InterTV Serra+Mar

emissora de televisão brasileira de Nova Friburgo, RJ

InterTV Serra+Mar (leia-se "Serramar") é uma emissora de televisão brasileira sediada em Nova Friburgo, cidade do estado do Rio de Janeiro. Opera no canal 12 (30 UHF digital) e é afiliada à TV Globo. Pertence à Rede InterTV, e seu sinal chega a 32 municípios da Região Serrana e do Noroeste Fluminense. Seus estúdios estão localizados no Parque São Clemente, e sua antena de transmissão está no alto da Pedra do Imperador. A emissora também possui uma sucursal em Petrópolis, onde são produzidas matérias jornalísticas exibidas na programação local, além de entradas ao vivo.

InterTV Serra+Mar
Canal e Transmissões InterTV Ltda.
Nova Friburgo, Rio de Janeiro
Brasil
Tipo Comercial
Canais Digital: 30 UHF
Virtual: 12 PSIP
Outros canais 512 (Claro TV)
12 (Oi TV)
12 / 412 HD (Sky)
11 (RCA)
ver mais
Analógico:
12 VHF (1990-2018)
Sede Bandeira de Nova Friburgo - RJ.svg Nova Friburgo, RJ
Slogan Siga em frente, siga com a gente
Rede Rede InterTV (Globo)
Fundador(es) Cláudio Chagas Freitas
Pertence a Rede InterTV
Proprietário(s) Fernando Aboudib Camargo
Antigo(s) proprietário(s) Cláudio Chagas Freitas (1990-1995)
Roberto Marinho (1995-2003)
Roberto Irineu Marinho (2003)
Presidente Fernando Aboudib Camargo
Fundação 1 de maio de 1990 (31 anos)
Prefixo ZYP 301
Prefixo(s) anterior(es) ZYB 522 (1990-2018)
Nome(s) anterior(es) TV Serra+Mar (1990-2004)
Cobertura Cobertura da InterTV Serra+Mar.svg
Coord. do transmissor 22° 19' 2.5" S 42° 32' 9.4" O
Potência 0,1 kW
Agência reguladora ANATEL
Informação de licença
CDB
PDF
Página oficial redeglobo.globo.com/rj/intertvrj

HistóriaEditar

A concessão do canal 12 VHF de Nova Friburgo foi outorgada, após concorrência pública, pelo presidente José Sarney em 23 de junho de 1988, à uma sociedade formada pelo empresário Cláudio Chagas Freitas (filho do ex-governador do Rio de Janeiro, Chagas Freitas) em conjunto com Hélio Paulo Ferraz, Carlos Eduardo Coelho Magalhães e Antônio Carlos Assis Brasil.[1] Após quase dois anos de preparativos, a TV Serra+Mar foi inaugurada em 1.º de maio de 1990, sendo a terceira afiliada da Rede Globo no interior fluminense, e seu primeiro programa local foi o telejornal RJTV, apresentado por Ana Lucia Morais.[2]

Inicialmente, suas instalações funcionavam no bairro Cascatinha, na região sul de Nova Friburgo, e posteriormente, foram inauguradas sucursais de jornalismo nos municípios de Petrópolis e Teresópolis, onde eram produzidas matérias para os seus telejornais e para a TV Globo Rio de Janeiro.[2] Em junho de 1995, a TV Serra+Mar é adquirida pela Rede Globo, tornando-se uma emissora própria. Nesse ano, expandiu seu sinal para o Noroeste Fluminense, passando a atender municípios que anteriormente eram cobertos pela TV Norte Fluminense, que havia migrado para a Rede Bandeirantes. Nessa época, abriu uma terceira sucursal em Itaperuna, com equipe fixa de jornalismo cobrindo a região.

Em março de 2002, por conta de problemas financeiros relacionados a investimentos malsucedidos na Globo Cabo, a Rede Globo colocou à venda sua participação acionária em 27 emissoras pelo país, de modo a fazer capital para cobrir o rombo em suas finanças, sendo uma delas a TV Serra+Mar.[3] Em outubro de 2003, a emissora foi vendida, juntamente com a TV Alto Litoral de São Pedro da Aldeia e a TV Grande Minas de Montes Claros, Minas Gerais para o empresário capixaba Fernando Aboudib Camargo, passando a formar com ambas, em fevereiro de 2004, a Rede InterTV, e mudando seu nome para InterTV Serra+Mar.

Após a venda, a nova gestão resolve encerrar a programação local, substituindo-a pela retransmissão dos programas gerados a partir de São Pedro da Aldeia em janeiro de 2005. Pouco tempo depois, as sucursais de Teresópolis e Itaperuna foram fechadas. Em 2007, a InterTV Serra+Mar deixou sua antiga sede no bairro Cascatinha, e migrou para um novo endereço no Parque São Clemente. Em 12 de maio de 2017, em homenagem ao aniversário de 199 anos de Nova Friburgo, a emissora inaugurou dentro do Cadima Shopping, no centro da cidade, o Espaço Cultural InterTV, dedicado a exposições de artistas da região, a exemplo do que já existia em Petrópolis.[4]

Sinal digitalEditar

Canal virtual Canal digital Resolução de tela Programação
12.1 30 UHF 1080i Programação principal da InterTV Serra+Mar / Globo

A emissora iniciou suas transmissões digitais em 22 de dezembro de 2011, através do canal 30 UHF para Nova Friburgo e região, com um evento realizado no Nova Friburgo Country Clube.[5] Em 14 de março de 2016, passou a transmitir sua programação local em alta definição.[6]

