Fair play Uruguai
◄◄ Venezuela 2007 Soccerball.svg 2015 Chile ►►

A Copa América de 2011 foi a 43ª edição da competição que foi realizada na Argentina. Assim foi decidido pela Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL), que iniciou um novo ciclo do sistema rotativo que decide as sedes entre os países sul-americanos.[2] Esta decisão foi confirmada em 24 de novembro de 2008.[3]

O Uruguai venceu a competição após derrotar o Paraguai na final por 3 a 0, tornando-se o maior vencedor da Copa América com 15 títulos, o primeiro desde 1995.[4] Como campeão, participou da Copa das Confederações de 2013, realizada no Brasil.

Índice

Seleções participantesEditar

Nesta edição, como nas anteriores, participaram 12 seleções nacionais, das quais dez foram os países membros da CONMEBOL, além de duas seleções convidadas, que desta vez foram Japão e México.[5]

Em 8 de maio de 2009, a Federação Mexicana de Futebol anunciou que por tempo indeterminado não participaria de qualquer competição organizada pela CONMEBOL por não estar de acordo com a resolução desta instituição, que determinou que as equipes mexicanas classificadas nas oitavas-de-final da Copa Libertadores de 2009 deveriam disputar seus confrontos em partidas únicas nos estádios dos rivais, pois estes recusaram jogar no México por causa do grave surto de gripe A (H1N1) de 2009.[6]

No Congresso Extraordinário e reunião do Comitê Executivo da CONMEBOL realizado nas Bahamas em 1 de junho de 2009, foi feita uma reunião especial com a Federação Mexicana de Futebol sobre o problema em relação ao surto de gripe.[5]

Finalmente, o México anunciou o seu regresso as competições sul-americanas e foi confirmada sua participação na Copa América de 2011, assim como a do Japão.[7]

Porém, em março de 2011, o terremoto seguido de tsunami que arrasou a costa nordeste do Japão colocou em dúvida a participação da seleção nacional na Copa América devido a grave situação que se instaurou no país. A Associação de Futebol do Japão chegou a confirmar que participaria da competição,[8] mas em 4 de abril anunciou a CONMEBOL sua desistência.[9]. A CONMEBOL então fez um novo convite a JFA, que em 14 de abril confirmou a participação no torneio,[10] mas em 16 de maio voltou a declinar sob a alegação de que não poderia contar com os jogadores que atuam na liga local, e não teria a liberação de alguns que atuam fora do país.[11] A vaga foi então oferecida pela CONMEBOL à Costa Rica, que aceitou participar com sua seleção sub-23 mais cinco jogadores acima dessa idade.[12]

Segue a lista das equipes participantes:

SedesEditar

Durante a reunião do Comitê Executivo da CONMEBOL em junho de 2009, o presidente da Associação do Futebol Argentino (AFA), Julio Grondona, anunciou as cidades de Buenos Aires, La Plata, Córdoba, Santa Fé, San Salvador de Jujuy e Salta como sedes da Copa América de 2011.[5]

Em 29 de abril de 2010, a CONMEBOL anunciou que a partida inaugural será realizada em La Plata e a final no Estádio Monumental de Núñez, em Buenos Aires.[13]

Buenos Aires Mendoza
Estádio Monumental de Núñez Estádio Malvinas Argentinas
Capacidade: 57 921[14] Capacidade: 40 268[15]
   
Córdoba Salta
Estádio Mario Alberto Kempes Estádio Padre Ernesto Martearena
Capacidade: 57 000[16] Capacidade: 20 408[17]
   
San Salvador de Jujuy San Juan
Estádio 23 de Agosto Estádio del Bicentenario
Capacidade: 23 000[18] Capacidade: 25 000[19]
 
La Plata Santa Fé
Estádio Ciudad de La Plata Estádio Brigadier General Estanislao López
Capacidade: 53 000[20] Capacidade: 47 000[21]
   

SorteioEditar

O sorteio que determinou a composição dos grupos foi realizado em 11 de novembro de 2010 no Teatro Argentino, em La Plata.[22] Anteriormente, o Comitê Executivo da CONMEBOL havia defindo que Argentina, Brasil e Uruguai seriam os cabeças-de-chave. A distribuição por potes se deu da seguinte maneira:[23]

Pote 1 Pote 2 Pote 3 Pote 4
  Argentina
  Brasil
  Uruguai
  Chile
  Colômbia
  Paraguai
  Bolívia
  Peru
  Venezuela
  Equador
  Japão (posteriormente   Costa Rica)
  México

ConvocaçõesEditar

ArbitragemEditar

A Comissão de Árbitros da CONMEBOL anunciou em 7 de junho de 2011 a lista de doze árbitros principais e doze árbitros assistentes para a Copa América 2011.[24]

País Árbitro Assistente
  Argentina Sergio Pezzotta Ricardo Casas
Hernán Maidana (suplente)
Diego Bonfa (suplente)
  Bolívia Raúl Orosco Efraín Castro
  Brasil Sálvio Fagundes Márcio Santiago
  Chile Enrique Osses Francisco Mondría
  Colômbia Wilmar Roldán Humberto Clavijo
  Equador Carlos Vera Luis Alvarado
  Paraguai Carlos Amarilla Nicolás Yegros
  Peru Víctor Rivera Luis Abadie
  Uruguai Roberto Silvera Miguel Nievas
  Venezuela Juan Soto Luis Sánchez
  Costa Rica Walter Quesada Leonel Leal
  México Francisco Chacón Marvin Torrentera

Fórmula de disputaEditar

Na primeira fase, as doze equipes participantes foram divididas em três grupos de quatro equipes cada. Cada equipe enfrentou os três adversários dentro do grupo. Em caso de empate por pontos, a classificação se determinaria através dos seguintes critérios, seguindo a ordem:[25]

  1. Saldo de gols
  2. Número de gols a favor (gols pró)
  3. Resultado da partida entre as equipes em questão
  4. Sorteio

As duas melhores equipes de cada grupo, mais os dois melhores terceiros colocados, avançaram as quartas-de-final. A partir dessa fase foram disputados jogos eliminatórios até se chegar aos dois finalistas. Em caso de empate no tempo normal, seria disputada uma prorrogação de 30 minutos e, persistindo o empate, decisão por pênaltis.[26]

Primeira faseEditar

Equipes classificadas às quartas-de-final
Equipes classificadas como melhores terceiros classificados
Equipes eliminadas

Todas as partidas seguem o fuso horário da Argentina (UTC-3).

Grupo AEditar

Artigo principal: Copa América de 2011 - Grupo A
Seleção P J V E D GP GC SG
  Colômbia 7 3 2 1 0 3 0 +3
  Argentina 5 3 1 2 0 4 1 +3
  Costa Rica 3 3 1 0 2 2 4 -2
  Bolívia 1 3 0 1 2 1 5 -4
1 de julho Argentina   1 – 1   Bolívia Estádio Ciudad de La Plata, La Plata
21:45
Agüero   75' Relatório Rojas   47' Árbitro:  URU Roberto Silvera

2 de julho Colômbia   1 – 0   Costa Rica Estádio 23 de Agosto, San Salvador de Jujuy
15:30
A. Ramos   44' Relatório Árbitro:  CHI Enrique Osses

6 de julho Argentina   0 – 0   Colômbia Estádio Brigadier General Estanislao López, Santa Fé
21:45
Relatório Árbitro:  BRA Sálvio Fagundes

7 de julho Bolívia   0 – 2   Costa Rica Estádio 23 de Agosto, San Salvador de Jujuy
19:15
Relatório Martínez   59'
Campbell   78'
Árbitro:  ECU Carlos Vera