Transição para o sinal digital

Com base no decreto federal de transição das emissoras de TV brasileiras do sinal analógico para o digital, a InterTV Serra+Mar, bem como as outras emissoras de Nova Friburgo, cessou suas transmissões pelo canal 12 VHF em 12 de dezembro de 2018, seguindo o cronograma oficial da ANATEL.[7]

ProgramasEditar

Até o ano de 2004, quando passou a compor a Rede InterTV, a então TV Serra+Mar era responsável pela produção das edições locais do RJTV, pela revista eletrônica SM TV e pelo SM Rural, jornalístico voltado ao agronegócio, além de exibir nos intervalos da programação o boletim RJTV Resumo. Após isso, passou a retransmitir a programação gerada pela InterTV Alto Litoral, com exceção apenas das edições do Jornal InterTV e do RJTV, que foram extintas em janeiro de 2005.

Em dezembro de 2011, a emissora passou a produzir localmente o RJ InterTV 2.ª edição, com a apresentação de Luciana Thomaz, porém devido a crise financeira, o telejornal foi novamente extinto em 2015. Desde então, a emissora apenas produz matérias para os telejornais e programas jornalísticos produzidos pela InterTV Alto Litoral, além de gerar comerciais locais.

EquipeEditar

Membros atuaisEditar

  • Ádison Ramos
  • Barney Campos
  • Lucas Machado
  • Luciana Thomaz
  • Nádia Prado

Membros antigosEditar

  • Alyssa Gomes
  • Ana Lúcia Morais
  • Ana Paula Araújo (hoje na TV Globo)
  • Bette Lucchese (hoje na TV Globo Rio de Janeiro)
  • Bárbara Vhiegas
  • Bruna Verly
  • Bruna Carvalho
  • Cláudia Pfeiffer
  • Cristina Graeml
  • Débora Moraes (hoje na TV Tribuna)
  • Eliana Ferreira
  • Fernando Morais
  • Guilherme Peixoto (hoje na TV Globo Rio de Janeiro)
  • Julia Corson
  • Juliana Ribeiro
  • Karime Leão
  • Leandro Oliveira (hoje na TV Jornal)
  • Lucas Costa
  • Maria Valente
  • Nelia Ruffeil
  • Priscila Dianin
  • Priscila Brandão (hoje no Canal Futura)
  • Tiago Américo (hoje na RecordTV Rio)
  • Vítor Siqueira

RetransmissorasEditar

Lista de retransmissoras
Cidade Canal Cidade Canal Cidade Canal Cidade Canal
Aperibé - 30 Areal - 30 Bom Jardim 09 - Bom Jesus do Itabapoana 13 -
Cambuci - 33 Cantagalo 05 - Cardoso Moreira - 30 Carmo - 33
Conceição de Macabu 07 - Duas Barras 04 - Italva - 30 Itaperuna - 09 (33)
Laje do Muriaé - 30 Macuco - 30 Miracema - 30 Natividade 11 -
Petrópolis - 14 (30) Porciúncula 13 - Santa Rita da Floresta (Cantagalo) 13 - Santo Antônio de Pádua - 33
São Fidélis - 30 São José de Ubá - 30 São José do Vale do Rio Preto - 16 (30) São Sebastião do Alto - 04 (33)
Sumidouro 08 - Teresópolis - 26 (33) Trajano de Moraes 09 - Varre-Sai - 30

ControvérsiaEditar

Em 1990, época em que pertencia ao empresário Cláudio Chagas Freitas, a então TV Serra+Mar foi utilizada para emitir notas fiscais frias para contas bancárias fantasmas pertencentes ao político Antônio Carlos Magalhães (padrinho de casamento do proprietário da emissora), para financiar a sua candidatura a governador da Bahia nas eleições daquele ano, em transações que também envolveram a TV Bahia e a Construtora Norberto Odebrecht. 10 anos após o início das investigações, em outubro de 2001, Cláudio e outros três investigados foram condenados pela justiça a penas de 1 a 4 anos de prisão, cabendo recurso.[8][9]

Referências

  1. «Decreto nº 96.215, de 23 de junho de 1988». Planalto. Consultado em 15 de julho de 2021 
  2. a b «Inter TV Serra+Mar completa 30 anos de história». InterTV. 1 de maio de 2020. Consultado em 15 de julho de 2021 
  3. Lobato, Elvira; Santos, Chico (23 de março de 2002). «Rede Globo põe à venda parte de emissoras». Folha de S.Paulo. Consultado em 15 de julho de 2021 
  4. «Inter TV inaugura espaço cultural em Nova Friburgo». InterTV. 16 de maio de 2017. Consultado em 15 de julho de 2021 
  5. Barbosa, Christiano Abreu (21 de dezembro de 2011). «Sinal digital chega a Nova Friburgo». Folha1. Consultado em 15 de julho de 2021 
  6. «Sinal HD da Inter TV passa a atingir 2 mi de telespectadores em 17 cidades». G1. 14 de março de 2016. Consultado em 15 de julho de 2021 
  7. Nascimento, Luciano (12 de dezembro de 2018). «Sinal de TV analógico será desligado hoje no interior do RJ e de SP». Agência Brasil. Consultado em 15 de julho de 2021 
  8. Lobato, Elvira (6 de abril de 2001). «Laudo relaciona contas-fantasmas a ACM». Folha de S.Paulo. Consultado em 15 de julho de 2021 
  9. «Juiz condena quatro por contas fantasmas baianas». O Estado de S. Paulo. 25 de outubro de 2001. Consultado em 15 de julho de 2021 

Ligações externasEditar