10 de julho Colômbia   2 – 0   Bolívia Estádio Brigadier General Estanislao López, Santa Fé
16:00
Falcao García   14',   28' (pen) Relatório Árbitro:  MEX Francisco Chacón

11 de julho Argentina   3 – 0   Costa Rica Estádio Mario Alberto Kempes, Córdoba
21:45
Agüero   45+1',   52'
di María   63'
Relatório Árbitro:  PER Víctor Rivera

Grupo BEditar

Artigo principal: Copa América de 2011 - Grupo B
Seleção P J V E D GP GC SG
  Brasil 5 3 1 2 0 6 4 +2
  Venezuela 5 3 1 2 0 4 3 +1
  Paraguai 3 3 0 3 0 5 5 0
  Equador 1 3 0 1 2 2 5 -3
3 de julho Brasil   0 – 0   Venezuela Estádio Ciudad de La Plata, La Plata
16:00
Relatório Árbitro:  BOL Raúl Orosco

3 de julho Paraguai   0 – 0   Equador Estádio Brigadier General Estanislao López, Santa Fé
18:30
Relatório Árbitro:  ARG Sergio Pezzotta

9 de julho Brasil   2 – 2   Paraguai Estádio Mario Alberto Kempes, Córdoba
16:00
Jádson   38'
Fred   89'
Relatório Santa Cruz   54'
Haedo Valdez   66'
Árbitro:  COL Wilmar Roldán

9 de julho Venezuela   1 – 0   Equador Estádio Padre Ernesto Martearena, Salta
18:30
C. González   61' Relatório Árbitro:  CRC Walter Quesada

13 de julho Paraguai   3 – 3   Venezuela Estádio Padre Ernesto Martearena, Salta
19:15
Alcaraz   32'
Barrios   62'
Riveros   85'
Relatório Rondón   4'
Fedor   89'
Perozo   90+2'
Árbitro:  CHI Enrique Osses

13 de julho Brasil   4 – 2   Equador Estádio Mario Alberto Kempes, Córdoba
21:45
Alexandre Pato   28',   61'
Neymar   48',   71'
Relatório Caicedo   36',   58' Árbitro:  URU Roberto Silvera

Grupo CEditar

Artigo principal: Copa América de 2011 - Grupo C
Seleção P J V E D GP GC SG
  Chile 7 3 2 1 0 4 2 +2
  Uruguai 5 3 1 2 0 3 2 +1
  Peru 4 3 1 1 1 2 2 0
  México 0 3 0 0 3 1 4 -3
4 de julho Uruguai   1 – 1   Peru Estádio del Bicentenario, San Juan
19:15
Suárez   45+1' Relatório Guerrero   23' Árbitro:  COL Wilmar Roldán

4 de julho Chile   2 – 1   México Estádio del Bicentenario, San Juan
21:45
Paredes   66'
Vidal   72'
Relatório Araujo   40' Árbitro:  VEN Juan Soto

8 de julho Uruguai   1 – 1   Chile Estádio Malvinas Argentinas, Mendoza
19:15
A. Pereira   53' Relatório Sánchez   64' Árbitro:  PAR Carlos Amarilla

8 de julho Peru   1 – 0   México Estádio Malvinas Argentinas, Mendoza
21:45
Guerrero   83' Relatório Árbitro:  ARG Sergio Pezzotta

12 de julho Chile   1 – 0   Peru Estádio Malvinas Argentinas, Mendoza
19:15
Carrillo   90+2' (g.c.) Relatório Árbitro:  BRA Sálvio Fagundes

12 de julho Uruguai   1 – 0   México Estádio Ciudad de La Plata, La Plata
21:45
A. Pereira   14' Relatório Árbitro:  BOL Raúl Orosco

Melhores terceiros classificadosEditar

As duas melhores seleções terceiro colocadas nos grupos também avançaram para as quartas-de-final.

Seleção P J V E D GP GC SG Grupo
  Peru 4 3 1 1 1 2 2 0 C
  Paraguai 3 3 0 3 0 5 5 0 B
  Costa Rica 3 3 1 0 2 2 4 -2 A

Fase finalEditar

Quartas de final Semifinais Final
                   
16 de julhoCórdoba        
   Colômbia  0
19 de julhoLa Plata
   Peru (pro)  2  
   Peru  0
16 de julhoSanta Fé
     Uruguai  2  
   Argentina  1 (4)
24 de julhoBuenos Aires
   Uruguai (pen)  1 (5)  
   Uruguai  3
17 de julhoLa Plata
     Paraguai  0
   Brasil  0 (0)
20 de julhoMendoza
   Paraguai (pen)  0 (2)  
   Paraguai (pen)  0 (5) Terceiro lugar
17 de julhoSan Juan
     Venezuela  0 (3)  
   Chile  1    Peru  4
   Venezuela  2      Venezuela  1
23 de julhoLa Plata

Quartas-de-finalEditar

16 de julho Colômbia   0 – 2 (pro)   Peru Estádio Mario Alberto Kempes, Córdoba
16:00
Relatório Lobatón   101'
Vargas   111'
Árbitro:  MEX Francisco Chacón

16 de julho Argentina   1 – 1 (pro)   Uruguai Estádio Brigadier General Estanislao López, Santa Fé
19:15
Higuaín   17' Relatório Pérez   5' Árbitro:  PAR Carlos Amarilla
    Penalidades  
Messi  
Burdisso  
Tévez  
Pastore  
Higuaín  
4 – 5   Forlán
  Suárez
  Scotti
  Gargano
  Cáceres
 

17 de julho Brasil   0 – 0 (pro)   Paraguai Estádio Ciudad de La Plata, La Plata
16:00
Relatório Árbitro:  ARG Sergio Pezzotta
    Penalidades  
Elano  
Thiago Silva  
André Santos  
Fred  
0 – 2   E. Barreto
  Estigarribia
  Riveros
 

17 de julho Chile   1 – 2   Venezuela Estádio del Bicentenario, San Juan
19:15
Suazo   69' Relatório Vizcarrondo   34'
Cichero   80'
Árbitro:  ECU Carlos Vera

SemifinalEditar

19 de julho Peru   0 – 2   Uruguai Estádio Ciudad de La Plata, La Plata
21:45
Relatório Suárez   52',   57' Árbitro:  BOL Raúl Orosco

20 de julho Paraguai   0 – 0 (pro)   Venezuela Estádio Malvinas Argentinas, Mendoza
21:45
Relatório Árbitro:  MEX Francisco Chacón
    Penalidades  
Ortigoza  
Barrios  
Riveros  
Martínez  
Verón  
5 – 3   Maldonado
  Rey
  Lucena
  Fedor
 

Terceiro lugarEditar

23 de julho Peru   4 – 1   Venezuela Estádio Ciudad de La Plata, La Plata
16:00
Chiroque   41'
Guerrero   63',   89',   90+2'
Relatório Arango   77' Árbitro:  COL Wilmar Roldán

FinalEditar

24 de julho Uruguai   3 – 0   Paraguai Estádio Monumental de Núñez, Buenos Aires
16:00
Suárez   11'
Forlán   41',   89'
Relatório Árbitro:  BRA Sálvio Fagundes
     
 
 
Uruguai
     
 
 
Paraguai

CampeãoEditar

Copa América 2011
 
URUGUAI
Campeão
(15º título)
Individuais[1]
Artilheiro: Melhor jogador: Melhor goleiro: Troféu Fair Play: Melhor Jogador Jovem:
  José Paolo Guerrero   Luis Alberto Suárez   Justo Villar   Uruguai   Sebastián Coates

ArtilhariaEditar

Referências

  1. a b «Suárez, mejor jugador de la Copa América». CONMEBOL. 24 de julho de 2011. Consultado em 25 de julho de 2011 
  2. «A próxima Copa América: Argentina 2011» (em espanhol). CONMEBOL.com. 21 de dezembro de 2007. Consultado em 2 de março de 2009 
  3. «A Copa América 2011 será na Argentina» (em espanhol). La Nación. 25 de novembro de 2008. Consultado em 2 de março de 2009 
  4. «¡Uruguay, brillante campeón!». CONMEBOL. 24 de julho de 2011. Consultado em 25 de julho de 2011 
  5. a b c «Jospeh Blatter prestigiou o conclave sulamericano em Bahamas» (em espanhol). CONMEBOL.com. 2 de junho de 2009. Consultado em 2 de junho de 2009 
  6. «México se retira de tudo» (em espanhol). 10 de maio de 2009. Consultado em 10 de maio de 2009 
  7. «Copa América de 2011 terá México e Japão». R7.com. 29 de abril de 2010. Consultado em 10 de novembro de 2010. Arquivado do original em 4 de março de 2016 
  8. «Japão confirma presença na Copa América». FIFA.com. 4 de abril de 2011. Consultado em 16 de março de 2011 [ligação inativa] 
  9. «Japão não participará da Copa América. Espanha pode ser convidada». GloboEsporte.com. 4 de abril de 2011. Consultado em 4 de abril de 2011 
  10. «Japón dio el sí a la Copa América». CONMEBOL.com. 14 de abril de 2011. Consultado em 14 de abril de 2011 
  11. «Japão desiste de participar da Copa América na Argentina». GloboEsporte.com. 16 de maio de 2011. Consultado em 17 de maio de 2011 
  12. «Costa Rica aceita convite e vai disputar a Copa América». GloboEsporte.com. 17 de maio de 2011. Consultado em 17 de maio de 2011 
  13. «Copa América de 2011 terá final no Monumental de Nuñez, a casa do River». GloboEsporte.com. 29 de abril de 2010. Consultado em 30 de abril de 2010 
  14. «Antonio Vespucio Liberti - Buenos Aires». Site oficial Copa América 2011. Consultado em 28 de junho de 2011 
  15. «Malvinas Argentinas - Mendoza». Site oficial Copa América 2011. Consultado em 28 de junho de 2011 
  16. «Mario Alberto Kempes - Córdoba». Site oficial Copa América 2011. Consultado em 28 de junho de 2011 
  17. «Padre Ernesto Martearena - Salta». Site oficial Copa América 2011. Consultado em 28 de junho de 2011 
  18. «23 de Agosto - San Salvador de Jujuy». Site oficial Copa América 2011. Consultado em 28 de junho de 2011 
  19. «Estadio del Bicentenario - San Juan». Site oficial Copa América 2011. Consultado em 28 de junho de 2011 
  20. «Ciudad de La Plata - La Plata». Site oficial Copa América 2011. Consultado em 28 de junho de 2011 
  21. «Brigadier General Estanislao López - Santa Fe». Site oficial Copa América 2011. Consultado em 28 de junho de 2011 
  22. «Brasil encara Venezuela, Equador e Paraguai na 1ª fase da Copa América». GloboEsporte.com. 11 de novembro de 2010. Consultado em 12 de novembro de 2010 
  23. «Sorteio da Copa América de 2011 será nesta quinta-feira». GloboEsporte.com. 10 de novembro de 2010. Consultado em 12 de novembro de 2010 
  24. «Copa América: fueron nombrados los árbitros para el torneo». CONMEBOL. 6 de junho de 2011. Consultado em 7 de junho de 2011 
  25. «Regulamento da Copa América Argentina 2011» (PDF). CONMEBOL. Consultado em 10 de novembro de 2010. Arquivado do original (PDF) em 22 de novembro de 2010 
  26. «Reglamento de la Copa América Argentina 2011». CONMEBOL. 9 de novembro de 2010. Consultado em 10 de novembro de 2010 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Copa América de 2011